Quem foi o jogador brasileiro que mais se aproximou de Pelé

Ronaldinho?

Ronaldo Fenômeno

https://www.youtube.com/watch?v=OFNFNvWEZ6s

Zico

Reinaldo?

https://www.youtube.com/watch?v=Dk02dGLfN7M

Romário?

Rivaldo?

https://www.youtube.com/watch?v=4mwQGF8in_4

 

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

16 comentários

  1. Garrincha.

    Ninguém foi igual a ele.

    Pelé foi um case de auto-marketing, então inédito, e bem sucedido.

    Não à toa ele floresce com o nascimento e globalização da Fifa S/A.

    Produto étnico para facilitar a operação África da máfia da entidade e ao mesmo tempo uma cabeça de ponte em qualquer luta antirracista no esporte com o personagem Pai Tomás do moço.

    Leônidas..
    Didi…
    Dida…
    Heleno…tantos outros que os limites de um tempo sem mídia(tv)esconderam de nós.

    Pelé é uma fraude repetida mil vezes.

  2. Só tem um jogador brasileiro que foi bi-campeão mundial e que só perdeu uma partida oficial jogando pelo Brasil, e mais sempre foi titular indiscutível para qualquer torcedor independente do clube.,Seu apelido conhecido mundialmente é GARRINCHA. Mas vocês sào novos e não assistiram o massacre brasileiro do qual muito jogador razoável ainda usa. Estão desculpados.

  3. Marta é a única jogadora que ultrapassou Pelé, A única que foi escolhida 6 vezes melhor do mundo, Marta é realmente um fenômeno: superou os craques Cristiano Ronaldo e Messi em prêmios individuais, superou Pelé em gols pela seleção brasileira e prova ser uma das maiores inspirações femininas para a nova geração – além de todo trabalho em campo, Marta é embaixadora da ONU e a única mulher a ter os pés marcados na Calçada da Fama do Maracanã. Aceita bando de MACHISTA.

  4. Peço vênia ao editor para modificar a pergunta,exceto Reinaldo,a pergunta é:”Qual desses jogadores conseguiu ser mais pilantra do que Pelé?”

  5. Bem. Cada um tem direito a uma opinião, claro, por mais absurda que seja. Mas incluir Rivaldo nessa lista é coisa de quem “não é do ramo” e sequer viu os mais antigos jogarem (século 20).
    Comparar jogadores de estilo muito diferentes é coisa um tanto infantil, pois os parâmetros são totalmente voláteis e a discussão descamba para um eterno impasse.
    Pela posição e o estilo do Pelé e o futebol praticado naqueles tempos o brasileiro que mais se assemelha é Zico. Ambos atuaram na mesma faixa de campo, partindo do meio de campo e concluindo as jogadas com extrema eficiência e genialidade. Foram exímios goleadores mesmo não sendo centro-avantes e sempre proporcionaram aos seus colegas infinitos passes para que estes também fossem goleadores (Coutinho, Toninho no Santos e Claudio Adão, Nunes, Doval, Luisinho no Flamengo). Também foram grandes campeões em seus clubes, vencendo tudo o que se pode imaginar. O incomparável Pelé foi mais feliz na seleção, batendo todos os recordes. Zico não teve a mesma eficiência com a amarela, apesar de ter o mérito de ser um dos poucos jogadores brasileiros a ter mais vitórias contra os argentinos, nossos maiores rivais. É o segundo maior artilheiro da seleção entre os não centro-avantes, só perde para Pelé.
    Quanto aos outros candidatos, Fenômeno, Romário e Reinaldo eram geniais atacantes, mas fixos em suas posições. Não tinham o arsenal de multiplos talentos e a visão de jogo que fazia daqueles “meias” jogadores mais completos e eficientes.
    Ronaldinho gaúcho é um caso diferente, pertence à categoria dos gênios de circo. Habilidade para lances de efeito e dribles o faziam ser um fator de desequilíbrio temido pelos adversários. Sua eficiência, no entanto, era prejudicada pelo excesso de plasticidade. Jamais foi goleador e não foi tão vencedor quanto seu futebol talvez merecesse (jogou 10 anos na Europa e venceu apenas 1 Italiano, 2 Espanhóis e 1 Champions com um Barcelona que era todo excelente). Maradona tinha um estilo parecido, mas foi bem mais eficiente e vencedor. Garrincha é um caso de “Pelé do circo”, infinitamente mais eficiente que o gaúcho.
    Finalizando: no estilo e posição de Pelé não vi ninguém que se compare em explosão, beleza, eficiência, genialidade, sobrenaturalidade. Costumo classificar jogadores em “prateleiras” onde vários gênios são colocados de acordo com seus feitos e assombros em suas épocas. Na prateleira abaixo de Pelé, coloco Maradona, Platini, Zico, Cruijff e Messi, todos com a mesma ordem de grandeza.
    Os mais antigos torcedores de diversos clubes, da época de meu pai, costumavam dizer que Zizinho “não devia nada” a Pelé. Infelizmente não tenho como opinar sobre isso…

  6. Nassif,
    Boa escolha de jogadores, todos eles fantásticos.
    Acredito que Garrincha esteja ausente pelo fato de não existir muito material disponível, porque foi, ao lado de Pelé, o maior de todos. Pelé treinava depois do treino terminado, enquanto Garrincha fugia dos treinos – um era esforço, o outro era algo divino, mágico.
    O que Ronaldinho Gaucho fazia em campo era, em minha opinião, uma obra de arte, e Romário era Romário, aquele que falava antes – vou ganhar a Copa, podem me cobrar depois. É de jogadores com este traço de personalidade que o futebol precisa, jogador bonzinho, como aqueles que chamam o técnico de “professor”, não pode dar certo. Ou seja, até mesmo o VLuxemburgo é professor, socorro.

  7. Zico, sem duvida nenhuma.
    Jogador de rara habilidade, objetivo, uma visão de jogo Espetacular, artilheiro mesmo sem ser atacante, cabaceador.
    Ou seja, o mais completo.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome