Painel do dia

ING vai se desfazer de US$ 10 bi em ativos

O conglomerado financeiro holandês ING anunciou hoje que pretende se desfazer de operações avaliadas em US$ 10,6 bilhões, como forma de reduzir sua exposição ao risco e focar suas atividades bancárias na Europa. O ING teve prejuízo no ano passado em função da crise mundial de liquidez, e recebeu em outubro um aporte de 10 bilhões de euros do Estado holandês. No segmento de seguros, o ING vai se concentrar nos ramos de vida e previdência privada. No Brasil, o ING atua através de sua filial SulAmérica.

Clique aqui


Alemanha anuncia OPA do banco Hypo

O governo alemão iniciou a oferta pública de aquisição (OPA) de ações do banco Hypo Real Estate, oferecendo 1,39 euros por ação (US$ 1,84). A oferta pelo Hypo se aproxima dos 318 milhões de euros (US$ 421,5 milhões), acima do atual valor de mercado de 253 milhões de euros. A OPA será conduzida pelo Fundo Federal de Ajuda ao Setor Bancário (SoFFin, na sigla em alemão), que afirmou ter oferecido “um preço atraente” para os investidores. O Hypo está sendo nacionalizado devido à sua grave situação financeira.

Clique aqui


Plano econômico japonês avaliado em US$ 155 bi

O governo japonês revelou que o plano de estímulo econômico está inicialmente avaliado em 15,4 trilhões de ienes (US$ 155 bilhões), contemplando gastos públicos e corte de impostos. No entanto, o valor total previsto pelo Partido Liberal Democrata para combater a recessão – que vai de redução de impostos a criação de empregos, e intervenção no mercado acionário e imobiliário – pode chegar ao montante recorde de 56,8 trilhões de ienes, de acordo com o partido governista.

Clique aqui


Fundo de Buffet perde rating máximo de crédito

O fundo de investimentos Berkshire Hathaway, do financista Warren Buffet, perdeu a classificação máxima de crédito. A agência de classificação de risco Moody’s Investors Services cortou o rating de crédito de Aaa para Aa2, mas o fundo ainda se encontra na zona de grau de investimento (risco baixíssimo de inadimplência).

Buffett admitiu no mês passado que fez alguns erros “estúpidos” em 2008, quando os lucros da Berkshire caíram 62%, pior desempenho nos 44 anos de existência. Os investimentos da Berkshire são considerados pelo mercado como uma referência de sucesso.

Clique aqui


EUA define plano de ajuda às seguradoras

O Tesouro dos Estados Unidos está estudando a melhor forma de resgatar as seguradoras. O auxílio pode ser por meio de injeção de dinheiro ou submetê-las a um rigoroso teste de stress, que determinará quais delas são viáveis. Isso provavelmente forçaria aquelas consideradas fracas demais para se salvarem a se fundir ou vender o controle. Um porta-voz do Tesouro disse que os critérios para as seguradoras ainda estão sendo desenvolvidos, e que levará provavelmente duas semanas para se ter alguma conclusão.

Clique aqui


Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome