Sim, Boulos é o cara! Mas votar no PT é um ato de resistência, por Armando Coelho Neto

São Paulo vai sediar o novo teste de sobrevivência do PT. Vão estar em cena três cabos eleitorais de peso: Bozo, Dória e Lula.

Sim, Boulos é o cara! Mas votar no PT é um ato de resistência

por Armando Rodrigues Coelho Neto

A direita fracassou ao tentar destruir o Partido dos Trabalhadores, disse certa feita a presidenta Dilma Rousseff. Para Lula, Bozo foi eleito para destruir o partido. Já o diplomata Samuel Pinheiro, com experiência em governos de direita e esquerda, no Brasil e no exterior, diz que destruir o PT é ato conspiratório nacional e internacional.

A questão é: o PT vai se permitir?

A quadrilha política da Farsa Jato (Curitiba) bem que tentou destruir o PT, e persegue até hoje, “com supremo e tudo”, seu principal líder (Lula). Criminalizou doações legais, deu pilha para fechar diretórios – seja por ações diretas como a invasão do diretório, em São Paulo (2016), seja minando seu caixa como na Bahia.

Estimulado pela Farsa Jato, o PT foi alvo de pedidos judiciais para que fosse extinto, um dos quais coletivo, que fracassou. Foi acusado de organização criminosa, e num dos pedidos, aceito pela vice-Procuradoria-Geral Eleitoral, é acusado de receber financiamento do exterior, o que, pela lei, justifica o cancelamento do registro.

Até o lamacento PSDB, protegido pelas elites, que tem como expoente o decadente FHC (possível aliado de Moro, segundo The Intercept), se sentiu no direito de pleitear a extinção do partido. É como se a privataria tucana nunca tivesse existido e todas as suas campanhas políticas tivessem sido financiadas pelo Vaticano.

A onda fascista desencadeada e alimentada pela Procuradoria da República e pela Justiça Federal de Curitiba, incentivou a aceitação no imaginário coletivo da ideia do PT ladrão. Qualquer atrocidade contra uma agremiação política passou a ser aceita. O partido que ajudou a abrir caminhos para futura democracia caiu no vazio.

A hoje deputada Joice Hasselmann, por meio da Veja, fez apologia ao afim da agremiação petista, e um dos lacaios fascistas da rádio Jovem Pan, que ora finge oposição às calhordices do candidato das Forças Armadas (ainda no Planalto), dedicou bom tempo junto aos seus ouvintes advogando a extinção do PT.

Leia também:  EUA receberão informações sigilosas da Petrobras graças à Lava Jato

A rigor, soa inútil pensar que um sentimento de fraternidade e de busca por justiça social possa ser resumido numa sigla ou pessoa. Coisa das ideias. Mataram Jesus e o Cristianismo permanece vivo, do mesmo modo que a até hoje vidas negras importam, apesar de Zumbi e Martin Luther King terem sido assassinados.

Como ideia é ideia, não só ideias nobres sobrevivem. O ódio, a revolta difusa, contida ou explicita, o preconceito, o racismo estrutural, o ideário fascista com ou sem nome, consciente ou inconsciente sobreviveu aos tempos e caiu de bandeja no colo do “morobolsonarismo”. Mas, isso já é outro assunto.

E foi assim que “O petê acabou” virou mantra no pós-golpe de 2016, estimulado pela República de Curitiba. Acabou, dizem. Mas, mesmo bombardeado pela mídia corporativa e com seu maior líder preso, em poucos dias o PT conseguiu 47 milhões de votos em 2018. Tem talvez a maior bancada da Câmara, embora isolada.

É bom lembrar que a destruição de uma ponte não elimina a necessidade de se alcançar a outra margem do rio. Os postulados que dão suportem ao programa partidário do PT permanecem ativos, as bandeiras de luta estão aí. Afinal, a fome não acabou, direitos foram extintos e a chaga social se alastra dia a dia.

Cofres minguados, não é bem hora de voltar a vender estrelinhas na Praça da Sé, centro de São Paulo. Campanha na TV em decadência, o partido não tem dinheiro para comprar robôs, e se ilude quem acredita em propaganda boca a boca, que mensagens do tiozão do churrasco vão se multiplicar, se alastrar como Covid-19.

Tão grave quanto cofres vazios é a militância do PT perder a consciência de que o jogo do golpe é acabar com a sigla. Em São Paulo, parte da militância se curva, anunciando precocemente o voto em Guilherme Boulos. A euforia em torno de Boulos faz cócegas até no “morobolsonarismo” enviesado da Folha/Globo.

Leia também:  Zizek: a importância crucial da experiência chilena

Claro que Boulos já é esperança nas causas sociais. Mas… Votar no Partido dos Trabalhadores é sobretudo um ato de resistência. Abraçar precocemente outra candidatura em São Paulo é temerário. Mesmo que infeliz a candidatura Jilmar Tatto, que está na rabeira do bode com 1% de intenções, ao lado de Levy Fidelix (PRTB).

São Paulo vai sediar o novo teste de sobrevivência do PT. Vão estar em cena três cabos eleitorais de peso: Bozo, Dória e Lula. Já Tatto, por sua vez, vai ter a oportunidade de dizer a que veio dentro da sigla que o golpe quer matar, num cenário em que 54% das intenções de votos, no momento, é para a direita.

A sopa de letrinhas de candidatos de direita país afora é um falso leque de opções entre mais do mesmo. Só serve para aumentar a ilusão de democracia e minar candidaturas sérias. Com a palavra os estrategistas do PT, se é que existem. E, quem sabe, a fala de Dilma lá em cima possa ser mesmo uma realidade.

Armando Rodrigues Coelho Neto – jornalista, delegado aposentado da Polícia Federal e ex-representante da Interpol em São Paulo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

26 comentários

  1. Voto no PT pelos mesmos motivos apontados por Armando Coelho Neto. Mas acho que, fora todos os seus inimigos externos, quem muito atrapalha o partido é a turma de São Paulo, que, há muito, esqueceu as origens..

    33
    3
    • Apoiado. Votei muitas vezes em todos os candidatos do PT nas ultimas eleições. Mas atualmente vejo que o partido não tem ajudado. Não se comunica bem, não tem planos concretos de unir os demais partidos para fazer uma frente forte. Enfim esta nos empurrando para fora do PT. Este ano serei PSOL, sem duvida.

      11
      12
    • “…É como se a privataria tucana nunca tivesse existido e todas as suas campanhas políticas tivessem sido financiadas pelo Vaticano..” A verdade ainda que tardia. Onde estava o PT e todos Partidos Progressistas que aceitaram e compactuaram com estes Crimes? Onde estava a Polícia Federal permitindo tais Crimes? Só para lembra que foi a Elite Intelectual do Judiciário associada à Elite da USP que construíram o PT a partir da CUT. Esta mesma Elite que funda o PSDB, quando o ‘Cacique Orestes Quércia’ declara o MDB como de sua Propriedade. Todos ‘Honestos Redemocratas’ que fariam Politica de outra forma, com alternância no Poder, sem interesses pessoais e financeiros. Enxergamos como foram estes últimos 40 anos, desde Banestado até Lava Jato que ainda não revelou todas falcatruas do Menino da UNE/USP José Serra, sua Filha ‘italiana’ e todos segredos escondidos na Suíça por Paulo Preto. Pobre país rico. Realmente, um ato de resistência à tamanha cara de pau. Mas de muito fácil explicação.

      3
      7
      • PT, cadê o Gabinete do Bem? Para se comunicar com as grandes massas é necessário ocupar as redes sociais que são território de uso exclusivo dos fasci-miliciano-evangelicos.
        A comunicação do PT está no século XIX, precisa entrar no século XXI.
        O miliciano propaga diariamente suas mensagens de ódio e o PT chora porque a grande mídia não divulga suas mensagens. O PIG ( Partido da Imprensa Golpista ) nunca escondeu seu lado, o PT não pode dela nada esperar

        Acorda, PT!

    • PSOL não apoiou impeachment de Dilma, inclusive foi às ruas contra. O mesmo não se pode dizer de vários partidos coligados ao PT em 2014, 2016, 2018 e agora 2020 Brasil afora…

      19
      4
    • Votar PT mesmo em um candidato fraco sem qualquer chance quando o fascismo está às portas e há outro candidato com chances maiores de vitória é um ato de resistência tão forte e eficaz quanto cuspir de lado… Mas é isso, dizem que em 2022 voltará Dom Sebastião para nos salvar em seu cavalo branco, então não há nada a temer…

      15
      4
    • O PSOL não só apoiou o golpe. Fez pior! Recusou-se a participar dos atos em defesa da Petrobras, quando tornou-se alvo da ação criminosa coordenada pela Globo, jogando em tabelinha com o time de bandidos de Curitiba, alegando que, se participasse estaria defendendo os corruptos do PT. Com isso tornou-se a legenda de esquerda mais querida da direita.

  2. Legal o artigo, mas joga nas costas da militância a responsabilidade por sucessivos erros da cúpula do PT. O PT de São Paulo investiu em Padilha, porque trocar de candidato? Porque Tatto detém a maioria na cúpula partidária. O PT de São Paulo e a maioria da direção do PT nacional, tem que acordar e ver que seu tempo de mandos e desmandos acabou. A militância do PT de São Paulo, cansou e está mostrando que no PT quem manda é ela e não decisões de burocratas que detém maioria da máquina partidária. Um amigo me falou e vou concordar:” Se o Zé Dirceu estivesse na direção, essa besteira da candidatura dê Tatto, jamais aconteceria”. Vão expor Lula, numa candidatura que já nasceu morta. Sim a bola da vez é do Boulos e Erundina, é isso não tem a ver com o PSOL. Boulos é o cara!

    16
    5
  3. Não podemos esquecer que o projeto democrático do PT, maliciosamente tratado como conciliador, também atrapalha a esquerda que se pretende pura. Quantos não saíram do PT por desacordo com a maioria e não perdem a oportunidade de dar uma mão ao projeto de extinção? As “jornadas cagadas” de Junho de 2013 tem os registros bem claros.

    13
    2
  4. A pessoa vota em quem quiser, mas o PT escolheu mal, Jilmar Tatto é figura inexpressiva, sobretudo para as novas gerações. Será que o PT não trará novos rostos, novas vozes para o palco político? Será que o PT não tem nome melhor? Votei Lula (2x) e Dilma (1x), depois fui Plínio, votaria em Lula/Dilma mais adiante. O Psol (cuidado com a amnésia) vem denunciando: foi golpe! O PT é o maior partido de (centro)-esquerda da América Latina, mas precisa urgentemente (ao meu ver) trazer novos rostos para o cenário político nacional, a começar pelo municipal.

  5. Uma ideia deve ser respeitada…..embora acharmos preciosista…..solidificar uma candidatura viável como a de Boulos…..ser viga viva, escora de uma equipe mais bem posicionada no terreno é além de honrado, providencial e o futuro se bem arranjado colocará os reais valores em seus devidos lugares….caso não haja entendimento e muita conversa extrapartidaria…..os fascistoides fundamentalistas ditarão os rumos do nosso país por décadas….o movimento de retrocesso mental é claro e espalhado por todos as camadas sociais….Quem viver verá .

  6. Ora, ora…….mas a menos de dois meses da eleição nem começou a propaganda eleitoral…simples, quando descobriram que ela influenciava na escolha diminuiram o tempo…..o mesmo para o tal segundo turno….bastou Erundina ganhar no dia da eleição para descobrirem que o eleitor do PT era fiel e sempre votava com o partido……qual a proxima patifaria que irão inventar?

  7. Quer dizer, o PT errou e continua errando com “desenvoltura”, e a culpa é dos que vão de Boulos e Erundina. Essa é “fechar o barraco”. Lula e sua turma (a sua tendência dentro do PT) está mais perdido que cego e surdo em tiroteio. Quanto a dizer que outros partidos de esquerda apoiaram o golpe, eu faço uma pergunta: qual golpe? Sim, de que golpe falamos se o próprio PT está se colocando com a turma desse “golpe” em várias regiões do Brasil ?

    1
    6
  8. O maior problema do PT são seus cardeais paulistas. Fracos, cheios de soberba, orgulho. Adoram escrever no jornal golpista criticando a Dilma. Combatividade zero
    Eles veem logo depois do PT do Rio.

    6
    1
  9. Texto Realista!
    Vamos de PT !
    …”Até o lamacento PSDB, protegido pelas elites, que tem como expoente o decadente FHC (possível aliado de Moro, segundo The Intercept), se sentiu no direito de pleitear a extinção do partido. É como se a privataria tucana nunca tivesse existido e todas as suas campanhas políticas tivessem sido financiadas pelo Vaticano.”…
    Esse Partideco, é o CÂNCER do BRASIL pois é o partido da Globosta e do seu herói ZÉ ROELA, o exjuizeco da FARSA À JATO. PQ que será que esse inútil FHC é tão blindado ?!

    Bem é isso, vou esperar o próximo texto e o desenrolar da CAMPANHA …

  10. Votar no candidato da esquerda com maiores chances de ganhar! Sempre! Chega de bairrismos partidários que não levam a lugar algum. o PT, por várias razões, deveria retirar sua candidatura em S. paulo:
    -Para evitar o ridículo de um fiasco eleitoral que o colocará entre nanicos
    -Para apoiar uma candidatura que tem chances reais de crescer.
    -para mostrar a outros partidos de esquerda que é confiável como parceiro em formação de alianças.
    -O PT, e isso já passou da hora, deve procurar e incentivar novas lideranças no campo progressista. Nãop há dentro do PT, no momento, nenhum nome nacional, jovem, com a força de Boulos que é uma promessa nacional. Se não quer que Boulos cresça, será sem dúvida por bairrismo partidário e não pelo futuro do campo progressista.

    3
    4
  11. Vou votar PT, exatamente, por tb entender ser um ato de resistência. Não dá pra deixar os caras que estão tentando aniquilar a legenda, conseguirem o que querem. Vou de PT!

  12. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome