Lava Jato consegue bloquear R$ 18 milhões do PT em ano eleitoral

Segundo advogado do partido, o patrimônio foi inviabilizado em ano eleitoral com base em delação sem provas

Jornal GGN – A Lava Jato em Curitiba conseguiu uma decisão judicial que bloqueia R$ 18 milhões do Partidos dos Trabalhadores, o PT, em pleno ano eleitoral. Segundo o advogado da legenda, o ex-ministro da Justiça Eugênio Aragão, a força-tarefa atingiu o feito usando “uma delação não provada” para “inviabilizar o patrimônio de um partido, especialmente em ano eleitoral.”

A decisão do juiz federal Friedmann Anderson Wendpap, da 1ª Vara Federal em Curitiba, bloqueou R$ 18 milhões do PT e os bens e direitos de 18 réus envolvidos no caso. No total, foram mais de R$ 400 milhões bloqueados.

O processo diz respeito à construção do prédio da Petrobras em Salvador, batizado de Torre Pituba, cujo valor de obra foi reajustado em 326,93% ao longo de 10 anos. O empreendimento feito com dinheiro da Petros, numa parceria entre OAS e Odebrecht, seria alugado para a Petrobras por 30 anos.

O valor total da causa é de R$ 788 milhões, segundo a Lava Jato do Paraná, que alega que o ex-tesoureiro João Vaccari Neto envolveu a legenda na “prática de atos criminosos que geraram enriquecimento ilícito.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Salles pede votação de legislação em meio à pandemia

4 comentários

  1. Não sei viu, mas o PT e as esquerdas no Brasil estão indiretamente sendo protegidos de estarem sob os tiroteios dos irosos irados em tempos da maior crise da humanidade. Com esta ilusão de muitos de que o mundo vai continuar nos mesmos trilhos que vinham, é comovente. Estamos com trens de bitolas largas e o mundo de agora em diante é de bitola curta. Não vai dar certo e vai ter muita discussão, pressão, repressão e opressão.
    Veremos até 2022 quantos dos líderes mundiais atuais, morrerão por ataques cardíacos, envenenamentos, homicídios, golpes, suicídios, julgamentos voluntariosos. É só montar a planilha e começarem a contagem.

    6
    1
  2. Acredito que nunca teremos uma Justiça. O que tem aí, de há muito, é um Poder totalmente desvirtuado e a serviço de espúrias conexões com seitas, ordens (em vários sentidos), irmandades. Desde o caso Olga Benário que não se podem ter ilusões. E as viradas de mesa serão, como soem, constantes. Brasil Mais Som.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome