Poema do tempo para Eunice Scliar, por Romério Rômulo

Entrego à sombra da morte / o meu corpo de narciso.

Carlos Scliar

Poema do tempo para Eunice Scliar

por Romério Rômulo

Amarro a boca do tempo
seguro o tempo no fim
o tempo frio e maduro
do que mais sobra de mim.

Desta vida e deste peso
pra dizer o mais preciso
entrego à sombra da morte
o meu corpo de narciso.

Do rio mais abatido
falo da pedra. Porém
arranco a vida que sobra
do que me sobra também.

Romério Rômulo (poeta prosador) nasceu em Felixlândia, Minas Gerais, e mora em Ouro Preto, onde é professor de Economia Política da UFOP e um dos fundadores do Instituto Cultural Carlos Scliar – Rio de Janeiro RJ.

Romério Rômulo

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador