Bolsonaro rejeitou pedido de Moro para nomear Deltan Dallagnol para PGR

O procurador vem sendo minado por revelações de conversas de Telegram vazadas pelo Intercept Brasil em parceria com outros meios de comunicação

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – O jornalista Kennedy Alencar informou na CBN, na noite de quarta (14), que Sergio Moro, ministro da Justiça, pediu a Jair Bolsonaro para indicar para a Procuradoria-Geral da República o coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol. “O nome do Dallagnol está fora. O Moro pediu, mas Bolsonaro não vai indicar.”

O procurador vem sendo minado por revelações de conversas de Telegram vazadas pelo Intercept Brasil em parceria com outros meios de comunicação.

Em uma das conversas divulgadas neste mês, Dallagnol e os demais procuradores de Curitiba denotam que não têm respeito pela autoridade de Raquel Dodge, que hoje ocupa a PGR.

Dodge é vista como uma figura próxima a Gilmar Mendes, um dos ministros do Supremo Tribunal Federal que contraria a Lava Jato. Além disso, ela desagrada os procuradores porque não dá encaminhamento célere às delações premiadas, como fazia Rodrigo Janot.

A delação de Leo Pinheiro da OAS, por exemplo, até hoje não foi encaminhada para o STF para homologação.

As mensagens divulgadas também mostram que os procuradores de primeira instância excluíram Dodge do acordão assinado com a Petrobras, e que resultaria na fundação da Lava Jato.

Ainda de acordo com Kennedy Alencar, Dodge perdeu força na disputa pela sua permanência na PGR depois que pediu providências em relação ao Eduardo Bolsonaro, que será indicado embaixador do Brasil nos Estados Unidos.

O jornalista apurou que Eduardo já tem votos no Senado para ser aprovado embaixador.

3 comentários

  1. O conluio implica necessariamente na vitória dos conluiados?

    Durante a audiência de $érgio Moro na Comissão de Constituição e Justiça, realizada em 19 de junho deste ano de 2019, o Senador petista Paulo Rocha afirmou que, durante o mensalão, houve um conluio para condená-lo. O $érgio Moro retrucou:

    “Havia um conluio para condená-lo e o Senhor foi absolvido?”

    Traduzindo: se pessoas se conluiam, elas sempre alcançarão seus objetivos. Se o objetivo não foi alcançado, então não houve conluio. Não há condenação, sem conluio prévio, assim como não há absolvição com conluio.

  2. BOLSONAROS & PROPINOVIAS, ATÉ ONDE ESTÃO ENVOLVIDOS…
    Investigação aponta prejuízo de 1,6 bilhão aos eleitores na concessão da Linha Amarela e da TRANSOLIMPICA com distribuição de vantagens ilícitas a políticos e membros do judiciário a partir do Rio de Janeiro…

    Eles sabem tudo e nada faz; Omi$$ão é crime, e nesse caso é formação de quadrilha.
    a) EDUARDO NA POLICIA FEDERAL
    b) CARLOS NA CÂMARA DOS VEREADORES
    c) FLAVIO COMO DEPUTADO ESTADUAL
    d) JAIR MESSIAS BOLSONARO

    LAMSA é uma Organização Criminosa que venho denunciando desde 1996 foi blindada pelo TRIBUNAL DE CONTAS DO MUNICIPIO e seu presidente THERIS MONTEBELLO, com envolvimento do MINISTÉRIO PUBLICO ESTADUAL sob supervisão do PGJ-MARFAN MARTINS VIEIRA, e por BANDIDOS DE TOGA que o JORNAL O DIA fez matéria mentirosa e sem conhecimento de causa alegando que eu queria matar juiz MARIO CUNHA OLINTO FILHO diretor do TJRJ da Barra da Tijuca, UM CORRUPTO ASSASSINO que desentranhou documentos e provas que hoje estão vindos à tona, uma imprensa marrom, interessada em vantagens pecuniárias e sensacionalismo barato, que ajudou a destruir a mim e minha família em detrimento da ORCRIM montada por CESAR MAIA e LÉO PINHEIRO junto com o grupo de estelionatários INVEPAR-LAMSA-OAS cujo advogado PAULO ELÍSIO DE SOUZA que também advoga pra esse JORNAL O DIA uma instituição que abriga alguns reportes irresponsáveis que também se aliaram a esse esquema do pedágio ilegal conhecido como PROPINOVIAS CARIOCA envolvendo Linha Amarela & Transolimpica AÉCIO NEVES que se mantem sob suspeita a base de distribuição de propinas via escritório de SERGIO BERMUDES qual faz parte GUIOMAR MENDES esposa de GILMAR MENDES sob os auspícios de muitos Ministros do STF que tem conhecimento de causa e delegados de Policia Civil e Federal, crimes permanentes aplicados aqui no Rio de Janeiro por essa quadrilha, citados por RACHEL DODGE-PGR como terra sem lei e por MARCELLO BRETAS-JUIZ como crimes praticados com a maior naturalidade

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome