O DVD pirata no AeroLula x 39 kg de cocaína na comitiva de Bolsonaro

Bolsonaro já defendeu pena de morte para traficante, mas isso foi antes de um militar da comitiva presidencial ser pego com 37 pacotes de cocaína na Espanha. A mídia - que escandalizou o fato de Lula ter assistido a um DVD pirata no avião da FAB - agora finge costume

Foto: Agência FAB

Jornal GGN – A notícia de que um militar brasileiro foi preso na Espanha, com 39 quilos de cocaína numa mala de mão, parece ter feito mais barulho na imprensa internacional do que por aqui.

O sargento Silva Rodrigues, segundo declarações dadas pelo vice-presidente Hamilton Mourão, viajou à Espanha na frente do avião presidencial, numa aeronave “auxiliar”, e embarcaria junto com a comitiva de Jair Bolsonaro quando este retornasse do Japão ruma a Brasília.

Ao longo desta quarta (26), o assunto foi dissolvido de outras notícias dos meios tradicionais de massa, que passaram longe de enquadrar a Presidência pelo feito.

São dois pesos e duas medidas, se compararmos à atenção dada ao episódio em que Lula foi pego assistindo a um DVD pirata dentro da aeronave presidencial batizada de AeroLula, em 2005.

 

O GGN ESTÁ EM CAMPANHA NO SITE “CATARSE” PARA LANÇAR UMA SÉRIE DE REPORTAGENS E UM DOCUMENTÁRIO INÉDITO SOBRE PREVIDÊNCIA, TOMANDO AS CONSEQUÊNCIAS DA CAPITALIZAÇÃO NO CHILE COMO EXEMPLO DO QUE O GOVERNO BOLSONARO DESENHA PRO BRASIL. PARA SABER MAIS E APOIAR ESSE PROJETO, ACESSE: www.catarse.me/oexemplodochile

 

A história de Lula saiu no Jornal Nacional no dia 9 de novembro de 2005. Nas semanas seguintes, a imprensa continuou repercutindo e polemizando o “crime” de “apologia à pirataria”.

O filme era “Dois filhos de Francisco”. Menos de 1 mês depois da “descoberta”, a Polícia Federal até prendeu um suspeito de ter “repassado” a versão pirata da biografia de Zezé di Camargo e Luciano para o ex-presidente Lula.

Leia também:  Mário e o folclore, por Walnice Nogueira Galvão

Enquanto isso, o evento envolvendo o governo Bolsonaro caminha sem grandes questionamentos no Brasil. Não se sabe até que ponto – somente no final da tarde de quarta (27) é que a identidade do militar foi revelada.

Ele será investigado pelas autoridades espanholas por tráfico de drogas.

Enquanto isso, nas redes sociais, o próprio Bolsonaro tenta amenizar a situação. Ele divulgou a seus seguidores que o militar fora “apreendido”, e não preso, “portando entorpecentes”, e não traficando drogas em nível internacional.

No passado, os Bolsonaro não foram tão cheios de dedos assim. O filho do presidente e atualmente chanceler informal, Eduardo Bolsonaro, já defendeu pena de morte para traficantes, a exemplo do que acontece na Indonésia. Em 2015, um brasileiro foi executado naquele País por causa desse crime, e membros da bancada da bala comemoraram.

Aqui no Brasil, Bolsonaro pai defendeu, no máximo, a instauração de um Inquérito Policial Militar (IPM) para elucidar o caso.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

13 comentários

  1. Se não bastasse entregar Alcântara, petróleo em alto mar – (Quem vigia isso?), Embraer, agora cocaína!
    É duro!
    De burro eles não têm nada, é pura conveniência…
    Essa lorota de comunismo já cansou…

    6
    1
  2. Dois pesos e duas medidas. Fica mais fácil assim para o atual governo e seus tentáculos famílias, bem como para a grande mídia tupiniquim! Esse o Brasil, não se iludam!

  3. A questão aqui não é o fato de alguém da comitiva ter tentando usar da oportunidade de fazer parte do staff da Força Aérea dando apoio à viagem presidencial ao exterior.
    A pergunta é como? Como alguém entra com 39 quilogramas de cocaína no avião da FAB integrante da comitiva? Que medidas de segurança protegem o presidente da República? Consideremos não somente o acesso das pessoas e bagagens à base aérea e ao avião, mas o escrutínio necessário e indispensável sobre as pessoas a quem se permite o acesso ao presidente e demais autoridades que o acompanham. O que aconteceu não foi um incidente fortuito, foi uma falha de segurança que, a princípio, pode estar indicando que não há – ou não são seguidas – as salvaguardas mínimas exigidas neste caso.
    O militar cometeu crime de tráfico internacional de entorpecentes, está e deverá ficar na Espanha para responder ao inquérito criminal, ser indiciado e julgado. Ponto! Assunto superado nesse aspecto.
    Agora, e os responsáveis pela lambança? O ministro do GSI, Gal. Heleno, é o titular responsável pela segurança do Presidente e outras autoridades, inclusive de chefes de estado e dignatários estrangeiros quando no Brasil. Ora, se alguém tem acesso um avião da comitiva dessa forma levando consigo quase quarenta quilos de substância ilícita nada o impediria – apenas como hipóteses de risco – que tivesse acesso ao avião presidencial, ao presidente ou a outras autoridades e que estivesse transportando explosivos ou armamento. Ninguém e, especialmente, o Gal. Heleno será responsabilizado por tamanha falha?
    Provavelmente, não. Em suma, bagunçou geral.

    5
    1
  4. A sorte sorriu para Bolsonaro. Se a escala fosse na Indonésia, queria ver a saia justa em que o presidente estaria metido: defender o traficante ou mandá-lo para o paredão?

  5. ah)eroína, a palavra do momento….
    junto com o dinossauro Vespersaurus
    descoberto na região de maringá,
    infelizmente conhecida nacionalmente por
    outros motivos menos nobres…
    o que disse nosso ministro da justiça no encontro no dea
    sobre
    o militar dacomitiva presidencial
    pego coa mão na coca – 39 quilos – num aeroporto de sevilha?

  6. 1. A tapioca paga por um ministro
    2. Eduardo Bolsonaro, há algum tempo,disse que os aviões da Venezuela transportavam droga

  7. 1. A tapioca paga por um ministro
    2. Eduardo Bolsonaro, há algum tempo,disse que aviões da Venezuela transportavam droga

  8. Nassif,
    Não se pode dizer que este analfabeto funcional seja um presidente com postura de presidente.
    Ele é infalível, não existe semana que não apareça para falar de lé com cré, nem mesmo cadeira de bebê escapou do fulano, que ainda não foi capaz de compreender o conjunto de prioridades que deveriam ser a preocupação daquele que, teoricamente, foi eleito de forma legítima, o que é o pior de tudo.
    Já vem estraçalhando o país há seis meses e parece que ninguém está percebendo que o país está caminhando para o precipício.
    Ah, esqueci que a reforma da Previdência consertará tudo num passe de mágica, yes…

  9. Era um pássaro? Um avião? Um cometa? Ou um traficante alado ao lado do miliciano alienado que a elite eUFÓrica, dominatrix, usa para de nós abusar?

    Só não pode dizer que era um objeto não identificado, hahahaha.

    Por falar nos aliens, grande notícia:

    Congress members get briefed on UFO sightings (estarão meus dias de solidão terminando…?)
    https://www.youtube.com/watch?v=sMUm1A7HpIk

    Caetano Veloso – Não Identificado (Ao Vivo)
    https://www.youtube.com/watch?v=FWtK4w-vOic

    Sampa/SP, 26/06/2019 – 18:10

  10. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome