Os EUA e a microeletrônica

Para que os ainda acreditam que nos EUA não há um papel ativo do Estado na promoção do desenvolvimento, dados de Britto Cruz:

Em 1962 o governo americano comprou 4 milhões de circuitos integrados, na época, mais caros que as válvulas. Foi o que permitiu construiu a mais poderoa indústria de micro-eletrônica do mundo. O governo não comprou pesquisas, mas um produto.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome