O fundo do poço

Por foo

A Dow Jones hoje chegou a uma mínima de 7,249.47 — inferior aos 7,286.27 pontos de 20 de novembro de 2002 — para depois terminar em 7,365.67.

Ou seja, está rondando os mesmos níveis de 1997. Clique aqui.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

19 comentários

  1. Aqui do Alto Xingu, os
    Aqui do Alto Xingu, os índios, considerando o gráfico do SP500 e analisando o atual corpo do MSD em território negativo, em comparação com o corpo do MSD no fundo de 2002/2003, consideram que há razoável probabilidade de que esse fundo seja rompido.

  2. Faltou mostrar o quer
    Faltou mostrar o quer aconteceu antes, no gráfico.

    Será que essa queda não faz parte de um mero ciclo de baixa?

    Existem muitas implicações socioeconomicas nesses ciclos, que estão passando ao largo das discussões.

  3. Nassif, isso está enchendo o
    Nassif, isso está enchendo o saco. E o pior é que o texto escrito se perde!

    “Você está publicando comentários rápido demais. Mais devagar.”

  4. Será que este poço tem
    Será que este poço tem fundo?

    De qualquer forma, a ruína da economia estadunidense, a despeito dos impactos negativos imediatos em todo o planeta pela queda da atividade, permite que a periferia tome ações com maiores graus de liberdade.

    É uma oportunidade única para quem largar na frente.

    Penso que ainda estamos marcando passo.

    O momento pede profunda intervenção estatal na economia. Em atividades concretas: Obras públicas. Hospitais, escolas, saneamento, urbanização, energia, estradas, portos…

    E o fundamental: distribuição maciça de renda… como nunca antes foi feito.

    Tem é de pulverizar esta riqueza toda acumulada por estes rentistas-golpistas.

  5. Por favor Nassif, averigue
    Por favor Nassif, averigue essa informação é muito importante pra sociedade brasileira:

    José Serra absolvido !!!……
    .
    .
    O STF, sob a excelsa presidência de Gilmar Mendes, já decretou semana passada que rico não vai preso!!.
    .
    Agora, o nosso Gilmar Mendes, não só absolveu José Serra, como determinou que ministros – como ele, o Ministro Supremo do Supremo – não podem ser punidos.
    .
    Ministros são como os ricos: fazem e acontecem e a galera que se lixe…
    .
    Serra foi condenado na justiça em 2002 pelo juiz da 20ª Vara Federal de Brasília, José Pires da Cunha.
    .
    Mas quase ninguém sabe que José Serra respondia por alguma coisa na justiça pois o PiG nunca disse nada contra os tucanos.
    .
    E na sentença o Juiz manda Serra e os outros 9 réus devolverem, cada um, R$ 300 milhões para União.
    .
    Os réus são: Pedro Malan, José Serra, Pedro Parente, Gustavo Loyola, Alkimar Ribeiro Moura, Cláudio Ness Mauch, Carlos Eduardo Tavares de Andrade, Gustavo Franco, e Francisco Lopes.
    .
    Eram os Ministros, Diretores e membros do CMN no Governo FHC.
    .
    O pedido foi feito pelo MPF porque os réus autorizaram o pagamento – com recursos públicos – aos correntistas dos bancos que sofreram intervenção, em 1995.
    .
    Os bancos foram: Econômico S.A, Mercantil S.A e Comercial São Paulo S.A……..
    .
    Segundo o MPF, não houve “prévia autorização do Conselho Monetário do Senado Federal” para que fosse feita operação de créditos com recursos públicos.
    .
    E por isso, o ato foi ilegal.
    .
    E no último dia 22/01/09, Gilmar Mendes arquivou a ação.
    .
    José Serra foi absolvido pelas mãos amigas dos amigos de Dantas….
    .
    Gilmar Mendes ainda argumentou que: “esses valores são tão estratosféricos, que a condenação de R$ 300 milhões para cada réu demonstra o absurdo do que se está a discutir”.
    .
    Tadinho do José Serra e dos outros réus………..todos pobrinhos…….moradores de Paraisópolis….que não tem condições de pagar uma multa tão alta assim!!!

  6. Nassif, a ‘grande’ imprensa
    Nassif, a ‘grande’ imprensa do centro do país está calada e a daqui tem tentado minimizar, mas nos últimos dias, têm ocorrido fatos sérios e graves, relacionados com o governo do RS. Estou falano da estranha morte do ex-assessor de Yeda Crusius (PSDB), ligado ao escândalo de desvios de verbas do DETRAN-RS, e da entrevista coletiva de integrantes do PSOL que alegam ter tido acesso à provas materias do envolvimento de grandes expoentes do governo Yeda, de importantes políticos gaúchos e da própria governadora, nesse esquema de corrupção. Penso que seria interessante se tu pudesses dar algum espaço a este assunto, já que a grande mídia certamente vai tentar abafá-lo por estar empenhada em propagandear os governos do PSDB. Obrigado.

  7. ‘Dow Theory’ Says Worst Isn’t
    ‘Dow Theory’ Says Worst Isn’t Over for U.S. Stocks as YRC Falls

    A 125-year-old method for forecasting the market is telling investors the worst isn’t over for stocks.

    Dow Theory, which holds that simultaneous moves in industrial and transportation shares foreshadow economic activity, indicates the Dow Jones Industrial Average’s drop to a six-year low yesterday may presage more losses.

    The Dow industrials slumped to 7,365.67 on concern the deepening recession will force the U.S. government to bail out banks. Adherents of Dow Theory say the 30-stock gauge will fall farther because the Dow Jones Transportation Average has slipped to the worst level since September 2003.

    (…)

    This week’s retreat left the Standard & Poor’s 500 Index, the benchmark for U.S. stocks, within 2.3 percent of breaking through its Nov. 20 low to the worst level since 1997.

    http://www.bloomberg.com/apps/news?pid=20601087&sid=agapqPsrRIEY&refer=home

  8. Nassif,

    Dá uma olhada neste
    Nassif,

    Dá uma olhada neste outro gráfico da S&P 500:

    http://i41.tinypic.com/2s1wund.png

    Este gráfico mostra que desde a década de 90 houveram duas bolhas (vermelho e amarelo), cada uma sustentada durante 6-8 anos; mas eventualmente estouraram.

    Estarão os EUA retornando para uma linha de crescimento inferior, porém sustentável (azul)?

  9. EUA: Prices flatten
    EUA: Prices flatten out

    Local and national data show looming specter of deflation

    Burdened by record levels of debt and worried about their jobs, Americans are spending more cautiously than at any time in a generation, prompting retailers to offer huge discounts. Temporary price cuts can help the economy by prodding consumers to spend, but economists say a longer period of falling prices —- known as deflation —- can be a cruel spiral if it encourages buyers to put off purchases in order to get better deals.

    The last period of deflation in the U.S. occurred during the Great Depression in the 1930s, although Japan battled deflation during its “lost” decade of the 1990s.

    http://www.nctimes.com/articles/2009/02/20/business/zf197586f6203b0d28825756300819f69.txt

  10. Uma ajudinha ao
    Uma ajudinha ao Flaggsmasher.
    Quando parecer a terrível frase “você está comentando rápido deais”e sumir o seu comentário,click na seta “página anterior”,que o que foi escrito retorna,repita a operação seguidas veses(se for preciso)que o sistema enfim acatará seu post.

  11. Na contramão desta ciranda
    Na contramão desta ciranda exploratória:

    estão abertas as inscrições para o curso “Pós-graduação em Jogos Cooperativos”, com início em março próximo.

    http://projetocooperacao.tempsite.ws/pos-graudacao/
    PROPÓSITO: Promover o encontro de pessoas estimuladas pela necessidade de ampliar e aprofundar o conhecimento a pesquisa, a criação e aplicação de JOGOS COOPERATIVOS em deferentes contextos: educacional, empresarial, terapêutico e comunitário. Deste modo, imaginamos oferecer um ambiente de aprendizagem compartilhada, para descobrir e exercitar nossa (im)possibilidade de construção de um mundo onde todo podem “VenSer”… Juntos!

    Outra dica é a Escola de Diálogo
    http://www.escoladedialogo.com.br/?id=1
    A Escola de Diálogo de São Paulo nasceu com o propósito de apoiar, fomentar e desenvolver o Diálogo em suas múltiplas formas de expressão. O Diálogo é essencial para a construção da realidade social, o crescimento individual, a criatividade e inovação, a integração de equipes, a criação e manutenção de redes sociais, a gestão de organizações, na escola, na família, na política, etc. — e na articulação entre elas.

  12. O sociólogo armou sua
    O sociólogo armou sua estratégia para proteger a retaguarda copiando o plano de defesa da França.
    Sempre a França, como queria dizer, o André Maginot, idealiza um plano genial, fosse aplicado ao passado, a Linha Maginot, como ficou conhecida a parafernália, hoje, associada a empreitada desastrosa. Na cópia local, ficou assim:
    Ao metajurídico Gilmar Mendes e seus “subordinados” do STF, no plano FHC, coube representar o papel das fortificações, casamatas e túneis do professor.
    É a base da defesa Tucana – Linha Fernandot – como a original, fadada ao fracasso. Embora obtendo pequenos exitos em refregas preliminares, está destinada ao debacle, também por erro de origem.

    Caro Allan, na sua lista dos oficias abrigados na Linha Fernandot, tá faltando nomes importantes, mencionaria por exemplo, o oficial D.Dantas encarregado das finanças.
    Se bem que você refere-se aos nomes constantes no último pacote, tá correto.

    Abraços. Orlando

  13. Soros sees no bottom for
    Soros sees no bottom for world financial “collapse”
    Fri Feb 20, 2009 9:26pm EST

    NEW YORK (Reuters) – Renowned investor George Soros said on Friday the world financial system has effectively disintegrated, adding that there is yet no prospect of a near-term resolution to the crisis.

    Soros said the turbulence is actually more severe than during the Great Depression, comparing the current situation to the demise of the Soviet Union.

    He said the bankruptcy of Lehman Brothers in September marked a turning point in the functioning of the market system.

    “We witnessed the collapse of the financial system,” Soros said at a Columbia University dinner. “It was placed on life support, and it’s still on life support. There’s no sign that we are anywhere near a bottom.”

    His comments echoed those made earlier at the same conference by Paul Volcker, a former Federal Reserve chairman who is now a top adviser to President Barack Obama.

    Volcker said industrial production around the world was declining even more rapidly than in the United States, which is itself under severe strain.

    “I don’t remember any time, maybe even in the Great Depression, when things went down quite so fast, quite so uniformly around the world,” Volcker said.

    (Reporting by Pedro Nicolaci da Costa and Juan Lagorio; Editing by Gary Hill)

  14. O que eu não entendoé como
    O que eu não entendoé como pode o dolar, aqui no Brasil, ao contrário do resto do mundo, estar valendo mais de 2,30 reais.
    Será que alguém compra ?
    Na real ele não vale nem 2 reais. Só sendo obrigado mesmo.
    E aquela do risco Brasil. Eles (nos USA) estabelecem quanto somos confiáveis?
    Deve ser brincadeira …..
    E a nossa “bolsa” (vulgo picaretagem) que diz que a Petrobrás, a Vale, BB etc.(com bilhões de LUCROS) NÃO VALEM NADA? Ou estão em perigo?

  15. Segunda-feira tem repique lá.
    Segunda-feira tem repique lá. Aquí, só Carnaval. Ahh Brasil! É isso que te faz único no mundo. Que melhor do que dar um tempo no meio dessa crise, e festejar pelas ruas de Salvador o simples fato de estar vivo? Na quarta-feira de cinzas, a gente segue com o papo da crise. Agora é hora de cair na gandaia!

  16. “Jogos Cooperativos”
    Eis um
    “Jogos Cooperativos”
    Eis um ótimo problema para os economistas se debruçarem nos próximos anos. Quem resolver esse problema REAL da economia REAL, certamente ganhará o Nobel.
    Entramos nessa fria com a ajuda das teses desenvolvidas por J. F. Nash com o seu estudo baseado na teoria dos jogos chamado “Jogos Não Cooperativos”
    Quem sabe fazendo o contrário, resolveremos esse gigantesco “impasse”.
    Abraços.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome