Operação da Petrobras continua a bater recordes

Jornal GGN – A Petrobras voltou a bater seu próprio recorde na produção mensal de petróleo e gás natural. Em junho, foram 2,90 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed). O volume foi 2% maior do que o produzido em maio (2,83 milhões boed). O recorde anterior, 2,88 milhões boed foi alcançado em agosto de 2015.

Além da produção total, o volume de 2,70 milhões boed de produção no Brasil também representa um recorde mensal. A marca anterior, de 2,69 milhões boed também era de agosto de 2015.

Descontando a produção de gás e levando em conta apenas o petróleo, a produção de junho foi de 2,30 milhões de barris por dia (bpd), um incremento também de 2% na comparação com maio. Desses, 2,20 milhões bpd foram produzidos no Brasil e 0,1 milhão bpd no exterior.

“O crescimento deveu-se, principalmente, à entrada de novos poços conectados aos FPSOs Cidade de Maricá e Cidade de Itaguaí, no campo de Lula, nas áreas de Lula Alto e Iracema, respectivamente”, explicou a Petrobras em nota.

Levando em conta apenas a região do pré-sal, a produção de petróleo e gás natural também registrou um novo recorde. A Petrobras conseguiu, junto com as parceiras, alcançar a marca de 1,24 milhão boed. O crescimento em junho na comparação com maio foi de 8%.

Excluindo o gás natural, contando apenas o petróleo, mais um recorde: 999 mil bpd. Novamente, um crescimento de 8% em relação a maio. Com direito a recorde diário de 1 milhão e 87 mil barris.

Levando em conta apenas a produção de gás natural, excluído o volume liquefeito, a Petrobras atingiu a marca de 78,8 milhões m³/dia. O volume é 3% superior ao operado em maio.

A produção média de gás natural no exterior foi de 17,2 milhões m³/d, 4% abaixo dos 17,9 milhões m³/d alcançados no mês anterior.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

4 comentários

  1. operação…

    Sem saber fazer omelete, venderemos a galinha dos ovos de ouro. Tamanha ignorância depois, tentará se acobertar, continuando a acusar os americanos, os portugueses, a ditadura…

  2. improdutiva

    Está corretíssimo o phuturo presidente (2038) ÇERRA45, vice fegacê…..viiiiiiiiiiiiiiixe! em entregar a Petrossauro para a chevroum.

    A cia brasileira não detém tecnologia e é totalmente improdutiva e custa uma barbaridade para o governo.

    Bora plantar banana!

  3. Confirmação do esperado.

    A cada poço novo do pré-sal acrescentando 20 000 a 30 000 bpd a produção nacional dá todo sentido da alavancagem contratada pela Petrobras e nos livra de pesada carga cambial. isto será garantia de dias melhores se não se consumar sua destruição.  Tentada por moro, mpf e golpistas associados. Fora temer

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome