Petista que aprovar reforma política armada por Cunha será expulso, define Rui Falcão

Jornal GGN – O PT vai expulsar o congressista que votar a favor de reforma política pautada por Eduardo Cunha (PMDB), presidente da Câmara. Essa semana, o peemedebista desengavetou a PEC 352, uma controversa proposta de reforma política que o PT não apoia em sua totalidade.

O partido da presidente Dilma Rousseff tenta emplacar o financiamento público de campanha e um plebiscito para discutir uma ampla reforma, enquanto Cunha defende o papel do Congresso em definir o financiamento privado como modelo certo. Ele quer votar a PEC antes que o Supremo Tribunal Federal torne o financiamento privado inconstitucional.

O aviso foi dado pelo presidente nacional do partido, Rui Falcão, durante reunião da bancada na quarta-feira (4). Segundo apurou O Globo, Falcão teria dito que o PT “tem posição fechada sobre esse assunto e não vai aceitar indisciplina”.

“Desde a reforma da previdência proposta pelo governo Lula, em 2003, que o PT não trata uma matéria legislativa dessa forma”, destacou o jornal. Naquela época, petista que votaram contra os interesses do Planalto foram expulsos. Caso da então senadora Heloísa Helena, de Luciana Genro, Babá e João Fontes. Naquela época, os dissidentes acusavam o PT de trair bandeiras históricas. “Agora é o partido que cobra dos deputados fidelidade a conteúdos programáticos.”

Outro fator que fez a direção do PT apertar o cerco contra os deputados foi a disputa pela presidência da Câmara. Há rumores de que petistas trairam a candidatura de Arlindo Chinaglia (PT) e ajudaram a dar vitória a Eduardo Cunha, o desafeto do Planalto.

Leia também:  Maia articula no Congresso ampliação do porte da armas para ruralistas

Leia mais: Cunha e a PEC Vacarezza: uma demonstração das manobras a caminho

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

9 comentários

  1. Tardou mas chegou!  So que a

    Tardou mas chegou!  So que a expulsao NAO vai ser suficiente pra pagar o estrago que o financiamento privado vai fazer ao Brasil e aos brasileiros…  Nem perto.

  2. Se o PT tem posição fechada

    Se o PT tem posição fechada contra, então deve ser boa, a exemplo da constituição, plano real e lei de responsabilidade fiscal. 

  3. tem de pressionar mesmo.
    não

    tem de pressionar mesmo.

    não adiana parovar um montão de teses nos ongessos nacionais

    do pt para não serem cumpridas e defendidas….

  4. Há um claro vácuo de poder

    Há um claro vácuo de poder pelo silêncio irresponsável de quem foi eleita em 2014 para conduzir o país.

    Por isso outras instituições ocupam este vácuo.

    Por isso ocorreu esta aberração jurídica hoje e outras mais ocorrerão.

    O objetivo era um só: desmoralizar o partido e o Governo.

    Conseguiram? SIM e sem nenhuma resposta à altura.

    Estou cansado deste governo sem nem mesmo ele começar.

    Mas não desisto da legitimidade dele e da sua legalidade.

    Mesmo que capenga, precisamos respeitar instituições e o voto popular.

    Lamento que a Presidenta Dilma não tenha aprendido nada e que pense que no Brasil poderá se comportar como uma rainha reclusa em seu castelo, a esperar ventos mais alvissareiros.

    O que vem por aí é um tornado.

    Lamento que o PT tenha se convertido nesta mixórdia sem eira e nem beira!

    Lamento que mesmo lideranças importantes não tomem pé do que está acontecendo.

    Avisos há por todos os lados.

    A troupe palaciana parece paralisada.

    A Presidenta está sumida há mais de um mês da TV, dos seus eleitores e dos cidadãos e não esboça a mínima reação nem para boçais como FHC, Serra e oportunistas travestidos de juristas, todos pregando a sua derrubada abertamente.

    Tamanha irresponsabilidade com a democracia jamais tinha assistido.

    Dilma tem o dever de respeitar quem a elegeu e proteger as instituições da República, sendo a mais sagrada o sufrágio popular soberano!

    Dilma tem o dever de se portar como Presidenta eleita e não fugir às suas responsabilidades institucionais!

    Dilma tem o dever, pelos votos que recebeu, de dar respostas à altura da sua responsabilidade como chefa do executivo federal, de modo a não conspurcar a democracia conquistada com tanto sacrifício!

    Dilma tem o dever de sair da sua reclusão pra lá de irresponsável com a história do Partido dos Trabalhadores e honrar o mandato popular que recebeu!

    Repito, jamais vi tamanha inação, tamanho recolhimento, tamanho desarranjo, tamanha irresponsabilidade como estou a assistir em meus 50 anos de vida!

    Eu como eleitor, exijo que a Presidenta eleita com o meu voto saia do seu castelo e cumpra com suas obrigações institucionais, políticas e morais para com quem a elegeu e também para com quem não a elegeu mas que preza a democracia.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome