Sessão da CPI da Covid é interrompida após invasão de Flávio Bolsonaro

Filho do presidente Jair Bolsonaro chamou Renan Calheiros de ‘vagabundo’ durante sessão que ouvia Fabio Wajngarten

Foto: Reprodução

Jornal GGN – A sessão da CPI da Covid-19 foi interrompida após a entrada do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), que chegou a chamar o senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da comissão, de ‘vagabundo’.

“Imagina a situação. Um cidadão honesto ser preso por um vagabundo como o Renan Calheiros. Olha a desmoralização. Estão perdendo a visão do todo”, afirmou o filho do presidente Jair Bolsonaro, por conta da possibilidade de prisão do ex-secretário de Comunicação da Presidência Fabio Wajngarten, que presta depoimento à CPI nesta quarta-feira.

“Vagabundo é você que roubou dinheiro do pessoal do seu gabinete”, respondeu Renan. Flávio Bolsonaro chamou Renan Calheiros de vagabundo outras três vezes, e acusou o senador de usar a comissão como palanque.

“Tivemos uma flagrante quebra de decoro aqui, presidente, toma providências, presidente”, interveio Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e, em seguida, o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), suspendeu os trabalhos.  As informações são do jornal Folha de São Paulo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome