Julgamento no STF, na quarta (25), não deve beneficiar Lula no caso triplex, diz jornal

Ministros tendem a manter regra que marcou julgamento de Bendine, mas limitar para não ter efeito cascata sobre outras sentenças da Lava Jato

Foto: Ricardo Stuckert

Jornal GGN – O Supremo Tribunal Federal se reúne na quarta (25) para discutir a regra que marcou o julgamento de Aldemir Bendine, representando uma grande derrota para a Lava Jato: a de que delatados não podem ter o mesmo tempo de alegações finais que os delatores.

Segundo o jornal, a maioria do STF tende a manter a regra, mas a ideia é limitá-la para não ter um “efeito cascata” sobre outras sentenças da Lava Jato.

No caso de Lula, por exemplo, o julgamento não deverá ter impacto sobre o caso triplex, pois o petista já foi julgado em 3 instâncias. Mas pode beneficiar o ex-presidente no processo do sítio de Atibaia, por exemplo. Este último está no TRF-4.

O fator limitante deve ser o de exigir que o réu tenha reclamado do rito processual (a questão das alegações finais) desde a primeira instância.

O julgamento no STF será feito no âmbito de um HC apresentado por Márcio de Almeida Ferreira, ex-gerente da Petrobras.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

3 comentários

  1. Nassif: se só valer para o SapoBarbudo na questão do Sítio, sinta a ironia do Çúpremu no critério —no sítio mineiro o MelianteOperárioNordestino tinha a posse da coisa, pois que lá residia. Esse seria o cancelado. Porém o outro, que deu notariedade ao meliante EliotNessTupiniquim, não havia nem posse, nem titularidade, já que sequer a coisa estava pronta. Para esse há validade a condenação. Se assim for, melhor deixar sem julgamento algum, como desejaria a ala feminina da Corte (MatriarcaDosAddams e RosinhaMinhaCanoa), tanto quanto aos seis do Delcídio. Esse teatrinho (mais um) tem comédia nova para encenar, sob a presidência do BonecoDeVentríluco. Bem feito pra esse retirante, que deu mole pros VerdeSauvas e pras Elites do sul. Da próxima vez, tem de limpa a eira…

  2. Só eu acho estranho a postura do Intercept/Brasil de retirar o destaque da Vaza Jato e há duas semanas não atualizar as partes da reportagem? Desistiram? Liberaram os furos para outros veículos? Mudaram as prioridades? Encerrarão as denúncias?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome