Rodrigo Maia pede suspensão de PEC dos Precatórios

Ex-presidente da Câmara aponta manobras realizadas por Arthur Lira em votação, que deve ir para segundo turno na próxima terça-feira

Jornal GGN – O deputado Rodrigo Maia (sem partido), ex-presidente da Câmara dos Deputados, entrou com pedido junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a suspensão da PEC dos Precatórios.

Maia afirma que Arthur Maia (PP), atual presidente da Câmara dos Deputados, realizou manobras regimentais irregulares para que a PEC seja aprovada.

Segundo o jornal O Globo, houve “evidente abuso de poder” do atual presidente da Casa para alavancar a proposta do governo, aprovada em primeiro turno e que deve ser votada em segundo turno na próxima terça-feira. 

Clique aqui e contribua com o jornalismo independente do GGN

Dentre os artifícios citados por Maia, está a votação remota para parlamentares que estavam no exterior, e a apresentação de uma emenda aglutinativa com conteúdo inédito em relação à tramitação da proposta, o que compromete o regimento da Câmara.

“O debate em torno de propostas que alterem a Constituição deve resguardar serenidade suficiente para propiciar verdadeiro debate em ambiente democrático, que reflita a relevância que se cuida a alteração do texto constitucional”, disse o deputado.

“Votou-se texto que não se sabia qual, decorrente de uma emenda aglutinativa que aglutinava emendas inexistentes. A Câmara votou uma emenda fantasma”, ressaltou o deputado.

Leia Também

Há duas hipóteses para votos do PDT pró-PEC: nenhuma favorável a Ciro

Ciro suspende candidatura até PDT reverter apoio a Bolsonaro na PEC dos Precatórios

Governo apela para coação e ameaça cortar verbas de deputados

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador