Antes da pandemia, situação das escolas do mundo já era preocupante

Nos 60 países com maior risco de crises de saúde e humanitárias causadas pela Covid-19, o relatório disse que três em cada quatro crianças não tinham instalações básicas para lavar as mãos na escola no início da pandemia.

Jornal GGN – Cerca de 43% das escolas em todo o mundo entraram na pandemia de Covid-19 sem instalações básicas para lavar as mãos, disse a ONU, considerando que é uma condição fundamental para as escolas reabrirem com segurança.

A Organização Mundial da Saúde e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) disseram que 818 milhões de crianças foram afetadas, colocando-as em maior risco de serem infectadas pelo Covid-19 e outras doenças transmissíveis.

Destes, 355 milhões foram para escolas que tinham instalações com água, mas sem sabão, enquanto o restante não tinha instalações ou água disponível para lavar as mãos, disseram as agências da ONU em um relatório conjunto.

Nos 60 países com maior risco de crises de saúde e humanitárias causadas pela Covid-19, o relatório disse que três em cada quatro crianças não tinham instalações básicas para lavar as mãos na escola no início da pandemia.

A diretora executiva do Unicef, Henrietta Fore, disse que o fechamento de escolas pelo mundo desde o início da pandemia apresentou um desafio sem precedentes à educação e ao bem-estar das crianças.

“Devemos priorizar o aprendizado das crianças. Isso significa garantir que as escolas sejam seguras para reabrir – incluindo acesso à higiene das mãos, água potável limpa e saneamento seguro”, disse ela.

Nos países menos desenvolvidos, sete em cada dez escolas não têm instalações básicas para lavar as mãos, disseram as agências.

Já o Dr. Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, disse que “o acesso a serviços de água, saneamento e higiene é essencial para a prevenção e controle eficazes de infecções em todos os ambientes, incluindo escolas”.

Leia também:  Governo Bolsonaro quer congelar por 2 anos valores de aposentadorias e pensões

“Deve ser o foco principal das estratégias governamentais para a reabertura e operação segura das escolas durante a pandemia global Covid-19 em andamento”, completou.

O relatório das agências lista as medidas necessárias para a prevenção e controle da Covid-19 nas escolas, com orientações sobre limpeza e desinfecção, bem como estações de lavagem das mãos e banheiros seguros.

Com informações do The Guardian.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome