EUA e Reino Unido teriam roubado maior fabricante de SIM card

Jornal GGN – Os Estados Unidos ajudaram o Reino Unido a raquear o maior fabricante de SIM cards do mundo. A informação foi fornecida por Edward Snowden, hoje exilado na Rússia, fugido do Governo dos Estados Unidos, desde 2013, por revelar os programas de vigilância e espionagem mundial dirigidos pelos norte-americanos. Segundo Snowden, com as informações roubadas da Gemalto, fabricante franco-holandesa, é possível interceptar e monitorar ligações e dados transferidos entre celulares, em diversas partes do globo.  
 
 
 
EUA e Reino Unido teriam roubado dados da maior fabricante de SIM cards do mundo

Por Redação em | 20.02.2015 às 14h32

Site Canaltech

Mais uma revelação bombástica feita por Edward Snowden coloca em xeque as definições de segurança e privacidade em tempos digitais. Segundo o ex-administrador de sistemas da  Agência Central de Inteligência (CIA) e da Agência Nacional de Segurança (NSA) dos Estados Unidos, o país norte-americano ajudou o Reino Unido a hackear a Gemalto, empresa franco-holandesa e maior fabricante de SIM cards do planeta.

A denúncia foi revelada por meio de documentos fornecidos por Snowden e publicados nesta quinta-feira (19) no site The Intercept. De acordo com a publicação, a NSA e a Sede Governamental de Comunicações do Reino Unido (GCHQ) roubaram uma série de códigos de criptografia da Gemalto. Com essas informações, é possível monitorar e interceptar ligações e dados transferidos entre aparelhos celulares de diversas partes do mundo, tudo sem mandado judicial nem autorização das operadoras de telefonia.

Além disso, mensagens antigas também poderiam ser acessadas por meio do uso dos códigos roubados pelas agências dos EUA e Reino Unido. Entre as clientes da companhia franco-holandesa estão nomes de peso do mercado de prestação de serviços de telefonia, como AT&T, T-Mobile, Verizon e Nextel.

O Intercept não dá maiores detalhes quanto ao método que teria sido utilizado pelas agências, nem mesmo quais seriam os possíveis alvos da espionagem. Entretanto, o histórico da NSA depõe contra a agência, dando peso às denúncias e deixando todos em estado de alerta para a disposição a passar por cima de todos os preceitos de ética e privacidade a fim de dados confidenciais.

NSA

Ásia e leste europeu: alvos favoritos

De acordo com a publicação, a GCHQ interceptou aproximadamente 300 mil chaves de usuário de telefones celulares na Somália em junho de 2010. “Provedores somalis não estão na lista de interesse da agência, entretanto, os dados foram utilmente compartilhados com a NSA”, revela o Intercept.

Ainda no mesmo ano, a agência britânica interceptou chaves de provedores de internet sem fio no Afeganistão, Iêmem, Índia, Islândia, Sérvia e Tajiquistão. Contudo, não obteve o mesmo sucesso ao tentar violar as redes paquistanesas.

Acesso a maior quantidade possível de dados

O alvo dos ataques não foi a Gemalto em si, pois visava englobar a maior quantidade possível de empresas capazes de fornecer esse tipo de informação. Porém, a companhia responsável por produzir 2 bilhões de chips por ano sequer se deu conta de que foi atacada, ficando ciente do ocorrido apenas pela impresa. Em um comunicado divulgado nesta sexta-feira (20), a empresa informa que vai investigar as denúncias.

“Não podemos, neste estágio inicial, verificar as descobertas da denúncia e não tínhamos conhecimento prévio de que essas agências estavam conduzindo tal operação”, revela a Gemalto. “Levamos muito a sério esta denúncia e vamos empregar todos os recursos necessários para investigá-la por completo”, continua o comunicado.

Segundo o jornal The New York Times, a NSA ainda não se pronunciou sobre o caso, mas é sabido que ex-oficiais da agência defenderam o uso de métodos “extra-legais”, como espionagem e monitoramento ilegal, em nome da guerra ao terror.

 

NSA e espionagem: um caso antigo

Vale lembrar que, nos últimos anos, Edward Snowden (foto acima) foi o responsável por revelar um grande esquema de espionagem perpetrado pela Agência Nacional de Segurança dos EUA. Por meio dele, o governo do país norte-americano mantinha os ouvidos bem perto de diversos governos espalhados pelo mundo todo. Tais revelações transformaram Snowden em uma espécie de “inimigo público número 1” do governo dos EUA, e o analista está asilado na Rússia desde 2013.

 

10 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

paulmoura

- 2015-02-23 05:53:56

suas considerações merecem

um sonoro qua...qua....qua... 

Batata

- 2015-02-22 21:24:49

O ovo de Colombo

Era tão fácil, depois de feito.

Estava ali nas ficções, tudo dito.

Um dia o cara descobre a diferença entre ficção e realidade histórica. Apesar de que, para leitores do PIG, é sempre mais difícil.

 

Free Walker

- 2015-02-22 21:01:09

Um fato interessane é que

Um fato interessane é que Edward Snowden e Glen Greenwald denunciaram no Brasil o esquema da NSA para a Sonia Bridi e Paulo Zero da Globo. Talvez eles acreditam, como a maiorira, que a Globo é mais confiável do que Carta Capital, PHA, Azenha e Luis Nassif..

 

anarquista sério

- 2015-02-22 18:42:01

Esse é um Zé Mane.Até tem

Esse é um Zé Mane.Até tem filme sobre as ações dele que concorre ao Oscar.

     O cara não ajudou e nem prejicou ninguém. Só criou mal estar mal estar mundo fora.

              Tudo continua como antes no quartel de Abrantes.

                    Pensou o imbecil que poderia mudar a ordem natural do mundo.E não mudou e nem mudará e todos os envolvidos ,depois do mal estar, continuam amigos.Ou se aturandp;Como sempre foi.

                Esse estúpido teve que fugir do país,trair a confiança da sua pátria e contou coisas que todos sabiam desde a idade da pedra.

                     Eu daria pra esse IDIOTA COMPLETO, o Oscar da falta de discernimento como funciona o mundo.

                        Ou será que esse mega retardado pensava que ninguém sabia o que ''contou''?

Edsonmarcon

- 2015-02-22 16:08:53

e tem mais.....

HDs podem estar sendo espionados

 

http://m.olhardigital.uol.com.br/noticia/hds-podem-estar-sendo-espionados/46852

 

 

A empresa de segurança na web Kaspersky divulgou hoje um dos métodos que a NSA, a Agência de Segurança Nacional dos EUA, pode estar usando para espionar computadores no mundo todo: ocultos dentro dos firmwares de HD feitos pelas marcas Seagate, Toshiba, IBM, Micron Technology, Samsung e Western Digital existem spywares que podem registrar e enviar dados do proprietário desses dispositivos, além de monitorar outras atividades.

Após estudar a atividade de um grupo hacker, a empresa russa descobriu sete falhas incorrigíveis nos firmwares dos produtos, e é através dessas brechas que o usuário pode ser monitorado. Segundo a Kasperky, é como se o erro viesse de fábrica, permitindo que os spywares possam se reinstalar automaticamente mesmo após a formatação do HD e podem, inclusive quebrar criptografias que protegem dados essenciais do usuário.

Um dos programas que operam através dessas brechas de sistema é o GrayFish, uma espécie de trojan que começa a funcionar a partir do momento em que o sistema é ligado e pode capturar e enviar senhas sem que o usuário note. A Kaspersky classificou os sistema de ataque como "profissional". Além das marcas citadas a cima, dispositivos Samsung, Hitachi e Maxtor apresentam a mesma vulnerabilidade.

altamiro souza

- 2015-02-22 16:00:57

esse será talvez o espírito

esse será talvez o espírito do século 21....

invasões à privacidade, espionagem.

cidadaniza, zero?

não é de graça que o snowden  virou herói! para muitos

 e herege

a ser queimado vivo na fogueira da inquisição dos eua

e do ocidente conluiado aos intreresses imperialistas...

 

Jair Fonseca

- 2015-02-22 15:59:50

Assange e a proposta de sede do WikiLeaks no Brasil

Entrevista ao Portal da Revista Fórum, feita por Julian Assange, em seu exílio de 5 anos na Embaixada do Equador, em Londres: "Já os ativistas brasileiros, especificamente, deveriam lutar para criar um ambiente que seja ‘habitável’ para o WikiLeaks e nosso estafe (que proteja a criptografia e o anonimato na rede e o Marco Civil da Internet é um passo importante neste sentido) para que possamos mudar nossa sede para o Brasil."

http://www.revistaforum.com.br/blogdorovai/2015/02/22/exclusivo-assange-quer-mudar-sede-wikileaks-para-o-brasil/

ana s.

- 2015-02-22 15:25:30

Na fonte

Eis o furo, que traz trechos dos documentos que comprovam a alegação:

https://firstlook.org/theintercept/2015/02/19/great-sim-heist/

ana s.

- 2015-02-22 15:24:28

Correção

Segundo documentos secretos da NSA passados por Snowden a alguns jornalistas, E NÃO segundo Snowden. Se ele simplesmente tivesse dito isso, a informação não valeria nada - a não ser na imprensa brasileira, SEas acusação pudesse ser usada contra o governo e o PT. 

walter araujo

- 2015-02-22 14:51:16

E o moreninho do norte se

E o moreninho do norte se fngindo de morto

com aquela cara de safado. Nós aquí só bobolhando. rsrs

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador