Por água, moradores de Itu fazem fila na madrugada

Jornal GGN – Reportagem da Folha traz o desespero de moradores de Itu por água. Mesmo com o governador Geraldo Alckmin mandando os caminhões-pipa para a cidade, as coisas são mais graves do que se quer admitir. Os cidadãos ficam dias e dias sem uma gota de água, mas no final do mês ainda pagam o valor mínimo da conta de água. Leia a matéria da Folha.

da Folha

Até de madrugada, moradores de Itu (SP) fazem fila por água em bica

MARTHA ALVES
AVENER PRADO
ENVIADOS ESPECIAIS A ITU (SP)

Uma e meia da madrugada de quinta-feira (23). O ajudante geral Devacir Soares do Nascimento, 26, amarra com cordas e elásticos velhos um suporte improvisado na garupa da moto. Coloca ali galões e garrafas e sai de casa em direção à bica da Vila Santa Terezinha, em Itu (a 101 km de São Paulo).

Na cidade paulista que sofre há mais tempo com a falta de água –desde setembro de 2013, segundo moradores–, Nascimento é uma das centenas de pessoas que recorrem ao local diariamente.

Para não ficar sem água em casa, o ajudante geral faz o trajeto de 30 minutos duas ou três vezes ao dia. São 12 km, ida e volta, a 40 km/h, para que as garrafas não caiam.

Com um racionamento que se arrasta desde fevereiro, a situação dos moradores de Itu, que tem 165 mil habitantes, se agravou nos últimos meses. A população vem realizando uma série de protestos, alguns dos quais terminaram em quebra-quebra e confronto com a polícia.

Os reservatórios e represas que abastecem a cidade estão há meses em estado crítico devido à falta de chuvas. Ontem (23), operavam com níveis entre 1% e 4%. Com isso, apenas um terço do consumo diário de mais de 60 milhões de litros é atendido.

Outro 1 milhão de litros é fornecido por caminhões-pipa, mas o Ministério Público Estadual diz que as medidas adotadas são insuficientes. A pedido da concessionária Águas de Itu, os carros são escoltados para evitar saques.

ÁGUA DO POÇO

As filas na bica, um conjunto de torneiras localizadas em uma praça, começaram há 25 dias. A água vem de um poço artesiano construído há cerca de 20 anos.

De madrugada, o movimento é menor. Quando a reportagem esteve no local, dez pessoas enchiam galões (são dez torneiras no local) e outras dez esperavam a vez. Depois da meia-noite, a bica é procurada por idosos e famílias que tentam driblar as imensas filas do resto do dia.

‘FORMIGUINHAS’

Para conseguir levar toda a água que precisam, vizinhos e famílias inteiras se unem e fazem mais de uma viagem por dia ao local. Outros levam mangueiras para levar a água das torneiras até o carro, parado na praça.

Os vizinhos Vinícius Arruda, 27, e Leandro Augusto Marinoni, 29, enchem a cada dois dias o bagageiro de um Fiorino com galões dos mais variados tamanhos. Segundo eles, conseguem 500 litros.

Arruda utiliza uma mangueira de cerca de dez metros. A água é dividida com o vizinho, familiares e amigos.

A família da bordadeira Valdice Guerellus da Silva, 58, foi ao local em dois carros para carregar o maior número possível de recipientes. Ela, o marido, a filha e o namorado dela fazem um trabalho de “formiguinha”. Na terça (21), encheram vários galões com mais de cem litros.

Quando acordaram, no dia seguinte, sobrara apenas um litro e meio. Nesta quinta (23), tiveram de repetir a dose.

FUSCA 71

O aposentado Luiz Antônio Antunes e a mulher Regina Stofani Antunes, ambos de 77 anos, estão sem água nas torneiras há cerca de 15 dias. Em dias alternados, o casal cumpre a rotina de buscar água para lavar louça, roupas, cozinhar e tomar banho.

Enquanto Regina enche os galões com um funil improvisado, o aposentado os carrega com dificuldade pelas escadas de acesso. Ofegante, ele caminha até o Fusca 1971, estacionado perto dali, onde guarda os galões nos bancos traseiros e no porta-malas.

Pior, lembra o consultor Aguinaldo Luiz da Silva, 51, é saber que todo mês ainda tem de pagar a taxa mínima da conta (R$ 24,80) mesmo que tenha consumido “uma colher de água”. Segundo ele, quando o líquido chega às torneiras, cheira esgoto.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

26 comentários

  1. “cidadãos ficam dias e dias

    “cidadãos ficam dias e dias sem uma gota de água, mas no final do mês ainda pagam o valor mínimo da conta de água”:

    Com quantos milhoes de pessoas isso vai continuar acontecendo porque a Ana esta ocupadinha com outras coisas?  Se a conta for dois reais, vai ser o que, 35 milhoes por mes?

    Quantos milhoes vao pagar “conta minima” mesmo sem agua?

    Ninguem esta vendo ao que isso vai levar?

  2. Ninguem acha curioso que uma

    Ninguem acha curioso que uma compania sem nome esta cobrando taxa minima de 25 reais?

    O item eh tao caridoso com a compania que nem a nomeia, mas explora os problemas dos moradores como se todos tivessem caido do ceu.

    Agora eh fingir que a media esteve do lado deles enquando a coisa piorava e fingir que ninguem vai notar?

    • GANHA UM PICOLÉ………….

      vendo a foto, diversos senhores e senhoras de idade, na madrugada coletando água na bica, pensei……

      todos votaram em……………………..

      (ganha um picolé quem acertar a charada!!!)

  3. Quando é que a população de

    Quando é que a população de Sâo Paulo vai exigir desculpas da mídia por ter encoberto esse crime dos tucanos? Vão continuar aceitando a falácio de que os tucanos são gestores de alguma coisa?

    Com FHC faltou luz. Com Alckmin falta água.

     

    E agora?

    • E esse eh exatamente o

      E esse eh exatamente o problema.  Digamos que a cidade de Itu, 164 mil pessoas, tenha 5 pessoas por familia, sao 32 mil casas/negocios/contas individuais multiplicados por 25 reais por mes, ou mais de 800 mil reais por mes.  Eh so alguem fazer a conta da agua que comeca o mes no reservatorio e no fim do mes e ver se alguma coisa perto desse valor foi entregue em agua, se nao foi…  eh fraude legalizada.

      E isso eh so em uma cidade…

      • SBSP3

        Não espalha Ivan, senão a ação da Sabesp sobe antes que eu a compre. O lucro da dita cuja será recorde nessa crise. Cobra pelo que não entrega. Isso sim que é choque de gestão!! 

      • Itu tem 163.882

        Itu tem 163.882 habitantes.

        Suponha agora que cada caminhão pipa transporte 20m^3 = 20.000 litros

        A notícia não fala quantas viagens por mês cada caminhão fará.

        Cada habitante de Itu terá: 20.000/163.884 = 2,4 litros de água por viagem de caminhão pipa.

        Não dá nem para matar a sede.

        Quanto mais banho + lavar roupa + lavar louça.

        Segundo esta notícia: http://redeglobo.globo.com/globoecologia/noticia/2013/05/brasileiro-cons

        O consumo médio de água por brasileiro, por dia é de 159 litros.

        Máximo no RJ: 236 litros e mínimo em Alagoas com 91 litros.

        Vamos supor que os caminhões pipa forneçam 40 litros de água por habitantes por dia. 2,4 litros está para 1 viagem assim como 40 litros estão para x x = 40*1/2,4 = 16,6 viagens diárias de caminhões.

        São necessárias 16,6 viagens diárias para fornecer 40 litros diários de água por habitante.

        Menos da metade do menor consumo médio do país.

        Necessidade de caminhões pipa para RMSP: 163882 habitantes estão para 20 caminhões pipa assim como 20.000.000 de habitantes estão para x x = 20.000.000*20/163.882 = 2440,781.

        Para fornecer 2,4 litros de água por habitante são necessários, para a RMSP, 2440 caminhões pipa.

        Para fornecer 40 litros de água por habitante/dia, na RMSP, com caminhões pipa com capacidade de 20metros cúbitos são necessários 2440*16,6 = 39040 caminhões pipa*viagens circulando pela RMSP.

  4. Ridiculo esse bonus do

    Ridiculo esse bonus do alckmin, quando falta agua varios dias. É como dar um desconto ao doente se ele economizar em dias internado num hospital publico.

    • repetitas juvant

      Sem meias palavras, te rotular como desinformado é um elogio à ignorância, portanto não se orgulhe por este tipo de tratamento. Má-fé tampouco te pertence, pois é das pessoas muito perversas, aquelas que podem, tem um plano e uma finalidade, as que têm o verdadeiro poder.

      Para falar, escrever e divulgar bobagens os argumentos invocados devem ser apresentados como algo que na duvida possa despertar duvidas para o leitor, quase uma verdade a ser avaliada em seguida. Agora como troll de direita morta(n)dela, um goebbel caricato o efeito é: quais os idiotas que pagam este coiso?

  5. e o guizo no gato?

    será que algum deputado estadual do PT ou algum movimento do “indignados” colocarão o guizo no gato e exigirão im impedimento do Governador?? vamos lá paulistas chegou a hora de vcs exercerem sua cidadania e mostrarem que são inteligentes, modernos, desenvolvidos etc etc..a fama de SP locomotiva na Nação está ido pra ralo..movam-se que ainda dá tempo..

    • Culpa da Sabesp sim.


      É a Sabesp que fornece água para Guarulhos, no atacado, pois o governo do estado não deixa o município captar ele mesmo a água.

      Em Guarulhos a responsabilidade é toda da esfera estadual sim.

       

       

       

  6. primeiro, aceitaram todas as

    primeiro, aceitaram todas as falácias dos tucanos

    mancomunados com a grande mídia dita golpista.

    em segundo, calados, engoliram as trapaças do trenzalão.

    depois foram manipulados pela tal da falácia da  da eficiencia da “jestão” tucana.

    enfim, veio a seca que poderia

    ser minimizada peol alquimista,

    mas assim mesmo o elegeram.

    agora tomam banho de canquinha e não têm mais a quem apelar.

    e continuam sendo manipulados,

    um dia essa paciencia poderá explodir

    em reações de nonsense fascistra.

     

  7. Utilidade Pública: endereço para conseguir água grátis:

    Palácio dos Bandeirantes

    Av. Morumbi, esquina com Giovanni Gronchi. Portão principal

    São Paulo, SP

    Façam fila lá senhoras e senhores.

    A preferência será para eleitores zumbitucanos.

    Haverá um pelotão da PM pronto para atendê-los pronta e carinhosamente.

    Não levem baldes, será inútil.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome