Pressionado e às pressas, Pazuello libera início da vacinação nacional para hoje

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, decidiu começar a imunização nacional nos estados ainda nesta segunda (18), entregando as vacinas aos governadores

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – Correndo contra o tempo após o governo de São Paulo iniciar a vacinação, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, decidiu mudar os planos e entregar as vacinas aos governadores ainda nesta segunda (18), para começar a imunização nacional nos estados.

Durante um evento na manhã de hoje em São Paulo, Pazuello deu início à distribuição das doses pelo país, saindo do centro de distribuição de logística do Ministério da Saúde, em Guarulhos.

O Plano Nacional de Imunização (PNI) estava previsto para começar na quarta-feira (20), mas após o governo de São Paulo, capitaneado por João Doria (PSDB), iniciar ainda neste domingo a vacinação contra Covid-19, o ministro afirmou que cederia à pressão de governadores.

“Depois de ouvir os governadores, chegamos à decisão de que hoje ainda distribuiremos todas as vacinas aos estados, todas”, disse.

Questionado sobre horário, respondeu: “Acho que podemos começar hoje até o fim do expediente, a partir das 17h”, afirmou. A proposta do “fim do expediente” seria o tempo necessário de todas as doses da CoronaVac chegarem aos estados brasileiros.

A vacina do Instituto Butantan, inicialmente criticada pelo próprio presidente Jair Bolsonaro, foi admitida pelo governo e aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), neste domingo (17), para uso emergencial. A Agência também aprovou a vacina da Universidade de Oxford/AstraZeneca.

Sobre a aprovação, apesar de a agência ter votado com unanimidade, Pazuello disse que “os processos decisórios não foram fáceis para se votar unanimemente para autorizar o uso emergencial”, porque, segundo ele, “há ressalvas ainda com documentos a serem cumpridas até 31 de março”.

Horas depois, o governo de São Paulo aplicou a primeira dose, enquanto que o governo federal não havia iniciado a distribuição.

As decisões de convocar os governadores também foram feitas em cima da hora. O convite foi enviado por Pazuello horas depois de Doria iniciar a vacinação. Participaram do evento os governadores ou vices de 19 estados.

Também foi este evento a cerimônia oriinalmente pensada pelo governo federal para dar o início oficial ao PNI.

Pazuello disse que a distribuição das vacinas aos estados, desde o aeroporto de Guarulhos, respeitou “a proporcionalidade”. Foram 6 milhões de doses divididas. Destas, 4.636.936 partiram da aquisição do governo federal. Outras 1.357.640 serão distribuídas pelo estado de São Paulo.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora