Xadrez de Huck e o cristal trincado da Globo, por Luis Nassif

No momento, o quadro político que se prenuncia é o seguinte

Peça 1 – o candidato da Globo

O fator Luciano Huck sempre esteve no horizonte da Globo desde as primeiras manifestações do golpe. Tinha-se claro:

·       A ampla e completa desmoralização da classe política;

·       Caminho aberto para as celebridades televisivas, fenômeno ocorrido na Itália das “mãos limpas” e nos Estados Unidos, país onde a insatisfação generalizada com a política tradicional gerou Donald Trump

No começo do processo, aventou-se o nome de Huck. Depois, ele foi prudentemente poupado. Até as eleições havia dois riscos pela frente.

Risco 1 – outro aventureiro lançar mão da bandeira anti-política

O primeiro a se lançar nos ventos da anti-política foi o prefeito de São Paulo João Dória Júnior. Não por coincidência, os dois primeiros veículos a torpedear seus factoides foram o Jornal da Manhã, da Globo, e a rádio CBN.

Risco 2 – o fator Lula

Tudo indica que a candidatura de Lula será impedida. A esta altura, o golpe já prescinde de qualquer veleidade de aparência democrática. Lula vai ser impedido porque – como diz a brilhante Rosa Weber – o poder permite que ele o seja. Simples assim. Séculos de avanço do direito, conceitos civilizatórios basilares, como o da presunção da inocência, cláusulas pétreas da Constituição, como o de ninguém ser preso antes de esgotada a última possibilidade judicial, o poder do voto, nada disso importa. Agora, não se tem nem o disfarce canhestro de “pedaladas” e quetais. É arbítrio na veia. O máximo que os 11 do Supremo ousarão será impedir sua prisão. Ou melhor, permitir apenas um ou dois dias de prisão, para sustentar a reportagem principal do Jornal Nacional.

Têm-se a favor da tese a certeza de que a única reação da população será o de aumentar o ceticismo e os votos em branco. E preparar-se para o próximo carnaval.

Peça 2 – as eleições em Lula

Sempre tenho dificuldade em entender Ciro Gomes, devido à sua enorme imprevisibilidade.

No entanto, saindo Lula, seu nome ganha peso. Em parte, devido à dificuldade do PT e do próprio Lula em indicar um nome de expressão – em que pese o poder de transferência de votos de Lula. Mas, principalmente, porque o impedimento de Lula será o ponto de corte em qualquer veleidade de eleição civilizada. A indignação de seus eleitores os levará em grande parte a procurar o candidato vestido para a guerra. E ele atende pelo nome de Ciro Gomes.

Nos últimos tempos Ciro vem ensaiando aproximação com o Ministério Público e o Judiciário, a ponto de montar uma enorme ginástica mental para se solidarizar com Lula, após a condenação pelo TRF4, sem desautorizar o tribunal. Fica claro que pretende selecionar os inimigos.

Leia também:  Relembre: A profecia de Jucá e a Farsa Jato ou Farinha do mesmo saco, por Armando Coelho Neto

Sua estratégia será a de mirar o canhão no presidencialismo de coalizão, especialmente no PMDB e PSDB, tentando capturar para si o sentimento da anticorrupção do sistema judiciário. E se lançar com a bandeira do momento, mas temperada com veleidades sociais e propostas industrializantes.

Tem discurso eficiente para tanto. Falta controlar seu temperamento. Sua maior arma, em todo caso, será o rascunho do que será o Brasil, sob o controle final da Globo. 

Peça 3 – o que seria o liberalismo econômico de Huck

O liberalismo à brasileira poderá ser melhor compreendido na entrevista que Fernando Henrique Cardoso me deu em 2005 para o livro “Os Cabeças de Planilha”. Não tinha a menor ideia e/ou preocupação sobre políticas sociais, políticas científico-tecnológicas, papel da pequena e microempresa, desenvolvimento regional.

Lá pelas tantas indaguei, afinal, qual era seu projeto de país. E ele: fortalecer os grupos internacionalizados (leia-se, o grande capital) e eles, crescendo, levarão o país junto.

Esse simplismo assustador é o retrato desse liberalismo à brasileira.

É a face igual e oposta ao da esquerda estatista. Move-se por ideologia, sem nenhuma preocupação com resultados finais, com impactos na vida das pessoas, no emprego, no bem-estar social, no desenvolvimento.

É só conferir as medidas que implementou, de carona no governo Temer.

·       Teto de gasto, independentemente de uma análise detalhada do orçamento e das necessidades nacionais, demonstrando que a única prioridade é a preservação da solvência da divida pública, para permitir a manutenção de taxas de juro real elevadas;

·       resistência a qualquer forma de equidade fiscal, seja da ótica da receita ou das despesas públicas;

·       manutenção de taxas de juros reais elevadas; nenhum movimento para reduzir o peso da dívida pública;

·       privatização selvagem, sem a menor preocupação em analisar sistemicamente os setores afetados, como é o caso da Petrobras e Eletrobras;

·       queima de ativos nacionais que não se enquadrem em sua visão de economia, como foi o caso da industria naval e do complexo de petróleo e gás;

·       nenhuma preocupação com o ensino superior e com pesquisa e desenvolvimento;

A experiência no governo Temer mostrou também que o grupo recorre a táticas de guerra:

·       Tentativa de desmonte total da estrutura sindical;

·       Uso da prisão e do punitivismo  como instrumentos de combate às tensões sociais.

Peça 4 – a cara do liberalismo jurídico à brasileira

A eleição de Huck significaria o aprofundamento inédito do estado de exceção.

A Constituição está sendo desvirtuada, grandes negociatas avançam sem resistência, há uma truculência latente da Polícia Federal e do Ministério Público. Mas se tolera porque o governo Temer promete, em troca, o desmonte do incipiente estado de bem estar social brasileiro.

Leia também:  Mefistófeles, quem diria, dessa vez se permitiu ser debochado, por Eduardo Ramos

Tudo isso ainda é relativamente contido pela ilegitimidade do quadro atual, pela percepção de que o poder de Temer derivou de um golpe, e pelos 3% de aprovação do governo.

Uma eventual eleição de Huck seria o fecho final, de legitimação do arbítrio.

Hoje em dia, esse estado de arbítrio é bem representado por quatro personagens de estaturas similares, cada qual alimentando a exceção com slogans vazios, visando atingir o chamado senso comum.

No STF, o Ministro Luís Roberto Barroso, ao lado de Carmen Lúcia, um notável cultivador de frases banais, tipo “precisamos refundar o Brasil”, à altura de um Conselheiro Acácio dos tempos modernos. Ele é uma espécie de Kim Kataguiri do Judiciário; ou Kim é um Barroso das redes sociais.

Ainda nesse campo dos estereótipos conservadores, Deltan Dallagnol é a melhor síntese do punitivismo misturado com o redentorismo religioso.

Finalmente, um personagem menos conhecido, mas expressão notável desses tempos sombrios, o procurador da República de Goiás Ailton Benedito que, entre outros feitos, proclamou que o nazismo é um regime socialista.

Ele foi Procurador Regional dos Direitos do Cidadão em Goiás, notabilizando-se pelo combate aos direitos das pessoas com deficiência, por ter investigado banheiros unissex e intimado o Itamaraty a investigar a cooptação de jovens brasileiros pelo regime da Venezuela. Descobriu, depois, que a tal cooptação não passava de uma convocação do governo venezuelano a jovens da Vila Brasil, em Caracas.

No ano passado, Ailton foi eleito pelos colegas Procurador-Chefe da Procuradoria da República, em Goiás. Vale a menção a ele apenas por representar um tipo hoje hegemônico no MPF.

Os quatro têm em comum uma profunda ignorância histórica, um enorme descomprometimento com os avanços civilizatórios dos últimos séculos. O paradoxo de Barroso, de esposar todas as teses anti-iluministas e se autoproclamar um arauto do iluminismo valeu-lhe um epíteto campeão, da parte do jurista Conrado Hubner: o Príncipe dos Ilusionistas.

Participa desse jogo a Procuradora Geral da República Raquel Dodge. No final do ano, ela e Barroso foram os principais adversários de uma das raras prerrogativas constitucionais do Presidente da República: o indulto de Natal.

Diz o artigo 84 da Constituição:

Art. 84. Compete privativamente ao Presidente da República:

(…) XII – conceder indulto e comutar penas, com audiência, se necessário, dos órgãos instituídos em lei;

A pretexto de que o indulto poderia beneficiar réus da Lava Jato, impediram que centenas de presos, muitos deles condenados a penas injustas, pudessem se beneficiar do indulto. E definiram amplamente um dos princípios do Estado de Exceção: criar uma categoria de presos sem os direitos dos demais. Não foi apontado um réu sequer da Lava Jato que pudesse ter sido beneficiado pelo indulto.

Leia também:  Desmontando a desculpa de Moro sobre a pista contra Lula enviada a Dallagnol

Dentro da complexidade do golpe, fica cada vez mais nítida a montagem de um dos pilares centrais do jogo: a aliança Globo-mercado-Judiciário-MPF.

Peça 5 – as perspectivas de Huck

De qualquer modo, mesmo tendo o poder da Globo por trás, será um desafio fazer a candidatura Huck alçar voo.

Os recentes tiros que levou, em cima do financiamento obtido junto ao BNDES para a compra de helicópteros, dão uma ideia das dificuldades que terá pela frente. A notícia foi um furo do Tijolaço, mas repercutido da Folha à Zero Hora de Porto Alegre demonstrando, pelo menos nesse início, a dificuldade da Globo em montar uma frente midiática em torno de um projeto que poderá ampliar ainda mais seu poder. Com a crise dos demais grupos, da Abril ao Estadão, passando pela Folha e redes de TV, percebe-se que a concentração de poder na Globo é uma ameaça aos demais grupos.

Por outro lado, o fator Huck desestabiliza completamente a estrutura partidária, do PMDB ao PSDB, cristianizando o candidato Geraldo Alckmin. Será maus uma frente de desgaste.

Além disso, a desastrada operação JBS trincou a aura de onipotência da Globo.

No final do governo Collor, Octávio Frias Filho produziu um editorial de primeira página que, pela primeira vez, mostrou que o tigre da presidência tinha pés de barro. E enfrentando o mais imperial dos presidentes brasileiros.

Agora, o mais desacreditado dos presidentes brasileiros, o minúsculo Michel Temer, o suspeitíssimo Temer, o mais impopular presidente da história, saiu incólume da investida da Globo e da Procuradoria Geral da República, no episódio da JBS, simplesmente manobrando os instrumentos de poder da Presidência, algo que Dilma Roussef jamais ousou experimentar. E ainda se permite contar prosa para os colegas sobre o encontro que teve com João Roberto Marinho no Palácio.

Começa a conversa, e Marinho indaga:

– Bom, Presidente, soube que está chateado conosco. O que o senhor teria a dizer?

E Temer, o poderoso:

– Nada. Você é que tem a dizer, pois foi quem pediu a audiência.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

104 comentários

  1. Excelente artigo, deu vontade

    Excelente artigo, deu vontade de pegar o passaporte e ir viver numa pequena ilha do Pacífico…Triste futuro para esse País.

  2. No mínimo,não é recomendável
    No mínimo,não é recomendável que um jornalista do calibre de Luís Nassif,crave um palpite de que Lula é carta fora do baralho das eleições presidenciais de 2018.Um jornalista que não integre a legião das penas de aluguel,seja de que matiz for,não deve se arriscar a tamanha imprudência,até pelo instinto da auto-preservação de ter que assumir adiante um revés sem necessidade. Observo que escreveu o Xadrez a alguns minutos atrás,e não deu bolas nem levou em consideração a politização do Carnaval contra o Golpe,tendo Lula como figura central.Coloca que Lula pode ficar um ou dois dias preso,e sequer analisa as consequências do ato.A seis meses de uma eleição(no estágio atual,uma eternidade) presidencial,a mais imprevisível,conturbada,quiçá sangrenta de todos os tempos,é uma imprudência arriscar vaticinios de qualquer natureza.Os dois artigos sobre Huck,passou longe dos sentimentos das ruas e Ciro Gomes não adquiriu estatura suficiente para ficar com votos do PT,como indica o editor.

    • Ademais,levando em
      Ademais,levando em consideração o nível de coragem dos cadastrados e cadastradas que fazem daqui sua moradia,o Xadrez é um balde de água fria e de uma inoportunidade sem tamanho.Sequer guardaram os pandeiros,cuicas e tamborins,depara-se com um artigo com esse grau de pessimismo e favas contadas.Por pouco,muito pouco,pouco mesmo não caia numa quarta-feira de cinzas no pais e as notas dissonantes se integraram ao som dos imbecis.Um já disse que vai se picar para uma ilha deserta,um outro ecoa verberando que vai tomar o destino de Damasco,igualmente outro fala em pegar O Último Trem Para Paris.Só tenho uma oferta a faze-los:Aqui em Salvador,no Campo Grande, tem o Pé do Caboclo,onde pode-se chorar a quantidade que quiser,tipo 0800.Isso aqui nunca foi um País sério,quem achar que a razão não me acolhe que já reclamar com o Mister Colby.PQP meu louro,haja saco.

      • arkx meu amigo,vou lhe fazer

        arkx meu amigo,vou lhe fazer uma pergunta se me permite.Por que motivos esses cadastrados e cadastradas daqui,se escondem debaixo da cama,quando eu faço um comentario tipo “arrasa quarteirão”?Se depender dessa turma de manadeiros daqui,Lula tá fumado.Por uma questão de ordem e sobrevivência,excluo os morros e as favelas,mas aqui pra nós,ô raça de gente frouxa essa que habita o Solo Consolidado Patriio.

    • Vocês querem ver por que não
      Vocês querem ver por que não conseguem levar uma comigo,por se agarrarem na teoria que existe desde 1.000 a.c,levada a cabo aqui,dia sim,outro também,a da mais abominável do comportamento humano, que é o puxa saquismo em seu estado mais puro,visto que,desde que aqui cheguei,eu nunca observei um de vocês questionarem Nassif sobre qualquer equívoco que porventura tenha cometido,quando o fazem,só faltam beijar-lhes os pés como fez Fux com a mulher de Cabral,dou-lhes um xeque mate:E se vierem a tona,como já começaram a surgir provas altamente comprometedores de que a Lava Jato plantou provas falsas para incriminarem desafetos?E aí senhores e senhoras manadeiras do Blog como ficamos?Um pouquinho mais de recato seria bom,pois já está dando na pinta.

      • O Programa Expresso da Manhâ

        O Programa Expresso da Manhâ do site O cafezinho já praticamente comprovou que a lava jato é uma farsa. Forjaram provas, roubaram dinheiro de delatores, blindaram bandidos para ficar com a grana, negociaram tyermos de delações e negociaram valores “por fora” etc etc

        TODO o pessoal da lava rato deveria ser imediatamente preso. Todas as pessoas que tiveram qualquer contato com esta investigação deveriam ser afastadas imediatamente e ficarem suspensa do serviço público até que toda esta investigação fosse completamente revisada por pessoas idôneas e talvez, até com acompanhamento externo. Se os crimes citados acima forem comprovados, todos devem ser processados, de itidos e presos. Se for possível aprovar uma lei qe pna crime de lesa pátria com fuzilamento, que se aprove e fuzilemos todos.

  3. fdeu

    Se a final do campeonato for Ruck X Ciro, o Brasil estará irrediavelmente perdido. Passarei a crer na possibilidade da reeleição do Treme. Um timoneiro seguro para tudo continuar no brejo aonde o golpe nos levou e nos atola mais a cada dia. O retrocesso que já se conta na casa de 3 ou 4 décadas passará a ser contado em séculos. Melhor entregar a chave para o Putin. Ou para o Xi Jinping. Porque o Trump é osso.

    Para ser um grande pais, proporcional à extensão territorial, teremos que esperar o terceiro milênio. Isso se a humanidade (e eu!) durar até lá.

    Ciro é um engodo que vem sendo preparado pela direita para pegar trouxas. Estou PHORA! (com ph maiúsculo!)

  4. Adiar o caos social, até quando ?

    O nosso país está condenado a passar por uma revolta social violenta

    As bandidagens de togas e da mídia corrupta podem emPOÇAR qualquer salafrário no executivo federal , mas a agudização da crise financeira e a balbúrdia política advinda deste farsesco processo eleitoral de 2018, provocará um caos social incontrolável e violenta (beirando uma guerra civil) .

    Quem viver até 2020, 2022, ou 2024, verá .

    • Há um zum zum zum que

      Há um zum zum zum que outras comunidades aqui do RJ estão aderindo ao que está sendo proposto pela Comunidade da Rocinha :

      FAIXA NA ENTRADA DA FAVELA DA ROCINHA

       

      * Fixar (e permanecer no local) uma faixa com esta advertência numa grande comunidade como a da Rocinha não é uma coisa simples .   

       

      • Não sou muito de dá trelas a
        Não sou muito de dá trelas a seus comentários,mas dessa vez não tenho como ir de encontro aos seus prognósticos.Permita-me uma correção.O pau vai comer no birro bem antes do que previu.O País não aguenta mais seis meses nem que a vaca tussa.Diria que o bastião maior,as Organizações Globo trincou com o Plano Huck.O Tempo Não Para,segundo o poeta Cazuza e ele vai dá o tom.

  5. Vamos ver o que será…

    Tem uma máxima que a maioria dos jogadores falam quando ficam no primeiro lugar na tabela…

    É difícil chegar e mais difícil se manter na ponta…

    Todos que têm um mínimo de inteligência já entendeu que foi um golpe!

    O que é um golpe?

    Pegar o governo a força, sem democracia!

    Se o governo foi pego a força, todo o resto pode ser…

    A ganancia está unindo golpistas e aproveitadores!

    Quando acharem que a causa está ganha, vai ser a hora de dividir o bolo…

    A partir desta hora é que vão começar a morrer golpistas…

    Não pelo povo enganado, ou pela esquerda que não fará isso!

    Mas pela ganância deles mesmos que vão odiar se verem como trouxas…

  6. Tá parecendo mais jogo de

    Tá parecendo mais jogo de rouba monte do que xadrez. E, numa vibrante terça-feira tuiutiana trazer Huck e Ciro Gomes, descartando Lula, Meu Deus, Meu Deus…se eu chorar não me leve a mal. E chorando só peço, um pouquinho de atenção: 

    Vai ter eleição ?  Se tiver, venha Huck, Doria, Globo, Alkmin, nós temos Lula. Lula não é plano A é Alfa – Omega. Não porque seja Herói, Santo, Guru, é por ser o Único. Hoje temos que pensar assim, é o único, não tem outro. E se ele for alijado pelo judiciário, se morrer acidentalmente, se morrer não acidentalmente , se não quiser mais ser candidato ? Aí não tem mais Lula e pode vir Haddad, Ciro, Requião. E quem vier será o novo plano Alfa-Omega e não o plano B do Lula. Lula poderá não ser candidato pelos motivos citados, mas qualquer substituto também pode não chegar lá, pelos praticamente os mesmos motivos. Alguém fala em quem seria o substituto do substituto ? Enquanto Lula estiver vivo, não alijado, com garra para ser candidato, não se fale em outro, é Lula-lá. E que unidos, consigamos libertar o cativeiro social, cujo maior representante é um Vampirão neoliberal.

    • Bravos Duduoutro,matou a
      Bravos Duduoutro,matou a pau.Seguiu os passos de um tal Juninho e hoje joga leite na cara dos e das caretas.Leia meu comentário,um outro que mandei posteriormente mas tenho dúvidas se vai ao ar porque o sarrafo comeu no birro.Forte abraço.

    • Bravos Duduoutro,matou a
      Bravos Duduoutro,matou a pau.Seguiu os passos de um tal Juninho e hoje joga leite na cara dos e das caretas.Leia meu comentário,um outro que mandei posteriormente mas tenho dúvidas se vai ao ar porque o sarrafo comeu no birro.Forte abraço.

    • Exatamente.

      “Lula poderá não ser candidato pelos motivos citados, mas qualquer substituto também pode não chegar lá, pelos praticamente os mesmos motivos.”

      O que está em jogo não é a pessoa, ou um nome: Lula, Jango, JK, Getúlio. O que está em jogo é o PROJETO por trás do nome: Desenvolvimento inclusivo e soberano.

      Esse é o alvo das forças golpistas. É isso que elas querem aniquilar.

      Acreditar que indicando outro nome as forças golpistas, que controlam mídia, PF, MPF, STF, STE, Congresso e Executivo*, irão respeitar a democracia e, por conta disso, promoverão uma eleição livre e justa, correndo sério risco de perder, é muita ingenuidade.

      Não é hora de vacilos. A palavra chave é UNIDADE.

      E qual o caminho?

      Desmascarar a fraude eleitoral que se está armando.

      O problema não é o Lula, o problema é o Poder Executivo e o projeto de país.

      Hoje é a inabilitação do Lula. Amanhã, do Bolsonaro. Depois, do Ciro.

      Ah, mas o Ciro não cometeu nenhum crime. Pois é, o Genuino, o Dirceu, a Dilma também não cometeram…

      Ou as forças de oposição demarcam terreno e fazem os golpistas recuarem, ou o Estado Democrático de Direito será varrido de vez do mapa do Brasil.

      E qual é a grande vantagem de fazer essa barreira para os golpistas com o nome do Lula?

      A massa da população que pode aderir a esse movimento. Ou se aceita o Lula ou desde já, não tem eleição.

      Afinal, qual é a outra força que as forças políticas de oposição tem hoje, além da maioria do povo?

      Ou alguém acha que depois de cassar Lula e eventualmente prendê-lo, sem reação de massa, alguém ainda vai reagir se depois inabilitarem Haddad, Ciro, Boulos, etc. Depois de Lula, a última trincheira da oposição democrática (em relação a uma possibilidade de mobilização de massas), estará rompida.

       

      *Há disputas no varejo do golpe, não no atacado – que tem como objetivo um projeto nacional “modernizador”, excludente e dependente.

       

  7. Além dos problemas relatados

    Além dos problemas relatados em relação a emplacar o nome de Huck para a presidência. Pausa. Toc, toc, toc. Três vezes na madeira. Vejo outro problema, que foi como o funcionário da Globo fez sua carreira decolar. Com programas como: Tiazinha, Feiticeira, etc. Creio que esses programas seriam uma arma nas redes sociais contra sua canditadura, em relação a um público evangélico e conservador, que, aliás, forma uma de suas bases eleitorais (a direita da Bíblia). Mesmo que hoje ele possa se apresentar como um “chefe de família exemplar”, acho difícil explicar certos programas de tv que ele apresentou. Além disso, tem a disputa Globo X Record.

    Enfim, não é uma engenharia política fácil. Eu aposto mais no desespero, por falta de nomes, do que numa estratégia planejada.

    Para encerrar de vez. Não consigo enxergar uma eleição no fim do túnel.

    Quem tem coragem e capacidade (força político-econômica) para dar um golpe, não irá abrir mão do poder por amor à democracia. Leia-se. Só tem eleições se o grupo que está no poder tiver a certeza que ganha.

    Por outro lado, as forças de oposição já ganharam as últimas quatro eleições e só foram derrotadas com um golpe.

    Isso posto, deduz-se que o candidato das forças golpistas não ganha no primeiro turno. Logo, terá segundo turno.

    E, como ganhar no segundo turno, com Temer e com tudo, no fair play?

    Penso ser impossível. Logo…

    A grande questão que os democratas golpeados precisam responder, para preparem sua tática de luta, é:

    Como as forças golpistas irão se manter no poder sem eleições?

     

    • Engodo?
      Ciro é um engodo né? Um engodo que esteve com Dilma até o fim, que denuncia o golpe a todo momento. Não bastasse isso tudo, é nacionalista e industrializante. Engodo é quem tenta desqualificá-lo sem maiores argumentos. Lamento as referências tímidas que o Nassif faz a ele, pois há duas pessoas que quando falam ou escrevem eu paro e presto atenção: Ciro e Nassif.

  8. Esquerda unida

    A candidatura do Ciro vai decolar muito em breve! Vamos com Ciro, sem hesitar, para cima do baronato! Vai ser um deleite acompanhar sua performance nos debates. Ciro vai elevar muito o nivel do debate, trazendo uma consistencia e uma coragem que o Lula nunca teve. 

  9. Esquerda unida

    A candidatura do Ciro vai decolar muito em breve! Vamos com Ciro, sem hesitar, para cima do baronato! Vai ser um deleite acompanhar sua performance nos debates. Ciro vai elevar muito o nivel do debate, trazendo uma consistencia e uma coragem que o Lula nunca teve. 

    • Ciro é uma BLEFE

      Reproduzo aqui um ótimo comentário de Neotupi que salvei:

      “Ele representa mais o pensamento empresarial do capital produtivo civilizado (tão de “esquerda” quanto um Cláudio Lembo ou Bresser Pereira). Mas ele é a favor de privatizações, contra greves e a favor políticas de austeridade ortodoxas na economia. Quando foi ministro da fazenda no governo Itamar, apoiando a candidatura de FHC, defendeu o Consenso de Washington, foi o primeiro a defender a privatização da Vale quando nem estava em pauta, defendeu abertura comercial unilateral sem exigir contrapartidas, e convenceu Itamar a ameaçar demitir petroleiros em greve em vez de negociar. Nas eleições de 2002, no primeiro turno, quando ainda tinha expectativas de tomar de Serra o segundo lugar, fazia dicurso do mercado de que “Lula iria tocar fogo no Brasil” e escolheu como conselheiro econômico José Alexandre Scheinkman, neoliberal até a medula. Ele foi contra a política de cotas raciais, foi contra o piso nacional dos professores, e tem afinidades com as políticas estadunidenses do Banco Mundial (quase sempre privatizantes e “meritocráticas”).

      Ciro é excelente pugilista contra a extrema-direita, ótimo debatador, ótimo crítico de problemas macroeconômicos nacionais (mas criticar juros altos é apenas apontar o óbvio, até Joaquim Levy criticava) e o acho melhor candidato do que os outros de direita. Mas, sem ficcionar nossos próprios desejos do que gostaríamos que ele fizesse, qual é exatamente o programa de governo de Ciro? Qual é o compromisso dele na economia e com os movimentos sociais?

      Ciro critica juros, mas não se iludam: o mercado prefere ele do que um lulista como Haddad.”

       

      • Me permita minha
        Me permita minha querida,desde que abraçou a fogueira Santa Israel,mudou completamente o modo de pensar:Quanto milhões de votos o “Deus Mercado”promete depositar nas urnas para Ciro Gomes?

      • Anarquista lúcida,lembro de
        Anarquista lúcida,lembro de um comentário seu de no mínimo seis meses atrás q disse se o PIG der uma piscadinha para o Ciro “ferrou tudo”(não exatamente estas palavras)fiquei com isso na cabeça e acho q é verdade,mas o q perdemos?Lula e o PT no poder sempre tiveram comportamento dúbio tb,e agora essa do Lula com Sepúlveda Pertence e esse acórdão justo agora q o povão estava acordando para esse judiciário seletivo, realmente é loteria mas se Ciro firmar mesmo com a maioria das ideias progressistas estaremos no lucro,lógico q vão tentar cooptá-lo igual fazem com o Lula e o PT,vai dele deixar ou não,se ficar o bicho pega e se correr o bicho come!

  10. Não está claro para mim que

    Não está claro para mim que Ciro tem alguma aliança com o MPF ou qualquer um dos integrantes do “partido do judiciário”. Está certo que ele não tem feito grandes críticas ao mesmo e de certa forma, até agora pelo menos, vem sendo poupado de uma atuação mais militante dos mesmos. Mas sua proposta de governo é nacionalista e isso é algo que os integrantes desse partido não são muitos fãs. Penso que ele está sendo poupado por um momento por não ser visto ainda como um candidato competitivo.

    Acho também que Nassif subestima o potencial de Marina Silva como efetiva candidata da direita com reais chances de ganhar a eleição, coisa que não vejo em políticos como Alckmin ou mesmo o próprio Huck como um novato que não é tão novato assim, já que cansou de aparecer com gente ligada ao PSDB. Não esquecer do fator Bolsonaro nessa eleição que muito provavelmente não vai ao segundo turno, mas deve dificultar um pouco a vida dos candidatos ligados ao grande esquema que vai da Globo ao PSDB/PMDB. Para mim, a eleição em segundo turno é Marina Silva pela direita e um candidato pela esquerda que hoje seria Ciro Gomes que pinta como nome com maior potencial. PT poderia influir ou até ter um representante se apoiasse um nome de fora do partido como Requião ou Aldo Rebelo. Eventualmente, um nome do PT-RS teria chances também mas ao que parece Lula não é muito fã dos gaúchos do PT.

  11. Huck é apenas ator de uma farsa eleitoral anunciada.

    Como Ciro, Manuela ou Lula vão levar suas candidaturas até a farsa eleitoral “hondurenha” que o Golpe está montando para o Brasil? Como anti-candidatura, como aquela de Ulysses Guimarães na sucessão do Ditador Médici? Para valer, como se a democracia ainda estivesse em vigor no Brasil? Ou a renúncia coletiva e a denúncia nacional e internacional da farsa eleitoral “hondurenha” seria uma melhor escolha política paas forças democráticas do país?

    No âmbito do anti-candidato, que explica ao povo que a eleição será uma farsa, e mostra ao país que ele poderia ser administrado de outra maneira haveria uma “barragem” midiática feroz, a ameaça do uso da “justiça” contra os candidatos e os partidos rebeldes (não seria difícil inventarem “escândalos” contra Ciro e Manuela do mesmo modo que fizeram em relação a Lula) e o uso liberado do poder econômico (notem como o TSE está condescendente com todo tipo de financiamento particular a campanhas eleitorais) para inundar o Brasil de propaganda de Huck, Alckmin e Bolsonaro, dando ares de “legitimidade” ao pleito.

    Caso assumissem uma campanha para valer, os candidatos das forças progressistas estariam ignorando a farsa eleitoral e legitimando politicamente a a sua execução. A “normalidade” golpista seria a conjuntura política mais confortável para as forças sociais e políticas do Golpe. A desorientação da população seria evidente e, na minha opinião, seria a pior “solução” possível.

    A renúncia coletiva, que não parece estar nos planos de Ciro e Manuela e muito menos de Lula (o PT discute internamente um plano alternativo para o impedimento de sua candidatura) poderia ser uma solução de confronto com o Golpe caso viesse com uma forte campanha pelo voto nulo e abstenção. Embora abra caminho para uma “eleição” tranqüila de um candidato do Golpe seria uma conjuntura nada confortável para os golpistas pois estariam sob intensa pressão nacional e internacional.

    A tentativa de intimidação contra a oposição poderia ter desdobramentos nada agradáveis para o Golpe pois a população poderia perder de vez a sua pouca paciência e partir para o confronto com todos os meios que dispuser para tal. O Carnaval, com os muitos protestos contra Temer em todo o país, marchinhas contra o auxílio-moradia de juízes (mostrando que o prestígio dos justiceiros de toga está se esfacelando até entre a camada média da população) e outras demonstrações de que o povo está acordando (o desfile da Tuiuti no Carnaval carioca foi o exemplo mais eloqüente de que as pessoas estão percebendo que foram enganadas).

    Portanto, mais do que discutir se Huck, Alckmin, Bolsonaro é o preferido dos golpistas é necessário estar consciente de que não haverá eleição limpa no Brasil em 2018 e denunciar a grande farsa que estão armando contra o povo brasileiro, que fará papel de trouxa ao comparecer às urnas.

  12. frente de esquerda é melhor chance

    ” A esta altura, o golpe já prescinde de qualquer veleidade de aparência democrática.”

     

    Qualquer nome isolado da esquerda Lula, Ciro, Manoela, Boulos, Requião, Haddad será fulminado, seja por vias de fato, seja por vias juridicas, seja por fraude eleitoral. A missão que hoje se apresenta quase impossível é a criação de uma ampla frente de esquerda. A chapa Ciro presidente, Lula (Haddad depois de Lula impugnado)vice, ainda é a opção mais lógica.

    • A frente de esquerda é uma

      A frente de esquerda é uma necessidade mas que não estará disponível, não pelo menos nessas eleições e duvido muito que na próxima também. Minha esperança é que aconteça um fenômeno parecido com o que ocorreu na eleição para prefeito do RJ em 2016. Quem era de esquerda viu que Freixo era o único com alguma chance de passar para o segundo turno, e de certa forma as demais candidaturas foram meio que abandonadas com exceção dos militantes mais fiéis. Está certo que ele não levou no segundo turno, mas pelo menos consegiu chegar lá o que já foi uma surpresa para as condições em que a disputa ocorreu.

    • Devemos considerar as

      Devemos considerar as possibilidades do Requião sair do MDB e ai  a candidatura dele, seja pelo PT ou pelo PDT ou PCdoB seria a melhor opção. Outra opção para concorrer com Huck poderia ser o Chico Buarque. Agora a esquerda precisa começar a pensar nas cadeiras em disputa no senado e os deputados. Nos estados devem verificar os nomes mais fortes das coligações e mesmo o apoio a candidato de outros partidos. O brasileiro tem que começar a entender de politica e aprender a votar.

  13. Belo xadrez opinativo,sentí a

    Belo xadrez opinativo,sentí a diferença na dinamica da escrita,Nassif quis ter uma postura diferente,mais intuitiva e menos jornalística racional,esforço q lhe fez bem mas soou meio inconsistente a nós leitores .Isso q dá nos acostumar bem .

  14. O teto de gastos é para
    O teto de gastos é para ABAIXAR os juros. Vejam, só a expectativa o que já fez.

  15. Xadrez de Huck…

    Excelente artigo, Luís Nassif. Assusta bastante, mas muito bem embasado e bem ponderado. Não foi citado, porém, o fator Donald Trump… ops… Jair Bolsonaro. Apoiado aqui, como foi lá, pelos evangélicos e a bancada da Bíblia. Não menos assustador, ou melhor, ainda mais assustador… Penso como você, Lula não deverá ser preso, posto que a sociedade como um quase todo já se deu conta da espúria condenação. Mas certamente não o deixarão concorrer… Tudo isso, sem contar com a possiblidade de o  golpe ser afinal escancarado e as eleições por algum motivo também espúrio não acontecer.

  16. Huck só tem serventia até o 2o turno, Alckmin é o candidato da d
    O objetivo do golpe é tirar Lula e fazer 2o turno entre candidatos da direita. Eles contam que o Ciro vai se destruir sozinho e Huck serve pra tirar Bolsonaro do 2o turno. Por isso precisam do Huck, pra ser traído até pela Globo no 2o turno e perder pro Alckmin.

    • Traição da globo
       

      O Huck tem medo de se candidatar porque conhece o patrão que tem.

      Ele acalenta o sonho de ser presidento desde criança (sic).

      Ele sabe que pode ser eleito mas sabe também que assim como faz, a globo desfaz.

      Ele já viu o filme do Collor.

      Se a globo quiser, assim como o dória em são paulo, huck no brasil, se elege no primeiro turno.

      Ele não passa de um produto da mídia, coisa que a globo vende muito bem desde sempre.

  17. Hoje a questão central é

    Hoje a questão central é saber se vão ou não prender Lula. Que ele não participará da eleição,pra mim é certo desde que puseram velocidade de Ben JOhnson no julgamento do tr4. Os que mandam no país de verdade – a turma do rentismo internacional – não vai perder a chance de tornar o Brasil cobaia de seus experimentos ao dar a chance de Lula disputar as eleições e ter grande chances de vencê-la. Prender Lula pode dar em duas situações = 1) o povo não reage, não vai às ruas, vê Lula preso no JN, abaixa a cabeça, resmunga alguma coisa e para quando entrar a novela. OU 2 ) o povo reage, vai às ruas, para o trânsito das cidades, Temer manda o exército em cima, há confusão, mortes, o dinheiro dos rentistas começa a não entrar, dólar dispara…bem, talvez aí os que mandem no país decidam que Lula participará das eleições, lhe darão um salvo-conduto. E é claro que farão com que o jogo sujo de Collor em 89 contra Lula seja fichinha. E aí talvez eles vão ter que apostar em Marina Silva – que, digamos, seria o único candidato com um ‘verniz’ de esquerda que eles permitiriam que ganhe as eleiçoes – não esquecendo que Marina tem um padrinho Itaú, digo, Setubal. E se mesmo assim Lula vencer, no primeiro dia terá um pedido de impeachment contra ele. E assim será com qualquer outro candidato que claramente não se ajoelhe ao rentismo internacional. 

     

    • Nenhum questionamento sobre a

      Nenhum questionamento sobre a hipótese 1. Seria a continuação da novela da novela da  novela. Com a hipótese 2, só questionamentos: 

      -Temer vai mandar o Exército “em cima” ? O Exército vai ? Se for, Exército “em cima” vai conter Rocinha “embaixo” se ela realmente descer ? Marina já não teve um Itau, uma tragédia a seu favor, um jogo sujo, uma globo, e não foi derrotada por uma candidata que, politicamente, comparada a Lula, era medíocre ? Se Lula for candidato e vencer, haverá mesmo um pedido de impeachment contra ele ? Se houver, passará, “com supremo e com tudo” ? Há muita coisa a se combinar com o russos !

      • Eduardo, a situação no Brasil

        Eduardo, a situação no Brasil está tão caótica que há chance de qualquer um ser o presidente em 19 – menos a única pessoa que teria maiores condições de impedir do país implodir de vez = Lula. Muitos amigos meus dizem que BolsoIgnaro não leva. Mas aí eu lembro a eles que quem imaginaria que em 4 anos estaríamos nesse fim de poço? Acho que o único que não vejo com chance nenhuma de ser presidente é o Temer, caso tente a reeleição – ou será que até mesmo essa aberração seria possível ? rs 

         

  18. Nassif
     

    Esse cara é de verdade?

    “Finalmente, um personagem menos conhecido, mas expressão notável desses tempos sombrios, o procurador da República de Goiás Ailton Benedito que, entre outros feitos, proclamou que o nazismo é um regime socialista.

    Ele foi Procurador Regional dos Direitos do Cidadão em Goiás, notabilizando-se pelo combate aos direitos das pessoas com deficiência, por ter investigado banheiros unissex e intimado o Itamaraty a investigar a cooptação de jovens brasileiros pelo regime da Venezuela. Descobriu, depois, que a tal cooptação não passava de uma convocação do governo venezuelano a jovens da Vila Brasil, em Caracas.

    No ano passado, Ailton foi eleito pelos colegas Procurador-Chefe da Procuradoria da República, em Goiás. Vale a menção a ele apenas por representar um tipo hoje hegemônico no MPF.”      

    (kkkkkkkkkkkkkkkkk, desculpe,kkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!)

     

    Se o estado paga um  sujeito desses  para defender os direitos do cidadão e os seus pares o elegem como Procurador Chefe da Procuradoria da República, nosso problema não é mais jurídico ou  político, é caso de calamidade pública e só a Defesa Civil remanesce em nosso socorro.

    De todos os heróis apontados pelo seu xadrez chegamos a uma constatação inevitável:

    Vivemos tempos de fazer triunfar nulidades.

     

      

  19. Como seria a campanha do

    Como seria a campanha do palhaço da Globo? Iria faltar aos debates? Eu lembro que em 1989 Collor fazia isso para se poupar, é a única chance dele, porque esse moleque não aguenta 2 minutos de debate político.

  20. A luz apagada
    Só agora li este post. Nassif dizer que a Globo quer o Huck na presidência é difícil de acreditar. Todo mundo sabe que que o narigudo tem um bom discurso político mas não tem cacife para enfrentar as raposas da política, da velha política que aí está. Com Lula ou sem Lula não há salvação.

  21. Será Chinês o Xadrez?

    Incrível, como todos permanecem agendados e correndo atrás do roteiro traçado, pelos golpistas e esse espantoso e ’embriagado’ xadres. Será chinês?

    Primeiramente Huck não será o candidato dos golpistas, trata-se apenas fogo de dispersão, para esconder o NOVO candidato a ser lançado, para valer, homeopatícamente, a partir de março. Eles sabem e deveríamos saber que Huck não pode ser o candidato dos golpistas, pela simples razão, entre outras como a relação com Aécio e troupe, que traz carimbado na testa, em relevo e néon, o logotipo Globo, que torna o candidato nessa condição em 2018, sem a menor chance de ser eleito pelo povo,  nem mesmo que a vaca tussa, em mandarim.

    Segundamente Lula será candidato, solto ou preso, estando ou não, nome e foto, disponíveis pelo TSE na urna, mesmo assim o povo irá eleger Lula, o próprio ou quem representa-lo e o golpe será derrotado. Depois de quatro anos de operação lavajateira, derrubada do PT e retomada do poder via golpeachment, é evidente que as eleições para os golpistas é para legalizar o golpe e garantir mais trocentos anos de Brasil Colônia e entreposto comercial, por isso Lula não pode ser candidato, pois vence-os e não permite que prossigam no poder. 

    Portanto Lula ou ‘Lula’ será candidato para vencer e se não houver Lula ou ‘Lula’ para vencer, por ação deles, a eleição ‘não vale’ e  não conseguem de fato legalizar o golpe e estabilizarem o governo, pelo contrário, aumentará o conflito e o governo golpista permanecerá empacado. Se apelarem para, golpe na apuração, semi-presidencialismos parlamentaristas, cancelar a eleição ou endurecer o golpe à força, também aumentarão o beco sem saída e jogarão o país numa espiral sem rumo e de risco, para todos.

    Finalmente, quem se encontra em ‘snooker de bico’ são os golpistas com o golpe empacado, não há porque facilitar-lhes a vida, fazendo por eles o que não conseguiram fazer em quatro longos anos de perseguição jurídica e midiática, para destruírem Lula e impedi-lo de ser candidato e/ou influenciar políticamente o país, impedindo-os de legalizarem o golpe e estabilizarem o ‘governo’.  

  22. Lula, o grande eleitor de 2018

    Vamos lá.

    Independente de ser candidato ou não, Lula é e continua sendo o grande eleitor das eleições. É tudo feito em torno dele. Seja contra, seja a favor. Bolsonaro (que já foi rifado), Huck, Alckmin, Fantasmarina Silva, Ciro Gomes, até mesmo o Playboy Escravista da Riachuelo, todos eles estão gravitando em torno do pró Lula ou contra Lula.

    O que obviamente me leva a questionar até que ponto há o interesse da aliança golpista de haver uma eleição numa situação em que Lula pode simplesmente eleger um Héctor Cámpora.

  23. Há uma forma de garantir que Lula não seja impedido.

    Por mais absurdo que possa parecer, há uma forma de garantir que Lula não seja impedido de entrar na eleição, o lançamento de um candidato que possa a vir substituí-lo se ele for impedido, e o nome é…..

    RUI COSTA PIMENTA

    Por que Rui Costa Pimenta? Por vários motivos.

    1) Uma candidatura de Rui apoiada por Lula e o PT, tornaria este com capacidade de só chegar ao segundo turno ou mesmo se eleger.

    2) Uma possibilidade citada em (1) causaria o verdadeiro pânico em toda a direita brasileira e internacional.

    3) Se no segundo turno ou eleito, Rui causaria uma verdadeira reviravolta em todo o cenário político brasileiro.

    4) Não seria um oportunismo nem de Rui nem de Lula e do PT, pois Rui vem apoiando a possibilidade de Lula se candidatar incondicionalmente (sem dizer que apoiaria a sua candidatura).

    5) Todas as hipóteses acima levariam a direita golpista, ou futuramente a ainda mais golpista (intervenção militar), a repensar em Lula como um candidato bem mais digerível do que RUI.

    6) O cenário político sofreria uma verdadeira mudança em qualquer hipótese que ocorresse (candidatura de Rui e segundo turno, candidatura de Rui e eleição, golpe militar sobre o golpe já dado), e daí por diante.

  24. Fato

    ‘Dentro da complexidade do golpe, fica cada vez mais nítida a montagem de um dos pilares centrais do jogo: a aliança Globo-mercado-Judiciário-MPF.”

     

  25. A prisão de lula é um

    A prisão de lula é um fator-chave, assim como foi o suicídio de Getúlio

    Também pode ser a hora da retomada dos direitos usurpados pelo presidente vampiro com o apoio do judiciário ou de baixar a cabeça e nos tornarmos gado pastando nos campos do senhor pastor

    Nao há como o Brasil evoluir democraticamente com esse nosso judiciário, podemos eleger um Nelson Mandela ou um Gandhi para a presidência que isso não importa, basta qualquer juiz com curso nos EUA dizer que o nosso pais não pode ter essa pessoa como presidente, apesar dos milhões de votos e da vontade popular, tem de ser aquele que dá ao judiciário a liberdade de orçamento para lhe dar auxílio moradia e outras riquezas

    E esse juíz nem precisa ser escolhido para o cargo, basta fazer um concurso e, conforme o apoio da mídia, virar herói com milhares de seguidores nas redes antisociais

    A candidatura de lula morre e morre junto o pouco que resta da verdade jurídica no país e então viveremos um judiciário no país das maravilhas, com chibatas e retrocesso de direitos, com supremo com tudo como diria o impoluto Jucá…

     

  26. Essa aliança

    Essa aliança Globo-Judiciário-MP-PF-mercado financeiro ladrão tentará de todo jeito emplacar dois candidatos de direita num eventual segundo turno. Ou pelo menos um competitivo de direita contra algum candidato de esquerda ou centro-esquerda (provavelmente Ciro Gomes, do PDT). Todavia se contrariado ou derrotado poderá desfechar um mesmo golpe como o que desfechou em 2016 (chancelado o golpe dos corruptos)… Afinal truculência e autoritarismo não é problema pra essa gente quando seus interesses eleitorais e econômicos são contrariados…

  27. O atual prefeito de sobral Ivo Gomes, irmão de Ciro Gomes, foi c

    O atual prefeito de sobral Ivo Gomes, irmão de Ciro Gomes, foi condenado à cassação do seu mandato por um juiz da Justiça Eleitoral do Ceará por compra de votos. Esse é mais um típico exemplo de politização da justiça que mais cedo ou mais tarde vai se voltar contra os moralistas de ocasião, que elogiam a velocidade da condenação do Lula pelo TR4.

    O grande problema do Ciro Gomes não é apenas a sua instabilidade emocional, mas sim sua falta de visão estratégica. Esse mesmo judiciário que ele elogia é o mesmo que irá também devorá-lo. O Ciro está convicto diante da possibilidade de substituir o Lula e não vê que ele poderá ser a próxima vítima.

    Não basta ser honesto, é preciso muito mais do que isso. É preciso ter apoio popular e aliados poderosos em todos os setores da sociedade. E é justamente isso que falta ao Ciro Gomes. Ele sai atirando para todos os lados, agredindo a todos e criando inimigos por onde passa como se fosse a reserva moral da nação, assim como a Marina Silva.

    Também, o Ciro é muito desagregador. Não perde a oportunidade de agredir não só o PMDB, o partido com maior capilaridade com o maior número de prefeituras, vereadores e deputados, mas também a própria esquerda. Assim como acata o PT, despreza o apoio dos movimentos sociais, visto que sempre quando é convidado a participar de atividades da Frente Brasil Popular o Ciro despreza de forma arrogante. Ele evita participar de atos com setores importantes como MST e MTST, para não vincular sua imagem a esses baderneiros.

    Se por um lado o Ciro despreza a esquerda organizada, ele acredita que terá o apoio incondicional da volúvel classe média. É difícil entender como será um governo Ciro Gomes se ele ataca tudo e a todos. Que tipo de frente ampla ele pretende construir? Com quais setores?

    O Ciro acredita que não existe no país ninguém que esteja a sua altura. Que o apoio a sua candidatura pela esquerda, pelo PT, pelo Lula, pela classe média, pelos empresários, ou seja, por todos os brasileiros seja algo inevitável e certo.  

    Pessoalmente não acredito que o Ciro seja a melhor alternativa ao Lula. Ele se mostrou uma pessoa mesquinha e desleal. Está mais preocupada com seu projeto pessoal de se tornar presidente do que realmente governar o país. Sua recusa em assinar o manifesto em apoio ao Lula foi um ato desprezível, assim como seu elogio a rápida condenação do Lula pelo TR4. Isso sem falar dos ataques constantes que faz ao PT.

    Definitivamente o Ciro Gomes caiu no meu conceito. Ele não merece o apoio do Lula, da Esquerda e do PT. A alternativa ao Lula se chama Roberto Requião!

    • candidatura a presidência é risco de vida

      Roberto Requião já declarou inumeras vezes que não será candidato a presidente. Provavelmente ciente de que o candidato nacionalista a esquerda será alvo de perseguição implacável , colocará sua familia e sua própria vida em risco. 

      A postura arrogante de Ciro Gomes é atenuada pelo fato de que provavelmente Ciro tem ciencia dos riscos que atrai para si e seus familiares como candidato com discurso nacionalista.

      O Brasil vive hoje um estado de excessão , estamos em pleno golpe de estado , sem democracia e com um larguissímo espectro de chacais a farejar e atacar dissidentes do golpe, tudo com o probabilissímo apoio do império estadounidense. Seria ótimo se pudessemos eleger  a madre Teresa de Calcutá  para presidencia , mas as circunstancias sugerem mais um jagunço nordestino para presidente neste momento. Ciro Gomes, rude, arrogante, mas disposto a colocar o couro a prêmio é o melhor que temos neste momento. É preciso engajar Ciro e toda esquerda em torno de um projeto de Brasil e de governo. O momento não tolera mocinhos e boas maneiras e qualquer um com estas caracteristicas será engolido pelo golpe.

      A solução que se apresenta é Ciro presidente para que num segundo momento possamos retomar a democracia.   

    • Alternativa Requião

      Mais uma vez corroboro com sua visão das eleições presidenciais deste ano. Como jornalista estive por umas quatro vezes em entrevistas e debates com Ciro Gomes. Numa dessas ocasiões, acompanhei uma visita que nos anos 90, ele e Roberto Freire fizeram à um acampamento sem terra e me chamou atenção que o Ciro que se apresentava através da imprensa como “aquele que não leva desaforo para casa” era o mesmo. Ele respondia aos jornalista como se fosse um pugilista. Muito arrogante. Ele não tinha paciência para falar com calma com as pessoas e me pareceu ainda imaturo. Imagino que o Ciro de hoje não seja exatamente aquele daquele periodo, mas sua atitude de chamar Lula de corrupto, falar mal dos filhos do Lula, ficar fazendo média para ganhar votos com os coxinhas-patos, me deu a certeza de que não sera ele o candidato conciliador de uma ampla frente de esquerda para um eventual segundo turno. Também acho que Roberto Requião seria um bom candidato.

       

      • ciro nunca disse isso

        Me traga aqui um único depoimento, em vídeo ou escrito, no qual o Ciro tenha dito que Lula ou seus filhos são corruptos. Por favor, traga! Acompanho o Ciro há bastante tempo e nunca ouvi isso da boca dele. Ele já disse que o Lula padece de certa frouxidão de princípios, assim como o FHC, e todos nós sabemos que é verdade. Está certo que sabemos também que essa frouxidão é necessária no tal presidencialismo de coalizão, como sabemos também que ele Ciro terá que ser um pouco mais “frouxo” caso seja eleito, do contrário não governará, mas isso tudo é retórica política, e todos os políticos, sem exceção tem suas incoerências entre discurso e prática.

          • Onde está a acusação de

            Onde está a acusação de ladrão? Continuo a esperar! Onde está o trecho em que Ciro os chama de ladrões? O que o Ciro disse é que não basta ser honesto, tem que parecer honesto, ponto! Que os filhos do Lula se beneficiaram da influência do pai, não resta a menor dúvida, mas daí a terem feito algo ilegal vai uma distância enorme! Ciro denuncia esse aproveitamento de influência, os favores do poder, só isso. Não há nada de ilegal na conduta do Lula no triplex, no sítio, no Instituto Lula, mas nem por isso deixa de haver uma questão de moarlidade. Em nosso sistema jurídico se condena alguém por afronta à lei, por isso as condenações de Lula são injustas. Os mesmos estratagemas são usados pelo FHC há milênios e Ciro diz não concordar com estes, mas não há nehuma acusação de ato ilícito de Ciro à Lula ou FHC, simples assim.

      • Apesar de vivermos em um

        Apesar de vivermos em um regime de excessão, não creio que será tão fácil o TSE atropelar a lei eleitoral, a constituição e a própria lei do ficha limpa para, descaradamente, barrar a candidatura do Lula. Mas caso tenhamos que partit com outro candidato acho que o melhor seria o Requião mesmo. Além de ter um discurso forte de esquerda, creio que ele conseguiria obster votos mais facilmente no eleitorado pêndulo. O Ciro, depois que torceu para a condenação do Lula, deixou de ser uma possibilidade.

  28.  
    O quadro político

     

    O quadro político brasileiro de setembro/outubro/2018 será completamente diferente do de hoje. 

  29. Lula-Vargas e a solução Ciro-JK/Lott: um paralelo entre PTePTB?

    p { margin-bottom: 0.25cm; line-height: 120%; }

    Embora todo comparativismo seja sempre arbitrário, ele é igualmente pedagógico. A título de comparação, depois do fim do Estado Novo, os que sustentaram os anos Vargas se dividiram em dois partidos: a direita varguista no PSD e um partido popular, o primeiro partido de massas brasileiro, o PTB. O marechal-presidente Gaspar Dutra e a ala do PSD próxima dele se distanciaram de Vargas. A direita do PTB não morria de amores pelo mesmo. A UDN detestava tudo o que lembrasse Vargas. E foi assim que ele retornou, agora pelas urnas, à presidência. Não deixaram o presidente governar. O PCB teve a lucidez de tê-lo apoiado nas eleições presidenciais, mas perdeu tal lucidez com o tempo e engrossou as fileiras golpistas. O gesto mais desesperado possível, o de um suicídio, conseguiu dar sobrevida à democracia e permitiu uma renovação ao PTB, asseguram a ala moça um domínio do partido e uma guinada à esquerda em alguns estados importantes da federação. De toda maneira, o PTB não quis se lançar nas eleições que se seguiram um candidato à presidência da República, preferiu se reorganizar, eleger deputados, prefeitos, governadores, fortalecer novas lideranças, etc., contentando-se em manter em evidência um vice-presidente popular, Jango, para comandar essa reorganização. Na primeira eleição após a morte de Getúlio, o PTB apoiou da direita varguista o “menos pior”, com posições mais centristas e conciliadoras, apesar da ferrenha oposição que sempre sofreu por parte tanto da direita demagógica como da extrema-direita, Juscelino Kubitschek. Para a sucessão de JK, o PTB também apoiou alguém de fora de suas fileiras, um oficial “conservador”, cujo grande mérito, o que era raro naquele momento, eram, além de suas convicções nacionalistas, sua militância radical pela democracia e sua defesa incondicional da Constituição de 1946.

    O paralelo que faço é que o PTB pré-1964 e o PT é que ambos são os únicos partidos de massa e efetivamente populares que o Brasil teve. Por razões diferentes e histórias completamente diferentes, ambos gravitaram – no caso do PT, gravitam – em torno das duas principais lideranças que o Brasil conheceu, ao menos no período republicano: Vargas e Lula. Uma eventual e previsível prisão de Lula – ou mesmo o “simples” impedimento de seu direito em concorrer às presidenciais de 2018 – tem, a meu ver, o mesmo “peso” simbólico do suicídio de Getúlio. Penso que o PT poderia ter a mesma frieza do PTB varguista, preparar suas lideranças, indicar um vice a um outro candidato, não necessariamente de esquerda – no Brasil, não ser de direita e ser de centro, já é ser revolucionário – e aumentar suas bancadas de deputados, focar suas estratégias nas disputas estaduais e permitir a um eventual vice-presidente da República petista comandar o processo de reestruturação do PT e da esquerda, abrindo espaço – em tal reorganização interna – para outras lideranças de esquerda no PT e de fora do PT. Ciro Gomes não é JK nem Lott, mas pode muito bem ser esse nome “centrista” e defensor intransigente da Constituição de 1988. Falta-lhe a moderação de JK e a eficiência de Lott, mas Ciro tem também suas qualidades. Meu desejo é que Ciro ou qualquer outro nome fora do PT que venha eventualmente apoiado pelo PT como candidato nas presidenciais de 2018 seja do mesmo tipo de JK e de Lott e não se revele um novo Eurico Gaspar Dutra.

  30. O que mais me chama a atenção

    O que mais me chama a atenção em tudo isso é a inacreditável mediocridade (falo de Barrosos, Dallagnols a Huck…) desse tipo de gente.

    É simplesmente desanimador olhar para os lados e você ver que é governado por gente primária, primitiva, superficial, tosca, ignorante e completamente analfabeta. 

    Mas tem lógica. Desde que o Regime Militar arruínou a escola pública o resultado não podia ser outro. Produziu uma geração de patetas anencáfalos sem cultura nenhuma. E a coisa tá piorando assustadoramente…

     

  31. Ridicula nossa elite do atraso…

    Ridicula nossa elite do atraso, nem inovam nos golpes,….repetem o mesmo modus operandi….quando do golpe de 64, o JK era imbativel nas eleições de 65 e por isso ele foi acusado ser corrupto e de ter apto, isso como parte da farsa para eliminá-lo da disputa devidamente suspensa pelo golpe(*)

    que nojo desse pais….a única solução é mesmo a rebelição da Senzala, o que aliás nunca aconteceu neste pais: penso que agora temos condições de construir isso…chega!…ninguém tem sangue de barata

    http://marceloauler.com.br/jk-lula-a-historia-se-repete-a-primeira-vez-como-tragedia/

    com essa farsa ele foi retirado do cenário politico e terminou sendo assassinado…como eu nasci em 1959, só vim a saber da importância de JK lá pela década de 80: não pelos livros de história, não pela Globo e sim pela boca do povo…

    ah sim, antes que eu me esqueça: assim como Lula, também JK foi acusado de ter sido favorecido por empreiteiras e por empresas como a Panair, que acabou indo à falência após intensa perseguição judicial

    http://jksuajornada.blogspot.com.br/2009/11/corrupcao.html

    (*) Havia quatro pré-candidaturas: o ex-presidente Juscelino Kubitschek com o slogan “JK-65, a vez da agricultura”, o governador da Guanabara Carlos Lacerda, o deputado federal pela Guanabara e ex-governador do Rio Grande do Sul Leonel Brizola, e o ex-presidente Jânio Quadros. Todas as candidaturas foram abortadas, e a eleição nunca ocorreu.[2] JK era o favorito ao primeiro lugar e Lacerda ao segundo.

    https://pt.wikipedia.org/wiki/Elei%C3%A7%C3%A3o_presidencial_no_Brasil_em_1965

  32. Hora de mudar
    Nassif, ainda
    Hora de mudar
    Nassif, ainda considerar um “senão ” o temperamento do Ciro como algo que pesa contra, ao meu ver não se sustenta. A balança pende muito mais do lado das virtudes. Se no Brasil de hoje, até o Papa Francisco perde a paciência, imagina o Ciro. O mundo tb mudou um bocadinho e deixou de ser tão puritano quanto a figuras presidenciáveis na era de Trumps, Duterte e a extrema direita européia em ascensão a ocupar o vazio dos progressistas. Que se f…. o temperamento, hora de reagir com firmeza.

  33. Quando a cabeça não pensa o corpo padece…

    Essa crise é mesmo de caráter cognitivo, a burrice venceu, os personagens que ilustram o post merecem figurar nos carros alegóricos do Quilombo Paraíso do Tuiuti como denúncia da burrice da elite nacional….enquanto isso os EUA felizes por terem destruido o emergente capitalismo de um pais que ousou  na defesa do interessa nacional e na geopolitica….,….

    Como a Globo, fonte de informação da quase totalidade do povo brasileiro, não sabe, por exemplo que, sob Lula, ganhamos mercados mundo afora, inclusive em solo americano, a Odebrecht chegou a ganhar licitação para construir o aeroporto de Miami…o construiu, está lá sem ser percebido pela nossa zelite como coisa nossa…

    Parabéns elite golpista pela burrice e pelo pendor suicida e escravista: pastem à vontade e se regozijem pelo sofrimento imposto ao povo brasileiro….sim, por causa desse golpe e dessa descontinuidade que está sendo levada a cabo pelos donos do golpe, o povo vai comer o pau que o diabo amassou, sim, o povo vai sofrer e muito, mas vocês também, uma vez que apenas uma panelinha, o 1%,  se dará bem com o golpe….como já dizia minha avó, quando a cabeça não pensa o corpo padece…

  34. Paleontologia

    Há exatos 65 milhões de anos, um enorme meteoro, de uns dez quilômetros de diâmetro caiu onde hoje é o Golfo do México e mudou a vida na Terra para sempre. Os resultados desse desastre celestial teria sido a extinção dos dinossauros, pois não há registro fóssil desses animais depois desse fenômeno cósmico. Mas descobri que um desses lagartos selvagens escapou, sobreviveu e prosperou: o Boçalnauro Estupidus. Seus filhotes em SP vêm mordendo todos os inimigos, mesmo os que não deseja jantar. Paleontólogos brasileiros,  uni-vos para estudar tal excrecência!

  35. O Xadrez muito parcial da Globo

    O xadrez é feito para mostrar as peças dentro do tabuleiro, ensaiar jogadas e interagir com a turma de comentaristas do blog. Embora não seja este o mais lúcido dos tabuleiros colocados pelo Nassif, apostarei alguns comentários seguindo a mesma ordem apresentada pelas “peças”

    Peça 1 – o candidato da Globo

    A direita neoliberal sempre teve e terá um candidato alternativo embaixo da manga. Em 89 foi Silvio Santos, hoje se ameaça com Hulk, mas apenas como elemento de blefe e de manipulação do quadro eleitoral, até organizar a corrida com maiores chances de vitória. No processo do golpe a Globo não criticou a desmoralização da classe política, mas se aproveitou dela. Jogou apenas contra o PT e apostou na quadrilha do Temer para este levar a faixa presidencial aos tucanos até 2018.

    Risco 1 – outro aventureiro lançar mão da bandeira anti-política

    Dória queimou o seu cartucho concorrendo para Prefeito. Hoje está num pântano em que se afunda cada vez mais, sem nenhuma chance de empreender novos voos.

    Risco 2 – o fator Lula

    Não aceito Lula culpado, preso, nem impedido. Não consigo identificar o Crime nem a Culpa do ex-presidente Lula, assim como acontece com a maioria da população. Se a Justiça não apresentar um resumo claro, de uma ou duas páginas, mostrando exatamente a sentencia e o porquê, considero que não devíamos aceitar esta situação. Simples assim, ruptura e desobediência civil. Não aceito, pessoalmente, essa conversa sobre Lula ser impedido e vou lutar e fazer o que puder (o que o comando unificado orientar) para manifestar a minha rejeição a uma sentencia manipulada e preconceituosa de Curitiba.

    Peça 2 – as eleições em Lula

    Nassif é um pouco ingênuo ou benevolente. Comenta ter dificuldades para entender Ciro Gomes. Ocorre que Nassif também teve enorme dificuldade para lhe cair a ficha em relação ao Aécio. Ciro desde sempre foi um plano B neoliberal, um economista tucano que ficou “mordido” quando, ao invés dele, foi um sociólogo (FHC) quem assume o Ministério da Fazenda do Itamar e pega o DNA do Plano Real (o bastão entregue pelo Itamar). Ciro aparece de tempos em tempos como candidato e logo some para os EUA a beber conhecimentos do Mangabeira Unger, em Harvard. Ainda, o seu PDT teve 15 deputados e todos os três senadores votando a favor do impeachment contra Dilma.

    Não concordo com Nassif de que haja dificuldade em Lula indicar um nome de expressão. Há muitos, como Roberto Requião e Haddad. Ainda, o Lula tem capacidade de transferir uma grande parte do seu eleitorado para quem ele indicar.

    Peça 3 – o que seria o liberalismo econômico de Huck

    Não existe liberalismo econômico do Huck, considerando que este, assim como o Aécio (o seu contato com os tucanos) também não possui ideias e programas próprios nem em condições de aplicar. O que há por trás dos dois é um sistema, uma organização que usa o nome e a imagem, como garoto propaganda. Huck é hoje um nome com cara sorridente na TV, mas, com estrutura enorme por trás para fazer deste ou qualquer outro um pau mandado e títere criado para enganar o povo.

    Peça 4 – a cara do liberalismo jurídico à brasileira

    O poder Judiciário está agora lutando pela sua categoria, defendendo-se de eventuais futuras delações (do lado golpista) que comprometam o universo togado. Se fracassasse o golpe e se Lula for candidato, cai o judiciário. Se apoiarem o golpe, dão “silêncio” premiado aos delatores golpistas e assim se salvam os togados corruptos.

    Peça 5 – as perspectivas de Huck

    As perspectivas do Huck são as de continuar como moeda de troca da rede Globo, para blefar e manter o seu espaço no consórcio golpista, em qualquer composição futura.

  36. Xadrez de Huck e o cristal trincado da Globo

    a Rocinha vai descer?

    em 2013 a Rocinha desceu algumas vezes. foram diversas as manifestações na favela durante a campanha do “Cadê o Amarildo?”, inclusive com a histórica passeata até o “Ocupa Cabral”, na Av. Delfim Moreira.

    quando a Rocinha desceu em 2013, onde estavam o Lulismo e a Ex-querda? confortavelmente aliados com Sérgio Cabral e Eduardo Paes no Rio e fazendo a Lei Anti-Terrorismo…

    o cenário é claro:

    – Lula vai ser preso:

    – desde o golpe nenhuma reação de massas foi preparada. ao contrário, a cada vez que as massas saíram às ruas, como no “Ocupa Brasília” e na Greve Geral de 28-ABR, se operava para refluir o movimento, em nome de um pacto impossível. mesmo em Porto Alegre, em 24-JAN, assim foi;

    – apenas em situações raras, nas insurgências, as massas se movem espontaneamente. mais uma vez “Olhai para o Irã”, mesmo ocupando as ruas, um movimento sem organicidade não pode se sustentar por muito tempo sob forte repressão;

    – não vai haver Eleições de 2018. ou vão se realizar totalmente sob controle e com um resultado completamente arranjado, o que dá no mesmo…

    – a Direita não conseguirá viabilizar candidatura  e superar suas diferenças internas. caindo por terra diversos mitos forjados pelo Lulismo: A Direita nunca foi unida, a Globo não manda no Brasil, nenhum acordo é viável, não se muda a sociedade exclusivamente pela via parlamentar.

    não haverá opção:

    – Lula precisará ser escoltado por uma força-tarefa, inclusive com presença de apoiadores internacionais, até uma Embaixada, permanecendo no Brasil mas a salvo da caçada que sofre;

    – não nos iludamos: querem Lula morto;

    – não nos iludamos: estamos no epicentro de uma Guerra Híbrida Mundial. somos a Palestina e os Palestinos da vez: nos vêem como uma terra sem povo para ser ocupada por um povo ávido por terra fértil, água e sol em abundância, metais raros e  gigantesca biodiversidade.

    p.s.:

    revi por estes dias o documentário “Um Sonho Intenso”. nele está narrada a tragédia brasileira. principalmente a tragédia da Esquerda brasileira. muito embora todas concordem que Getúlio Vargas nada mais promoveu do que uma modernização conservadora em benefício do grande capital, nenhum dos entrevistados teve a dignidade de mencionar que isto foi feito às custas do genocídio dos trabalhadores da cidade e do campo em 1930. Getúlio Vargas, tão idolatrado pela Ex-querda, foi um ditador assassino que ergueu a industrialização pesada no Brasil sobre o sangue do povo pobre, de quem se apresentava como “Pai”.

    vídeo: Moradores da Rocinha Fazem Manifestação Cade o Amarildo no Rio de Janeiro 01/08/2013

    [video: https://www.youtube.com/watch?v=OppWwgQ6-e8%5D

    .

    • Tem certeza que Lula vai ser
      Tem certeza que Lula vai ser preso? Há controvérsias.Depois morto?As controvérsias aumentam ainda mais.Aos meus olhos,nem uma coisa nem outra.O que vai acontecer?:O tempo muda o mês,o dia,a hora,o tempo ao mesmo tempo de si chora.

      • Xadrez de Huck e o cristal trincado da Globo

        -> Tem certeza que Lula vai ser preso?

        -> O tempo muda o mês,o dia,a hora,o tempo ao mesmo tempo de si chora.

        pô, Júnior. não estou afirmando que o Lula vai ser preso. e sim que este é um cenário claro. portanto, para ele se deve estar preparado.

        quanto ao futuro, um antigo vidente sempre me diz que se trata de algo em constante mutação. o futuro embora seja bastante nítido, nunca é um futuro só. são muitos e estão sempre se movendo.

        .

        • Se é um cenario claro,meu

          Se é um cenario claro,meu amigo arkx,a prisão é só a consequência,vamos combinar.Depois de confabular horas a fio com os meus discretos botões,chegamos a conclusão,que a esta altura do campeonato,a prisão do Lula,apesar de se configurar uma situação extremamente desagradavel,ela não seria de todo ruim.Sabe por que?lNósoutros constatariamos,verdadeiramente,quantos Morros desceriam,e teriamos a confirmação se os ditos movimentos sociais,são de porrada ou de fritar bolinhos.

          • Xadrez de Huck e o cristal trincado da Globo

            -> são de porrada ou de fritar bolinhos.

            Caro,

            não quero nem de longe lhe encher o saco, e não tenho a menor alegria em anunciar cenários desagradáveis, muitíssimo pelo contrário. não posso, entretanto, me furtar a ser franco e honesto, principalmente comigo mesmo.

            ou seja:

            – nenhum morro vai descer;

            – os movimentos sociais atualmente estão mais nem prá fritar bolinho de acarajé, já compram pré-frito daqueles de caixinha de papelão vendidos nas geladeiras de supermercado.

            a porrada no Brasil virá como consequência  da perda total de esperanças e pelo caos social. será uma implosão. entropia.

            .

    • Nesse ponto
       

      Concordo com você.

      “- não nos iludamos: estamos no epicentro de uma Guerra Híbrida Mundial. somos a Palestina e os Palestinos da vez: nos vêem como uma terra sem povo para ser ocupada por um povo ávido por terra fértil, água e sol em abundância, metais raros e  gigantesca biodiversidade.”

       

      Sobre o Getúlio,

      ruim com ele, pior sem ele.

      Não que devêssemos endeusar qualquer governante, mas se estudando uma perspectiva onde ele não estivesse presente, nosso futuro resultasse em algo ainda mais danoso, melhor seria aprender com ele.

      • Xadrez de Huck e o cristal trincado da Globo

        -> ruim com ele, pior sem ele.

        antes de 1930 tínhamos no Brasil um vigoroso movimento operário.

        o preço de Getúlio foi o massacre dos movimento sociais da época, com a prisão, a tortura e a morte dos militantes do anarco-sindicalismo e do BOC (Bloco Operário Camponês). mas disto pouco, ou mesmo nada, se fala…

        esta é a tragédia que se repete na História do Brasil: o protagonismo do povo pobre é sempre combatido sem misericórdia pelo setor dominante, e mesmo por grande parte da Esquerda. como resultado temos a farsa de uma História narrada pelos vencedores.

        qual a narrativa que se impõe neste nosso presente?

        .

         

        • Pouco se fala?

          Graciliano em dois volumes na minha estante com as suas “Memórias do Cárcere”

          Olga, o filme, de 2004, de Jayme Monjardim.

          Veja o que levou o Getúlio ao golpe, e como o Brasil se repete:

          https://questioneasfontes.blogspot.com.br/2014/05/9-e-b-unidade-2-era-vargas-1930-1945.html

          Documentários e  muitos documentos históricos sobre a era Vargas sobejam.

          Consolidado o seu governo as conquistas remanesceram mais veementemente que os seus descalabros, entre elas, a legislação trabalhista.

          Agora, nem uma coisa, nem outra.

          Veja que não estou fazendo uma defesa de Getúlio, apenas observando um fato histórico, suas consequências, as perdas e as conquistas de um período e seu proveito no tempo e espaço.

           

           

           

           

  37. Será Amnésia ?
    Erram quando descartam ou “esquecem” o nome do Maior fenômeno do meio político das últimas décadas: Jair Messias BOLSONARO .

  38. Crítica
    Acho seu texto muito complexo, com palavras muito difíceis.
    Poderia ser trocadas, por palavras mais simples onde pessoas como eu sem nenhuma faculdade, mais curiosa em vários assuntos poderiam entender sem precisar recorrer a ajuda do Google.
    E no final o texto fica cansativo,quando não dá vontade de desistir na metade.

  39. Enquanto o Nassif faz uma boa
    Enquanto o Nassif faz uma boa leitura de Huck se percebe, e ele próprio confessa, a dificuldade em entender Ciro Gomes. Na falta de conhecimento a respeito do posicionamento de Ciro em relação a Lula se saiu com um truismo que poderia valer pra QQ político ou mesmo um cidadão (“vai escolher seus adversários”). Se já entendeu o que os ciristas vem dizendo há pelo menos dois anos (“Lula não sendo candidato Ciro naturalmente se impõe”) é hora de dar o segundo passo, conhecer o candidato que vai votar. Tá na hora.

  40. Uma observação que de forma
    Uma observação que de forma gritante deixei de mencionar.Quando me refiro a Candidatura Lula nas eleições presidenciais de 2018,esqueci-me de colocar a condicionante de que ele poderá não ser candidato por decisão pessoal e única dele.Ai é hora história.

  41. Huck é uma piada

    O fato de a Globo não ter conseguido barrar as investidas contra Huck , e mais ainda , o fato de o inseto que ocupa a presidência ter dado uma estocada na outrora temível família Marinho , são frutos do mesmo fenômeno : o deslocamento da formação da opinião pública da TV aberta e dos jornais tradicionais para as redes sociais da internet.

    Nesse sentido , uma outra personagem imbatível no mundo da internet foi deixada de fora da análise : Bolsonaro.

    Qualquer canal do Youtube que se dedica a entrevistas , já teve Bolsonaro como entrevistado. Há centenas de canais no YOUTUBE empenhados em defende-lo , à menor noticia veiculada contra ele , se terá no dia seguinte uma enxurrada de videos defendedo-o .  

     Lembrar que em 2002 , enquanto os tucanos gastavam sua energia para dar uma rasteira em Roseana Sarney , Lula ia se consolidando . 

    Hoje , enquanto a maior parte das pancadas são destinadas a Lula, Bolsonaro vai crescendo. Huck é só uma piada , como Silvio Santos. 

  42. Nassif demorou meses

    para acordar e falar sobre Huck. Agora que está consolidado fala que esse sempre foi o plano… Ué nunca vi em xadrez algum a menção a Huck.

    A esquerda fará um favor a direita, vai facilitar a eleição de Huck ou Bolsonaro com os votos de birrinha nulo. Acham que alguem se importa com esse mimimi.

    A esquerda perderá o direito de reclamar de qualquer projeto ou ação do próximo governo já que ela anula seu voto e não participará do pleito para presidente perderá seu direito a reclamação posterior.

     

    Tem que ser muito BURRO MESMO para desconfiar de Ciro, mas anular o voto e dar a eleição de presente para Huck Ou Bolsonaro.

     

    MUITO MELHOR votar em alguem que vc desconfia  do que eleger alguem que com certeza irá fazer o mal a todos.

  43. Esse negócio de condenar Lula

    Esse negócio de condenar Lula mas não prendê-lo, “impichar” Dilma mas não cassar seus direito políticos, parece incoerência mas não é: o golpe não está nem aí para as leis, mesmo as que mandam prender culpados ou que mandam cassar direitos políticos de “impichados”. Se o povo quer Lula solto, deixe o Lula solto desde que impedido de ganhar. Ou pior ainda: prenda-o e solte-o depois, coloque-se o bode no meio da sala e depois tire-o. Não há incoerência.

    Bem… a verdade é que depois de 2008 o mundo estava ficando socialista demais, até para os que posavam de opositores ao capitalismo selvagem e liberal: o capital, via mídia, conseguiu manipular os manifestantes contra o aumento das passagens de ônibus; conseguiu manipular as tais primaveras e até os “ocupai”. Mas a verdade é que as pessoas foram às ruas em protesto contra o capital desregulado, contra o capitalismo selvagem se metendo em assunto público. Na França, na Grécia, na Argentina, no Brasil… elegeram gente mais socialista. Criaram até o BRICS! E no Brasil, pecados imperdoáveis: onde já se viu construir um porto marítimo num país que deve ser sufocado e morto, embargado como Cuba? Não à toa penalizaram a Odebrech, que estava construindo o porto em Cuba…

    De qualquer forma, a resistência aos espontâneos e democráticos avanços socialistas, ainda que violenta, truculenta e ilegal, era necessária. A gente às vezes teme o que nos faria bem…

  44. Xadrez do Huck

    A unidade da midia so contra o PT. Fora isso cada uma luta desesperadamente pela sua sobrevivencia.

    Sobrevivencia para a globo é aécio, eternamente blindado ou um clone tipo huck.

    Em SP a unidade é em torno do psdb. Qualquer tucano paulista é melhor que qualquer outro brasileiro para a bril, fsp e estadão pois é esta mão amiga que asssina o cheque da propaganda oficial e das assassinaturas. E eles são amigos dos amigos..

    É  pura disputa por $$$$ . E o PT encheu os caras de dinheiro ao longo do tempo. Parabéns.  Alimentou a cobra peçonhenta que envenenou a sociedade brasileira.

  45. Nassif,
    E se a tentativa de

    Nassif,

    E se a tentativa de lançar Huck como candidato tenha finalidade de ampliar uma frente de direita? Somando com aqueles que irão disputar o pleito em outubro – Bolsonaro, Alvaro Dias, falam de Henrique Meirelles, até o apresentador Ratinho já é mencionado. Frente de direita para contrapor uma frente de esquerda. FHC não está gagá, e sim cada vez mais ardiloso.

  46. O alvo de Ciro

    Me parece que o alvo de Ciro Gomes, seu principal inimigo, será o mercado financeiro.

    Daí ele não querer arrumar problemas outros com setores do judiciário (algo asssim como, “não dá pra comprar todas as brigas”).

    A questão é que o judiciário, como bem já escreveram, é apenas um reflexo da infraestrutura da sociedade. E na nossa sociedade atual, é o mercado financeiro o grande ator econômico, ao qual todos os outros prestam vênia e, em última instância, para quem se ajoelham.

    Desta forma, é inevitável que o mercado financeiro – através de seus porta-vozes (a velha mídia) e sua posterior repercussão no judiciário – bata de frente com as propostas de Ciro.

    A forma como Ciro foge de criticar Gilmar Mendes, por exemplo (algo similar a Lula, diga-se de passagem), não é coerente com seu perfil.

    Este choque contra o judiciário vai acontecer.

    O que o Ciro deveria fazer era se precaver contra o choque, e não tentar evitá-lo (tarefa impossível).

  47. Ciro Gomes tem uma ética

    Ciro Gomes tem uma ética estranha. E já provou, ao menos para mim, que fala mentira. Ciro, por exemplo, pelo menos em dois eventos diferentes, disse que “Lula em 1999 entregou na mão do então presidente da Câmara, Michel Temer, o pedido de impeachment de FHC”. Isto para dizer que Lula é incoerente quando diz que o impeachment de Dilma foi golpe. Até aqui “tudo bem”. Esta não é uma mentira inventada por Ciro Gomes. A mentira partiu da senadora Ana Amélia em sessão plenária do Senado, em 2016. Já desmontei esta mentira de Ana Amélia (clique AQUI). Ciro, portanto, tem o direito de ser incauto e espalhar uma mentira que não partiu dele. Sobre o “pedido de impeachment de FHC” em 1999, escrevi (e provei) que aconteceu o contrário no que tange à posição dos líderes do PT na época, como Lula e José Dirceu. Este, rechaçando o mote “Fora FHC”, chegou a afirmar para um jornal: “vivi 24 anos de ditadura e tenho preocupação com a legalidade e com a democracia”. Bom, daí que Ciro, num recente evento, insinuou que teria aconselhado diretamente Lula a demover a ideia (do pedido o impeachment de FHC). Segue o trecho com a transcrição da fala de Ciro (Clique AQUI para assistir, a partir dos 2 minutos do vídeo):

    “E eu dizia ‘Lula, não faça isso, meu irmão (nós somos amigos há muitos anos), não faça isso porque remédio pra governo ruim não é impeachment; não é interromper a democracia; na hora que você faz uma coisa dessa, amanhã vem um desses e vai fazer conosco’; isso eu escrevi [na época], não é uma coisa que eu possa dizer hoje não; eu tenho artigos escritos”.

    É a tal retórica falaciosa. Ciro realmente pode provar que era contra o impeachment de FHC, pois esta era sua posição na época e há registros na imprensa nesse sentido. Mas nunca poderá provar que “aconselhou Lula”. Porque é mentira. Lula, diferente de setores mais radicais do PT na época, nunca defendeu publicamente o impeachment de FHC. E também há registros na imprensa que confirmam.

     

     

     

    • Participei de múltiplos

      Participei de múltiplos protestos ao longo do trágico governo FHC e, na maior parte deles, o mote era “Fora FHC / Fora FMI”.

      Havia até o bordão: “Fora já / fora já daqui / o FHC / e o FMI”.

      E nestes protestos havia sempre lideranças do PT com o mesmo discurso (que até hoje techo convicção da correção, frise-se).

      Para citar um protesto que teve maior repercussão e abrangência, cito a marcha dos 100 mil em Brasília.

  48. O pessoal do Ciro pode tirar

    O pessoal do Ciro pode tirar o cavalinho da chuva, a esquerda não vai embarcar na candidatura dele. O Ciro vem se mostrando como uma pessoa muito pouco confiável, especialmente depois de quase que apoiar abartamente a condenação do Lula. Apesar de um dia o ter tratado como uma possibilidade, o meu voto, ao menos no primeiro turno, ele não terá em hipótese alguma.

  49. Huck não é candidato.Vamos,
    Huck não é candidato.Vamos, comecem as explicações motivos, etc e tal.
    Uma dica: o narigudo não é bobo.

  50. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome