GGN

A morte de Namir Salek

Registro a morte de um grande brasileiro, NAMIR SALEK, ex-diretor da Divisão Industrial da CACEX nos tempos heroicos da implantação da industria de bens de capital no Brasil. Salek faleceu no dia 4 de agosto ultimo, com 83 anos, no Rio de Janeiro. Deveu-se a ele a administração da complexa Lei do Similar Nacional que fez crescer a industria brasileira de bens de capital na esteira da substituição de importações. Conheci Salek no inicio da decada de 70, no antigo predio da Cacex no Rio (se não me engano na Visconde de Itaborai), tive de cara um atrito com ele, que era bem rispido, mas ao longo do tempo vi que era apenas seu estilo, era um bom sujeito, que entendia de maquinas e equipamentos como poucos (era engenheiro) e participei de reuniões historicas presididas por ele,

como uma na qual um rei do aço e um grande fabricante de laminadores bateram boca, “”por esse dinheiro compro duas laminadoras no Japão”, protestando contra o alto custo dos bens de capital nacionais, ao que o fabricante de laminadores disse, “”então é melhor o Brasil comprar todo aço no Japão, que custa metade do seu e é muito melhor”.

Salek recebia muitos empresarios todo dia, não eram reuniões faceis, virou figura conhecidissima na FIESP, adorado por alguns e odiados por outros, ele realmente atrapalhava a importação de qualquer equipmento com similar nacional, que as vezes não era tão similar, mas ele fazia isso para desenvolver a industria nacional, foi durante sua gestão que o Brasil passou a fabricar quase tudo em materia de maquinas. Esse grande sistema que dependia de uma Lei e de um organismo aparelhado para operar a Lei foi desmontado no Governo Collor, liquidando com a era da CACEX e da proteção à industria nacional. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Sair da versão mobile