Temer diz que ministros trabalham em janeiro pela reforma da Previdência


Foto: Alan Santos/PR
 
Jornal GGN – Após ser avisado de que a reforma da Previdência será jogada para fevereiro de 2018, o presidente Michel Temer vem tentando manter a pose de confiança de que a medida será aprovada. “Nós jamais vamos desistir da Previdência”, disse, nesta quarta-feira (20).
 
Os bastidores, contudo, são claramente de desconfiança. O mandatário peemedebista já deu sinais aos congressistas de que os interesses dos parlamentares em ano eleitoral estarão em jogo se a reforma não for votada.
 
Foi o aviso dado quando decidiu, na última semana, suspender o chamado “pacote de bondades” no Congresso, que incluia, além das emendas parlamentares, apoio para pautas junto a redutos eleitorais. 
 
Além disso, também deixou em alerta ministros de sua confiança, para que encurtem as férias, a postos a partir do dia 15 de janeiro, para articular votos em favor da reforma da Previdência, antes mesmo que a Câmara e o Senado voltem às atividades legislativas.
 
Nesta quarta, deixou mais claro a forma em que irá atuar: “quero aproveitar a presença dos nossos deputados federais para dizer que neste mês de janeiro vamos continuar esclarecendo as questões da Previdência”, disse, durante cerimônia no Palácio do Planalto, em evento que anunciou a liberação de investimentos em obras de saneamento no Paraná.
 
 
 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora