A auto crítica de Lula inclui Dilma

 
Jornal GGN – Durante encontro com membros da Igreja Católica, na quinta-feira passada (18) Lula fez um desabafo público avaliando que o Partido dos Trabalhadores está perdendo para ele mesmo. O ex-presidente criticou o governo Dilma Rousseff responsabilizando-o pela atual crise política.
 
O encontro faz parte da estratégia do PT para se aproximar de grupos de base. Durante o discurso, que durou cerca de 50 minutos, Lula destacou um estudo feito pelo PT nas cidades do ABC Paulista – coração do partido – onde a índice de rejeição à sigla chega a 75%, com apenas 7% de bom e ótimo. O próprio ex-presidente levou a pesquisa para Dilma. Lula admitiu no encontro que foi um erro do PT ter trocado a discussão política pela do mandato, falou da dificuldade da companheira que hoje dirige o Planalto em ouvir conselhos. Para ele, Dilma precisa partir para o corpo a corpo, viajando pelo país.  
 
 
 
Ex-presidente admitiu ainda que é ‘um sacrifício’ convencer sua sucessora a viajar pelo país e defender sua gestão
 
POR TATIANA FARAH E JULIANNA GRANJEIA
 
SÃO PAULO – Como se estivesse em um confessionário, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva abriu o coração a um seleto grupo de padres e dirigentes de entidades religiosas no auditório de seu instituto, anteontem (18), em São Paulo. Em tom de desabafo, criticou duramente a presidente Dilma Rousseff e creditou ao governo dela, sobretudo no segundo mandato, a crise vivida pelos petistas. Para Lula, a taxa de aprovação da companheira está no “volume morto”, numa referência à situação hídrica paulista, e, com o silêncio do Planalto, o “governo parece um governo de mudos”. O ex-presidente admitiu ainda que é “um sacrifício” convencer sua sucessora a viajar pelo país e defender sua gestão.
 
— Dilma está no volume morto, o PT está abaixo do volume morto, e eu estou no volume morto. Todos estão numa situação muito ruim. E olha que o PT ainda é o melhor partido. Estamos perdendo para nós mesmos — disse Lula.
 
Para ilustrar a profundidade do poço em que se meteu o PT, Lula citou uma pesquisa interna do partido, que revela que a crise se instalou no coração da legenda, o ABC Paulista. Muito rouco, o ex-presidente dizia coisas como “o momento não está bom” e “o momento é difícil”.
 
— Acabamos de fazer uma pesquisa em Santo André e São Bernardo, e a nossa rejeição chega a 75%. Entreguei a pesquisa para Dilma, em que nós só temos 7% de bom e ótimo — disse Lula aos religiosos.
 
Ele afirmou ter dito à presidente: “Isso não é para você desanimar, não. Isso é para você saber que a gente tem de mudar, que a gente pode se recuperar. E entre o PT, entre eu e você, quem tem mais capacidade de se recuperar é o governo, porque tem iniciativa, tem recurso, tem uma máquina poderosa para poder falar, executar, inaugurar”.
 
Na mesa, os mais de 30 participantes do encontro, entre eles o bispo dom Pedro Luiz Stringhini, não deram trégua ao ex-presidente. Sobraram críticas para o PT, o governo, o próprio Lula e seu pupilo, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad. Os religiosos defenderam que o partido volte à antiga liturgia e se aproxime mais dos trabalhadores.
 
Lula concordou com a tese, dizendo que os petistas trocaram a discussão da política pela do mandato.
 
A reunião faz parte da estratégia do partido de tentar se reaproximar de sua base social. O interlocutor da ala religiosa é o ex-ministro Gilberto Carvalho, mencionado diversas vezes por Lula, em seu discurso de mais de 50 minutos, para exemplificar como o governo Dilma perdeu o contato com os movimentos sociais. Lula cobrou da presidente, e tem feito isso em outras reuniões reservadas, uma agenda positiva e mais exposição pública. Para o petista, Dilma deixou o governo mais distante dos mais pobres.
 
— Na falta de dinheiro, tem de entrar a política. Nesses últimos cinco anos, fizemos muito menos atividade política com o povo do que fizemos no outro período — disse ele, citando as conferências nacionais com grupos sociais:
 
— Isso acabou, Gilberto!
 
Lula reclamou que Dilma tem dificuldade de ouvir até mesmo os conselhos dados por ele:
 
— Gilberto sabe do sacrifício que é a gente pedir para a companheira Dilma viajar e falar. Porque na hora que a gente abraça, pega na mão, é outra coisa. Política é isso, o olhar no olho, o passar a mão na cabeça, o beijo.
 
Nesse ponto da conversa, o ex-presidente fez questão de ressaltar: falar com a população não é “agendar para falar na televisão”.
 
Durante a reunião, Gilberto Carvalho, que saiu do núcleo central do governo Dilma depois de muitas críticas à atuação da equipe da presidente, concordava com Lula, completava frases e assentia com a cabeça enquanto o ex-presidente subia o tom:
 
— Aquele gabinete (presidencial) é uma desgraça. Não entra ninguém para dar notícia boa. Os caras só entram para pedir alguma coisa. E como a maioria que vai lá é gente grã-fina… Só entrou hanseniano porque eu tava no governo, só entrou catador de papel porque eu tava no governo — disse Lula, que completou:
 
— Essa coisa se perdeu.
 
Lula revelou o quem tem conversado com Dilma nos encontros privados. Os dois têm feito reuniões em São Paulo, e a presidente só as informa na agenda oficial depois que são realizadas. Ele disse que fala para a presidente que a hora é de “ ir para a rua, viajar por esse país, botar o pé na estrada”. Diz ainda que os petistas não podem temer as vaias. Uma das armas para recuperar a combalida gestão, segundo ele, é investir na execução do Plano Nacional de Educação. O problema seria, de acordo com ele mesmo, que o próprio PT desconhece o conteúdo do plano.
 
“OS MINISTROS TÊM DE FALAR”
 
O petista, que não falou com os padres sobre uma possível candidatura à Presidência em 2018, mas não esconde que pode concorrer ao terceiro mandato, disparou fortemente contra os ministros, sobretudo os do PT.
 
— Os ministros têm de falar. Parece um governo de mudos. Os ministros que viajam são os que não são do PT. Kassab já visitou 23 estados, não sei quem já visitou 40 estados —exagerou.
 
O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, preside o PSD e quer recriar o Partido Liberal. Foi citado mais uma vez, para criticar o desânimo dos líderes petistas:
 
— Aí não dá. Kassab já tá criando outro partido e a gente não tá defendendo nem o da gente!
 
Lula disse que também tem chamado a atenção do ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, dizendo que ele deveria fazer mais discursos públicos.
 
— Pelo amor de Deus, Aloizio, você é um tremendo orador — disse ele, que emendou, arrancando risos dos religiosos: — É certo que é pouco simpático.
 
O ex-presidente ressaltou ainda que “inaugura-se (obra do) Minha Casa Minha Vida todos os dias”, mas que os políticos locais não destacam o papel do governo nas obras.
 
Para criticar o empenho de Dilma na aprovação do ajuste fiscal, Lula afirmou:
 
— Falar é uma arma sagrada. Estamos há seis meses discutindo ajuste. Ajuste não é programa de governo. Em vez de falar de ajuste… Depois de ajuste vem o quê? — criticou Lula, apontando que é preciso “fazer as pessoas acreditarem que o que vem pela frente é muito bom”. Segundo o petista, “agora parece que acabou o (assunto) do ajuste”.
 
A VACA TOSSIU
 
Lula disse que o governo não dá boas notícias ao país.
 
— Nós tivemos as eleições no dia 26 de outubro. De lá pra cá, Gilberto, nós temos que dizer para vocês, porque vocês são companheiros, depois de nossa vitória, qual é a noticia boa que nós demos para este país? Essa pergunta eu fiz para a companheira Dilma no dia 16 de março, na casa dela.
 
Segundo Lula, nesse encontro estavam os ministros Mercadante, Jacques Wagner (Defesa) e Miguel Rossetto (Secretaria Geral da Presidência), além de Rui Falcão, presidente nacional do PT.
 
—Eu fiz essa pergunta para Dilma: “Companheira, você lembra qual foi a última notícia boa que demos ao Brasil?” E ela não lembrava. Como nenhum ministro lembrava. Como eu tinha estado com seis senadores, e eles não lembravam. Como eu tinha estado com 16 deputados federais, e eles não lembravam. Como eu estive com a CUT, e ninguém lembrava.
 
Para os religiosos — que foram recebidos no Instituto Lula com café, refrigerantes, sanduíches e docinhos como brigadeiro e olho de sogra — Lula continuou a “confissão”, elencando as más notícias dadas pelo governo:
 
— Primeiro: inflação. Segundo: aumento da conta de água, que dobrou. Terceiro: aumento da conta de luz, que para algumas pessoas triplicou. Quarto: aumento da gasolina, do diesel, aumento do dólar, aumento das denúncias de corrupção da Lava-Jato, aquela confusão desgraçada que nós fizemos com o Fies (Financiamento Estudantil), que era uma coisa tranquila e que foram mexer e virou uma desgraceira que não tem precedente. E o anúncio do que ia mexer na pensão, na aposentadoria dos trabalhadores.
 
Nesse momento, Lula resgatou as promessas não cumpridas por Dilma durante a última campanha eleitoral.
 
— Tem uma frase da companheira Dilma que é sagrada: “Eu não mexo no direito dos trabalhadores nem que a vaca tussa”. E mexeu. Tem outra frase, Gilberto, que é marcante, que é a frase que diz o seguinte: “Eu não vou fazer ajuste, ajuste é coisa de tucano”. E fez. E os tucanos sabiamente colocaram Dilma falando isso (no programa de TV do partido) e dizendo que ela mente. Era uma coisa muito forte. E fiquei muito preocupado.
 
O ex-presidente ainda disse aos religiosos — entre eles o padre Julio Lancelotti, dirigentes de pastorais católicas e um pastor evangélico — não acreditar na existência do mensalão.
 
— Não acredito que tenha havido mensalão. Não acredito. Pode ter havido qualquer outra coisa, mas eu duvido que tenha havido compra de voto — disse ele, mencionando que o ex-deputado Luizinho, do PT de Santo André, não poderia ter voto comprado no mensalão porque era, na época do escândalo, em 2005, líder do governo.
 
Lula repetiu a crítica que tem feito desde o início do ano nas reuniões do partido: a de que os petistas saíram derrotados do caso do mensalão porque trataram do caso “juridicamente”, quando a discussão, segundo ele, é política. Os petistas têm se desdobrado para defender, desta vez, o ex-tesoureiro João Vaccari Neto, acusado de integrar o esquema descoberto pela Operação Lava-Jato, numa mudança em relação à postura adotada sobre o ex-tesoureiro Delúbio Soares.
 
Durante as investigações do mensalão, a direção do PT expulsou Delúbio, que só voltou a ser defendido pelos principais nomes da legenda quando começou o julgamento no Supremo.
 
— Nós começamos a quebrar a cara ao tratar do mensalão juridicamente. Então, cada um contratou um advogado. Advogado muito sabido, esperto, famoso, desfilando por aí, falando que a gente ia ganhar na Justiça. E a imprensa condenando. Todo dia tinha uma sentença. Quando chegou o dia do julgamento, o pessoal já estava condenado — disse Lula.
 
Para ele, o atual momento vivido pelo PT é ainda mais dramático. Ele diz que há um “mau humor na sociedade”. E que até o ministro do STF Ricardo Lewandowski, “que votou contra (o mensalão)”, sofreu ofensas.
 
Hoje, segundo Lula, quem é hostilizado na rua são os próprios petistas.
 
— Jamais vi o ódio que está na sociedade. Família brigando dentro de família, companheiro do PT que não pode entrar em restaurante…

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Testemunha diz que EUA tentaram remover Assange de embaixada equatoriana em 2018

47 comentários

  1. Desconto

    Tratando-se de matéria d’O Globo sobre Lula, tem-se que dar um enorme desconto, embora as críticas, se acontececeram, são muito justas, a meu ver.  A única coisa absolutamente correta é que houve a reunião. Sugiro esperarmos para ver se há confirmação das declarações.

  2. Acho que Lula leu os textos recentes do LN…

    estou brincando claro, mas vejo com algum alento que pelo menos Lula está entendendo mais claramente a situação do pais, e tendo a coragem de expressar sua leitura.

    Vamos ver se alguma liderança do PT terá coragem de iniciar uma contra-ataque. Mas podem esquecer os Rui Falcão e quetais. 

    Acho até que o prefeito de São Paulo será atacado tão violentamente que ele terá que sair desta posição “politicamente correta” que ele tem escolhido desde que sentou na cadeira de prefeito.

    Agora está claro que até Lula aceita com uma grande amargor que Da Dilma não tem estofo de presidente do Brasil.

    Mas eu não trocaria meu voto dado em outubro, pois Marina Silva e Aécio Neves seriam imensamente mais perigosos, já que meros marionetes controlados pelo que tem de pior no capitalismo mundial.

  3. Tá registrado!..

    Bem, fiz a pergunta porque não é o que registra o Sítio do Instituto Lula sobre o encontro!

  4. “…Jamais vi o ódio que está

    “…Jamais vi o ódio que está na sociedade. Família brigando dentro de família, companheiro do PT que não pode entrar em restaurante….)

     

    Eu mesmo, já rompi amizade com alguns familiares, já briguei em banca de jornais, bares, barbearia etc….

    Agora, evito responder aos críticos do PT/governo Dilma .

    Não tenho idade (nem saúde) para ficar abalado psicologicamente por causa deste governo .

     

    • E eu…
      Na minha casa tem

      E eu…

      Na minha casa tem aquecedor solar e nestes dias chuvosos queimou a resistência. A troco de nada o assunto política entrou na conversa e o eletricista que tem o conceito “Lula ladrão e dona da Friboi” como verdade absoluta, disse que tinha que comprar um interruptor e sumiu. Tive que esquentar um balde de água e tomar banho de canequinha.

       

      • Ontem no metrô(SP) um senhor

        Ontem no metrô(SP) um senhor bradava em nome

        da moral contra o PT.Ficou engraçado quando ele

        culpou a Dilma por ser fomentadora da greve  dos

        professores do “estado”.Quando foi alertado sobre

        o fator Geraldo Alckmim”..parou ..pensou e  disse:

        “É. mas ai é a Dilma tambem! Seria hilário de não

        fosse trágico.

      • É este o clima, infelizmente

        É este o clima, infelizmente !!

        Esqueci que também discuti rispidamente contra um cliente do Banco do Brasil, pois a porta de entrada estava travando e o animal culpava o PT pelo incidente .

        Tudo é culpa do PT, até o travamento de porta de uma agência bancária .

        Uma barbaridade !!

         

      • Eu também já entrei em várias

        Eu também já entrei em várias brigas defendendo o PT, só que ganhei todas. Adorei!

  5. Ué?
    Desde quando “petista”

    Ué?

    Desde quando “petista” foi aceito?

    Nos anos 80 cansei de ver “neguinho” ter

     a camisa rasgada até pela polícia entre outras coisas.

    Acontece é  que houve acomodação

    e perda das bases nas periferias.A classe

    média que vota e votava no PT  é que

    esta na alça de mira e  sozinha agora .Nesse

    ponto 2013 foi negativo, diluiu tudo…mas

    nada que não se recupere..basta reagir.

  6. Dizer o que para o povo: eis a questão

    A saída apontada pelo Lula não é saída. Não é só a falta de comunicação com o povo, os movimentos sociais etc. o problema. Sem dúvida é um, e seriíssimo. O problema maior é dizer o que para o povo. O governo e o PT estão não só sem comunicação, mas sem discurso. E discurso não é apenas (cito os títulos do blog do Planalto) a nova fábrica em Camaçari, o Plano Safra de Agricultura familiar, a nova regra de aposentadoria (aliás prejudicial ao trabalhador), e que tais. O discurso que falta é expor qual o norte do governo, que hoje está completamente desnorteado.

  7. A força esta na

    A força esta na juventude..aliás que esta

    disposta a deriva.Muitos sabedores das

    virtudes e defeitos do PT mas crentes

    no sentido progressista.Querendo distância

    da intolerância, coxinhas,fascistas  e Psdebistas

    impunes.Só voltar  a fita Lula!

  8. São Paulo, São Paulo… que fazer com esse estado?

    Nirlando Beirão, na Carta Capital:

     

    SÃO PAULO FICA NO BRASIL?

    Aposto que José Maria Marin será ovacionado se aparecer naqueles restaurantes que vaiam petistas 

    por Nirlando Beirão

    “Paulista é esquisito”, desabafou Gilberto Braga, o Martin Scorsese da teledramaturgia brasileira. Paulista, diz ele, adora o Jamanta – aquele personagem limítrofe que Silvio de Abreu criou em Torre de Babel (de 1999) e repisou em Belíssima (de 2005). “Fora de São Paulo ninguém suporta (o Jamanta), mas lá é um sucesso.”

    O autor de Babilônia queixa-se dos baixos índices de audiência da novela das 9, embora alivie com a constatação de que todo o Brasil é que encaretou. De todo modo, os brios quatrocentões imediatamente se exaltaram, argumentando que não é só em São Paulo que duas senhoras maduras e bem-postas não têm o direito de se amar (Gilberto Braga desistiu de fazer de Marcos Pasquim um personagem gay a pedido de dondocas paulistanas) .

    São Paulo não explica Babilônia, mas Babilônia expõe muito do espírito retrógrado, oligárquico, racista, preconceituoso da São Paulo dos Jamantas. Talvez console a Gilberto Braga saber que Regina Casé paga, em São Paulo, com uma audiência abaixo da média, o preço da negritude que exala do seu Esquenta, com aquela efusão de samba feliz e suarento.

    Dias atrás, Roberto Jefferson anunciou que, tão logo recupere seus direitos políticos, vai mudar o domicílio eleitoral para São Paulo. Faz sentido. O eleitorado de São Paulo tem uma paixão obscena por pilantras de variegadas procedências, desde que tragam no seu blá-blá-blá o ódio ao PT. Onde viceja um Roberto Freire  um delator fará um furor.

  9. Como Assim?

    Neste caso, vamos supor que o jornal golpista dos Marinho relate só a verdade sobre esta reunião, algo muito raro, quando este panfleto da Direita quer noticiar algo sobre Lula. Pelo que li aqui, todo o econtro foi Gravado e Entregue ao globo, é isso mesmo?

    Porque o texto está cheio de relatos longos da fala do presidente Lula, como se houvessem sido transcritos de alguma fita de aúdio!!!

  10. Não concordo com o adjetivo

    Não concordo com o adjetivo “duras”. É um termo apelativo usado pelo jornal apenas para incentivar e vibrar para uma possível ruptura entre o ex-presidente e a presidente Dilma.

    Qualificaria apenas como sinceros e pertinentes os reparos feitos por Lula. Tudo o que ele afirmou está nos corações e mentes dos eleitores, simpatizantes e militantes petistas. Efetivamente, o governo parece está engessado, paralisado, anestesiado. Os necessários ajustes foram gestados e ministrados de forma absolutamente desastrosa. Amadorísticos em termos políticos. 

    É duro ter que admitir, mas a conjuntura está péssima  para o PT e seus líderes. O próprio Lula hoje está com a cabeça a prêmio. A Operação Lava Jato, finalmente, escancarou seu leitmotiv, qual seja, pegá-lo. Se isso ocorrer esse ódio finalmente entrará em êxtase. Mas o preço a pagar terá sido muito alto: provavelmente nos transformaremos numa Venezuela(em termos de cisão) porque certamente haverá reações dos que estão do lado de cá. 

    Uma eventual prisão de Lula será o catalisador de uma crise política sem precedentes, Será que a “República do Paraná” ousará chegar a tanto?

    • Não dá para fazer uma pequena

      Não dá para fazer uma pequena reforma ministerial, digamos na justiça e casa civil, por exemplo? Creio que haveria uma substancial melhora. E, no embalo, na SECOM também.

    • Amigo, quando esses bandidos
      Amigo, quando esses bandidos do judiciário viram que prender sem provas não lhes causaria nenhum problema , procuraram apoio na midia podre para terem ainda mais força para praticar esses abusos, e assim fizeram com o tesoureiro do PT e esses donos de empreiteiras,certo? Ao prender mesmo sem provas a mídia podre faz o resto, o linchamento publico e a condenação.
      Se podem fazer isso livremente, é certeza que vão pedir prisão de Lula, Palocci e Dirceu mesmo sem provas! Um HC até sair vai demorar mas já será suficiente para queimar a imagem pública de todos na mídia bandida. Quero ver qual será a reação do Ministro da Justiça e etc… Estão assistindo toda essa armação rolando descaradamente, inclusive os órgão do judiciário, pois desde o início quando da aceitação de outra Delação de Youssef, ele não teria direito mais, e aceitaram, já se vê os abusos e a conspiração sendo armada por esses agentes do judiciário e da mídia todos parciais e partidários da oposição.

  11. Esse é o Lula que eu gosto. A

    Esse é o Lula que eu gosto. A auto crítica também faz parte do caráter de um grande líder.

    Mas…tem culpados nesta história. Faltou coragem, inclusive  no governo Lula, para enfrentar essa fábrica de veneno que é a imprensa brasileira. Esse ódio que está aí foi destilado pela imprensa enquanto recebia gordos subsídios de dinheiro público.

    • Nao falou nada que eu nao

      Nao falou nada que eu nao falaria ou ja nao falei aqui.  So que eu nao tenho um desfecho Sathiagraha nas costas e Lula tem…  Tudo acontecendo hoje comecou ali, ao fim da Sathiagraha.

      (Ver tambem comentario do Costa um pouco abaixo.)

  12. Ótimo saber que o Lula pensa assim,

    por que já não dá mais para saber qual é a opinião do PT. Se tem gente do calibre do Lula descontente, assim como muitos dos eleitores da Dilma, as críticas deveriam ser públicas. E o problema não é só falta de comunicação do governo, mas a tomada de medidas que fogem às políticas de um partido defensor dos trabalhadores. O que é incompreensível é assistir a Dilma fazendo cagada seguida de cagada, jogando contra sua base, e o PT quieto ou, pior ainda, dando suporte para as cagadas dela. 

  13. CAMPANHA “NÃO TOQUEM NO LULA”

    LULA É O ÚLTIMO REDUTO DAS FORÇAS DEMOCRÁTICAS E POPULARES, SEM ELE A DIREITRA VOLTA DIRETO PARA REIMPLEMENTAR A POLÍTICA DOS PREVILÉGIROS ABSOLUTOS. O GOVERNO DILMA (COM ALOYSIO MERCADANTE, CARDOZO, ETC) JÁ FOI PARA O SACO, ACABOU. QUEM MADA É RENAN E CUNHA. ENTÃO PRECISAMOS URGENTEMENTE ALERTAR AS ELITES QUE NÃO “TOQUEM NO LULA”. ESTA CAMPANHA TEM QUE IR PARA AS RUAS, NÃO ESPEREMOS O PARTIDO, ESTE JÁ SE FOI TAMBÉM, POR INCOMPETÊNCIA E MEDO.

  14. Se arrependimento matasse…..

    Pois é. O Lula fala todas essas obviedades mas não assume que é o pai da criança. Quando com sua arrogância impôs a candidata, o partido se dobrou e endossou sua avaliação. Agora ele aponta a mediocridade da escolha, concordam novamente. Vá entender. Dilma desmoralizou as conquistas do PT e inviabilizou o retorno do seu criador. 

  15. E desde quando pode-se acreditar no que O Globo noticia,cadê as

    provas de que ouve essa reunião e de que lula realmente falou isso.Seria bom uns videozinhos tipo aqueles,Boechat x Malafaia só para confirmar.

    • Mas você é muito ingênuo,

      Mas você é muito ingênuo, essas falas não são desmentidas porque são feitas para sairem na imprensa mesmo. Jornalstas tem fontes em todos os partidos, essas famosas fontes estão aí para isso mesmo, “vazar” informações que interessam, nesse caso, Lula (é esperto) falou para a militância.

  16. Mais um post para reforçar as

    Mais um post para reforçar as intrigas da mídia porca deste país. Não sei qual a intenção.

     O presidente Lula não faz críticas a presidenta Dilma e nem ao governo que não sejam feitas diretamente a presidenta. Este jornal,comparsa da ditadura,não tem crédito e nem moral para citar o nome do presidente Lula e da prsidenta Dilma.

  17. E o Globo gravou tudo, foi?
    Neste caso, vamos supor que o jornal golpista dos Marinho relate só a verdade sobre esta reunião, algo muito raro, quando este panfleto da Direita quer noticiar algo sobre Lula. Pelo que li aqui, todo o encontro foi Gravado e Entregue ao globo, é isso mesmo? Porque o texto está cheio de relatos longos da fala do presidente Lula, como se houvessem sido transcritos de alguma fita de aúdio!!!

  18. PTiscos

     “Lula repetiu a crítica que tem feito desde o início do ano nas reuniões do partido: a de que os petistas saíram derrotados do caso do mensalão porque trataram do caso “juridicamente”, quando a discussão, segundo ele, é política.”

    Nas entrelinhas, a tese “política”: “Fizemos o que todo mundo faz.”

    Peraí: mas quem embarcou de cara no jurídico-criminal não foi o próprio Lula?!

    “Ajudei a criar esse partido [Partido dos Trabalhadores] e, vocês sabem, perdi três eleições presidenciais e ganhei a quarta, mantendo-me sempre fiel a esses ideais, tão fiel quanto sou hoje. Quero dizer a vocês, com toda a franqueza, eu me sinto traído. Traído por práticas inaceitáveis das quais nunca tive conhecimento. Estou indignado pelas revelações que aparecem a cada dia, e que chocam o país. O PT foi criado justamente para fortalecer a ética na política e lutar ao lado do povo pobre e das camadas médias do nosso país. Eu não mudei e, tenho certeza, a mesma indignação que sinto é compartilhada pela grande maioria de todos aqueles que nos acompanharam nessa trajetória.”

    Lula queria deixar esquentando a cadeira um(a) companheiro(a) fraco(a) o suficiente para que não lhe saísse totalmente da sombra.Podia até tomar um pouquinho de sol, mas não muito.

    Só não esperava é que a escolhida fosse tão fraquinha que nem consegue dar dois passos sem pedir ajuda.

    (Maldita hora em que ele notou a existência da companheira com o computadorzinho na mão…)

    “— Gilberto sabe do sacrifício que é a gente pedir para a companheira Dilma viajar e falar.”

    Reservaram menos de 5 segundos pra companheira no último programa eleitoral e agora estão criticando a pobre por não falar?

    Cinco segundos?…

    …Nem se ela fosse o Enéas.

    Vai que o ajuste ajusta alguma coisa.

    O que que o Lula vai redizer?

    Nonada. O Cara é mestre dar o dito e redito pelo não dito.

    Olha só:

    Lula em 2000:

    “Quando vejo na imprensa de São Paulo a pesquisa dizendo que a Roseana é uma governadora aceita pelo povo do Maranhão… Eu conheço, eu conheço o Maranhão, gente.Eu já andei de carro e de ônibus esse estado. Aí eu fico imaginando por que que ela aparece bem nas pesquisas. Sabe por quê? Porque a Globo é do pai dela.O SBT é do Lobão. A Bandeirantes é num sei de quem. Ou seja, é a televisão falando bem deles o tempo inteiro. É por isso que essa gente aparece bem nas pesquisas. Porque passa o tempo inteiro, descaradamente, mentindo.”

    Lula, algum tempo depois:

    “Eu vim aqui agora pra cumprir com o dever de lealdade. Em política a gente tem que ter lealdade com quem é leal conosco. E essa mulher foi leal comigo desde a campanha de 2002. Tenho a convicção e quero dizer pra vocês que essa companheira aqui, que em todos os momentos difíceis se colocou do meu lado. Se colocou do meu lado, na minha defesa, enquanto outros atacavam predas [é assim mesmo] com muita facilidade. Porque é fácil atacar pedra. É fácil fazer julgamento precipitado. E essa mulher, com a sensatez que ela tem na sua vida política, não houve um só momento de dificuldade que essa mulher não estava presente na minha defesa e na defesa do meu governo. É por isso meus companheiros e minhas companheiras que eu quero terminar dizendo a vocês:  Essa companheira eleita governadora do estado , como vai ser, nós vamos fazer as parcerias não foram possíveis ser feitas agora. é este país que eles não estavam habituado a ver(…) E pra que eu tenha mais força, muito mais força, pra fazer essa transformação, eu queria pedir a vocês: Quem votar em mim , por favor, por favor, vote na Roseana Sarney para governadora do estado. Muito obrigado, meus companheiros , e até a vitória.”

    http://www.youtube.com/watch?v=XmYSZhwLUpA

  19. Fafarrão, demagogo. Se tudo o
    Fafarrão, demagogo. Se tudo o que falou é o que realmente pensa, tenha a coragem de pedir a cabeça do Levy! Ele sabe que o Levy é o nome por trás dos “males” de que está citando, mas tb sabe que se o cara sair, a casa cai…
    Semana passada estava de mãos dadas com a Dilma… Lula, vc que botou a Dilma aí, vê se assume a responsabilidade. Toma que a filha é tua, ou tenha os colhões de chutar o balde de uma vez, seu medroso demagogo!

  20. He, he, he. SP, sempre sp,

    He, he, he. SP, sempre sp, aquele estado que nada na corrupção, pois nem água tem para isso. Esee estado corupto, JAMAIS governará esse país novamente.

  21. Ver o nassif divulgar o globo é…

    Agora até o ggn do nassif reproduz o que o globo diz que o lula disse.

    Aqui está o verdadeiro desastre do nosso lado. Tanta ataca o pt que não age, etc, etc, mas como todos do pig reproduz o que o pig diz, Esta é adesgraça de quem quer lutar contra os bandidos do pig e é dacaneado pelo nassif. Que coisa!

    ontem o nassif disse que a folha voltou a ser a folha de antes, agora o ggn vira pig. É duro!

    O lula nunca diria aquilo.

  22. Lula desmentiu?

    Vamos falar sério: se o Lula desmentir, terá sido factóide, mistificação, conspiração PIGuiana. Se não desmentir, foi “vazamento” , recado proposital.

  23. Excelente

    Artigo excelente, o que mais importa é que é a mais pura verdade.

    Parabenizo o Lula por isto, acima de tudo, por que Dilma não vai mudar, e será lembrada por ser um dos piores governos que este país já teve. Se Lula falar contra o que está errado, pelo menos ele salva a biografia dele, e há chances dele voltar algum dia a governar este país.

    E os outros petistas, onde estão? Deveriam se juntar a Lula e admitir que erramos ao apoiar a candidatura de Dilma, no lugar de Lula.

    O primeiro passo para adquirir credibilidade é admitir que erramos, quando o erro é gravíssimo, e não tem como esconder.

    Ou a gente está com dilma, ou a gente está do lado de quem tem bom senso, num governo que aumenta Selic, em plena recessão.

    Ou a gente está tentando salvar o mandato de Dilma ou tentando salvar o país, num governo que não dá a mínima para indicadores sociais, e joga anos de conquistas da era Lula no lixo, sem contar que realmente Dilma traiu todas as promessas de campanha, mentindo em quase tudo.

    Se o partido quisesse realmente voltar ao poder, deveria pensar em ameaçar Dilma com expulsão, caso não abaixe os juros. Numa situação de crise intensa, os piores, são aqueles que se calam e compactuam com o que está errado.

  24. O PIG mente. A mídia usa e

    O PIG mente. A mídia usa e abusa do seu “direito” de mentir, caluniar, distorcer, manipular, intrigar e sabotar. Enquanto não houver liberdade de imprensa (jornalistas livres para dizer a verdade sem medo do chicote dos donos do oligopólio) e direito de resposta regulamentado, essa situação tenebrosa vai continuar.

    Aqui segue uma resposta a uma “reportagem” anterior do PIG contra Lula:

    “Nota à imprensa: Lula desmente nota da Agência Estado
    11/03/2015 16:13 | Admin

    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva repudia e lamenta a reiterada prática de lhe atribuir afirmações a partir de supostas fontes anônimas, dando guarida e publicidade a todo o tipo de especulação. As frases atribuídas erroneamente a Lula em matéria distribuída pela Agência Estado, e publicada no portal R7 com o título: “Lula critica Mercadante, mas governo nega troca na Casa Civil”, nunca foram ditas pelo ex-presidente.

    Assessoria de Imprensa do Instituto Lula” http://linkis.com/institutolula.org/5IIzo

  25. autocrítica de lula

    nassif: o pt foi construído, especialmente por trabalhadores, mas a hegemonia existente no partido e que tem causado tanto sofrimento aos trabalhadores reside no esstado de são paulo. Será que este pessoal não tem respeito, ética e muitas outras coisas mais com relação aos trabalhadores? A culpada não é so a Dilma, são todos os dirigentes e não os que estão na base e se não sairem do partido, ficam envergonhados com tanta corrupção envolvendo determinados membros do partido.Precisamos fundar um outro PT, mas tem que ser socialista e dos trabalhadores e não de um punhado de burgueses .Corrupção e coisa de capitalistsa e de burguês.

    Atenciosamente Fabiano.

  26. Hipocrisia e cocardia
    Hipocrisia e cocardia ímparesj. Ele impôs “a melhor gestora” , se empenhou de corpo e alma na campanha eleitoral endossando, alimentando e repetindo todas as mentiras do marqueteiro, do “nem que a vaca tussa” até ” ajuste é coisa de tucano”. Impôs Levy, que Dilma não queria e abonou o ajuste: vai ser como foi comigo, vamos acertar as contas 2 anos e depois vem o paraíso. Agora tira o corpo fora, joga a companheira na fogueira sem o mínimo escrúpulo “vazando ” o relat pois  quer se descolar a todo preço da criatura medíocre para ver se sobra alguma coisa  para sua candidatura 2018.  Com um amigo desses Dilma não precisa de inimigos.  

  27. Não concordo em responsabilizar Dilma

    Dilma recebeu do PT (e dos eleitores) a missão de “gerenciar” o desenvolvimento traçado pelo PT (PAC e outros programas) nos primeiros mandatos mais “políticos” do Lula. O povo votou nesse sentido.

    É verdade que houve descuido do lado “político” do Governo Dilma, mas, a verdade é que a crise atual não se deve em nada a problemas gerados por este, mas sim a equívocos políticos anteriores, que permitiram que o PT entrasse no mesmo jogo de Caixa 2 que tradicionalmente impera no Brasil há séculos.

    Dilma herdou telhado de vidro e rabos presos vindos de gestões anteriores. Isso foi o que recebeu. Lembrando que foi ela quem demitiu Diretor da Petrobrás, quase dois anos antes de estourar a lava jato. A sua queda de popularidade não é por responsabilidade dela, mas sim por causa da fragilidade em que o Governo ficou por conta de desvios de maus políticos ou, no mínimo, por ações equivocadas de “fim justifica os meios”.

    Hoje Dilma está sendo acuada por conta de erros anteriores, do próprio Governo Lula, de políticos que conviveram com atos ilegais, inclusive do PT. Alguns deles, de punho em alto, mostraram que as ações foram políticas e não por enriquecimento pessoal, colocando o viés político pertinente a ações que a rigor foram partidárias. Isso foi recebido com alivio e solidariedade partidária por muitos militantes. Mas, houve muitos com cara de culpado, que misturados dentro dos “punho em alto” quiseram esconder desvios pessoais de conduta; oportunistas que, em nome do PT, aproveitaram para encher as suas próprias burras e que hoje não há como defender, pois deixam o Governo vulnerável e envergonham o partido dos trabalhadores.

    Dilma hoje navega em tempestades geradas tempos atrás e lhe é oferecida como receita de saída (até pelo próprio Lula) a volta a um passado teórico que, na época pertinente, não foi sequer seguida pelos mesmos que hoje a condenam. Ou seja, gente que errou em assuntos anteriores, propõe saída que nem eles mesmos souberam lidar quando estiveram dirigindo o país e o PT.

    Querem que Dilma ocupe o seu tempo em defender ou discutir situações passadas, em circunstancia que o PT, que segue hoje uma linha de defesa relativa ou comparativa em relação a malfeitos de maior gravidade dos opositores, teve oito anos para perseguir e condenar malfeitos tucanos da era FHC, e não o fez, demonstrando incompetência ou rabo preso.

    A crise econômica e política provêm de erros éticos pontuais que foram deixados no Governo anterior (e olha que não estou discutindo aqui de que estes erros não representam nem 1% em relação ás mesmas ações cometidas pelos tucanos), mas, acontece que o PT não tinha o direito de errar, pois é ingenuidade imaginar que os poderes coloniais que mandam no Brasil não aproveitariam esta situação.

    A saída do problema deve vir do próprio PT e não do Governo. O PT deve expurgar; limpar; e se reinventar para voltar novamente através das ruas, junto com outros grupos de esquerda, a recuperar o sonho inicialmente traçado. Este Governo não pode continuar sendo desgastado por erros que foram cometidos no passado. Se alguém tem que sair pelo país afora defendendo o PT é o Lula e outros líderes, reconhecendo erros, pedindo desculpas e preparando o povo para as próximas eleições.

    Dilma deve agora apenas governar, seriamente, como sempre o fez. O debate atual é de malfeitos antigos, não dela nem do Governo, mas sim dos equívocos de governos anteriores, tucanos e petistas, que hoje se digladiam na justiça.

    O PT e o PSDB erraram muito anos atrás, e hoje lutam com base nesses equívocos utilizando para isso uma arena que não lhes pertence mais: o atual Governo, pois com isso estão arrastando o próprio país para o lodo.

    Discordo com Lula e esta oferta de abraço de afogado. Dilma deve manter o timão da nação, com isenção, enquanto os partidos que erraram devem lutar na justiça e reestruturar os seus quadros.

  28. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome