Bolsonaro libera academias, salões de beleza e barbearias como atividades essenciais

A intenção do presidente é deixar tais categorias preservadas em decretos de restrição de circulação de governadores e prefeitos.

Bolsonaro faz flexões

Jornal GGN – Atropelando, mais uma vez, o ministro da Saúde, o presidente Jair Bolsonaro decreta que academias, salões de beleza e barbearias são atividades consideradas essenciais. E as libera. O ministro da Saúde afirmou não ter conhecimento da medida e que ela não teria passado pela pasta.

A intenção do presidente é deixar tais categorias preservadas em decretos de restrição de circulação de governadores e prefeitos. O último decreto previu liberação da construção civil e atividades industriais.

Segundo disse o presidente: ‘Saúde é vida. Academias, salões de beleza e barbearias foram incluídas em atividades essenciais’.

Nelson Teich, ministro da Saúde, foi questionado sobre o decreto, e afirmou não saber de nada e que ela não teria passado pela pasta.

‘Se você criar um fluxo que impeça que as pessoas se contaminem, se criar condições e pré-requisitos, você pode trabalhar retorno de alguma coisa. Agora, tratar isso como essencial, é um passo inicial, que foi decisão do presidente. Não passou pelo Ministério da Saúde.  Não é decisão nossa. É atribuição do presidente’, capitulou Teich.

Segundo entende Jair Bolsonaro, o combate ao coronavírus precisa ocorrer ‘paralelamente’ à questão do emprego. ‘Questão da vida do vírus tem que ser tratado paralelamente com o emprego’, disse ele.

E defendeu, novamente, o isolamento vertical, restringindo somente grupos de risco de circular. Apesar de ser evidente, ele negou que os decretos sobre atividades essenciais sejam uma forma de burlar as decisões de governadores e prefeitos no isolamento social.

Leia também:  Avenida Paulista também reúne manifestantes contra Bolsonaro

Segundo diz Bolsonaro, ele não ‘burla nada’, mas continua afirmando que ‘desemprego mata’.

Com informações de O Globo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

6 comentários

  1. Um idiota. Academia? Barbearia? Com certeza irão aquecer a economia. Qual será a proxima atividade essencial? Vendedor de hot dog ou X-tudao?
    Esperamos que além das restrições impostas pelos governadores (que o supremo ja entende como responsáveis ultimos pelas restrições a circulação) decisões judiciais barrem mais esta babaquice.

  2. Rola por aí que quase 200 mil militares conseguiram sacar o auxílio emergencial…
    seria abertura para um “que se dane quem realmente precisa? “que vá se contaminar para conseguir!?”

  3. Precisa desenhar? Os demais poderes da república( Congesso e STF ) serão sócios e abonadores de Bolsonaro na matança de trabalhadores, pobres, favelados, desassistidos e idosos. Essa pandemia veio s calhar com o programa econômico de redução de custos e desenvolvimento do Poder executivo, supra-sumo do fascismo e do nazismo. Aliás…….!Deixa pra lá! Aquilo que pareçe sem solução solucionado está! É bom Jair se acostumando com o novo regime. E daí! Cale a boca.

  4. Nem prá hospitais e clínicas, que são atividades essencialíssimas, as pessoas não podem dirigir-se, exceto se não tiverem outra saída, vão sair para salão de beleza.
    Que saúde se recupera em salão de beleza, exceto piolhos, chatos, ácaros e vírus?

    É a marcha da insensatez com todas as instituições e toda a sociedade, exceto a Gaviões da Fiel, entorpecidas e apáticas.

  5. Irresponsabilidade total. É hora de fechar, não de abrir. Mas os demais poderes, que não reagem, são cúmplices. Quem cala, consente. Ou apoia in pectoris.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome