Moro permite que Castelo de Areia seja usada contra Lula, denuncia Zanin

Foto: Lula Marques

Jornal GGN – O advogado Cristiano Zanin, que defende Lula contra os processos da Lava Jato, denunciou nesta segunda (3) o “cerceamento de defesa” por parte do juiz Sergio Moro. Isso porque o magistrado permitiu que o Ministério Público Federal usasse a operação Castelo de Areia – em que a Camargo Corrêa foi investigada por corrupção em obras públicas – na mesma ação penal em que Lula é acusado de supostamente receber propina da Odebrecht na forma da compra de um imóvel para o Instituto Lula, entre outras hipóteses.

A discussão com Moro está registrada a partir dos 20 minutos do vídeo abaixo. Começou quando o procurador Diogo Castor de Mattos perguntou ao ex-presidente da Petrobras, Sergio Gabrielli, por que nenhuma comissão de investigação interna foi criada em 2009, quando a Castelo de Areia demonstrou que a refinaria de Abreu e Lima estava entre outras obras suspeitas de corrupção.

“A Castelo de Areia não faz parte desse processo”, disparou Zanin, alegando que o tema é “estranho ao que está nos autos [da ação penal contra Lula]”.

O advogado ainda reclamou que os procuradores de Curitiba deveriam anexar os documentos da Castelo de Areia usados para fazer afirmações nas perguntas endereçadas a Gabrielli, para que a defesa pudesse apresentar o contraponto com novos questionamentos.

Habitualmente acusado de ser permissivo com o Ministério Público nos processos que envolvem Lula, Moro indeferiu o pedido de Zanin para que o tema da Castelo de Areia não fosse abordado. O juiz ainda disse que o advogado poderia “procurar depois” os documentos sobre a Castelo de Areia que julga necessários.

Leia também:  TJ-RJ promove desembargadora que ofendeu Marielle Franco

“A defesa tem direito prévio ao acesso de documentos”, rebateu Zanin. “Eu registro o cerceamento de defesa na medida em que vossa excelência permite questões estranhas ao que está nos autos e a defesa não tem acesso para fazer as questões necessárias.”

Na sequência, o procurador de Curitiba insistiu, diversas vezes, em saber de Gabrielli por que a Petrobras não investigou os contratos que possuia com a Camargo Corrêa quando a Castelo de Areia estava em evidência. A persistência no tema foi tamanha que até Moro decidiu indeferir a questão.

Gabrielli, ainda assim, respondeu que a Petrobras possuia milhares de contratos com a Camargo Corrêa e outras empresas investigadas, e apontou que a Castelo de Areia, ao contrário da Lava Jato, não teve seus detalhes “publicizados”. Além disso, “ao que me consta, os controles internos do Ministério Público e Polícia Federal não nos consultaram à época. Não me lembro de ser consultado [sobre problemas com a Camargo Corrêa). A Petrobras não foi consultada”, afirmou.

O ex-presidente da estatal explicou também que as comissões internas de apuração (CIAs) que a Petrobras instaurou a partir de 2014 só tiveram melhor desempenho em detectar desvios e irregularidades na empresa porque foram “direcionadas” pela Lava Jato – ainda que de maneira indireta, através da imprensa – para buscar aquilo que era conveniente à operação. 

https://www.youtube.com/watch?v=rDTapsyvEzY]
 
HISTÓRICO
 
Não é a primeira vez que a defesa de Lula reclama que outros casos de corrupção são usados contra o ex-presidente em ações penais completamente desconexas.
 
No processo do triplex, Moro permitiu que os procuradores de Curitiba fizessem perguntas sobre o sítio de Atibaia para criar um “contexto” desfavorável ao petista.
 
O próprio juiz, na audiência com Lula, fez perguntas sobre o Mensalão.
 
[video:https://www.youtube.com/watch?v=68ByxzJb7Go
 
A ex-ministra Miriam Belchior também prestou depoimento a Moro nesta segunda (3). A pedido da defesa de Lula, ela, que participou do Conselho de Administração da Petrobras, explicou como funcionava os mecanismos internos da estatal.

Nessa ação penal, Lula é acusado de receber propina da Odebrecht através da compra de um imóvel em São Paulo que nunca foi aceito nem utilizado pelo ex-presidente para seu Instituto, além de um apartamento vizinho ao que possui, em São Bernardo do Campo.

Leia também:  Moro assume cargo de diretor em empresa que atende Odebrecht

Abaixo, a nota completa de Cristiano Zanin sobre a audiência com Moro.

O juiz Sérgio Moro permitiu hoje (03/07) ao Ministério Público Federal formular perguntas à testemunha José Sérgio Gabrielli sobre a “operação Castelo de Areia”, estranha à denúncia e aos documentos juntados aos autos. Diante da impugnação da defesa sobre a inexistência do documento que deu base ao questionamento, Moro afirmou: “O Dr. pode procurar depois”, deixando evidente mais um cerceamento à defesa.

Tanto Gabrielli como a ex-ministra Miriam Belchior prestaram depoimento relativo a ação penal nº 5063130-17.2016.4.04.7000 e reforçaram que a Petrobras sempre contou com um complexo sistema de controle interno e externo, que jamais identificou a prática de atos ilícitos por parte dos ex-diretores Paulo Roberto Costa e Nestor Cerveró e do ex-gerente Renato Duque. Gabrielli reiterou que Costa, Cerveró e Duque eram funcionários antigos da petroleira e que não havia qualquer motivo para desconfiar de que eles estariam envolvidos em um esquema de ilegalidades.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

7 comentários

  1. O torquemada NÃO possui qualquer prova contra Lula

    Prezados,

    Essa insistência do torquemada das araucárias e de seus comparsas lavajateiros do MPF, invocando fatos investigados e relacionados a outra operação, a Castelo de Areia, depois anulada pelo STF, mostra que até o momento, apesar de toda a manipulação, perseguição política e crimes em série cometidos pelos integrantes da ORCRIM da Fraude a Jato, NADA, NENHUMA PROVA ROBUSTA foi encontrada contra o Ex-Presidente Lula.

    Tudo o que sérgio moro e comparsas estão fazendo é o uso da posição de poder que ocupam para praticar o lawfare contra Lula. Os lavajateiros misturam fatos desconexos, investigados em distintas operações e contextos, tentando dar alguma liga e unidade a eles, de modo a consubstanciar a tese inicilamente propostas por eles: a de que Lula SEMPRE FOI CULPADO e que a missão deles é apenas mostrar às maltas e matilhas uma prova mínima, um indício que seja, de que Lula cometeu os ilícitos que os torquemadas e savonarolas lhe atribuem.

    sérgio moro já havia escrito a sentença de condenação do Ex-Presidente Lula, quiçá já a tivesse vazado para algum veículo da imprensa canalha e golpista que o bajula; mas o torquemada não contava com a absolvição de João Vaccari Neto no TRF4 e com as manobras e acordões que nos últimos dias o STF e a cúpula política da direita golpista, oligárquica, plutocrática, escravocrata, cleptocrata, privatista e entreguista, assim como a PGR, a Globo e JBS (seguindo ordens do DoJ) deixaram escancarados. sérgio moro e comparsas lavajateiros do núcleo curitibano dessa ORCRIM começam a sofrer a ‘síndrome do ostracismo’.

  2. Fascistas amarelos de Curitiba

    Todas as ilegalidades cometidas pelo bando de Curitiba denotam os valores fascistas da “república de curitiba”.

    Será que um dia o bando será seriamente investigado pelo crime de traição à pátria ?

  3. Percebo….

    ….um desespero de causa que parte do ex-juiz (se é que um dia o foi) na tentativa de cumprir a missão que lhe foi dada pelos seus amestradores.

    Como está cada vez mais difícil condenar Lula por conta do triplex Minha Casa, Minha Vida é evidente o “custe o que custar”. Nesse ritmo, ele será indiciado por discutir com o vizinho por ter estacionado o carro em frente a garagem dele. Mando uma foto de 40 anos atrás para o pessoal da República de Curitiba (podem fazer um power point ou indicia-lo pelo fato de o Fiat 147 não ter placas).

    Realmente não é possível levar à sério essa turma. 

     

  4. É o Caminhão de ilegalidades q vai levar a nulidade de tudo:

    Reação já começou… acordão em plena marcha!

    Folha confirmou – com off 3 dias depois! – tudo isto aqui que antecipamos na quinta passada (!):

    ATENÇÃO: NÃO SEJA ENGANADO! MORO E DALLAGNOL – E A GLOBO! – FORAM DERROTADOS NO STF

    Ou:

    (título alternativo)

    “Tempos estranhíssimos: foi necessária a boca ~suja~ de Gilmar Mendes para lavar a alma do Estado democrático de Direito no STF”

    Por Romulus

    – Além da decisão do STF ser um NADA (“conteúdo”?)…

    – Esse NADA não se aplica a…

    – … NINGUÉM!

    – Sensacional, não?

    – Em resumo, o acórdão é uma…

    – … declaração de intenções (!)

    – Perfeitamente inócuo juridicamente, mas com uma mensagem “política” clara:

    (1) “Os Ministros do STF são um bando de frouxos”;

    (como bem disse Lula, grampeado por… Moro!)

    Que…

    (2) decidem… ~não~ decidir (!);

    E que…

    (3) enfrentarão o pepino das delações caso a caso (opa!), à la carte, sem definir uma regra geral ~clara~.

    Sabe qual a hashtag que isso tudo aí chama??

    #Acordão!!

     

    LEIA MAIS »

     

    http://www.romulusbr.com/2017/06/atencao-nao-seja-enganado-moro-e.html

  5. moro acreditou?

    Menino moro entre os muitos que não entenderam estes tempos líquidos você é o maior otário.

    É nestes cursinhos jurídicos em Harvard que o tio sam semeia as ideologias e os elementos tupiniquins deslumbrados de fácil manipulação para os planos do interesse do império.

    Quando necessária uma peça que se enquadre no jogo o elemento é pronto para prestar os serviços anteriormente planejados e definidos nos limites e abrangência.

    A maquina a promover os “useful idiots” conta com o braço midiático da globo para enaltecer os deslumbrados que fazem a diferença.

    Menino moro, você saiu do controle, o teu limite era acossar o Grande Presidente Lula com toda sorte de ilação, tio sam que tudo controla espia e sabe, não tinha nada de solido para te dar, somente e única alternativa desgastar o Grande Presidente Lula o PT como diz Eco na bota: “macchina del fango”.

    Agora menino moro, pendurado na parede brocha na mão, qualquer sentença condenatória ou não será por conta do teu voluntarismo a evidenciar o teu despreparo vaidade e limites, tio sam, Gilmar, stf, batedores de panelas e afilhados te abandonaram.

    A casa grande te convidou para prestar serviços, somente um perfeito idiota para acreditar ser o conviva na sociedade dos grandes, o destino do deslumbrado Barbosa da ap 470 e domínio do fato e da tua republiqueta de bananas curitibana é o teu amanhã de ostracismo.

  6. Um artigo que revela de modo
    Um artigo que revela de modo obsceno a farsa dos processos contra Lula, o cinismo do Ministério Público Federal com perguntas absurdas feitas às testemunhas, do tipo? “Porque a Petrobrás não agiu contra a Carmargo Correa na época da operação Castelo de Areia?” (de 2009) – Ora, não houve vazamentos específicos sobre essa operação naquela ocasião, e como disse a testemunha, eram MILHARES de contratos com as grandes empreiteiras, como adivinhar em qual poderia ou não haver corrupção ou suborno? O importante é que provaram que todas as precauções normais eram mantidas pela empresa, ninguém sabia das propinas aos diretores, foi Graça Foster a presidente colocada por Dilma que levou as informações à presidente, que demitiu os diretores suspeitos de envolvimento em corrupção…..

    O modo de Moro agir diante das queixas legítimas dos advogados de Lula, pondo-se sempre totalmente a favor do Ministério Público, é uma coisa imoral, absurda, revela sua parcialidade, age como um braço do MPF, um cúmplice, um aliado, no desejo de condenar…..

    Que parcela imensa de nossa sociedade celebre uma excrescência dessas, é revelador de nosso estágio de enfermidade social grave, nossas incivilidades, nossos ódios, que permitem que percamos os valores mais basilares, desde que os atingidos pela distorção da lei seja quem desprezamos socialmente….

    Em qualquer país minimamente sério esse processo já teria sido anulado por instâncias superiores, e tanto o juiz como os procuradores, punidos exemplarmente, em benefício das instituições, sua dignidade, sua respeitabilidade.
    Em terras brasilis, terra de uma elite e classe média toscas cultural, espiritual e existencialmente, onde vale o ódio de classe, o fanatismo, o narcisismo, a arrogância, celebra-se o show interminável de iniquidades de torpeza imensurável…….

  7. Domínio do Fato

    Quero acreditar que a justiça está funcionando, mas não é possível com os vários fatos ocorridos. Liberação de político e delatores; Relacionamentos entre juízes e acusados; Excesso e falta de provas que são ignorados pelo judiciário; Vazamento seletivo; Tomando o Lula como o mentor de tudo, espera-se que encontremos um enorme patrimônio em seu poder. Entretanto, não encontramos material que indique com 100% de precisão isso. Então, pensamos o cara escondeu tudo, mas lembramos que o cidadão não tem muita instrução. Assim, temos que atribuir a gestão do patrimônio dele à terceiros. Logo, investiga-se seus contatos. Mas, mesmo assim não surgiu nada. Diferente de outros políticos, a todo momento surgem fatos novos que deixam de ser investigados, prescrevem ou são absolvidos por seus pares.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome