Queda de Morales incentiva Guaidó na Venezuela

Líder opositor convoca novas manifestações contra Maduro no país, estimulado pela queda do líder boliviano

Foto: Reprodução/Wikipedia

Jornal GGN – A queda de Evo Morales na Bolívia incentivou o líder da oposição na Venezuela, Juan Guaidó, a reaquecer as manifestações no país contra Nicolás Maduro. A primeira iniciativa nesse sentido será realizada neste sábado (16)

Segundo informações do jornal Folha de São Paulo, o opositor convocou as manifestações mas não sabe ao certo o tamanho da acolhida da população. As únicas entidades que confirmaram participação nos protestos até o momento foram os sindicatos de trabalhadores. O salário mínimo equivale a US$ 10,70 (aproximadamente R$ 45) em um país onde a inflação deve fechar o ano em 200.000%, segundo estimativas do Fundo Monetário Internacional (FMI).

A última grande mobilização convocada por Guaidó ocorreu em 1º de maio, no dia seguinte após uma fracassada rebelião militar contra Maduro.

Desde então, a oposição e o governo se reuniram com a mediação da Noruega nos últimos meses, mas não foram registrados resultados. Os diálogos foram encerrados em setembro. Na última quarta-feira (13), aliados de Guaidó ocuparam por mais de 12 horas a embaixada venezuelana em Brasília.

O líder da oposição conta com o apoio de aproximadamente 50 países, dentre eles Brasil e Estados Unidos, e disse sentir “um frescor de liberdade” após a renúncia de Evo Morales após uma série de manifestações por denúncias de fraude nas eleições realizadas em 20 de outubro. Contudo, Maduro também pediu aos seus apoiadores que se mobilizem no sábado, e alertou que não vai tolerar uma tentativa de golpe de Estado como a que ocorreu na Bolívia.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome