Reforma também deve discutir papel das Câmaras de Vereadores

Por Jorge Ivan Batista

Comentário ao post “A discussão sobre a reforma política

Nassif, bom dia, devemos aproveitar a reforma politica, também, para discutir o papel das Câmaras de Vereadores, no modelo atual o vereadores são pedintes, pois não podem fazer projetos que gerem despesas para o executivo.
 
Esse modelo criou a mãe de todas as distorções e todos os vicios na base da representação política, que se dá no município.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

4 comentários

  1. Representação política ?

    Quem disse, que há representação política, na verdadeira acepção da palavra, por parte dos vereadores, que na sua grande maioria, são capachos dos Prefeitos ?

    Na verdade, nenhuma falta fariam, se estes cargos fossem extintos, e os recursos ora usados para pagar a estes pretensos “representantes” fossem distribuídos nas secretarias municipais, para o bem estar da população.

    Exceto em pouquíssimas cidades, os vereadores não servem para nada, e a ninguem representam, exceto, quando gastam o dinheiro dos contribuintes, viajando para congressos e seminários, organizados por empresas previamente criadas, pela Associação Nacional dos Municípios, para exatamente desviar dinheiro público, e combinarem novas formas de “sugar” recursos públicos das prefeituras, que agonizam com a falta de receitas, para atender convenientemente seus munícipes, e vivem em romaria a Brasília, de pires nas mãos.

  2. Este foi um dos maiores erros

    Este foi um dos maiores erros da Cosntituição.

     

    Vereadores deveriam ser extintos. MAs…. impossível com esta Constituição. Teria que fazer outra do Zero.

    Então? O que fazer? AS ARMAS? LOL

  3. Prefeituras em alguns municípios

    Não sou do todo contra as prefeituras. Agora, para que se tenha um poder legislativo e executivo estadual, é interessante adotar alguns critérios.

    Uma prefeitura em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro é necessária, pois são cidades imensas, em que o governador não daria conta, por si só, de mantê-la funcionando.

    Agora não vejo sentido comparar uma megalopole como São Paulo e uma cidadezinha do interior do Goiás: são duas coisas completamente distintas.

    Eu acho que para se ter Executivo e Legislativo municipal, o município deveria atender alguns pré-requisitos: população, IDH e PIB. Só poderia ter um poder formalmente constituído se tivesse preenchido os três requisitos. Do contrário, não.

  4. Infelizmente, a NECESSÁRIA

    Infelizmente, a NECESSÁRIA REFORMA que a “PEC dos vereadores” traria só existiu o tempo suficiente para NOS PROVAR que nenhuma Reforma Política emergirá de um “ninho” CHEIO de beneficiários desse Sistema INJUSTO e ELITISTA…

    A PEC dos Veradores (veja no link abaixo) era FUNDAMENTAL, assim como TAMBÉM é fundamental o Financiamento Público EXCLUSIVO das campanhas “políticas”. 

    Ambas propostas sempre serão MINADAS pelos beneficiários desse Sistema “político” internacionalmente PARECIDO e dependente de $$$ PRIVADO para garantir a vitória da MAIORIA dos “políticos”..

    Att.

    Martin

    http://www.senado.gov.br/atividade/materia/detalhes.asp?p_cod_mate=106365

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome