Interceptado pela FAB, avião com cocaína saiu de fazenda de Maggi

blairo_maggi_-_fabio_rodrigues_pozzebom_abr.jpg
 
Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
 
Jornal GGN – Um avião bimotor com mais de 653 quilos de cocaína foi interceptado pela Força Aérea Brasileira (FAB) neste domingo, na região de Aragarças, em Goiás. 
 
A Força Aérea diz que o avião decolou da Fazenda Itamarati Norte, no município de Campo Novo do Parecis (MT) com destino a Santo Antonio Leverger (MT). Segundo a Carta Capital, o grupo Amaggi, que pertence ao ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), informou que uma fazenda de mesmo nome pertence ao grupo.
 
De acordo com a nota da FAB, o avião foi interceptado por volta da 13h de ontem, sendo que, inicialmente, ele seguiu as instruções, mas arremeteu quando iria pousar no aeroporto indicado. A aeronave voltou a desobedecer as ordens do piloto do FAB, que, então, executou o tiro de aviso, medida que pretende obrigar o piloto do avião interceptado a cumprir as determinações da defesa aérea. 

Somente depois a aeronave com cocaína pousou na zona rural de Jussara, no interior de Goiás. De acordo com a Força Aérea, a droga seria encaminhada para a Polícia Federal em Goiânia e o avião ficaria em um quartel da Polícia Militar goiana. 
 
aviao_interceptado_cocaina_-_pm_goias.jpg
 
Foto: PM/Goiás
 
De acordo com a PM, os ocupantes do avião fugiram após o pouso. A princípio, a FAB disse que haviam sido apreendidos 500 quilos de cocaína, mas depois a polícia de Goiás atualizou o dado e aumentou o número para 653 quilos, avaliada em torno de R$ 13 milhões. 
 
Ainda segundo a Carta Capital, existe um processo de licenciamento de um aeródromo na Fazenda Itamarati Norte no site da Secretaria de Meio Ambiente de Mato Grosso. A fazenda foi comprada pelo grupo Amaggi em junho de 2010, e foi arrendada por oito anos do empresário Olacyr de Moraes. 
 
Nos registros da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o avião aparece como propriedade de Jeison Moreira Souza. 
 
A assessoria de imprensa do ministro ainda não se pronunciou sobre o tema. A ação faz parte da Operação Ostium, coordenada pelo Comando de Operações Aeroespaciais (Comae), da Aeronáutica, em conjunto com a Polícia Federal e outros órgãos, e mira voos irregulares que possam estar relacionados a crimes como o tráfico de drogas. 
 
Assine
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Caos em Manaus: "É obrigação apoiar os brasileiros", diz Venezuela

30 comentários

  1. Comentário.

    Desde que o caso do helipóptero mineiro virou farinha, o narcotráfico político foi liberado. Ora, não havendo lei com este termo, então, libera-se pela ausência de lei. Má lógica, mas, o que é a lógica…

    Mais de meia tonelada. Joinha.

  2. Cartel de Cali vai reclamar da concorrência…

    Isso é que é diversificação de atividades, só assaltar o Estado não basta! Primeiro foi o Perrela, agora o Blairo Maggi, quem será o próximo revelado da quadrilha?

  3. PT (tralhas)

    A kulpa é do PêTê:

    Os petistas elegeram o treme. O treme escolheu o Blairo. E o Perrela que é migo e sócio do Laércio e do Aloisyo. Gente que não tem medo do pó da história.

    Logo o Dalanhol provará a culpa da Dilma. E o mouro condenará, como ja condenou o Paloci e o Dirceu.

    Sorte nossa que que os tocadores de penico depuseram a Dilma e acabaram com a corrupção.

     

     

  4. As comparações…….

    Muitas vezes li, aqui e acola, que” Não exageremos, o Brasil não é o Mexico”………..E se fossemos mais “Mexico” do que imaginamos?Com a quantidade de gente “grauda” com esqueletos(em pó branco e cristalino…..)no armario, da o que pensar……

  5. E os pilotos sairam correndo,

    E os pilotos sairam correndo, correndo , pelo descampado afora. Imagina se há helicoptero , capaz de segui-los , dar um tirinho só um de aviso , fazer os caras pararem , pousar e prende~los. Ah deve ser uma ”operação” muito dificil, para não dizer impossível.

    • Captura difícil

      O”mistéro” é que eles não conseguem capturar ninguém.

      Na cracolândia, na frente da PM, o lado de duas delegacias, sob olhares da guarda municipal, com grandes poderes mágicos os traficantes conseguem ficar invisíveis,

  6. Pó pará Blairo Maggi

    Nem vem que não tem,

    Ninguem nos tira a liderança nessa área.

    Seu carregamento foi 650 Kg de pó.

    O nosso foi 450 de pasta, sacou a diferença?

    Quantos quilos de farinha nóis consegue com essa pasta?

  7. EITA ZORRA! VAI QUE O HOMI

    EITA ZORRA! VAI QUE O HOMI FOI PROS EU DESEMBRULHAR O BOI GORDO…E,  TERMINA SE ENREDANDO COM OS PROBLEMAS NA MASSA DA MANDIOCA. OXENTE!!

    Ah!!!…Mas aí foi o piloto que faltou com a confiança dos homi do agro tóxico. Vigi!, digo, do agronegócio. Todos sabem que o Blairo Maggi, assim como o Aécio Nevado e seu amigo Perrela, são comprovados homens de bens. Tudo conquistado com muito trabalho sacrifício e esforço próprio.

    O Aecinho por exemplo, herdou apenas o nome do voinho. O resto, assim como para os demais amigos do agro pop, tudo foi conquistado com o trabalho duro, suado pelas próprias glândulas sudoríparas dos seus colaboradores(?). Foi assim, para montar essa formidável potência econômica, que é hoje o agronegócio. Tanto no campo, assim como, no parlamento e nas franjas dos demais poderes da República da merda de país, construído por essa constelação empresarial que ai temos. É ainda assim, como diz a intensa publicidade nas redes de TV: “O agro é tudo; o agro é pó. Digo, o agro é pop. Só omitem que o agro, também pode ser terrivelmente tóxico.

    Quanto aos aviões e helicópteros eventualmente flagrados transportando pasta base de cocaína, ao invés da massa de mandioca indicada na nota fiscal. Dai, percebe-se tratar-se de meras coincidências. Quando não, de deslavadas mentiras engendradas  por conta de travessuras de pilotos da oposição. Por certo. É o que dirão.

    Orlando

  8. EITA ZORRA! VAI QUE O HOMI

    EITA ZORRA! VAI QUE O HOMI FOI PROS EU DESEMBRULHAR O BOI GORDO…E,  TERMINA SE ENREDANDO COM OS PROBLEMAS NA MASSA DA MANDIOCA. OXENTE!!

    Ah!!!…Mas aí foi o piloto que faltou com a confiança dos homi do agro tóxico. Vigi!, digo, do agronegócio. Todos sabem que o Blairo Maggi, assim como o Aécio Nevado e seu amigo Perrela, são comprovados homens de bens. Tudo conquistado com muito trabalho sacrifício e esforço próprio.

    O Aecinho por exemplo, herdou apenas o nome do voinho. O resto, assim como para os demais amigos do agro pop, tudo foi conquistado com o trabalho duro, suado pelas próprias glândulas sudoríparas dos seus colaboradores(?). Foi assim, para montar essa formidável potência econômica, que é hoje o agronegócio. Tanto no campo, assim como, no parlamento e nas franjas dos demais poderes da República da merda de país, construído por essa “elite” empresarial que ai temos. É ainda assim, como diz a intensa publicidade nas redes de TV: “O agro é tudo; o agro é pó. Digo, o agro é pop. Só omitem que o agro, também pode ser tóxico.

    Quanto aos aviões e helicópteros eventualmente flagrados transportando pasta base de cocaína, ao invés da massa de mandioca indicada na nota fiscal. Por certo, dirão eles, percebe-se tratar-se de meras coincidências. Quando não, de deslavadas mentiras engendradas  por conta da travessuras de pilotos da oposição.

    Orlando

  9. A republica esta nua

    Ô mundo pequeno, sô! Quando Blairro Maggi foi eleito governador de MT, um jornalista disse-me “não se enriquece tanto assim do nada”… Quase vinte anos depois…

    E essa Operação Ostium? Sera que a PF resolveu atacar o que eles ja tinham conhecimento da existência? Assim como os Perrella-Aécio, agora Maggi? Coincidência nessa hsitoria de narcotrafico e politica é que não ha!

      • É a legislação vigente

           Mesmo que a aeronave interceptada aterrise em area sob controle da FAB, como um aerodromo, cabe a FAB apenas as medidas de controle de solo ( MCS ), e em caso de ilicito reter a aeronave, tripulantes/passageiros, aguardar a Policia Federal ou caso na falta desta, solicita-se unidades das forças estaduais ( PM ou Civil ).

            Nos 1os 60 dias, a Ostium ( Porta ) interceptou mais de 100 TADs ( trafegos aereos desconhecidos ), que resultaram em entregas para o DPF/MJ : 10 aeronaves, 2 veiculos 4×4, R$ 850 m + US$ 30m em espécie, 4 fuzis, 400 projeteis 5,56 e/ 7,62, 1.900 litros de avgas, 250 kg de pasta base de cocaina ( que devem ser somadas a outras  duas apreensões pré-ostium. uma de 150 kg em 20/01 e outra em 03/02 de 237 kg )

  10. O Pó Voa e rela

    O pó rela no pé, o pé rela no pó.

    A orcrim é graúda e está mostrando os fundilhos para quem quiser ver.

    Haja jornal para tanto embrulho.

  11. Pistas de pouso em fazendas

    Pistas de pouso em fazendas são usadas por aviões de vizinhos, de pessoas que vão à cidades proximas que não tem aeroporto, não é possivel fazer conexão com o dono da fazenda antes de uma investigação.

  12. Proposta no ar: liberar transporte de coca até 1/2 tonelada

    Políticos querem que quem for pego com até 500 kg de cocaína seja considerado usuário

        

    A Força Aérea Brasileira anunciou hoje que um avião com 500 kg de cocaína apreendido numa operação que envolveu Aeronáutica, Polícia Federal e órgãos de Segurança Pública saiu de uma das fazendas do ministro da Agricultura Blairo Maggi.

    Em 2013, a PF apreendeu um helicópter do senador Zezé Perrella carregando 450 kg de cocaína. Os donos da aeronave não foram processadas. Em um áudio vazado recentemente, Perrella disse, em tom de brincadeira, que “trafica drogas”.

    “Para evitar esses mal entendidos, vamos atacar a raiz do problema. A partir de agora, se for pego com meia tonelada de cocaína, é usuário”, teria dito um assessor do ministro Maggi.

    “Se você carrega meia tonelada de cocaína num avião ou num helicóptero, é óbvio que se trata de um paliativo para quem tem medo de voar. É usuário. O sujeito está nervoso e precisa da cocaína como medicamento. Não estou falando que é certo, mas a pessoa fica mais segura quando sabe que tem bastante, que não vai faltar, não é?”, completou.

    Saiba mais no Surrealista: https://www.surrealista.com.br/2017/06/aviao-com-500-kg-de-cocaina-decolou-de-fazenda-da-familia-do-ministro-da-agricultura/

     

    • A culpa é do PT

      Cheguei a esta conclusão vendo a matrícula do avião na foto.

      É claro que o avião pertence ao PT. Elementar, meu caro Moro.

      O helipóPTero também.

      Como diz o Estadão, em seus múltiplos editoriais, toda esta zona começou quando Lula e o PT chegaram ao poder.

      Acho que o Estadão tem toda a razão. Até 2003, nada dessas coisas vinha a público.

  13. Eu hein, a gente é militante

    Eu hein, a gente é militante pra fazer disputa política, se for pra encarar o narcotráfico é melhor alterar, profundamente a formação da militância.  

    O que eu quero saber é quem é que tem que dar conta dos traficantes que MPF e Judiciário estão blindando? È o PETÊ, Tb??????

  14. Que sorte que o setor de

    Que sorte que o setor de importação e exportação de farinha, passa longe do radar da Lavajato. Pelo menos um ramo da economia nativa, está a salvo. Os empresários do setor estão acima de qq suspeita. O problema em PIndorama é que é tudo umazona. Daqui a pouco os empresários desistem de trabalhar aqui. Toda hora os avoõezinhos deles despencam ou tem que fazer pouso forçado com toda a mercadoria e ninguém quer se responsabilizar pelo prejuízo. É uma bagunça. A Culpa é do Petê que não conseguiu organiza o espaço aéreo em 13 anos de governo. Vê se nos EEUU e na Europa aviãzinho de empresário fica despencando com  mercadoria… Primeiro mundo é outra coisa. Por isso que não dá pra investir aqui. Além disso o custo dos empregados inviabiliza qq empreendimento….. VIrou esculhambação, mesmo.

    Blairo Maggi tb vai ser sorteado proGM se o MPF achar de se coçar?

  15. Será que a maior quadrilha de

    Será que a maior quadrilha de traficantes de drogas do brasil está instalada dentro do senado federal?

  16. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome