Marco Aurélio critica Moro e Kotscho vê esperteza de Bolsonaro

"Moro e Bolsonaro não enganam mais ninguém que tenha no mínimo dois neurônios", dispara jornalista, em artigo sobre o "compromisso" envolvendo vaga no STF

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – O “compromisso” de Jair Bolsonaro com Sergio Moro, envolvendo uma vaga no Supremo Tribunal Federal, conseguiu arrancar críticas até de um ministro da Corte. Na noite de segunda (13), Marco Aurélio Mello avaliou que pegou mal para Moro, que sai como se tivesse feito “uma troca” pelo cargo.

“Isso soa muito mal para o ministro da Justiça, como se ele tivesse feito uma troca. Agora só vai haver vaga em novembro de 2020, a não ser que tenha acidente de percurso ou antecipação de aposentadoria. Temos de esperar um pouco. Agora é péssimo. No contexto é muito ruim”, disse Marco Aurélio ao O Globo.

O jornalista Ricardo Kotscho questionou em seu blog “quando exatamente se acertou esse ‘compromisso’? Antes ou depois da eleição e da prisão de Lula?”

Para Kotscho, Bolsonaro “matou dois coelhos ao mesmo tempo: pegou carona na popularidade de Moro e tirou o ex-juiz da frente nas próximas eleições.”

“Moro e Bolsonaro não enganam mais ninguém que tenha no mínimo dois neurônios. (…) Moro continua em campanha permanente, assim como seu chefe Bolsonaro. Só não dá para saber ainda, em sua linguagem melíflua e arrevesada, se é candidato ao STF ou ao Palácio do Planalto.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Numa piscadela, Câmara transformou Pindorama em Brasigrécia, por Fábio de Oliveira Ribeiro

5 comentários

  1. O sujeito é candidato a tudo. Se tiver vaga de sindico tá dentro.
    Mas tem razão Kotscho ao afirmar que a dupla não engana ninguem com mais de dois neuronios.

  2. o que se sabe é que vivem de mentiras e invenções
    em conluio com a grande midia golpista
    e fake news infames….

  3. Bolsonaro é semi-analfabeto mas não é burro a ponto de não saber que a revelação da barganha que fez com o juiz igualmente semi-analfabeto iria expor Sérgio Moro. Então, por que tornou público esse toma lá, dá cá com o juiz miliciano? A explicação plausível é retaliação. Bolsonaro certamente cobrou de Moro que segurasse a quebra do sigilo bancário de Flavio Bolsonaro e de seu laranja, o Queiroz! Longe da proteção que recebia de seus capangas, Moro não teve poder para manipular a justiça federal do Rio de Janeiro, como costumeiramente fazia com os estrumes do TRF de 4, e foi decretada a quebra do sigilo bancário dos dois corruptos. No mesmo dia, Bolsonaro, como quem não quer nada, vingou-se do aliado inútil, revelando em público o caráter deformado de Sérgio Moro. Existe outra explicação?

  4. O bozo não inteligência suficiente para ser manipulador, portanto, tem que ser direto.
    E sendo direto levou a sua mensagem ao magistrado ministro: “Aê, sujeito, não é capaz de proteger a minha corja, tá fora!”

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome