Aras irá intimar Braga Netto por supostas ameaças às eleições

O STF pediu para que o PGR colha o depoimento de todos os envolvidos no caso. O presidente da Câmara, Arthur Lira, também deve ser convocado

Augusto Aras. | Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – O procurador-geral da República, Augusto Aras, deve intimar o ministro da Defesa, general Walter Braga Netto, por suas supostas ameaças às eleições de 2022. A informação é da colunista Mônica Bergamo, publicada nesta quarta-feira, 28, na Folha de S. Paulo. 

Ontem, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu que o chefe do Ministério Público Federal (STF) prestasse manifestação sobre quatro pedidos de investigação movidos por parlamentares contra o ministro de Bolsonaro. O procedimento é praxe da Corte.  

Todas as ações têm como plano de fundo uma reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, publicada no último dia 22. O texto apontou que Braga Netto teria ameaçado o cancelamento do pleito previsto para o ano que vem, caso o voto impresso não fosse aprovado no Congresso. O recado teria enviado por interlocutores ao presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL). O ministro nega. 

Na manifestação enviada para Aras, o STF sugere que o procurador-geral colha o depoimento de todos os envolvidos no caso. O PGR deve ouvir, inclusive, o próprio Arthur Lira.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome