Confronto entre facções deixa 52 mortos em presídio no Pará

De acordo com o governo paraense, 16 presos foram decapitados e os outros mortos tinham sinais de sufocamento

Jornal GGN – Um contro entre presos de duas facções deixou nesta segunda (29) pelo menos 52 mortos no Centro de Recuperação Regional de Altamira, no Pará. O governo estadual confirmou que, do total, 16 foram decapitados e os demais tinham sinais de sufocamento. Dois agentes penitenciários foram feitos de reféns, e liberados após o massacre.

A Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará, comandada por Jarbas Vasconcelos, confirmou que o confronto se deu entre as facções Comando Classe A e Comando Vermelho.

“Integrantes do Comando Classe A aproveitaram o momento em que as celas são destrancadas no início da manhã, quando os presos tomam café da manhã, para invadir o espaço do Comando Vermelho. Depois de matar parte dos rivais, os integrantes da facção local atearam fogo no pavilhão”, anotou o El País.

Segundo, o governo constrói um novo complexo penitenciário em Altamira desde 2013, com previsão de entrega para dezembro de 2019.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Multimídia do dia

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome