Emprego de subprodutos da produção de piches de petróleo na síntese de nanoesferas de carbono

O Estudo analisa o uso de resíduos de petróleo como precursores para a produção de nanoesferas de carbono pela técnica de deposição química de vapor. Os dados apontaram que o método é tecnicamente viável.

 A pequena sensibilidade à composição do resíduo de petróleo usado como precursor, associada ao fato de os resíduos empregados serem obtidos como subprodutos da produção de piches de petróleo, significa que o processo tem grande potencial para a síntese de nanomateriais a um custo reduzido e em escala industrial.

De acordo com o documento, os rendimentos obtidos, na faixa de 40-50%, e a baixa sensibilidade do processo à composição do precursor indicam que o processo é adequado à utilização industrial.

 Data: 2009

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora