FHC, uma tragédia quase grega, por Frederico Firmo

 
 
Uma tragédia quase grega
 
por Frederico Firmo
 

FHC é o simbolo maior de que o ódio e a inveja tem um papel dramático na história. De iluminista a defensor do obscurantismo, FHC criou espaço no imaginário de uma determinada casta deste país: a de que vale tudo para ferir os nossos inimigos eleitos. Criou escola com Cristovão, Marina, Marta, Temer, Paulinho… todos querendo ser quem odeiam.

O golpismo se alimentou sempre do espelho. Buscavam em Lula o próprio reflexo, por esta razão montaram as operações juridico-policiais contra a corrupção. Pois em cada membro desta Casta político, policial ou judiciária, ao ver o mundo através do próprio espelho, tinham a convicção de que o outro lado se comportava do mesmo jeito. Todos olhando para os próprios esqueletos escondidos em seus armários, buscaram esqueletos em Lula e encontraram pedalinhos. Mas pretendendo não sujar as mãos colocaram os capitães do mato do judiciário, e da política,  para fazer o trabalho sujo. Sempre pretendendo manter a imagem com a cumplicidade da mídia, criaram a besta.  

E agora com a profunda irresponsabilidade de sempre os criadores não assumem o filho que geraram.

FHC toma que o filho é seu.

 

2 comentários

  1. Quanto ao Lula, cabe a
    Quanto ao Lula, cabe a associação com a tragédia grega.
    Mas no que diz respeito ao FHC, a coisa tá mais para o lado da pornochanchada brasileira.

  2. Lula , fhc e a cabra

    Lula e fhc eram dois camponeses pobres. Lula tinha uma cabra magérrima e fhc não tinha nada.  fhc encontrou uma fada que lhe concederia qualquer desejo que quisesse.

    fhc : – Eu quero que  mate a cabra de Lula.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome