Porque o conselho de Mike Pompeo não será seguido pelo Brasil, por Luis Nassif

Os maiores produtores agrícolas mundiais são Estados Unidos, Brasil e Austrália. Uma redução das exportações brasileiras para a China beneficiaria diretamente os dois países restantes

Recorde-se que, na última tentativa de acordo comercial EUA-China, a grande demanda americana era para aumentar a venda de soja americana para os chineses. O que só poderia ser alcançado em detrimento das exportações brasileiras, o maior fornecedor de soja para a China.

Vamos a uma pequena análise do comércio bilateral do Brasil com a China e EUA.

Na conta, somam-se exportações e importações para se estimar o fluxo de comércio. Até setembro, no acumulado de 12 meses, a China somava US $106 bilhões contra US $49 bilhões dos EUA.

Não apenas isso. A tendência é de crescimento ainda mais do comércio com a China e decréscimo com os EUA, conforme pode-se conferir no gráfico.

A relação entre a balança comercial com EUA e China mostra um distanciamento cada vez maior entre ambas, em favor da China.

Além disso, a China tem um peso cada vez maior nas exportações e no saldo comercial brasileiro.

Aqui, a comparação entre o saldo comercial total e o saldo com a China.

Ou, analisando no tempo, percebe-se o imenso impacto do saldo com a China no saldo comercial total brasileiro..

E aí se entra em uma situação curiosa. Os maiores produtores agrícolas mundiais são Estados Unidos, Brasil e Austrália. Uma redução das exportações brasileiras para a China beneficiaria diretamente os dois países restantes.

Ocorre que, na quadra atual, tanto EUA quanto a Austrália estão em conflito ideológico com a China, o que abriria espaço adicional para o Brasil, caso tivesse um governo ou uma diplomacia minimamente racional.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Aras pede “apuração preliminar” sobre reunião do GSI e Abin com a defesa de Flávio Bolsonaro

27 comentários

  1. Os USA Inc. são muito “bonzinhos”… Sugerem que o Brasil reduza suas vendas para a China, a fim de abrir caminho para a produção encalhada dos agricultores iankees… Será que o Pompão imagina que o governo brasileiro é idiota ? É possível…

    27
    • Eles não imaginam que o governo brasileiro é idiota, eles tem a absoluta certeza disso. Mas mais do que idiota, é entreguista. O brasil é a “nação” meretriz da América Latina.

      29
      2
      • MERETRIZ?Bicho,tu tá tão atrasado que merece que lhe conta uma.
        Papai entre outros atributos era também advogado.Em um desses júris que ele fez na vida(21 defendendo,1 acusando,nunca perdeu um),o Dr.Expedito Teixeira de Carvalho,Juiz local e Presidente do Tribunal do Júri,hoje aposentado como Desembargador,amigo irmão do Papai,inquiria uma pobre testemunha.Lhe fez uma pergunta.O pobre coitado não entendeu direito e saiu -se com esse:Mi discurpe,mas não intendi Incelintissimo Meretrizzimo.Até Dr.Expedito gargalhou.Você tem por obrigação comprar meu livro de memórias.Tu não viu da missa a metade.

        15
        • Pelo seu delicado dedinho indicado pra baixo,fica evidente que tu nunca foi chegado a um “MERETRICIO”.Eu,aos 15 anos só vivia lá.Não quero acreditar que você é fã de Lulu Boca de Veludo,segundo Bob Jeferson.Se vc voltar a ser grosseiro comigo,vou cortar seu sensivel dedinho com minha espada Hattori Hanzo,exatamente aquela que emprestei a atriz Uma Turmann para filmar Kill Bill I e II.

          15
          • Este é um doido. Não é preciso rebater suas idiotices.Deus tem cada inquiy, ainda mais Bolsonazista.

            2
            1
    • Companheiro,a natureza é sabia.Não nos dotou de falcões,mas de ladrões de asa dura aos borbotões.Veja o caso de André do Rap.Entrou num asa dura e se picou para casa da puta que o pariu.Engraçadinho ele,né?

      2
      11
    • Respondo a José Ferreira Júnior,20/10/2020,23:15,se realmente estiver se dirigindo a mim.

      Você me chama de “doido” e “Bolsonazista”.
      Bem,se você realmente estiver atribuindo a mim essas duas certezas,acho melhor você dá uma incerta e voltar para casa sem avisar.Quem sabe você não esteja comendo gato por lebre.

  2. FORA DE PAUTA.

    1)Alvíssaras meu Capitão,terra a vista.Nassif conseguiu as duras penas,3 solitários dedinhos no comentário econômico de hoje.Como dizia meu avô,o Prof.Joel Americano Lopes,udenista de 10 costados,chefe político da minha região,e unha e cutícula do General Juracy Magalhães,dizia ele:”De hora em hora,Deus melhora”.E se alguém se interessar,informo:Sou bisneto,neto e filho de professores.Pelo fato ter começado a acontecer no início do século XX,não é pouca coisa,apesar das ressalvas do Papai,o maior intelectual que meus olhos pousaram,que viveu a dizer:”Inteligência não se herda e cultura não é Montepio”.Aquele sabia,e como sabia das coisas.

    2) Em 1982 quando recebeu o Prêmio Nobel de Literatura,Gabriel Garcia Márquez o maior escritor latino-americano,em um dos trechos do seu discurso de agradecimento,deblaterou para os anais da posteridade:”O ser humano precisa de uma segunda oportunidade sobre a terra”.Tenho certeza que ele não falava sobre o Brasil.Isto aqui,nem Deus salva,quem sabe umas 100 bombas de Hidrogênio H.

    10
  3. Nassif, mas e nosso complexo de vira-lata? Atualmente anda exacerbado. E muito.
    Haja vista como balançam o rabinho para os EUA vão fazer alguma merda.

  4. Bom dia a todos.
    Gostaria de ter uma opinião consistente do motivo pelo qual o Brasil insiste em exportar soja bruta, minérios sem agregar valor e outros absurdos.
    Sabemos que simplesmente o esmagamento da soja, gera cerca de 30% da chamada torta de soja e cerca de 70% de óleo.
    Os 30% referentes à torta pagam o valor da soja que foi esmagada. O ÓLEO É O LUCRO LIMPO!!!
    Estamos importando óleo, pagando por isto e exportando soja bruta, para gerar empregos na China!!!
    É razoável?

    • Tentando “ajudar”:
      Para quem tem terra de graça (desde o tempo dos invasores, caçadores de escravos e esmeraldas, grileiros e barões agraciados legalmente) e escravos negros e índios ou mão de obra barata de imigrantes pobres ou, “hodiernamente”, de máquinas robotizadas que fazem tudo, AGREGAR VALOR “dá muito TRABALHO” pra quem ganha fortunas só “admirando a paisagem” de seus virtuais “países” ou extensões de terra que se perdem como o horizonte dos oceanos.
      Ou vc acha que o braZil de 520 anos, rico como poucos no mundo, não consegue passar de exportador de commodities de exploração, extração e predação por que?
      Até a indústria aqui é (cada vez mais) estrangeira (alguns setores 100%), aproveitando nossa mão de obra cada vez mais pobre, com menos direitos, isenção de impostos, espaço para usar e poluir, recuros locais e um imenso mercado, podendo escolher entre interno ou externo, o que no “dia” der mais $$$.
      Melhor ainda, estes nem precisam investir: compram financiados com nosso dinheiro, a preço de banana, pronto, amortizado e dando lucro o que nossos impostos levaram décadas para construir, de hidrelétricas a refinarias, de sistemas nacionais de comunicação a indústrias aeroespaciais. Sem nenhuma maior obrigação com o país. Até impostos sonegam. Só não sonegam os lucros exportados.
      Espero ter “ajudado”…enxugue as lágrimas…

  5. Nassif, só o fato de um secretário estrangeiro dar palpite (maroto!) publicamente num outro país já poderia gerar questionamentos em países que se prezam e se respeitam.
    Não é o nosso caso atual.
    E salvo em pequenos períodos, assim tem sido na maior parte de nossa História.

  6. NOTA DE UTILIDADE PRIVADA.

    Não sei se os participantes daqui teem conhecimento,mas foi o acima assinado que acabou com aquelas corruptas entrelinhas de outrora.Eu desconfiava que tinha treta,fiquei na moita.Um igual entrou em confronto com outro igual.Um dos iguais,acusou o outro de fazer comentários e ele mesmo se atribuir quantas estrelinhas quissese.
    Apelei ao Conselho Editorial do Blog,na pessoa da minha amiga Da.Lourdes Nassif,e era uma vez estrelinhas.Uma observação:Nós somos tão amigos do alheio que nem estrelinhas escapam.
    Dito isso,vamos ao que interessa:
    Vocês daqui,alfabetizados ou não já ouviram falar em YAKUZA? Não?Trata-se da máfia japonesa,das mais letais do mundo.Adiante.Para se integrar aos escalões da YAKUZA os candidatos são submetidos a uma coisinha simples,uma bobajizinha,uma picada de agulha.Reunem-se o alto escalão de Mafiosos Yakuzanos em um elegante edifício de Tóquio,e da-se início ao ritual.O Chefe do Conselho da Máfia abre uma bela caixa folheada a ouro,e retira-se uma faca mais afiada que minha espada Hattori Hanzo.
    O candidato a vaga recebe o instrumento perfuro cortante do Chefão do Pedaço,coloca o polegar sobre a mesa e ele mesmo se encarrega de decepar o polegar e entregar ao chefão.
    Moral da história:Se eu descobrir,mesmo em sonho,que a safadeza das estrelinhas se repetem com os dedinhos,o que vai ter de Lula espalhados pelos quatro cantos do Blog,será necessário um senso do IBGE para contar.Alguma dúvida?

  7. “Triunfar na vida é se levantar e começar de novo toda vez que se cai”.Pepe Mujica.
    É isto que vocês deveriam ter em mentes mobralinos de Blog,e não perderem tempo enchendo meu saco.

  8. Deixo de lado as chicanas que trato os comentários hilários da quase maioria dos mobralinos daqui para falar de coisa séria,com a vênia do Senhor Editor:
    O maior foco de corrupção que existe hoje na República Federativa da Gatunagem,está,sem nenhuma sombra de dúvidas, localizado do STJ-Superior Tribunal de Justiça.Se abrir a tampa daquela panela de dejetos,não escapa praticamente ninguém.Sairiam,salvo 1 ou 2,num camburão direto para a Penitenciária Bangu III.
    Um verdadeiro antro do que há de mais podre do judiciário brasileiro.Ate o Tribunal de Justiça da Bahia,onde vendas sentenças são tratadas a céu aberto,o STJ consegue superar.Nem as máfias operam com tanta desenvoltura.

    ;

    • Que é isso pupilo de Luís Vaz de Camões?
      Assim fica feio, porque se eu tenho, se tu tens, se ele, ela ou você tem, então, nós temos, vós tendes, eles têm.
      “Não sei se os participantes daqui teem (sic) conhecimento…”

  9. Não sei porque do espanto, afinal o que não se pode esperar de Bolsonaro e troupe, que sejam homens de Estado. Movidos pelos interesses mais mesquinhos e ordinários, são o espelho médio da população brasileira que visa primeiro o interesse próprio e o do clã, para depois, quem sabe, partilhar algo com outrem. No tocante às exportações, vou ousar apontar um aspecto que talvez seja bom, numa eventual redução das exportações agrícolas a possibilidade de exportar produtos de maior valor agregado, reduzir a devastação ambiental e obrigar a competitividade baseada em competência maior que o mero extrativismo.

  10. E o soldadinho corrupto continua a fazer o Brasil perder no mercado inbternacional. Cada coisa que nem dá para acreditar.

  11. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome