Os Brasis: a grande farsa, por Arkx

Os Brasis: a grande farsa, por Arkx

as tragédias se abatendo repetidamente sobre o Brasil tem uma de suas principais origens numa grande farsa: o jogo de cena do Lulismo e da Ex-querda na luta contra o Golpeachment.

um golpe só pode ser derrotado por um contra-golpe. sem um amplo e capilarizado movimento de massas, nenhum contra-golpe pode ser desferido.

a pedra fundamental da luta conta o Golpe de 2016 é obrigatoriamente a nulidade do impeachment, cuja inconstitucionalidade já foi reconhecida pelos próprios golpistas, ao admitirem não ter sido cometido nenhum crime de responsabilidade.

ainda assim, tanto o Lulismo quanto a Ex-querda jamais situaram a luta contra o Golpeahment no eixo da nulidade do impeachment, e muito menos fundada num movimento de massas.

a conveniente ilusão quanto a via eleitoral como a centralidade, redundará em não mais do que derrotas anunciadas e frustrações desmobilizadoras. a luta contra o Golpe de 2016 deve ser travada aqui e agora, não vai ser decidida mais tarde por algum candidato hipotético numa eleição viciada.

para justificar a estratégia de se pautar mais uma vez exclusivamente pelo calendário eleitoral, forjou-se uma série de frágeis argumentos claramente diversionistas, sem nenhuma base na análise dos fatos e na dinâmica da conjuntura.

– falta de reação popular: embora a resistência dos movimentos sociais ao golpe seja aquém do necessário, está muito além da expectativa, ao se levar em conta os longos 13 anos de cooptação de suas lideranças e amortecimento de sua mobilização. trata-se muito mais de paralisia das lideranças tradicionais do que imobilismo das bases. quanto a isto, um dos mais emblemáticos exemplo vem a ser o próprio Lula. após sua midiática “condução coercitiva” em 04/03/2016, embora tenha anunciado em entrevista coletiva a volta da Jararaca, prometendo a partir de então correr o Brasil, nada aconteceu além do retorno daquele que nunca se foi: Lulinha Paz e Amor;

– poder da Globo: apontar a Globo como quem manda no Brasil, nunca passou de um ardil hipócrita do Lulismo, pois nomear banqueiros, rentistas  e exportadores de commodities como o núcleo da lumpenburguesia brasileira seria também inviabilizar sua principal fonte de recursos de financiamento de campanhas. apesar da narrativa reducionista na qual a luta de classes se converte numa briga contra a Globo, esta sempre recebeu generoso patrocínio público e fartas verbas publicitárias durante os governos Lula e Dilma. sem nunca ter investido na criação e no fortalecimento das mídias alternativas e independentes, com um movimento autônomo sendo capaz de produzir autonomamente seus meios de expressão e comunicação, o Lulismo manteve paralisada esta enorme energia criativa;

– maioria no Congresso: na maior parte de seus governo, Lula e Dilma contaram com maioria no Congresso, sem disto resultar nenhuma conquista estrutural para o conjunto da população. formada a partir acordos fisiológicos de curto-prazo, tais maiorias não poderiam servir de base de apoio para qualquer projeto de país. ainda assim, mesmo quando o “congresso mais corrupto da história” aprovou a auditoria da dívida pública, Dilma se encarregou de vetar. foi também Dilma, ela mesma vítima de bárbara tortura durante a Ditadura Civil-Militar, quem propôs e sancionou a Lei Anti-Terrorismo. a “Democracia Liberal Burguesa” jamais foi além de instituição para cercear e manter sob controle a soberania popular, e nunca autenticamente representá-la. a construção da Democracia Participativa exige canais de exercício direto do poder popular. o que torna uma Democracia forte não são exatamente instituições sólidas e permanentes. e sim a forte e constante presença do Poder Instituinte, inclusive no seu aspecto destituinte. é ao se auto-organizar que a sociedade muda a si própria, através de uma práxis instituinte;

– interdição das críticas: o silenciamento do contraditório tem sido uma prática constante do Lulismo e da Ex-querda, seja sob o slogan de toda e qualquer crítica “fazer o jogo da Direita”, estigmatizando posições contrárias como “a Esquerda que a Direita adora”, ou mesmo do assassinato de caráter dos opositores, por uma infame e sistemática desqualificação pessoal como arma de neutralização do discurso crítico. como nenhum processo político emancipador avança se não tiver como um de propulsores o exercício de uma constante e rigorosa autocrítica, o Lulismo foi se degradando ao ponto de se converter numa espécie de seita política, com um arraigado culto à personalidade de Lula, fazendo deste um messiânico Salvador do Brasil, para com a permissão da Casa Grande ser o único capaz de cuidar do povo das Senzalas;

– união das Esquerdas: qualquer articulação política só se torna viável e produtiva a partir de um programa mínimo e de sua estratégia de aplicação. o Lulismo não propõe acordo com aqueles à sua Esquerda, sempre impôs submissão incondicional. não há nenhum debate sobre pontos mínimos programáticos, nada além de consenso em torno de Lula. mesmo as Caravanas acabam reduzidas a uma pré campanha eleitoral, impedindo de se tornarem um potente motor de mobilização social contra o golpe. submetendo ainda mais uma vez o movimento social autônomo ao calendário eleitoral, para engessá-lo na via institucional. as recente referências a um possível Referendo Revogatório, para anular as medidas do governo usurpador, são vagas e indefinidas e ainda assim condicionadas a uma vitória eleitoral e não como instrumento de luta e forma de organização popular. não será nenhuma “união das Esquerdas” que viabilizará a luta contra o golpe. é na luta concreta contra o golpe que se faz a união das Esquerdas; 

– pesquisas de popularidade e intenção de voto: um dos mais nocivos erros da Esquerda é transferir para institutos de pesquisa uma responsabilidade intrínseca ao próprio movimento: sua capacidade de aferir seu próprio pulso com seus próprios meios. isto só se torna possível quando há organização de base e quando existem canais efetivos de comunicação com a coordenação. este é um dos motivos do Lulismo ter sido apanhado de surpresa por Junho de 2013, como se houvesse sido não mais que imprevisível raio num céu azul, mas suficiente para levar Dilma a despencar de seus píncaros de popularidade até o chão do deserto do real. caso houvesse diálogo com a dinâmica dos fatos, ficaria óbvio como então a crise econômica já corroera a Pax Lulista. segundo o Sistema de Acompanhamento de Greves do DIEESE, se em 2012 haviam ocorrido 877 greves, em 2013 foram 2.050;

– reconstrução do centro democrático: não se pode ter qualquer centro sem ser referenciado à Direita e à Esquerda. mas no espectro político brasileiro, ser de Direita ou de Esquerda tornou-se um tabu. muito embora tenhamos Direitas de todos os tipos, nenhuma delas ousa se assumir como tal, com a exceção de BolsoNazi, este um dos motivos de seu fortalecimento. com uma Esquerda envergonhada em dizer o seu nome, todos querem ser de Centro, por isto o Centro migrou cada vez mais à Direita. não sem motivos, foi como Dilma definiu o fatal ajuste fiscal que acabou por corroer decisivamente sua já estreita base social: “Tivemos que fazer esse ajuste, que não é nem de direita, nem de esquerda, nem de centro”. numa situação de extrema radicalização, com o grande capital globalizado avançando de modo brutal sobre direitos do trabalho e patrimônio público, sem qualquer margem para a mínima conciliação, a busca por algum caminho do meio está na contra-mão da História;

– crise da representação: sem compreender a raiz de todos os problemas da conjuntura política atual, não se consegue estabelecer qualquer linha de ação adequada para sua superação. muito mais relevante do que o primeiro lugar nas pesquisas pré-eleitorais, é se considerar a grave crise de representação, aprofundada ao ponto  de em 2014 os votos nulos, brancos e abstenções terem sido superiores a votação recebida por Aécio Neves no 1º turno. no Rio de Janeiro, o total de nulos, brancos e abstenções superou a votação de Pezão, candidato do PMDB e apoiado pelo PT. em 2016 o índice de rejeição às urnas se acentua. a soma de votos nulos, brancos e abstenções ultrapassa votação do candidato que ficou em primeiro lugar em nove capitais. mesmo para uma estratégia puramente eleitoral, a disputa prioritária se dá muito mais pelo não-voto que pelo voto propriamente dito. mas para o não-voto ser reconquistado não basta marketing eleitoral, sendo indispensável uma outra relação entre parlamentares e eleitorado;

– única liderança: a trajetória do Lulismo foi também uma constante asfixia de toda e qualquer liderança que pudesse fazer frente a Lula. jamais se investiu na qualificação e desenvolvimento de novas lideranças, resultando uma direção burocrática com o movimento, autoritária com as bases, fechada sobre si mesma e servil ao Grande Líder. como incontestável exemplo se tem as sucessivas direções do PT e da CUT. mas não somente estas. pois o modelo contaminou muitas outras entidades, se disseminando na estrutura administrativa dos diferentes níveis de governo e também pela hierarquia das empresas estatais. ainda assim, a quantidade e qualidade de lideranças proliferando por toda a parte é prova inequívoca de vitalidade dos diversos movimentos, não só de resistência como de construção de alternativas concretas de outras formas de organização social. a superação da crise de representação impõe um outro modelo de liderança, colocado a serviço dos movimentos coletivos, e não fazendo estes movimentos orbitarem ao seu redor. a luta contra o Golpe de 2016 exige o reconhecimento e fortalecimento das lideranças locais e regionais, para deste processo algumas dentre elas se consolidarem no plano nacional. é sempre a luta concreta que faz surgir as lideranças autenticamente comprometidas com o movimento. não são as lideranças que fazem surgir as lutas, mas são elas fator decisivo para que as lutas ganhem força ou feneçam;

que se vayan todas as máscaras. a medida que diminuem os dias a nos separar de um ano longe demais, avança o estado de Alzheimer político, provocando sintomas mórbidos e fenômenos bizarros. caem todas as máscaras apenas para desmascarar rostos sem face. se tudo é farsa, as tragédias não cessam de se repetirem. um teatro sinistro no qual os principais personagens vagam pateticamente, sem haver qualquer autor. a máscara de cada um de nós também precisa se ir. não vai ser nenhum São Lula quem irá nos proteger. ou somos capazes de proteger a nós mesmos e uns protegerem os outros, e nos tornarmos autores e protagonistas coletivos, ou os fascistas vão nos caçar à pauladas em nossas casas. ou entendemos de uma vez por todas estarmos numa guerra. e que estamos perdendo. ou continuamos a esperar um salvador por surgir nas eleições de 2018. e de arbitrariedade em arbitrariedade, chegará aquela manhã em que o bonde da PF invadirá os blogs e a web, para nos conduzir coercitivamente a todos, com transmissão on-line pelo YouTube.

continuamos no rumo de tragédias sem fim, ninguém será poupado. podemos estar certos disto. não restará pedra sobre pedra. só nos resta fazer destas pedras nossas armas e com elas fundar os alicerces de um outro Brasil. seja onde estiver, seja como for: rebele-se!

o anjo da história tem agora seu rosto voltado para a frente. ele gostaria de deter-se para sacudir os vivos, juntar os escombros e enterrar os mortos. mas uma terrível tempestade sopra do inferno, vinda do futuro, e prende-se em suas asas com tanta força que ele não pode mais fechá-las. essa tormenta o impele irresistivelmente para trás, em direção a um passado imaginário, ao qual ele vira as costas, enquanto as ruínas se amontoam, crescendo até o céu.

.

60 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

arkx

- 2017-12-13 18:23:18

os Brasis: a grande farsa

valeu! seu comentário abre diversos pontos para um bate-papo, com trocas de ideias e perspectivas. vou me ater a dois deles, apenas para não ficar muito longa a réplica. abraços.

-> O golpe começou quando, como consequência das manifestações de junho de 2013/2014, Dilma anunciou como uma das cinco medidas prioritárias a serem tomadas por seu governo, o enquadramento da corrupção como crime hediondo. 

mesmo se mal compreendido e até repudiado, Junho de 2013 prossegue sendo o grande referencial, como ainda hoje é Maio de 1968.

a proposta de tornar a corrupção crime hediondo, não partiu das ruas, muito menos nelas esteve presente. ao contrário, trata-se da primeira investida da Direita para canalizar o movimento de massas em favor de seus interesses.

considere: em todo movimento de massas há infiltrações. o movimento de massas é para onde todas as forças convergem. ele as catalisa. e é nele que entram em disputa. o movimento de massas é a luta de classes viva ocupando as ruas.

em 18/06/2013, no vácuo aberto pela irrupção nas ruas, ocorre a primeira tentativa explícita de capturar as manifestações para impor uma pauta unificada a um movimento marcadamente horizontal e  descentralizado.

é postado um vídeo do Grupo Anonymous Brasil (sem ligação com o Anonymous original, o que mais tarde fica patente) reivindicando 5 causas: arquivamento da PEC 37/2011, a saída de Renan Calheiros da presidência do Congresso Nacional,  investigação e punição de irregularidades nas obras da Copa, pela PF e MPF, criação de uma lei que trate casos de corrupção no Congresso como crimes hediondos, fim do foro privilegiado.

tanto o Governo Dilma como as forças majoritárias de Esquerda não compreenderam a dinâmica de Junho de 2013. foram apanhadas desprevenidas por uma explosão não de todo imprevisível, julgando estarem numa situação confortável em virtude do alto índice de popularidade.

caso tivessem de fato dialogado com os fatos, sem visões preconcebidas, caso ousassem romper com seus próprios paradigmas, não teriam caído numa óbvia armadilha da Direita, ao assumirem as "5 causas" como nascidas das ruas, e não, aí sim, já de um laboratório de coleta e análise de dados para desestabilizar Dilma.

não foram as ruas quem desestabilizaram Dilma e a Esquerda. foram seus próprios erros. sua empáfia. sua cegueira. seu descolamento da realidade dos fatos.

deixo abaixo o link para o vídeo.

-> Os "coxinhas" deram o sinal verde para o impeachment ao colocarem nas ruas, segundo estimativas da mídia tradicional, três miljhões de pessoas em um só dia de manifestações.   A partir daí, só uma manifestação maior do que essa, o que não ocorreu, poderia evitar o golpe.

as estimativas da mídia oficial quanto as manifestações de 15-MAR-2015 são tão distorcidas quanto tudo o mais que ela publica.

a quantidade de manifestantes na Av. Paulista conforme anunciada na cobertura ao vivo, dá a exata dimensão de como foi manipulada. é matematicamente impossível, por não caberem tal número de pessoas naquele espaço, como a própria DataFolha se encarregou de divulgar. além disto, em tão curto tempo não haveria como ocorrer tamanho deslocamento de pessoas, por falta de infraestrutura de transporte para tal.

vejamos, segundo dados fornecidos pela PM-SP:

- 14:25h: 240 mil pessoas;

- 15:05h: 580 mil;

- 15:40h: 1 milhão.

portanto, se a Esquerda se deixou iludir por estes números, apenas caiu ingenuamente em outra clara armadilha da Direita.

há muito o que se conversar, o que se debater, o que se construir coletivamente. mas com desprendimento e boa vontade. só assim seremos capazes de superar o golpe.

vídeo: “As 5 causas”

[video: https://www.youtube.com/watch?v=v5iSn76I2xs]

.

Milton Andrade

- 2017-12-13 16:51:33

O enigma do pré e do pós golpe

 

O golpe começou quando, como consequência das manifestações de junho de 2013/2014, Dilma anunciou como uma das cinco medidas prioritárias a serem tomadas por seu governo, o enquadramento da corrupção como crime hediondo.   Ali quebrou-se qualquer aliança entre os corruptos e o governo.     Para colocar panos quentes sobre a ferida aberta, foi necessária uma batalha que expôs muitos líderes que tiveram que se colocar contra a proposta, criando um jogo de empurra-empurra entre executivo e legislativo, sobre de quem seria a competência, de que forma se daria, se MP, Lei, Decreto, se haveria plesbicito, referendo e uma centena de desvios de atenção  que desgastaram as relações entre os dois poderes e isolou a presidente.   Daí para o impeachment foi só umq questão de desdobramento desse isolamento.     Os "coxinhas" deram o sinal verde para o impeachment ao colocarem nas ruas, segundo estimativas da mídia tradicional, três miljhões de pessoas em um só dia de manifestações.   A partir daí, só uma manifestação maior do que essa, o que não ocorreu, poderia evitar o golpe.    O Legislativo, a mídia tradicional, o judiciário, Moro e o MPF foram os grandes ativistas dessa construção.   O pós golpe veio com praticamente toda a esquerda e suas lideranças fragilizadas.  Uma situação que começou a ser revertida pelo aprofundamento da crise e pelas medidas impopulares implementadas  pelo novo governo.   Cobrar a luta pela anulação do golpe de quem sofreu esse golpe é como achar que, depois de abatido, o defunto se levantaria e, agora sim, enfrentaria a fúria dos golpistas.     Essa é uma tarefa para o povo.   De baixo para cima, com novas lideranças nas ruas, enfrentando e levando o povo e o caído junto.   Lula perecisa do povo e de novas lideranças ao seu lado.      O lulismo não é Lula e sim toda uma ideologia e esperança de um país.    Se cometeu erros temos que saber que, se reeleito, não vai voltar a cometê-los.   O PT precisa governar de novo para devolver o bastão da democracia ao Brasil, seja pela anulação do impeachment, com o retorno de Dilma ou seja pelo voto com Lula em 2018.

arkx

- 2017-12-11 18:35:02

os Brasis: a grande farsa

-> Presidente Lula liderará resposta IberoAmericana

quando trocamos mensagens na web, seja numa área de comentários ou via Facebook, para quem escrevemos? qual nosso interlocutor? há de fato algum diálogo? ou estamos inexoravelmente sozinhos dentro de uma bolha virtual?

será que nós todos ao invés de retrucarmos uns aos outros, estamos apenas num monólogo do qual o Big Data é o único ouvinte? mas sempre mudo, sem deixar de coletar e arquivar tudo.

sendo assim, como todas estas trocas de mensagens (como esta que aqui e agora temos) fica armazenada em terabytes de terabytes, podendo a qualquer momento ser recuperada, e portanto ressignificada, isto implica numa linha do tempo bidirecional?

ou seja: será que estamos dialogando com algo que ainda não existe? ah! a “singularidade científica”? não, não exatamente. ou seria algo como a “inteligência coletiva”? talvez...

pode ser que estejamos construindo uma chave para uma porta que ainda não existe. algo que só depois iremos compreender.

déjà-vu.

.

arkx

- 2017-12-11 18:18:04

os Brasis: a grande farsa

se vc ainda não entendeu Junho de 2013, é porque nunca esteve nas ruas, nem durante nem depois. e toma como fato a narrativa conveniente de ter sido nada mais do que "obra da CIA para desestabilizar o nosso governo-companheiro".

analise o gráfico da pesquisa. no gráfico está exposto o nó da política brasileira. nenhuma solução virá sem desatar este nó. para desatar o nó é preciso não negar os dados. só pela compreensão dos motivos que levam, mesmo nesta conjuntura de grave radicalização, 65% a não sentirem-se representados é que poderemos construir programa, estratégia e chegar a um candidato capaz de viabilizar eleitoralmente.

caso contrário, mais uma grande tragédia se abaterá sobre todos nós.

p.s.: contra {Echelon}: esta área de comentários, seja como for, é fonte de inteligência. saia de sua bolha, pense fora da caixa. que tipo de inteligência pode ser gerada a partir da análise destes comentários como reação ao texto que postei? seja mais específica, qual o tipo de inteligência pode se ter a partir da análise de seus comentários?

.

Layz

- 2017-12-11 17:27:16


This comment has been deleted.

Layz

- 2017-12-11 17:13:32


This comment has been deleted.

Rui Ribeiro

- 2017-12-11 11:49:12

Os culpados do fascismo são os esquerdistas, não os fascistas

Pelamor, Arkx. Quer dizer que quem está nos conduzindo ao fascismo não são os fascistas mas os esquerdistas?

O papagaio come o milho mas é o periquito quem leva a fama.

arkx

- 2017-12-11 11:09:29

os Brasis: a grande farsa

enquanto o Lulismo e a Ex-querda permaneceram em seu delírio eleitoral, não haverá forças à Esquerda suficientes para se derrotar o golpe.

"crise da representação: sem compreender a raiz de todos os problemas da conjuntura política atual, não se consegue estabelecer qualquer linha de ação adequada para sua superação."

"mesmo para uma estratégia puramente eleitoral, a disputa prioritária se dá muito mais pelo não-voto que pelo voto propriamente dito. mas para o não-voto ser reconquistado não basta marketing eleitoral, sendo indispensável uma outra relação entre parlamentares e eleitorado"

p.s.: e nem adianta vir com os dados da pesquisa estimulada (na qual Lula lidera com 38%). analisem os dados, mesmo sendo até questionáveis.

.

arkx

- 2017-12-11 10:46:56

os Brasis: a grande farsa

sua linha de argumentação não é a de quem quer compreender meu ponto de vista. ao contrário, como minhas críticas ao Lulismo lhe incomodam, vc pretende apenas desqualificar a priori algo que vc ainda não comoreendeu, e se recusa a compreender.

vamos a um exemplo, de como este tipo de postura se revela como nada mais do que uma bolha política. vc destacou o seguinte trecho de outro comentário:

"simplesmente devido ao fato do país não ter sofrido nenhuma mudança revolucionária; não tivemos uma Sierra Maestra e batalhas sangrentas"

trata-se de uma afirmação completamente dissociada dos fatos da História Brasileira, que é repleta de "batalhas sangrentas" e de diversos tipos de "Sierra Maestra". só com um profundo desconhecimento ou um cínico desprezo do que foram as revoltas populares brasileiras para se afirmar tal impropriedade.

entre os fatos e as narrativas, a distância costuma ser descomunal.

outro exemplo:

se vc não consegue identificar em meus texto qual a minha proposta, claramente explicitada em cada um deles, é porque vc se nega a ver o que proponho. e o motivo é óbvio: as necessárias e irrefutáveis críticas ao Lulismo cegam sua visão. vc só olha para elas.

mais:

ninguém aqui no Nassif até hoje refutou nenhuma das críticas que faço baseadas em dados, por exemplo: não houve recuperação estrutural do salário mínimo, houve redução na geração de empregos acima da faixa de 3 SM, o pleno emprego foi uma farsa pois escamoteado pelo subemprego, o processo de desindustrialização se agravou, etc...

se vc quiser dialogar seriamente, sempre estarei acessível.

.

arkx

- 2017-12-11 10:44:38

os Brasis: a grande farsa

-> O espaço para crítica ao presidente Lula e à presidenta Dilma pela esquerda está praticamente esgotado.

foi justamente pela supressão do exercício crítico que o Lulismo nos arrastou ao golpe, após desde 1989 ter destruído internamente a proposta original do PT.

nenhuma luta emancipatória se viabiliza a não ser movida por uma constante autocrítica.

é próprio do Stalinismo, esta praga que dizimou a Esquerda, a supressão da crítica.

lamento do fundo do meu coração que vc não compreenda isto. a experiência mostra que este tipo de compreensão, quando há resistência em desenvolvê-lo, se dá através de um terrível processo de sofrimento. é o que se abaterá sobre o Brasil e toda sua população, inclusive eu mesmo, em 2018.

ainda dá tempo de se evitar este tragédia.

.

Layz

- 2017-12-11 02:44:27


This comment has been deleted.

zegomes

- 2017-12-10 22:14:53

"no momento, o futuro se

"no momento, o futuro se revela como mais uma grande tragédia. ainda dá tempo de evitá-la."

Como, amigo? Fazendo "revolução"? Como? Você mesmo não escreve em resposta ao Obsrvador1 :

"as massas miseráveis, despolitizadas, desorganizadas e em busca de grande líder salvador, jamais se insurgem na direção de um processo emancipatório. ao contrário, sempre se atiram nos braços do fascismo."  O comentarista Rei pergunta qual é a sua proposta, e em que Lula impede você de implementá-la. Também gostaria de saber.

zegomes

- 2017-12-10 21:42:24

Que comentário bacana! Eu

Que comentário bacana! Eu estou há três meses, movido pela indignação, tentando escrever um texto sobre "revolução e reforma", para dizer exatamente isso que foi dito acima: "simplesmente devido ao fato do país não ter sofrido nenhuma mudança revolucionária; não tivemos uma Sierra Maestra e batalhas sangrentas" .  Acho que nem vou mais continuar a escrever, pois diante desse comentário maravilhoso que diz tudo, não vou ficar espremendo minha fajuta "erudição" e me matando para expor o que já foi tão brilhantemente exposto.

arkx

- 2017-12-10 20:28:29

os Brasis: a grande farsa

-> Recobrar a legitimidade do poder civil exigirá um esforço imenso.

-> {Echelon} por {Echelon}

não haverá como "recobrar legitimidade do poder civil". esta mudança é definitiva. daí a quase intransponível dificuldade das pessoas em compreender, e aceitar, o que está acontecendo. nunca mais vamos ser aquele Brasil de antes do Golpe de 2016. não haverá retorno. não apenas no Brasil.

o mundo tal qual o conhecemos já ruiu, apenas ainda não se ouviu o estrondo. a Batalha do Brasil trata-se de algo muito mais complexo do que se mostra em suas camadas superficiais.

os bilhões e bilhões gastos no sistema de controle e vigilância global são em sua quase totalidade apenas transferência direta de recursos para as mega empresas do setor, sem redundar em nenhum controle e vigilância adicional além daquela já voluntariamente introjetada pelos usuários de FaceBook, Google, etc... contudo, há um efeito colateral imprevisto: o volume e a qualidade de processamento acabam por gerar uma IA completamente diferente de seus modelos de projeção antropocêntrica.

.

arkx

- 2017-12-10 20:24:14

os Brasis: a grande farsa

-> Obrigado pelos insultos

não há insulto algum!

preste mais atenção no que vc lê! assim talvez passe também a prestar mais atenção na realidade, e acabe conseguindo sair das bolhas e se libertar das seitas.

escrevi literalmente: "seu discurso é de um velho derrotado, frustrado, rabugento, defasado, impotente e doente."

não me referi a você, qualifiquei o seu discurso. não se pode insultar um discurso.

estou conscientemente fazendo seu joguinho, no qual não cabe racionalidade, nem argumentos, dados ou fatos, para que vc mesmo se desmascare: sua conduta é a de um velho stalinista!

quanto a vc especificamente, repito e enfatizo: "são vcs que nos arrastaram ao Golpe de 2016. e serão vcs quem tentarão nos levar ao fascismo. historicamente, a Esquerda pelega tão bem caracterizado por seu discurso, sempre foi quem pavimentou a via de acesso do fascismo ao poder."

quanto a "antevisão precisa do futuro" e "clarividência excelsa": postei algo a respeito em dezembro de 2016 aqui mesmo no Blog do Nassif. deixei mesmo um vídeo com indicações muito precisas e que foi tão execrado quanto mal compreendido.

no momento, o futuro se revela como mais uma grande tragédia. ainda dá tempo de evitá-la.

já sabemos que não podemos contar contigo. continue louvando o grande líder. aliás, o futuro também já revelou algo sobre. também ainda dá tempo de evitar.

.

Layz

- 2017-12-10 18:17:20


This comment has been deleted.

Rei

- 2017-12-10 17:32:18

INVENTANDO ESPANTALHOS: "A IMPOSIÇÃO DE LULA"

"...modelos de liderança como hoje é Lula se impusessem ao partido" SE IMPUSESSE??? QUEM IMPÔS??? QUEM SÃO AS VÍTIMAS DESSA IMPOSIÇÃO??? 

CRIOU UM ESPANTALHO PARA COMBATER: LULA SE IMPÕEM AO PT!!!

GRANDE PIADA!!! É A "IMPOSIÇÃO" MAIS ESPONTÂNEA DA HISTÓRIA DA ESQUERDA MUNDIAL... SIMPLESMENTE O PT HOJE É O PARTIDO MAIS EXECRADO DO PAÍS E TALVEZ O ÚNICO NOME QUE SOBREVIVE AO MASSACRE MIDIÁTICO DIÁRIO É LULA... E VOCÊ ACHA QUE ELE SE IMPÕEM??? 

O POLÍTICO QUE ESTÁ A FRENTE NAS PESQUISAS ELEITORAIS DO PAÍS PRECISARIA "SE IMPOR" NO PARTIDO MAIS EXECRADO DO PAÍS... QUE SEM LULA PROVAVELMENTE NÃO PASSARIA DE 5% EM ALGUMA ELEIÇÃO... É CURIOSO QUE NINGUÉM DO PT RECLAMA DESSA "IMPOSIÇÃO"... SÓ VOCÊ. ALIÁS, DIVERSAS LIDERANÇAS DO PT JÁ DISSERAM QUE NÃO HÁ PLANO B... ELES SÓ TEM LULA.

LULA NÃO SE IMPÕEM AO PT... LULA É A ÚNICA CHANCE DO PT CONTINUAR SOBREVIVENDO COMO PARTIDO VIÁVEL. ALIÁS... LULA É A ÚNICA CHANCE PARA A ESQUERDA CONSEGUIR NO MÍNIMO SE MANTER DE PÉ ENQUANTO PASSA ESSA "ONDA CONSERVADORA".

É EXTREMAMENTE PREJUDICIAL O SEU OPORTUNISMO... SE APROVEITAR DO MOMENTO DE FRAGILIDADE DA ESQUERDA PARA TENTAR CAPITALIZAR COM O DISCURSO ANTI-LULA E ANTI-PT... ALÉM DISSO, É COVARDE POIS NÃO SE ASSUME E NÃO COLOCA ABERTAMENTE SUAS PROPOSTAS, APENAS CRITICA E DEIXA IMPLÍCITO QUE NOVAS LIDERANÇAS DEVEM SURGIR... NÃO É A TOA QUE VÁRIOS COMENTARISTAS TE ASSOCIAM AO PSOL... FICA PARECENDO ESSES DEPUTADOS DE MORALIDADE SELETIVA QUE VIVEM DE FALAR MAL DO PT COM CAMPANHAS FINANCIADAS PELO PSDB.

 

 

 

observador1

- 2017-12-10 17:18:17

"Elogio em boca própria é vitupério"
Nassif, diante desse "seu discurso é de um velho derrotado, frustrado, rabugento, defasado, impotente e doente", "vc acha que sabe muita coisa, mas vc precisa encarar uma dura verdade: vc sabe muito pouco, praticamente porra nenhuma! não aprendeu nada com a vida. ficou vagando dentro de bolhas e convivendo em seitas" - retiro o que disse: os xingamentos ou provocações atingiram o alvo e este é o que já sabíamos, um profeta em busca de reconhecimento, prosélitos e demais prebendas de um sumo-pontificado venturoso. Ao auto-glorificar sua antevisão precisa do futuro, sua clarividência excelsa e asseverar que "tudo, absolutamente tudo, que aqui postei depois se confirmou" deixa longe Nostradamus e demais gênios de sua estirpe de leitores do futuro. É uma pena que tamanha genialidade ainda dependa de elogio em boca própria ou de vitupério para sobressair, mas a Coxinholândia ainda haverá de consagrar tanto ódio ao metalúrgico que ousou reduzir a desigualdade social, quem sabe até o ex-secretário de redação da FSP, André Singer, o nomine entre os anti-lulimistas que insistem em enxovalhar a única liderança civil que se contrapôs ao neoliberalismo tucano, tentando desmerecê-lo nesta blitzkrieg eleitoral em andamento. Obrigado pelos insultos, continuo sem endossar ciborgues infiltrados e não corro o risco de minhas filhas gostarem de oportunistas de plantão, pois sabem discernir entre o bem e o mal e, tendo lido Josué de Castro, sabem que a fome conscientiza mais que qualquer ideologia quem já a havia superado e volta a ser condenado a sofrê-la para custear a iniquidade dos golpistas ou nababos da elite perversa que tenta nos reconduzir à escravidão. Ou seja, o fascismo que domina nosso planalto central jamais presidirá a luta contra as desigualdades sociais.

arkx

- 2017-12-10 16:55:41

os Brasis: a grande farsa

-> ERRADO SEGUNDO QUEM, BACANA??? VOCÊ ESCREVEU O MANUAL DE CERTO E ERRADO DA ESQUERDA DA DÉCADA DE 80???

sua ignorância quanto ao processo de nascimento do PT é característica do imenso mal que a seita do Lulismo causou à política brasileira.

pesquise, leia e estude.

o estatuto de fundação do PT criou uma estrutura interna baseada em Núcleos Autônomos de Base, justamente para evitar que modelos de liderança como hoje é Lula se impusessem ao partido.

.

arkx

- 2017-12-10 16:45:03

os Brasis: a grande farsa

certo, Lady Zarkhay

-> A resposta áspera e impetuosa desestimula a participação.

nem áspera e muito menos impetuosa. dura e franca, certamente. ainda assim, se de alguma forma lhe passou como um desestímulo à participação, desculpe-me, pois não é o caso. entretanto, qualquer diálogo para ser produtivo deve sempre ser franco, e muitas vezes é impossível não ser duro.

principalmente quando a expressão "Lulismo" parece incomodar mais do que os graves erros que em nome dela foram cometidos.

além disto, tão importante quanto conhecer a doutrina e a estratégia do inimigo é analisar nossas próprias doutrinas e estratégias, principalmente quando nos levam a derrotas repetidamente anunciadas.

também não posso deixar de citar que as doutrinas e estratégias do Império não parecem estar sendo bem sucedidas, desde que encontrem oposição à altura. como o demonstram o casos da tentativa de golpe na Turquia e a derrota na guerra da Síria. e como na situação em curso bastante pedagógica: o levante popular em Honduras contra a fraude nas eleições.

ainda de maior importância é o debate sobre o conceito mesmo de "inimigo". afinal quem é o inimigo? sou dos que entendem que o inimigo está em toda a parte. nosso maior inimigo é nosso modo de vida. e é a partir desta doutrina que devemos elaborar nossa estratégia.

.

Layz

- 2017-12-10 15:27:07


This comment has been deleted.

Rei

- 2017-12-10 13:06:32

Não estou "atacando"... estou apenas... atacando

Reli seu texto e continuo com a mesma impressão... seu texto não faz "críticas" construtivas ou coisa do tipo... faz um ataque frontal com críticas vazias e descabidas... na própria resposta do comentário fez isso: "Lula, Dilma e a Ex-querda são emblemáticos exemplos de um modelo de liderança que já era considerado errado em 1980, quando o PT nasceu." ERRADO SEGUNDO QUEM, BACANA??? VOCÊ ESCREVEU O MANUAL DE CERTO E ERRADO DA ESQUERDA DA DÉCADA DE 80??? 

SUAS CRÍTICAS SÃO IDÊNTICAS AO QUE SE VÊ NO MBL, GLOBO, VEJA... ESSAS FRASES DE EFEITO SEM NENHUMA PROFUNDIDADE... FICAM AQUI ALGUNS QUESTIONAMENTOS:

1-ERRADO COMO? O QUE SERIA CERTO

2-CITE OUTRA LIDERANÇAS QUE FIZERAM O QUE VOCÊ CONSIDERA CERTO 

3-SE ERRARAM E CONSEGUIRAM LEVAR A ESQUERDA A PATAMARES NUNCA ANTES PENSADOS... QUEM ACERTOU ESTÁ ONDE??? 

 

SINCERAMENTE... SEUS TEXTOS ME DEIXAM SEMPRE COM A IMPRESSÃO QUE VOCÊ QUER LANÇAR UM PROJETO PESSOAL QUE FICA ECLIPSADO POR "LULA E DILMA E A EX-QUERDA"... EM LUGAR DE MOSTRAR SUAS PROPOSTAS, VOCÊ SIMPLESMENTE ATACA A ESQUERDA ATUAL...

ONDE ESTÃO SUAS PROPOSTAS??? QUAL É O SEU MODELO??? FICAR FAZENDO LONGOS TEXTOS CRITICANDO POLÍTICOS NO BRASIL É MUITO FÁCIL... ATÉ HOJE FOI SÓ ISSO QUE VOCÊ FEZ...

arkx

- 2017-12-10 13:06:07

os Brasis: a grande farsa

-> A expressão "lulismo" é do inimigo

a expressão Lulismo foi consagrada teoricamente por um grande Lulista, André Singer em seu livro: "Os Sentidos do Lulismo". é dentro deste referencial que eu a emprego.

-> diga-nos o que vê.

vejo uma Esquerda equivocada que nos levou ao abismo do Golpe de 2016. e vejo a mesmo Esquerda nos conduzindo, por seu repetidos erros, ao inferno do fascismo.

vejo uma tragédia que se repete. vejo as mesmas farsas como causas destas tragédias. vejo cegos guiando cegos.

p.s.: F3EAD. tão ou mais importante do que conhecer a doutrina e estratégia do inimigo, é estabelecer as suas próprias. e?

.

arkx

- 2017-12-10 13:04:32

-> Não endosso ciborgues

-> Não endosso ciborgues infiltrados

-> não compactuo e muito menos endosso neste espaço sagrado que nos resta para livre opinarmos.

-> sem terem folha corrida ou comprovação de militância no resgate democrático

infiltrado aonde , cumpadre. na tua seita? na tua bolha? no teu "espaço sagrado"?

pessoas como vc abrem boca, ou se põe a escrever, e logo se desmascaram. sofrem da velha doença da senilidade precoce do comunismo: o Stalinismo.

o terror é a norma. filtrar a admissão. adaptar os neófitos. expurgar os dissidentes. interditar o contraditório. eliminar a divergência. suprimir a crítica. não se espere a ascensão de nenhum outro fascismo, além daquele já em vigor nas bolhas e nas seitas.

foram vcs quem destruíram o PT. foram vcs quem destruíram as revoluções socialistas. foram vcs que arruinaram o sentido da palavra "Comunismo". foram vcs quem criaram os gulags soviéticos.

são vcs que nos arrastaram ao Golpe de 2016. e serão vcs quem tentarão nos levar ao fascismo. historicamente, a Esquerda pelega tão bem caracterizado por seu discurso, sempre foi quem pavimentou a via de acesso do fascismo ao poder.

escrevi neste Blog do Nassif entre 2006 e 2009. e agora desde 2015.

tudo, absolutamente tudo, que aqui postei depois se confirmou. os sinais de uma grande crise do capitalismo, confirmada em 2008.  adverti que não seria nenhuma marolinha, também se confirmou. argumentei que as medidas adotadas pelo Lulismo eram insuficientes, também confirmado. escrevi à exaustão, ainda antes de sua primeira eleição, que Dilma levaria o país à sua maior crise, confirmado. e mais recentemente, avisei que estávamos no rumo de um golpe, confirmou-se. e que o Lulismo não iria se opor, iria capitular voluntariamente. mais uma confirmação.

e agora, frente a grande tragédia que se aproxima, alerto: o fascismo já está aqui.

se depender de pessoas como você, mais uma vez vou lamentar muito por ter mais uma vez a realidade confirmado meus alertas.

vc acha que sabe muita coisa, mas vc precisa encarar uma dura verdade: vc sabe muito pouco, praticamente porra nenhuma! não aprendeu nada com a vida. ficou vagando dentro de bolhas e convivendo em seitas.

seu discurso é de um velho derrotado, frustrado, rabugento, defasado, impotente e doente.

no seu caso, a Vânia (comentou abaixo) está prenhe de razão, como diria Julinho da Adelaide: "você não gosta de mim, mas sua filha gosta".

p.s.:

-> pois o retorno à miséria poderá deflagrar a sublevação de baixo para cima

as massas miseráveis, despolitizadas, desorganizadas e em busca de grande líder salvador, jamais se insurgem na direção de um processo emancipatório. ao contrário, sempre se atiram nos braços do fascismo.

.

.

arkx

- 2017-12-10 10:47:34

os Brasis: a grande farsa

-> ôxi... mandei a música errada sem querer

mandou não. eu entendi perfeitamente. leve fé, quase sempre eu entendo. "como já dizia Jorge Maravilha, prenhe de razão: mais vale uma filha na mão, do que dois pais voando".

mas é que no mesmo vídeo, lá pro final, Julinho Chico Buarque da Adelaida faz a referência ao "chame  ladrão".

as triste verdade é que todos estão ficando velhos, inclusive eu. e ficar velho, na maior parte das vezes, é ter consolidado os erros e perdido a vitalidade, a capacidade de se autotransformar.

as pessoas da minha geração estão morrendo. nem bem ficam "idosas" e já vão morrendo. para a atual expectativa de vida, não deixa de ser morrer "jovem". só nos últimos meses se foram dois que conheci. é deprimente.

descobri mais coisas sobre Cambuquira. qualquer hora eu conto. tem também um cara muito legal, que inclusive o Nassif publica artigos deles aqui: Franklin Frederick.

grande abraço

.

observador1

- 2017-12-10 09:36:10

Não endosso ciborgues infiltrados
Nassif, preciso revisar meus xingamentos e provocações, pois depois de lembrar que os sumos pontífices que costumam surgir nesses anos eleitorais, propondo bulas salvadoras e excomunhões miraculosas sem terem folha corrida ou comprovação de militância no resgate democrático, me fazem lembrar daquele ex-presidente da UNE que foi para os EUA no auge da repressão ao movimento estudantil e depois voltou personificando uma liderança revolucionária que nunca exerceu, chego à conclusão que xingar alguém de José Serra é elogiar perfis vencedores dispostos a seguir-lhe o exemplo bem sucedido de multimilionário graças à política. Só o presente dele à filha, uma participação acionária de 100 milhões de reais numa rede multinacional de sorvetes, demonstra como um filho de vendedor de frutas do mercado central paulistano soube enriquecer sem jamais passar pelos dissabores que aceleraram a morte da mulher de Lula, até hoje acusada de haver comprado pedalinhos para os netos se regalarem em um mini-lago de um sítio, que precisaria ser vinte vezes maior para poder encher pela metade a piscina olímpica do senador tucano no Alto de Pinheiros, que foi sem nunca ter sido e é por excelência um dos oponentes que o ex-torneiro mecânico teve e tem pela frente. Além do insulto mor ter virado elogio, concluo que a ironia leve é lida como "ira e incompreensão" por um comentarista que insiste em considerar o PT e Lula como todo-poderosos que se negaram a usar esse poder para eliminar os inimigos que nos assolam agora, como os banqueiros, rentistas e empresários da soja-milho-pecuária, sem esquecer o STF-STJ. Por isso, é bom lembrar que Lulinha Paz e Amor conseguiu reverter a queda livre da economia nacional, pagar a dívida contraída pelo FHC e seu séquito junto ao FMI e resgatar entre 30 e 60 milhões de pessoas da miséria, mas jamais deixou de ser o negociador de porta de fábrica e muito menos empoderou lideranças supostamente esquerdistas, optando por ceder os postos-chaves aos partidos com maior representação na Câmara Federal e Senado, sob pena de não realizar o que realizou. Também não cooptou e imobilizou movimentos sociais, pois disso a ditadura militar e o primado tucano já haviam cuidado. PC, PC do B, VPR, ALN, VAR-PALMARES e outras entidades que se insurgiram contra a extrema direita verde-oliva já haviam desaparecido de há muito e as organizações não-governamentais foram convertidas em OSCIPIS bem comportadas antes dele chegar ao Palácio do Planalto. Dizer que ele criou o Lulismo é conversa mole de psolistas que queriam ministérios estratégicos e não os receberam, simplesmente devido ao fato do país não ter sofrido nenhuma mudança revolucionária; não tivemos uma Sierra Maestra e batalhas sangrentas, apenas um negociador que entre alterar o sistema educacional ou construir as escolas que lhe faltavam, preferiu construí-las à despeito dos grupos privatizantes que queriam o fim do ensino gratuito e universal. Entre salvaguardar a massa popular ou expô-la à força bruta, Lula administrou no fio da navalha, sem mexer no PIG sob o comando de seus eternos adversários. Entre fortalecer o PT e deixá-lo como era, um partido de sindicalistas, deixou como era, sob o comando de um copy-desck de jornal discreto e comedido. Em suma, Lula não promoveu a redemocratização, não alterou as estruturas que levaram Getúlio Vargas ao Suicídio e inviabilizaram Jango Goulart, tampouco fez cabeça da multidão. Fez pior do que tudo isto. Deu honra, comida e dignidade aos bolsões mais miseráveis e sempre marginalizados, pois não dispunha de tempo para a reforma educacional, para a construção de uma História brasileira que resgate a verdade e leve a população a fechar questão em torno das conquistas obtidas. Mas subversão maior que a que concretizou não existe, pois o retorno à miséria poderá deflagrar a sublevação de baixo para cima que neoliberalismo ou verde-olivas sob seu comando jamais conseguirão sopitar, reprimir ou domesticar, via força bruta ou via JN fakes e novelas globais. Por tudo isto, só posso concluir que alguém que desconsidera tais fatos e insiste em caluniar Lula/Dilma só pode ser ciborgue sem alma, com quem não compactuo e muito menos endosso neste espaço sagrado que nos resta para livre opinarmos.

Serjão

- 2017-12-10 09:27:26

Essa é melhor

https://www.ocafezinho.com/wp-content/uploads/2017/12/uerj1-compressed.jpg

Ontem, 09, o encontro do Lula com artistas e intelectuais, no último encontro da Caravana.

O Nassif poderia colocar o vídeo também aqui no seu espaço, assim como fez o Tijolaço e O Cafezinho.

Destaco uma frase da filósofa e escritora Márcia Tiburi:

"Lula, eu já te odiei tanto..., e agora, eu te amo tanto!"

E o próprio Lula:

"...ser for necessário ser esquerdista, eu sou mais do que muita gente...."

Sobre o Moro: "... o cara é do mal...! "

https://www.facebook.com/Lula/videos/1522239307845064/

https://www.ocafezinho.com/2017/12/09/lula-com-os-intelectuais/

http://www.tijolaco.com.br/blog/lula-aos-intelectuais-bom-seria-se-o-congresso-fosse-de-esquerda-mas-nao-e/

Vânia

- 2017-12-10 05:38:01

grau 90

http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica-brasil-economia/63,65,63,14/2015/12/11/internas_polbraeco,510327/dilma-nao-comenta-saida-de-levy-pergunta-tem-grau-90-de-subjetividade.shtml

A presidente Dilma Rousseff evitou comentar, na manhã desta sexta-feira (11/12) a eventual saída do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, do cargo. Questionada diversas vezes sobre a possibilidade, ela tentou se esquivar, mas diante da insistência de repórteres afirmou que não responderia "a pergunta com esse grau 90 de subjetividade".

Vânia

- 2017-12-10 05:26:55

ôxi... mandei a música errada sem querer

estava me referindo a esta outra:

[video:https://www.youtube.com/watch?v=jeBIOC6-Tn8]

Não gosto de dar muitas explicações (geralmente desnecessárias) mas o sentido do que eu disse na mensagem anterior é mais ou menos o seguinte: os/as filhxs dos petistas - supostamente de esquerda - se forem realmente de esquerda vão entender muito bem o seu diagnóstico da atual conjuntura. 

Por isso: Voccê não gosta de mim... sua filha gosta ♪

Layz

- 2017-12-10 05:26:23


This comment has been deleted.

arkx

- 2017-12-10 02:21:20

os Brasis: a grande farsa

-> Abraços.

aí, junto com a galera de Cambuquira estamos na maior batalha para o Governador Fernando Pimentécio não privatizar as águas minerais curativas de Caxambu e Cambuquira. abração.

ONGs estão preocupadas com possível privatização de parques no Circuito das Águas

http://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/jornal-da-eptv/videos/t/edicoes/v/ongs-estao-preocupadas-com-possivel-privatizacao-de-parques-no-circuito-das-aguas/6346127/

vídeo: Cambuquira: Lei da doação do Parque das Águas ao Município

[video: https://www.youtube.com/watch?v=GMRf2C58_iM]

.

arkx

- 2017-12-10 02:10:54

os Brasis: a grande farsa

-> "o tango de um inimigo só", de Arkx contra o "lulismo", "ex-querda", "São Lula" e adjacentes.

não apela. discorde, mas não minta! sempre deixei bem claro quem são nossos inimigos:

neste mesmo texto: "banqueiros, rentistas  e exportadores de commodities como o núcleo da lumpenburguesia brasileira"

em outro texto recente: "é preciso nomear com definição e determinação. para que todos saibam, de uma vez por todas. nosso inimigo principal não é a Globo, a "classe média", os patos amarelos, o PSDB e o PMDB, etc... nosso inimigo principal é a lumpenburguesia brasileira. o inimigo interno sempre sabotando e traindo o Brasil e sua população."

enquanto isto: TORCIDA: Uma parcela do PT acredita, e defende, que Lula busque para vice um nome do mercado para amenizar a imagem de "radical" que voltou a ter para parte dos empresários. A torcida recai sobre Luiz Trabuco, do Bradesco –apesar das enormes dificuldades previstas para convencê-lo a topar a parada.

.

arkx

- 2017-12-10 02:08:16

os Brasis: a grande farsa

-> Eu não entendi por qual motivo para "surgir um novo modelo de liderança" é necessário atacar Lula, Dilma e a Ex-querda???

meu Rei, num leva a mal, mas tu não entendeu quase nada do que escrevi:

- não tem ninguém "atacando". crítica e autocrítica são o motor de uma política emancipatória;

- Lula, Dilma e a Ex-querda são emblemáticos exemplos de um modelo de liderança que já era considerado errado em 1980, quando o PT nasceu. aliás, o PT nasce exatamente contra este modelo de liderança e para construir um outro.

.

arkx

- 2017-12-10 01:56:53

os Brasis: a grande farsa

caro observador1,

-> Que tal mandatos intermitentes para nossos políticos?

há diversas boas observações em seu comentário. como esta acima destacada. como vc deve se recordar, foi algo muito discutido durante os primeiros anos do PT. seria mais do que oportuno que voltasse a sê-lo. talvez fosse apropriado que Lula ele mesmo encampasse esta proposta.

como reagiriam os parlamentares profissionais que hoje infestam o PT? provavelmente lhes desfechariam a mesma ira e incompreensão que vc agora desfecha contra este "proparoxístico ciborgue". mas a vida é assim mesmo... dura.

-> o maior erro da oposição ao neoliberalismo foi não ter mobilizado a sociedade para escrever nossa História pós-março de 1985, ajuntando tudo o que nos aconteceu para não correr-se o risco de repetir tudo outra vez

mais uma boa proposta. e por que não aconteceu na época? e por que Lula e o PT nunca a defenderam, quanto mais colocá-la em prática? a resposta conduz as mesmas conclusões deste texto que vc se empenha em desqualificar: pouco a pouco o PT e o Lulismo se tornaram forças do sistema.

a dura verdade é que a prosseguir com observações e propostas deste tipo vc vai acabar me dando razão. aliás, já deu. basta analisar o trecho abaixo:

-> consertar o que pode ser consertado e irmos em frente, propondo à população em plebiscito algumas medidas prosaicas capazes de debelar a crise,

ou seja: está me endossando quando afirmo que a luta do Lulismo contra o golpe não passa de uma grande farsa. e também não vão fazer referendo revogatório algum. querem apenas implementar "algumas medidas prosaicas" e "irmos em frente".

não vai dar certo. ou o Brasil vai virar de novo Honduras. ou a crise não vai ser debelada e vai se aprofundar, conduzindo a um caos social do qual emergirá o fascismo.

vem aí mais uma grande tragédia.

.

jonas carvalho

- 2017-12-10 01:36:01

Estranho este ARKX

O homem escreve truncado demais. Nao usa maiuscula no inicio de frases e nem ponto final. Sera um genio ou um louco? Quanto a desmerecer a lideranca de Lula eh coisa de ex-petista (psolistas,redistas etc.). Cade a Heloisa Helena ? Cade a aecista Marina ? Ainda bem que temos Lula para carregar a bandeira da resistencia.

arkx

- 2017-12-10 01:29:42

os Brasis: a grande farsa

-> Em Honduras, os antigolpistas estão há 8 anos sofrendo por acreditar que as eleições presidenciais iriam tirá-los da grave situação sob a qual vivem.

vc foi direto no alvo. foi em Honduras, e tb no Paraguai, o laboratório do golpe parlamentar, depois aplicado no Brasil.

agora em Honduras se aplica o golpe de fraudar as eleições. e que força está resistindo ao golpe? o povo nas ruas!

como deveríamos ter feito no Brasil. como deveríamos estar fazendo. e como teremos que fazer nas eleições de 2018.

por que é tão difícil de se compreender isto?

mas os caras estão dando por certo que vai ter eleições, que a Lula vai ser permitido se candidatar, que Lula vai ganhar e que vai tomar posse! tudo por um nobre gesto de despojada magnanimidade do grande capital globalizado!

é dose... depois vão ficar chorando e inventando um monte de justificativas.

.

arkx

- 2017-12-10 01:13:56

os Brasis: a grande farsa

-> A massa, amigo

 

infelizmente não estava no Rio e não pude ir. assim como estive presente no ato em que Lula discursou recentemente na Av. Chile, nas proximidades do prédio da Petrobrás. não sou anti-Lula.

estive revendo uns vídeos antigos.

video: Eleições 1989 - Brizola apóia Lula

[video: https://www.youtube.com/watch?v=u4e_XEUYxds]

.

arkx

- 2017-12-10 01:02:02

os Brasis: a grande farsa

oi,

com esta PF que invade universidades para conduzir coercitivamente reitores, enquanto não tá nem aí para 450kg de pasta base de cocaína, tem que fazer igual ao Chico: "chame o ladrão! chame o ladrão!"

descobri um monte de coisa interessante sobre Cambuquira, com o pessoal super-legal da ONG de lá. por exemplo: este quadro abaixo de Anita Malfatti. os Modernistas frequentaram a região do circuito das águas do Sul de Minas.

.

peregrino

- 2017-12-10 00:24:55

Lula é indispensável...

único que está criando uma mentalidade coletiva

engana-se muito, ao meu ver, quem acredita que luta cria mentalidade coletiva, pois jamais criou

lutar e vencer, para depois ter de seguir dividido não vai resolver nada.....................................................

ante um Lula, esquerda e direita tudo a mesma merda, se no comando não estiver a tal mentalidade coletiva,

alguém que siga - e aí sim, e só aí - lutando com armas políticas para o funcionamento definitivo, real,

da soberania do povo

 

na falta dele sim, me avisa lá que eu vou lutar

observador1

- 2017-12-09 22:41:26

Que tal mandatos intermitentes para nossos políticos?
Nassif, já disse e reitero que o maior erro da oposição ao neoliberalismo foi não ter mobilizado a sociedade para escrever nossa História pós-março de 1985, ajuntando tudo o que nos aconteceu para não correr-se o risco de repetir tudo outra vez, como é o caso presente, em que misturando alhos com bugalhos um ciborgue nos convoca para uma guerra civil já e agora, depois de discorrer longamente sobre Lula sem mencionar em momento algum o que viabilizou sua ascensão à Presidência da República. O seu vice, José de Alencar. Graças a este, foi possível resgatar a Nação da insolvência tucana sem nenhum derramamento de sangue e, graças a pequenos ajustes econômicos, viabilizar uma dúzia de anos dedicada à redução das desigualdades sociais. Nosso proparoxístico ciborgue, qual muezzin que no alto do minarete nos convoca para a guerra santa, me lembra muito um ex-presidente da UNE que nunca foi preso nos anos de chumbo e mesmo assim emergiu deles como líder revolucionário que nunca foi. Pois, tal qual José Serra, se auto-arvora em sumo pontífice de uma cruzada contra a única liderança civil capaz de reconstruir o Brasil pós-FHC, com a única diferença que Serra recorria a ghost-writers para escrever seus melhores artigos para a FSP. E nosso consoante inimigo de Lula não, vive externando uma arenga capenga, por partir do princípio que Lula personifica a Esquerda que tomou e perdeu o poder, quando todos sabemos que ele é o negociador sindical que à porta da fábrica brasílica conciliou o patronato e a massa humana desejosa de poder trabalhar, conseguindo implementar políticas sociais redutoras de desigualdades que fizeram a roda capitalista girar como nunca, como foi o caso do Bolsa Família. Não podia ser diferente, pois o PT é e sempre foi uma junção de sindicalistas que recorreu a alguns ex-presos políticos como Zé Dirceu e Dilma Roussef para montar uma máquina administrativa subordinada à coalizão partidária sob o comando de Lula. Este, assim como jamais depredou as fábricas, jamais ousou manter sob controle os seus donos, agrupados em torno das Fiespes e CNIs da vida, mesmo quando estas começaram a exigir, além dos subsídios a fundo perdido de sempre, a adoção do receituário neoliberal implementado em alguns países europeus. Ao invés de demonstrar que esse receituário já havia perdido a validade lá fora e partir para uma mobilização nacional em torno de reformas, precedida por um reencontro da Nação com sua história recente, Dilma seguiu em frente e subestimou a casta de semi-deuses togados entronizada no panteão pátrio pela CF de 88, principalmente ao manter a indicação de ministros oriundos da justiça trabalhista para o STJ/STF, esquecendo-se de que esta sempre havia se provado mais patronal que o patronato. Com o afastamento coercitivo de Zé Dirceu, ao invés do PT se mobilizar e propor novos rumos, manteve-se um amaro far-niente que levou Dilma a buscar a ajuda não de ex-presos políticos ou intelectuais historicamente ligados à luta pela redemocratização (um deles, depois de 15 anos trabalhando pelo PT em São Bernardo, foi esquecido e quando apareceu em BSB e lhe deram uma assessoria na área de clipping do Alvorada, desistiu e voltou para SP). Buscou a ajuda de Kátia Abreu, Luiza Trajano e outras sombras pálidas do que havia sido Zé de Alencar - que certamente jamais aceitaria sacrificar a galinha poedora em troca de seus últimos ovos de ouro ou pré-sais, como o empresariado que mantêm os golpistas no poder. E assim chegamos à campanha eleitoral de 2018, em que - além do exército virtual de fakes usados para influenciar a eleição de 2014, como a BBC Brasil vem evidenciando - vivemos às voltas com lideranças impolutas surgidas da noite para o dia, algumas preconizando a luta campal ou viária como única saída capaz de nos livrar do Lula - muito ao contrário das mobilizações necessárias da resistência remanescente, como Maria Inês Nassif propõe - ou da "lumpenburguesia brasileira". Ora, pretender vencer agora banqueiros, rentistas e agroempresários sem Lula é fazer o jogo do adversário, mais do que nunca carecemos de uma liderança como a dele para repor o país nos trilhos, consertar o que pode ser consertado e irmos em frente, propondo à população em plebiscito algumas medidas prosaicas capazes de debelar a crise, como, por exemplo, a adoção de mandatos intermitentes para nossos vereadores, deputados e senadores: como os mesmos não fazem nada na maior parte do tempo, através de comissões parlamentares absolutamente improdutivas e ineficientes, nada mais justo que chamá-los apenas para tarefas específicas, como a aprovação dos orçamentos, etc. A mesma medida poderia ser estendida aos nossos tribunais de justiça e seus ocupantes togados, claro, mas como diria o legislador das reformas temerosas, vamos por partes...

C.Poivre

- 2017-12-09 21:28:50

Muito à esquerda do psol

Sou antipsolista e me identifiquei com o texto. O psol jamais se posicionaria tão à esquerda. Basta dizer que não reconhece o Golpe de Estado de 2016 como golpe e seus parlamentares adoram beijar a mão do gângster Mineirinho.

Vânia

- 2017-12-09 21:28:49

Ah... mais uma coisa que me ocorreu agora escutando Chico ♥

Obviamente os petistas não gostam do que voce aponta, caro Arkx. Mas tenho quase certeza que as filhas deles gostam.

[video:https://www.youtube.com/watch?v=jY8lvjmexwo]

 

Serjão

- 2017-12-09 21:22:47

A massa, amigo

https://jornalggn.com.br/noticia/uerj-lotada-em-ato-com-lula

Vânia

- 2017-12-09 21:20:43

Lula 2018

Vou votar no Lula como fiz a vida toda, desde 1989. Votarei também em bons candidatos do PT, quando for o caso.

Mas acho sua crítica, Arkx, muito pertinente. Concordo, digamos, em grau 90...rs

Abraços.

C.Poivre

- 2017-12-09 20:18:32

Honduras: 8 anos de golpe!

Em Honduras, os antigolpistas estão há 8 anos sofrendo por acreditar que as eleições presidenciais iriam tirá-los da grave situação sob a qual vivem. Mas os golpistas acham pouco e querem continuar. Pelo andar da carruagem podemos esperar outra ditadura de 20 anos.

Rei

- 2017-12-09 20:11:30

Desfazer o impeachment... mas sem Lula, Dilma e a ex-querda???

Eu não entendi por qual motivo para "surgir um novo modelo de liderança" é necessário atacar Lula, Dilma e a Ex-querda???

Esse "novo modelo de liderança" é tão frágil que precisa destruir as lidferanças atuais para surgir??? Se seu novo modelo é tão bom... coloque-o em prática e ele irá suplantar o atual. Não existem várias lideranças atuais surgindo sem Lula e outras ajudadas por Lula??? 

Fica meio estranho você querendo "Lutar contra o Golpe" e ao mesmo tempo atacar "Lula e Dilma e a Ex-querda" que sofreram diretamente o golpe... você quer desfazer o impeachment sem Lula e Dilma e a Ex-querda??? E em meio a essa luta irão surgir novas lideranças??? É isso???

SEU PLANO É FEITO PARA DAR ERRADO... LUTAR CONTRA UM GOLPE MAS SEM AS LIDERANÇAS QUE SOFRERAM O GOLPE... APENAS PARA QUE, NA LUTA, SURJAM NOVAS LIDERANÇAS... AS QUE VOCÊ NUNCA DIZ QUAIS SÃO...

 

ps.: Ninguém aqui é "Lulista" ou seguidor de seita... as pessoas apenas vêem em Lula a ÚNICA pessoa da esquerda capaz de enfrentar a artilharia pesada da Globo+PSDB+MP+PF+Abril+Itaú... eu duvido muito que você consiga arrumar um nome que sobreviva a 15 minutos de Jornal Nacional ou a uma capa da Veja... Ciro Gomes mesmo não conseguiu... 

 

[email protected]

- 2017-12-09 20:10:38

A Síndrome da Vagaesquerda Louca

Engraçada, mesmo sendo trágica, sem ser cômica, a saga seita de discurso solo, "o tango de um inimigo só", de Arkx contra o "lulismo", "ex-querda", "São Lula" e adjacentes.

Surfa 2013, como se nada tivesse a ver e colaborado, com o que estava sendo planejado e seria estartado pela classe dominante em 2014, a operação lavajateira. Ignora índicios concretos sobre o "ensaio geral" nos fatos registrados, da Globo estranhamente transmitir em tempo real, em horário nobre, o primeiro ato anual do veterano e nunca dantes "prestigiado" ao vivo, MPL, e de concomitantemente ser estartada na mídia a massiva campanha institucional da Fiat, a "Vem pra Rua".  Também está registrado que a estratégia relativa a estranha presença global em tempo real nos atos do MPL, foi alterada a partir do momento em que a selvageria da PM de Alckmin torna o movimento simpático ao telespectador, com os comentaristas direcionados a consolidação da opinião invertendo o eixo da narrativa. O que pretendiam antes, para conseguirem o que conseguiram em 2015/2016 (o povo de amarelo CBF nas ruas)?

Ignora que em março de 2014 foi lançada a operação lavajateira com o objetivo de tirar o PT do poder executivo, elegendo Aécio através de votos, que acabou não acontecendo, passando a operação à fase do golpe jurídico-midiático e que a partir daí retomaram o petrolão partindo para cima do PT para destruí-lo, com o silêncio obsequioso e conivente de toda a esquerda, até perceberem nos movimentos do golpeachment contra Dilma, que se ficassem calados seriam coniventes para sempre, além de próximos a serem atingidos, dai começarem a mexerem-se.

Ignora que enquanto o PT, Lula e demais líderes do partido eram bombardeados sem tréguas por todas as instituições da republica, incluindo-se o NSA e a justiça americana, mal podendo reunir suas forças para defender-se jurídica e midiáticamente, as demais forças da esquerda reunidas para defender não o PT, Lula e os demais líderes, mas o estado de direito contra o arbítrio, não conseguiram sequer manter quanto lideranças a chama dessa luta acesa, sendo que logo após o golpe, com Dilma apeada, foi murchando até desaparecer por completo.

Ignora que enquanto rugia alto esse silencioso vazio, a defesa de Lula, jurídica e política, no Brasil e no exterior, foi o único eixo de resistência contra as forças poderosas do arbítrio, ao misturar a defesa jurídica com a política e conseguir o feito de rete-los e manter unida através dessa agenda, os resistentes espalhados e sem agenda. Vieram as caravanas, as pesquisas, e a recuperação lenta e progressiva, de Lula, do PT e os resistentes se reagrupando para resistir.

É obvio, como todo politizado sabe, como sabe também a hora certa de manifestar-se, que há erros e derrapadas cometidas e coisas que deviam ter sido feitas e outras que não deveriam ter sido feitas (como a vital desastrosa defenestração do delegado Lacerda), mas ignorar tudo de positivo feito nos governos do PT, aí já é um pouco demais, passa a ser síndrome da 'vagaesquerda louca'.

Enfim, como o finado Nelson Carneiro, Suplicy, Cristovan Buarque, etc., também tem idéia fixa, nada que um educado e assertivo, "agora me dá licença", não possa resolver. 

jossimar

- 2017-12-09 19:33:04

Apoiado. Este arkxx o

Apoiado.

Este arkxx o arrrghhhh , sei lá, é muito chato, como todo piçolista.

A esquerda é LULA. Sem LULA não existe esquerda. O Piçol é uma MERDA de partido que serve muito bem a direita mais retrógrada.

Agora me aparece uma tal de manela do pcddob achando que vai ter mais de 0,0001% de intenção de voto. Aparece na mídia e é picada pela mosca azul. exatamente o que a mídia golpista quer e o piçol atende: dividir a esquerda(enfraquecer LUla) para levar um candidato deles para o segundo turno(se houver eleição em 2018, coisa que não acredito).

LULA, o maior presidente da história do Brasil. Este foi o seu maior crime que, além de provocar ódio mortal da direita, que nada fez pelo país em 500 anos, provoca ódio ainda maior em alguns pseudo esquerdistas.

arkx

- 2017-12-09 19:20:16

os Brasis: a grande farsa

-> será um ano pior que 16 e 17 somados

pelo andar da carruagem será uma grande tragédia. precisamos evitá-la. ainda há tempo.

grande abraço.

.

arkx

- 2017-12-09 19:12:32

os Brasis: a grande farsa

-> Então é hora das novas lideranças. Humm... Mas onde estão elas?

errado. não é o momento de novas lideranças. não escrevi isto. e não concordo com isto.

é, sim, o momento de um OUTRO modelo de liderança. isto está claro no texto. este é um ponto vital que precisa ser discutido com seriedade.

diz o texto:

" a superação da crise de representação impõe um outro modelo de liderança, colocado a serviço dos movimentos coletivos, e não fazendo estes movimentos orbitarem ao seu redor. a luta contra o Golpe de 2016 exige o reconhecimento e fortalecimento das lideranças locais e regionais, para deste processo algumas dentre elas se consolidarem no plano nacional. é sempre a luta concreta que faz surgir as lideranças autenticamente comprometidas com o movimento."

.

arkx

- 2017-12-09 19:07:45

os Brasis: a grande farsa

-> se negam a organizar uma Frente para a derrubada do governo golpista.

pois é...

se entre 2015 e 2016 ficamos aquém do que poderíamos ter feito para evitar o golpe do impeachment, agora enfrentamos um perigo ainda maior: a ascensão do fascismo. o caso Cancellier, e seus desdobramento na UFMG, são sinais inequívoco de uma ameaça que já se concretiza. ou lutamos nas ruas, nas ocupações, nas greves, nos travamentos e também na web, ou vão nos caçar dentro de nossas casas.

.

arkx

- 2017-12-09 18:58:38

os Brasis: a grande farsa

-> LULA provavelmente, com a idade que tem, adoraria estar sentado numa confortável poltrona, assistindo a um jogo do seu time favorito, etc, etc. Que chances teve pra que isso se realizasse?

sem duvida. não apenas Lula como todos nós merecemos uma vida confortável. mas...que chances, por exemplo, Cancellier teve para isto?

a Direita está indo ao desespero. considere não apenas o cenário interno, mas principalmente todo o contexto global. o fascismo bate à nossa porta. pretendem nos caçar dentro de nossas casas.

não teremos qualquer chance de ficar assistindo TV ou apenas defronte telas de notebook e celular. ou vamos à luta nas ruas. ou o fascismo mais uma vez se erguerá.

.

Franbeze

- 2017-12-09 18:52:50

Perfeiro

Eu tive uma professora de Historia no Ensino Básico que ela dizia que a polícia só servia para ser o escudo da casa grande. É isso mesmo, quando o capitalismo perde o controle entra em cena o fascismo. Muitos que apoiam o fascismo não tem ideia do que seja esse regime polpitico. Só vão entender quando sentir na pele.

 

 

 

MarFig

- 2017-12-09 18:43:55

Então é hora das novas

Então é hora das novas lideranças. Humm... Mas onde estão elas? 

Rei

- 2017-12-09 18:32:58

O autor está tentando ser o Kim Cataguiri da esquerda

Esse texto pretende demolir o que resta da esquerda para criar uma nova esquerda utopica que só existe na cabeça do autor.

Poderiamos fazer o seguinte:

1-PRIMEIRO O AUTOR CONSTRÓI UM PROJETO DE PAÍS VIÁVEL E POSSÍVEL DIANTE DOS DESAFIOS ATUAIS

2-DEPOIS... A GENTE ABANDONA O "LULISMO E A EX-QUERDA".

O autor está achando que na esquerda o pessoal vai cair no mesmo papo dos paneleiros ou dos patos com camisa da CBF. "Primeiro a gente tira a Dilma... depois da um jeito no resto"... o depois nunca veio e agora os líderes dos movimentos anti-PT estão mamando nas tetas do governo e se lançando candidatos...

Agora a "Ex-querda" tem que largar Lula... e depois??? Deixa eu adivinhar... apoiar algum candidato merda de algum partido genérico de esquerda sem a mínima chance de fazer uma candidatura minimamente viável... obviamente esse candidato seria facilmente destroçado pela Globo... coisa que não ocorre com Lula... e no fim o "candidato mágico" da esquerda se aliaria aos "PSDB´s da vida" em troca de ministério...

Já é o milésimo texto desse cara em que a única coisa que ele faz é atacar o "Lulismo"... sem nunca apresenta uma proposta ou solução... porém já ficou claro qual seria essa saída... não é a toa que o autor esconde tanto suas intenções... elas são as mesmas dos Kim Cataguris da vida.

LUIZ DE MATTOS

- 2017-12-09 18:06:27

SOBRE O LULISMO E EX-QUERDA

SOBRE O LULISMO E EX-QUERDA QUE É USADO POR VOCÊ E OUTROS PIÇOLISTAS QUE JAMAIS TIVERAM DE ABANDONAR A JUVENTUDE PELA LUTA DE TRINCHEIRA E SÓ GANHARAM A CUSTA DO SANGUE ALHEIO QUE CREEM TER SIDO FÁCIL TIRAR UMA CASCA DE PÃO E DAR A QUEM MORRIA COMENDO CALANGO SEM SONHO,SEM ESPERANÇA E SEM RAZÃO AQUI VAI UM POUQUINHO DE RAZÃO DIANTE DO PRASIDENCIALISMO DE COALIZAÇÃO QUE NÃO CRIAMOS MAS QUE HERDAMOS:https://www.cartacapital.com.br/blogs/blog-do-socio/as-esquerda-e-os-arcos-de-aliancas.

Jorge Fernandes

- 2017-12-09 17:41:32

Parabéns Arkx

pelo andar da carruagem em 2018, sem confronto desde já, será um ano pior que 16 e 17 somados

Rei

- 2017-12-09 16:59:32

Texto cheio de frases de efeito sem conteúdo... quer "causar"

1- O autor delira ao achar que a esquerda deve lutar para reverter o impeachment. A esquerda atual mal consegue evitar o massacre total de tudo que foi construído... quanto mais reverter um golpe 100% consumado pelas forças mais poderosas do país. Se não foi possível impedir o impeachment... o que faz o autor pensar que será possível revertê-lo???

2-O autor mais uma vez ataca Lula e tenta coloca-lo como empecílio para a esquerda... quando na realidade ele é o único nome da esquerda com o mínimo de força. Como nos outros textos, fica clara a tentativa do autor de lançar um projeto próprio... que seria a saída heróica para a situação... como se Lula estivesse impedindo algum plano mirabolante da esquerda. Mais uma vez eu repito aqui: LULA NÃO TE IMPEDE DE FAZER NADA!!! SE QUER LANÇAR ALGUM PROJETO POLÍTICO, ABSOLUTAMENTE NINGUÉM ESTÁ TE IMPEDINDO!!! PARE DE FICAR FINGINDO QUE LULA ESTÁ TE IMPEDINDO DE BRILHAR!!! TENHA CORAGEM DE ASSUMIR SUAS AMBIÇÕES E FRACASSOS!

 3-"poder da Globo: apontar a Globo como quem manda no Brasil, nunca passou de um ardil hipócrita do Lulismo,[MENTIRA... DIVERSAS PESSOAS PENSAM ASSIM, INCLUSIVE EU... A GLOBO OBVIAMENTE NÃO "MANDA" NO BRASIL MAS É A MAIOR FORÇA DE INFLUÊNCIA SOBRE AS TOMADAS DE DECISÃO NO PAÍS] pois nomear banqueiros, rentistas  e exportadores de commodities como o núcleo da lumpenburguesia brasileira seria também inviabilizar sua principal fonte de recursos de financiamento de campanhas[UAU! ESTAMOS DE VOLTA À DÉCADA DE 90... ESSE TIPO DE COISA JÁ FOI SUPERADA HÁ DÉCADAS... SE VOCÊ ACHA QUE VAI FINANCIAR ALGUM PROJETO POLÍTICO VENDENDO CAMISETAS NA RUA... PODE COMEÇAR... DÉCADAS FORAM PERDIDAS ATÉ SUPERAR ESSE PENSAMENTO INGÊNUO E ADOLESCENTE... É ÓBVIO QUE O APOIO DO SISTEMA FINANCEIRO E DOS EMPRESÁRIOS É IMPORTANTE... DA MESMA FORMA QUE É POSSÍVEL SER APOIADO POR BANQUEIROS SEM SE COMPROMETER CORRUPTAMENTE COM OS MESMOS]. apesar da narrativa reducionista na qual a luta de classes se converte numa briga contra a Globo, esta sempre recebeu generoso patrocínio público e fartas verbas publicitárias durante os governos Lula e Dilma[É ÓBVIO!!! ATÉ POR QUE ISSO É OBRIGATÓRIO COM NOSSAS LEIS ATUAIS]. sem nunca ter investido na criação e no fortalecimento das mídias alternativas e independentes[MENTIRA!!! A VERBA DE MÍDIA FOI PULVERIZADA E MUITO SE AVANÇOU], com um movimento autônomo sendo capaz de produzir autonomamente seus meios de expressão e comunicação, o Lulismo manteve paralisada esta enorme energia criativa;[QUE PAPO FURADO... VÁRIAS TENTATIVAS FORAM FEITAS DE DEMOCRATIZAR OS MEIO DE COMUNICAÇÃO... INFELIZMENTE A REAÇÃO POPULAR FOI PÉSSIMA E A NARRATIVA DA GRANDE MÍDIA PREVALECEU]" O AUTOR CRITÍCA O "LULISMO" POR ATACAR A GLOBO E AO MESMO TEMPO, POR FINANCIAR A GLOBO.

Eu ia comentar trecho a trecho... porém não vale a pena...

 

RESUMO: O AUTOR CULPA LULA POR NÃO SURGIR UMA NOVA ESQUERDA...

1-EU NUNCA VI LULA ATACANDO NINGUÉM NO ESPECTRO DA ESQUERDA A PONTO DE INVIABILIZAR ALGUM PROJETO... MUITO PELO CONTRÁRIO, VEJO ELE PROMOVENDO DIVERSOS NOMES DA ESQUERDA.

2-O AUTOR SIM... ATACA LULA E O QUE ELE CHAMA DE LULISMO! TENTA RESPONSABILIZAR POR COISAS QUE ESTAVAM COMPLETAMENTE FORA DE CONTROLE EM QUALQUER GOVERNO

3-A IDEIA DA ESQUERDA ABANDONAR A ÚNICA CANDIDATURA MINIMAMENTE VIÁVEL E CAPAZ DE ENFRENTAR ESSA DIREITA MONSTRUOSA... PARA "SE UNIR" EM TORNO DE ALGUM "ESCOLHIDO" QUE SÓ O AUTOR SABE QUEM É... ME PARECE UMA MISTURA DE INGENUIDADE E MÁ FÉ! ALIÁS, É ISSO QUE A DIREITA QUER!

4-O AUTOR ME PARECE TENTAR RESPONSABILIZAR LULA PELO SEU PRÓPRIO FRACASSO! 

 

 

Edna Baker

- 2017-12-09 16:24:31

LULA provavelmente, com a

LULA provavelmente, com a idade que tem, adoraria estar sentado numa confortável poltrona, assistindo a um jogo do seu time favorito, etc, etc. Que chances teve pra que isso se realizasse? Nenhuma. Violentamente caçado como um bicho ele e toda a sua família, a cacetada na cabeça quando da morte da esposa e consciente de ser o único ser humano no nosso combalido país a juntar multidões, partiu para a guerra. Bem, eu estou nessa guerra, pois não vejo à minha volta outro disponível e agradeço ao Lula todos os dias pela possibilidade de lutar ao seu lado.

C.Poivre

- 2017-12-09 15:52:21

Assino embaixo!

Também não atribuo a falta de reação ao golpe à nação e sim às suas carcomidas e paralisadas lideranças tradicionais que se negam a organizar uma Frente para a derrubada do governo golpista. Perfeito o texto!

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador