2ª Turma do STF deve apreciar liberdade de Lula em dezembro

Jornal GGN – A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) pode julgar um pedido de liberdade feito pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em dezembro. O processo foi liberado hoje, dia 27, para julgamento. A liberação foi feita pelo relator, ministro Edson Fachin. A data para o julgamento será definida pelo presidente da turma, Ricardo Lewandowski, responsável pela pauta de julgamentos.

A defesa de Lula aponta para o fato de que, ao ir para o governo do presidente eleito Jair Bolsonaro, o juiz de piso Sergio Moro demonstra parcialidade e o ato demonstra que agiu ‘politicamente’. Moro assumirá o Ministério da Justiça, que se tornou um superministério, em janeiro.

Além disso, a defesa de Lula quer que a suspeição de Moro seja reconhecida para julgar processos contra o ex-presidente e que todos os atos processuais que resultaram na condenação no caso triplex do Guarujá (SP), sejam considerados nulos.

Lula está preso desde o dia 7 de abril na Superintendência da Polícia Federal de Curitiba, após a confirmação da condenação pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), que aumentou a pena para 12 anos e um mês, evitando a prescrição, por crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O juiz singular Sergio Moro nega qualquer irregularidade e diz que a decisão de ingressar no governo eleito ocorreu depois de medidas tomadas por ele, como o julgamento do ex-presidente Lula.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Aras pede que PF informe se ataque hacker ao TSE teve envolvimento de autoridades

13 comentários

  1. Tá bom que as prostitutas da

    Tá bom que as prostitutas da Babilonia do STF vão contrariar os capitães. O moro capitão do mato e o bolsonaro estúpido do exército. Só o fato do Facchin ter liberado o julgamento já indica o resultado.

    Qual a diferença desses juizes do STF dos “gorilas” do golpe de 64?  

  2. Caro Nassif
    Já está

    Caro Nassif

    Já está apreciado.

    Lula está condenado.

    O resto é resto.

    Deram o golpe, fraudaram para o Bolso “ganhar”, Moro , como bom lacaio, sabe que Lula continuará preso.

    Os militares estão de plantão,  salivando de vontade. 

    O filhinho do Bolso, foi pedir a benção nos esteites, vem mais grana para o massacre. 

    Saudações

  3. o judiciário…

    já não é mais um poder da República, … que aliás,  está a caminho de deixar de ser uma República.  É só uma grande quadrilha engravatada que manipula as leis que colocaram no poder outras tantas quadrilhas,…

    Toda e qualquer notícia sobre a liberdade de Lula, ou sobre a restauração das garantias constitucionais é mero jogo de cena, balão de ensaio…

    Nosso judiciário, como todo mundo já sabe, é aquele “com supremo,… com tudo ” …

  4. Se por descuido (não

    Se por descuido (não acredito) Lula puser os pés na rua deve caminhar rapidamente para a embaixada mais próxima, nem que seja a dos EUA  ou a da “Rússia Soviética”. 

  5. Lula

    Nunca ví tanto traidor da patria e mentirosos da fé cristã!

    Todos que estão perseguindo Lula ainda vão prestar contas aqui na Terra e pagar pelas falsidades cometidas contra Lula.

    No Julgamento Final serão condenados, vão passar um tempo no Purgatório e depois quiemarem no Inferno.

    Aqui se dizem cristãos e tementes a Deus, mas são filhos de Satanás.

    O Diabo os esperam lá!

     

  6. 2a turma, maior chance que se fosse com a 1a

    Ministro Ricardo Lewandowski – Presidente

    Ministro Celso de Mello

    Ministro Gilmar Mendes

    Ministra Cármen Lúcia

    Ministro Edson Fachin

  7. Todas as instâncias judiciárias são unânimes em condenar o Lula

    A unanimidade de todas as instâncias judiciárias na condenação do Lula não é, para os burros, sinal de burrice de todo o judiciário mas sinal de que o $érgio Moro é um juiz justo, imparcial e legalista. Nelson Rodrigues deve morrer de rir desses burros.

     

    Um Coxinha de nome Carlos Soares postou o seguinte comentário aqui nessa página:

     

    “Sérgio Moro deve ser o primeiro e único despota com 3 níveis de revisão de suas ações!

    Moro julgou e condenou Lula… A 4ª Turma de Curitiba “rejulgou”, confirmou a condenação e AUMENTOU a pena de Lula!

    Como explicar? Despotas, todos eles, com certeza!

    Lula recorreu ao STJ e ao STF e PERDEU!!!

    Ainda cabe recurso e novas derrotas!

    É muito mais fácil eleger um culpado (que não seja Lula, obviamente), um “agente treinado pela CIA”, do q manter esse discurso idiota para todo o sistema judiciário brasileiro!

    Enquanto isso, Lula será julgado por outro crime e outro juiz… 

    Vamos ver a desculpa da vez quando Lula for condenado novamente!”

     

    https://jornalggn.com.br/noticia/moro-e-o-estado-policial-por-jeferson-miola

     

    O Carlos $oares afirma que a 4ª Turma de Curitiba rejulgou o recurso do Lula, confirmou a condenação e aumentou a sua pena. Ora, bombado, não existe um órgão judiciário com o nome de 4ª Turma de Curitiba. Quem julgou o recurso do Lula foi a 8ª Turma do TRF-4. O Brasil, diria um político Italiano, não é famoso internacionalmente pelos seus juristas mas pelas suas ‘dançarinas’ e jabotiocabas.

    • Uma rosa é uma rosa, não

      Uma rosa é uma rosa, não importa o nome que se dê a ela. Se chamou a oitava turma do TRF-4 de 4ª  turma  de Curitiba não invalida o raciocínio do comentário.

      O HOMEM APONTA O DEDO PARA CIMA, O SÁBIO OLHA PARA CÉU, O IDIOTA OLHA PARA O DEDO.

       

       

      • Ser $ábio é fácil: basta olhar
        Sempre para o ceu ate que, de cara pra cima, tropeça e caia de um penhasco de tanto olhar para o ceu.
        Eu mostrei o ceu a voce mas sua fixaçao eh com meu dedo
        Toda unanimidade eh burra. Precisa desenhar?

      • Mas uma bosta não é uma rosa, é só uma bosta

        Desde quando a unanimidade das instâncias judiciárias na condenação de um réu quer dizer que ele seja necessariamente culpado, e não que a unanimidade seja burra?

        O argumento do meu comentário é o apelo à quantidade como premissa para a validade de um argumento, não o mico de chamar nomear um órgão judicial de 8ª Turma de Curitiba.

      • E se te oferecerem veneno passando-o como suco?

        Importa ou não importa o nome que se dê ao veneno?

        Você não vai exigir que eu deguste o seu suco primeiro, né?

        Tome no seu caneco

  8. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome