Partido de Temer discute aliança para eleição, diz Jucá

Senador aposta na tendência de queda na rejeição do governo, mas segundo Datafolha 70% considera gestão Temer ruim ou péssima 
 
foto_fabio_radrigues_pozzebom_agencia_brasil.jpg
(Foto Agência Brasil)
 
Jornal GGN – O líder do governo no Senado, Romero Jucá (MDB-RR), afirmou nesta quarta-feira (31), logo após a cerimônia de assinatura de contratos de áreas leiloadas do pré-sal, no Palácio do Planalto, que o MDB está discutindo alianças e se terá ou não candidatura própria. A informação é do Estado de S.Paulo. O senador disse, ainda, que a tendência é que a rejeição do governo do presidente Michel Temer caia.
 
Na pesquisa do Datafolha realizada entre os dias 29 e 30, e divulgada hoje, o índice de reprovação de Temer é 70%, a mesma proporção que vem sendo registrada pelo instituto de pesquisa nos últimos dois meses. No levantamento realizado com 2.826 entrevistados de 174 municípios a proporção que considera o governo Temer bom ou ótimo é 6%, apenas 1% a mais em relação ao índice de novembro (5%). Por outro lado, 22% dos entrevistados classificaram a gestão Temer como regular.  
 
Segundo o Datafolha, a rejeição de Temer aumentou desde que assumiu o Planalto, começando com 31% em julho de 2016 até alcançar o pico de 73% em setembro do ano passado. Temer detém o índice de rejeição mais alto já registrado pelo Datafolha desde o início da redemocratização do país. No Nordeste, a rejeição do emebebista chega a 80%. 
 
Os índices de desaprovação apenas dificultam o trabalho do governo Temer em conseguir apoio parlamentar para passar a reforma da Previdência ainda em fevereiro. Apesar de liberar a maior quantidade de recursos via emenda parlamentar ao Congresso, desde 2015, quando a regra se tornou obrigatória, Temer ainda não detém a garantia de 320 deputados para conseguir passar em primeiro turno a proposta. 
 
Em época de pleito, deputados e senadores estão preocupados que o impacto negativo que a mudança trará entre o eleitorado. Vale destacar que em outro levantamento do Datafolha, realizado em dezembro, 70% dos entrevistados se disse contrário a reforma proposta por este governo. 
 
Apesar do cenário, o senador Jucá acredita que a imagem de Temer será fortalecida, positivamente, com os resultados da “recuperação” econômica. “O governo tem resultado para mostrar, e entre mostrar e ser percebido [pela população] há um delay [demora]”, disse ao Estadão.
 
Leia também: 
 
 
 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

4 comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome