Covid-19: EUA libera uso emergencial da vacina da Pfizer

País tem mais de 15,8 milhões de infectados. Após a liberação da vacina, o presidente americano Donald Trump publicou um vídeo em sua conta no Twitter em afirmando que vacinação irá iniciar em 24 horas

Jornal GGN – A agência de regulação de medicamentos dos Estados Unidos, a FDA (Food and Drug Administration), aprovou nesta sexta-feira, 11, a liberação do uso emergencial da vacina contra a Covid-19 produzida pela americana Pfizer e a gigante europeia BioNTech. 

De acordo com a FDA, o imunizante da Pfizer “atende aos critérios legais para emissão nos EUA”, uma vez que “a totalidade dos dados disponíveis fornece evidências claras de que a vacina pode ser eficaz na prevenção da covid-19”. 

“A autorização do FDA para o uso de emergência da primeira vacina covid-19 é um marco significativo na luta contra esta pandemia devastadora que afetou tantas famílias nos Estados Unidos e em todo o mundo”, afirmou o comissário da agência, Stephen M. Hahn, em comunicado. 

Com 15.820.714 casos confirmados da Covid-19 e 294.715 mortes em decorrência da doença, segundo o monitoramento da Universidade Johns Hopkins, os EUA é o país mais afetado pela pandemia no mundo. 

Após a liberação da vacina pela FDA, o presidente Donald Trump publicou um vídeo em sua conta no Twitter comemorando a notícia e afirmou que a vacinação irá iniciar em 24 horas. 

Segundo a FDA, a vacina da Pfizer apresentou eficácia de 95% após a segunda dose, com base nos resultados dos  testes clínicos de Fase 3. Além dos EUA, o Reino Unido, Canadá, Bahrein e México também aprovaram o uso do imunizante

Com informações do UOL. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora