Justiça nega recurso da TV Globo contra censura de Flávio Bolsonaro

Em 4 de setembro, a emissora foi proibida de divulgar documentos do escândalo das rachadinhas

Tânia Rêgo/Agência Brasil

Jornal GGN – O desembargador Flávio Dutra, da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, negou nesta quarta (16) o recurso da TV Globo contra a censura imposta a pedido de Flávio Bolsonaro.

Em 4 de setembro, a emissora foi proibida de divulgar documentos do escândalo das rachadinhas, também conhecido como “caso Queiroz”. A informação sobre o recurso é da coluna Radar, da revista Veja.

A juíza Cristina Serra Feijó, da 33ª Vara Cível do TJRJ, foi quem acolheu o pedido da defesa do hoje senador para proibir a veiculação dos documentos.

Uma semana antes da Globo ser censurada, um juiz do Rio de Janeiro também impediu o GGN de veicular reportagens de Luis Nassif e Patrícia Faermann citando o Banco BTG Pactual.

O GGN recorre da decisão.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora