Vazamento de áudio de Chico Pinheiro foi um não-acontecimento, por Wilson Ferreira

por Wilson Ferreira

Dentro da caixa de ferramentas da guerra semiótica, o dispositivo do vazamento é o mais manjado. Porém, continua eficiente, como demonstraram os vazamentos de Edward Sowden e o papel que desempenharam na guerra hibrida brasileira. Vazamentos sugerem espontaneidade, acidente ou um escorregão de alguém boquirroto. Na verdade, criam dissuasão, cortina de fumaça e, se voltada diretamente para o oponente, desmobilização. Como simulação para conseguir um determinado efeito midiático na opinião pública e um perfeito não-acontecimento. Depois do “vazamento” do áudio do jornalista global Chico Pinheiro no WhatsApp, criticando a cobertura da emissora e elogiando Lula, a esquerda se alvoroçou: Pinheiro detonou a Globo! Uma voz dissonante! etc. Tal como o “vazamento” do vídeo de William Waack, este do Chico Pinheiro tem timing e um conteúdo que ajuda ainda mais a iconificar a figura de Lula, para retirá-lo do campo da guerra simbólica.

“A violência é a parteira da História” (Karl Marx)

Dentro da guerra semiótica, a estratégia do “vazamento” é a mais manjada. Na verdade, uma bomba semiótica que explode visando seja o inimigo ou a opinião pública como um todo. Cujo objetivo é a criação de uma cortina de fumaça, tática de dissuasão ou, no caso de visar o adversário, a desmobilização.

Principalmente em tempos de tecnologias de comunicação em tempo real, on line ou ao vivo. Porque para o cidadão médio, um link de satélite ou comunicadores instantâneos em plataformas digitais são coisas esotéricas que manipulamos apenas como usuários. Portanto, supostos “acidentes” como “vazamentos” soam sempre como eventos não intencionais, acidentais ou espontâneos.

Ou, por um ponto de vista do psiquismo, nos dá o prazer voyeurista de flagrar a suposta intimidade de uma celebridade, artista, político etc. Ou ainda uma suposta revelação de eventos não autorizados pela grande mídia.

Por isso, mesmo manjada ainda é uma eficiente bomba semiótica.

“Mera Coincidência”: vazado diretamente da Albânia…

Da ficção à realidade

Por exemplo, no filme Mera Coincidência (Wag the Dog, 1997), acompanhamos um presidente dos EUA a poucos dias da sua reeleição, quando se envolve em um escândalo sexual. Sua equipe de relações públicas, liderada por Robert De Niro (o “Sr. Conserta Tudo”) entra em contato com um produtor de Hollywood com o objetivo de criar, através de recursos cinematográficos, uma crise internacional envolvendo terroristas da Albânia.

Em um estúdio em croma key, filmam uma jovem segurando um gato fugindo de terroristas estupradores no meio de um fogo cruzado. O vídeo fake é propositalmente vazado através de um link no satélite, para a grande mídia capturar o sinal, gravar o vídeo e divulga-lo como um “vazamento” da inteligência militar. Em pleno horário nobre. Criando uma cortina de fumaça para o presidente roubar a narrativa da oposição.

Saindo da ficção, encontramos, por exemplo, o papel das “bombásticas revelações” de Edward Snowden na guerra híbrida brasileira. O suposto vazamento dos documentos secretos da NSA pelo ex-agente Snowden, repercutidos na grande mídia brasileira e pelo espectro político da direita à esquerda. A “revelação” (na verdade um segredo de polichinelo, já conhecido há décadas por qualquer professor de comunicação, desde o “ Projeto Echelon”) de que a NSA monitorava e-mails da presidenta Dilma e da Petrobrás. Prato cheio na Guerra Híbrida: para a grande mídia, era mais uma evidência da tibieza de um governo corrupto e em crise.

Ou como comprova o documentário francês Pax Americana e a Militarização do Espaço (2009), a  hegemonia dos EUA na propriedade de satélites em orbita do planeta e a capacidade de “vazar” informações, vídeos e dados têm uma relação direta com a capacidade da inteligência norte-americana criar jogos de simulação, produzindo uma verdadeira cortina de fumaça através das mídias – clique aqui.

 

Leia também:  Rede Regional de Notícias: uma agência à disposição do Governo Bolsonaro?, por Tânia Giusti

Os vazamentos da Globo: Waack e Pinheiro

Como um dos protagonistas do atual cenário de guerra híbrida, a Globo também se vale da tática do vazamento. O caso William Waack, por exemplo, era até aqui o caso mais notório: uma gravação antiga feita, durante a cobertura das eleições nos EUA, no qual Waack fazia uma galhofa racista antes de entrar ao vivo, vazou nas redes sociais num momento crucial para a emissora.

Um momento no qual a Globo tenta limpar as mãos de toda a lama que teve que remexer para criar a massa de revoltados que pediam o impeachment em 2016 – deu visibilidade ao racismo e intolerância de grupos que serviram de bucha para o golpe político.

E a demissão do jornalista serviu de estratégia dissuasiva para desviar a atenção da opinião pública para a parcialidade da Globo. Um vazamento com timing, uma “não-notícia”.

Agora, repete-se mais um caso de não-notícia como suposto vazamento: um áudio do jornalista e apresentador do Bom Dia Brasil Chico Pinheiro que “vazou”, a partir do seu grupo do WhatsApp, com críticas ao juiz Sérgio Moro, à cobertura da Globo News e mensagens de “coragem e sabedoria” para Lula. Isso, logo depois da prisão de Lula, notícia dada por ele mesmo no Jornal Nacional do último sábado.

“Ele precisa sair, sim, mas vai sair na hora que for a hora. Que Lula tenha calma, sabedoria, inspiração divina, para ficar quieto ali um tempo, onde está”, diz o apresentador sobre a suposta liberação do ex-presidente. “Se pensarmos bem, aquela acomodação é melhor que todos os lugares em que ele dormiu quando era criança e na juventude”.

Pede ainda para que Lula fique tranquilo e mais quieto por algum tempo, já que ele já está preso… a direita não tem o que fazer… os coxinhas estão perdidos. Precisam de outro caminho agora”, diz. “Como ele disse, não sou mais um ser humano, sou uma ideia. Ideia não se prende, a gente tá solto”, continuou.

A esquerda se alvoroçou: “Chico Pinheiro é a voz dissonante da Globo!”, “Chico Pinheiro critica a Globo!”… “detona a Globo!”… “elogia Lula!”. Foram as comemorações mais recorrentes.

E a curiosa resposta do todo poderoso diretor de jornalismo da emissora, Ali Kamel: enviou um e-mail anódino para seus jornalistas alertando para o uso das redes sociais. Outro segredo de polichinelo: qualquer jornalista, principalmente num ambiente corporativo como a Globo, sabe dos riscos do uso das redes sociais: elas podem se voltar contra o próprio usuário.

 

Leia também:  A realidade é mais assustadora do que o sobrenatural em 'O Que Ficou Para Trás', por Wilson Ferreira

O jogo do jornalista bom e do jornalista mau

Ingenuidade de um profissional tão experiente como Chico Pinheiro? Chico está tão revoltado ao ponto de mandar para o alto seu emprego? Quis criar um pretexto para ser demitido porque não suporta mais as pressões da emissora?

Parece que a Globo quer fazer um jogo que é comum nos interrogatórios policiais. Como nos mostram os filmes: o jogo do policial bom e do policial mau – aquele que busca a confiança do interrogado e aquele que só toca o terror. Ou em outras palavras: o jogo na bancada do JN entre o vilão William Bonner e o mocinho Chico Pinheiro – aliás, é para isso que a Globo mantém a sua cota de progressistas de estimação, se não para criar esse jogo. Além do Chico Pinheiro, José de Abreu, Monica Iozzi, Letícia Sabatella entre mais alguns.

A resposta insípida de Ali Kamel, o timing do vazamento e, mesmo, o tom desmobilizador e conformista de Chico Pinheiro, reforçam a suspeita de que temos mais um “não-acontecimento”, na modalidade “vazamento”. Mas, claro, aspirando ao efeito de uma bomba semiótica.

>>>>>Continue lendo no Cinegnose>>>>>>>

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

37 comentários

  1. Vazamento
     

    Quando as coisas vazam, algo de contenção têm,

    O que está contido no “vazamento de chico pinheiro”?

    Palavras dele:

    “Ele precisa sair, sim, mas vai sair na hora que for a hora. Que Lula tenha calma, sabedoria, inspiração divina, para ficar quieto ali um tempo, onde está”, diz o apresentador sobre a suposta liberação do ex-presidente. “Se pensarmos bem, aquela acomodação é melhor que todos os lugares em que ele dormiu quando era criança e na juventude”.

    Aí está o que o chico pinheiro pensa de Lula em destaque:

     

    “Se pensarmos bem, aquela acomodação é melhor que todos os lugares em que ele dormiu quando era criança e na juventude”.

    Gente como o Lula não merece qualquer conforto. Pra ele qualquer coisa tá bom.

    Ele está no lugar dele.

    Acho bonito gente bem intencionada, de coração bom, como o chico pinheiro.

    Esclarecendo, a final, o que está contido no “vazamento” da conversa do chico pinheiro,  mesmo, é o seu preconceito.

     

    • O Chico Pinheiro fez apenas uma constatação

      Se eu constato e afirmo que uma empregada doméstica que dorme num cúbiculo no fundo da casa da Patroa dorme melhor do que dormiria no seu barraco erigido lá favela, isso equivale a fazer uma constatação objetiva ou significa que eu acho que aquela emprgada doméstica não merece coisa melhor do que aquele cubículo?

      Que interpretação, hein, Amoraiza!?! Você enxerga até pelo em ovo, viu, Mana, além de tirar leite de pedra.

       

      Força, Chico Pinheiro, pois amanhã é Sexta-Feira, 13. Sou seu fã tanto quanto sou fã da Amoraiza.

      Lembro de quando o último FHC do Lula proposto no $TF foi sorteado para a relatoria do Fachin. A Amoraiza fez um comentário intitulado “Sorteio” e escreveu: “A sorte, enfim lhe sorri, com os dentes cariados”.

      Eu discordei dessa pontuação, mas entendi e achei massa.

      • Rui,
         

        A empregada do quartinho que mora na favela, enquanto empregada e moradora da favela, talvez esteja melhor  acomodada  no quartinho da patroa.

        O dia em que ela virar uma juiza de direito, após ter estudado até cair os olhos e passar num concurso ferrado, você lhe dirá:

        Puxa, que legal que você mora nesse condomínio de luxo, né? É mellhor que aquele quartinho da sua  patroa onde você dormia, e melhor ainda que o seu barraco de papelão da favela.

        E eu pergunto pra você: Quando essa empregada vai virar cidadã pra você?

        Voltando a Lula e comparando o comentário de Chico Pinheiro em relação às suas acomodações, espero que agora você compreenda que eu não estou procurando pelo em ovo.

        Lula é um cidadão brasileiro, dos mais proeminentes, que foi PRESIDENTE DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL, por dois mandatos e ainda fez sucessora por quase dois mandatos,  sendo reconhecido  por todos  como um dos melhores governantes do mundo.

        Então, amiguinho, quando o Lula será visto como cidadão?

        Quando ele merecerá alguma acomodação mais confortável que um cantinho num barraco no sertão do nordeste?

        Se é esse o respeito que nós concedemos àqueles que duramente superam as dificuldades da vida seria mais decente que nos dividíssemos em castas e proibíssemos qualquer tipo de ascensão social no país.

         

        • Chico Pinheiro queria que Lula continuasse no Sindicato

          O Chico Pinheiro queria que o Lula continuasse acomodado no Sindicato dos Metalúrgicos, pois sabia que na carceragem da PF, sua acomodação seria pior do que ali no Sindicato e que no Sindicato ele estaria melhor acomodado do que eventualmente esteve na sua infância e juventude.

          Acho que estamos fazendo uma tempestade num copo d’água.

          • Vamos lá
             

            saudando a sexta feira 13, o 13 do PT e as entidades destruidoras que nos assaltam – a Mortícia Lúcia e o Mandatário Danação, o Temível.

            Parece que houve uma conflito de interpretação dos fatos, caro Rui, que vamos tentar desfazer.

            Você diz que o chico pinheiro queria que o Lula continuasse acomodado no Sindicato.

            Mas, caríssimo, mesmo com o notável poder da imprensa que o chico possa representar, quem estava com plenos poderes de coação sobre o Lula era o  moro, de modo que o desejo de permanência do lula no sindicato pelo repórter, além de não  fazer o menor sentido ainda seria impraticável. 

            Que o repórter tenha se mostrado comovido pela sorte do Lula, é não só compreensível mas também desejável, o que não  o isenta de sua natureza ambígua enquanto um dos principais repórteres da globa.

            Esticando conversa, uma pessoa que não tenha condições de vida digna não é cidadã plena, pois seus direitos básicos, garantias constitucionais escritas, estão sendo sonegados pelo estado.

            Esse assunto é longo e poderia dar um post, e em três linhas a gente não desenvolveria.

            O mais importante,

            não ví o chico pinheiro falar. Como não gosto da cara dele e tenho sérias restrições ao seu caráter, e foi você, que suponho, viu e ouviu as suas palavras, está com você narrativa do fato.

            Abraços.

    • Não entendi direito forma,
      Não entendi direito forma, assim como na música bque ele cantou, acredito que ele quis mostrar a resiliência. Tentam humilho-lo, mas para quem passou por problemas mais sérios, e fácil. Também falo assim, quando tentam algo parecido. Resistência é tudo.

      • Azzisem
         

        Também não entendi muito bem o seu comentário, mas o que deve se deixar claro é que não estamos duvidando dos sentimentos do chico pinheiro.

        Qualquer pessoa normal, lulista ou não, política ou não, derramaria ao menos uma lágrima pela injusta prisão do Lula.

        O que a gente chama atenção para o comentário do  chico pinheiro é fato de ele não dar ao Lula a importância que ele tem, e achar que pelo fato de ele ter passado enormes dificuldades na vida,  uma cela com banheiro seria luxo demais pra ele.

        • O meu comentário saiu um
          O meu comentário saiu um pouco confuso, porque eu estava no metrô e a conexão estava ruim. Mas o que eu penso que o Chico quis demonstrar, foi a capacidade de resiliência do Lula. Claro que o Moro quer e tem que humilha-lo, prendendo-o e colocando-o numa cela indigna. Mas para quem passou por tanto problemas na vida e não se deixou abater, esse problema será pequeno. Esqueça uma coisa, não há compaixão nos racista. Esses acham pouco o que o Lula está passando. Discordo da posição do autor.

  2. Vazamento de áudio de Chico Pinheiro foi um não-acontecimento

    -> Se a Guerra Híbrida se valeu das táticas de ação direta com seus black blocs, por que não atuar no mesmo campo simbólico? Pois os black blocs não posavam para as câmeras?

    suas análises estão indo muito bem.

    se continuar assim, vai acabar compreendendo que o Black Bloc nunca foi arma do Imperium. ao contrário, deste Seattle a tática Black Bloc é adotada não apenas como auto-defesa, mas justamente por se compreender muito bem a guerra semiótica: propaganda pelo ato.

    vc precisa fazer mais pesquisa de campo. estar numa grande manifestação com muita bomba de efeito moral, pimenta e lacrimogêneo, balas de borracha, porradaria, caveirões e cavalaria.

    numa boa. não estou nem te ironizando e muito menos sacaneando. refiro-me de fato a pesquisa de campo, estar no momento da ação vivenciando diretamente o acontecimento.

    vai compreender também que Junho de 2013 não foi parido pelo Imperium, ao contrário foi uma arma de destruição em massa detonada contra ele e neutralizada pela Ex-querda.

    .

    • Arkx, ontem vi uma sindicalista de resultado e me lembrei de ti

      Ontem tomei uma condução coletiva e dei cara com uma sindicalista de resultado mas que tenta passar por revolucionária.  Saudamo-nos e eu passei a catraca. Depois de algum tempo de viagem, como o seu ponto de desembarque se aproximava, ela atravessou a catraca com muitas sacolas de compras nas mãos.

      Eu digo a ela:

      – Vês como o fascismo avança despudoradamente sem qualquer reação dos Movimentos Sociais?

      Ela retruca com uma pergunta que ela própria responde:

      – A culpa é de quem? Do PT

      Eu treplico-lhe que afirmar que a culpa do avanço do fascismo é do PT e não dos fascistas, equivale a absolver os fascistas e a burguesia. Ela diz que os petistas são burgueses. Eu digo que eles não são detentores dos meios de produção e mesmo que os petistas fossem burgueses, ela estaria tomando a parte pelo todo. Ela diz:

      – Vejo que não concordamos em nada e se foi.

      A sindicalista de resultado é do P$OL e, como a Luciana Genro, acha que o Moro é de esquerda e o Lula é de direita.

      Viu, eu não te esqueço, Cara. Finalmente nós concordamos em algo: que os Black Blocs são anti-capitalistas, não instrumentos da burguesia.

      Por falar em instrumentos do capitalismo, lembro-me que há alguns anos quando a frota de carros francesas era incendida pela juventude, eu coloquei no indymedia de Paris um comentário afirmando que os Incendiários estavam sendo inocentes úteis ao sistema e que o sistema permitia a eles incendiar veículos para justificar a repressão, um comentarista só faltou me esganar virtualmente.

      • Vazamento de áudio de Chico Pinheiro foi um não-acontecimento

        -> Viu, eu não te esqueço, Cara.

        lamento que vc continue lembrando de mim pelos motivos errados:

        – não sou PSOL e acho a candidatura Boulos um equívoco;

        – considero os Genro, pai e filha, um desastre político;

        – a ascensão do fascismo se dá, como todo fato social, por um conjunto complexo de causas, entre elas os erros dos revolucionários, dos reformistas, dos sociais-democratas e dos liberais;

        – Black Bloc é tática de auto-defesa, não estratégia e muito menos posição política. e definitivamente nada tem a ver com incendiar carros;

        – seu argumento que incendiar carros justifica a repressão é fraco e falho. não é este o argumento correto para ser contra incendiar carros. seu argumento é o mesmo usado pelos pelegos que dizem que não se deve fazer greve porque justifica a repressão.

        -> Vês como o fascismo avança despudoradamente sem qualquer reação dos Movimentos Sociais?

        a rendição voluntária de Lula frente a uma multidão disposta a defendê-lo é um dos momentos mais humilhantes e deprimentes da História do Brasil. Lula e seus apoiadores deram um grande passo para que o fascismo avance despudoradamente sem reação dos movimentos sociais.

        .

        • O fascimo avança despudoramente mas a culpa é do Lula

          Viu, Arkx, como apesar de inicialmente afirmar que o avanço do fascismo tem várias causas, no final você responsabiliza o Lula pelo avanço despudorado do fascismo.

          Eu não comungo com a idéia de que não se deve reagir para evitar a repressão da elite e das suas forças repressivas. Jamais.

          • Vazamento de áudio de Chico Pinheiro foi um não-acontecimento

            -> no final você responsabiliza o Lula pelo avanço despudorado do fascismo.

            vc está aprisionado num dogma extremamente nocivo: o de não se poder criticar o próprio campo da Esquerda.

            toda gestão de processo, e a resistência ao golpe é um processo, deve se dar num processo contínuo de: planejamento – execução – avaliação.

            sem avaliação não há ganho qualitativo no processo. os mesmo erros são repetidos e tudo gira em círculos, apenas escavando um ab ismo sob os pés.

            .

    • Black-Blocs

      Arkx, acho que seria interessante que você explicasse o porquê da sua visão dos “Black-Blocs” (uso aspas porque creio que há a possibilidade de não serem ligados à ideologia do movimento de Seattle, mas apenas um clone com outros fins). O que se pôde observar, como resutado da ação dos “Black-Blocs” foi o apoio, de um grande número de  pessoas, às ações violentas da polícia contra manifestantes. Uma vez quebrado esse limite na mente de muitos, tais excessos passam a ser vistos como justificáveis, enquanto reação ao “vandalismo” (na versão trombeteada pele mídia). Aceita tal conduta, ela passa ser o novo padrão. O fato de ser usada apenas contra as manifestações “indesejáveis” – mesmo que sem qualquer “vandalismo” – simplesmente não é considerado. Então, segundo penso, o raciocínio do Prof. Wilson faz sentido.

      • Vazamento de áudio de Chico Pinheiro foi um não-acontecimento

        -> acho que seria interessante que você explicasse o porquê da sua visão dos “Black-Blocs”

        já expliquei diversas vzs aqui neste Blog do Nassif. mas não me importo nem um pouco de expor novamente minha opinião para sua reflexão, não exatamente para sua concordância.

        p.s.: não se incomode com a extensão da réplica, aproveite o que achar melhor.

        a maior e mais poderosa de todas as manifestações de Junho de 2013 ocorreu no Rio de Janeiro, na noite de 20/06/2013, quando uma gigantesca multidão ocupou literalmente toda a av. Pres. Vargas,

        esta manifestação no Rio foi brutalmente reprimida pela PM na frente da prefeitura, no final da av. Pres. Vargas. ao sofrerem um bombardeio cerrado de balas de borracha, spray de pimenta e gás lacrimogêneo, seguido do ataque da cavalaria da PM, os manifestantes recuaram. em seguida grupos se reagruparam ao longo da avenida e enfrentaram os policiais.

        nesta noite surgem os adeptos da tática Black Bloc no Rio.

        vídeo com o momento (1’00’’) em que uma manifestação pacífica é brutalmente atacada pela PM, o que se tornaria rotina posteriormente e até hoje. a partir de 4’00’, cenas do enfrentamento com o “Caveirão”, gravadas lado a lado com os ativistas.

        vídeo: A Batalha da Av. Presidente Vargas – Rio de Janeiro – 20/06/2013

        [video: https://www.youtube.com/watch?v=h0wAA4fXTsI%5D

        a partir das experiências de confrontos nas ruas em Junho de 2013 consolidou-se a capacidade dos manifestantes de não mais recuarem desordenamente frente aos ataques da polícia. desde então, a autodefesa tornou-se uma característica sempre presente, com a tática Black Bloc amplamente adotado em diversas situações por grupos bastante heterogêneos.

        no vídeo abaixo (a partir de 2’00’’) verifica-se que os manifestantes enfrentando o blindado “Caveirão” da PM, não se tratam de “meninos mimados da zona sul carioca”, em sua maioria são moradores das periferias e das comunidades, fazendo então o que não tem condição quando a PM invade as comunidades, quando as balas são de fuzil e não de borracha.

        vídeo: manifestantes enfrentam o blindado “Caveirão” – Rio de Janeiro – 20/06/2013

        [video: https://www.youtube.com/watch?v=FTEoPHVTd9Y%5D

        sobre a tática Black Bloc sugiro dois livros:

        – “[email protected]@dos”, de Esther Solano sobre os adeptos do black bloc no Brasil;

        – “Black Blocs”, de Francis Dupuis-Déri, resultado de 15 anos de pesquisa sobre o tema.

        vídeo: Ave, Black Bloc

        [video: https://www.youtube.com/watch?v=caTDdA9HuJY%5D

        é forçoso reconhecer que em determinadas circunstâncias a tática Black Bloc tem sua função (vide vídeo abaixo).

        vídeo: ALERJ 09/02/2107 – TV Sind Justiça RJ

        [video: https://www.youtube.com/watch?v=rQv0mWyxGAM%5D

        .

        • Agradeço a sua resposta

          Creio que não acompanhei todas as suas postagens sobre o tema. Também estou plenamente de acordo com ações de auto-defesa. Acho até que deveriam ser mais frequentes. Segui mais os acontecimentos em São Paulo, deles tive a impressão de que o comportamento dos rotulados como Black-Blocs, ao menos nos casos mais repercutidos na mídia, seria o de infiltrados entre os manifestantes com objetivo de gerar imagens a serem exploradas, para jogar parte da população contra os manifestantes e a favor da violência policial. Posso ter interpretado erradamente ou pode ser que haja, digamos, grupos travestidos de Black-Blocs com esse objetivo. Agradeço sua resposta, foi muito informativa. 

  3. Quando o trumpismo e o lulismo se encontram..

    Se observarmos os recentes acontecimentos nos USA,  poderemos ver que  as táticas de lawfare / infowarfare  usadas aqui no Brasil (com sucesso, diga-se) estão agora em curso contra Donald Trump. 

    Apesar de, obviamente , estarem em campos ideológicos distintos, o mesmo deep state americano que ajudou a promover (ensinou ?)  a guerra midiática / jurídica no Brasil, agora utiliza as mesmas técnicas para atacar e encaminhar para o impeachment o presidente Donald Trump.  Não estou aqui defendendo o digníssimo presidente americano, apenas acho que o ferramental sendo usado contra ele agora é o mesmo. 

    Robert Mueller , ex  diretor do FBI , nomeado  conselheiro especial para investigação sobre interferência russa na eleição americana ,  monta o caso desde o ano passado.

    Enquanto isso a mídia , leia-se, CNN , Washington Post , New York Times,  massacra Trump, que tem ao seu lado a Fox News e outros canais  como Breitbart. 

    É um formato de guerra muito semelhante, e o Brasil foi um excelente campo de provas. 

    Claro que, nos Estados Unidos, existe concorrência entre os veículos de comunicação de massa , o que torna a guerra mais complexa ainda. 

    Mas o que salta aos olhos, e aí está uma grande diferença entre América e Brasil, é que apesar de toda a guerra na mídia , não se vê juiz nenhum dando entrevistas sobre indiciados pelo comitê de Robert Mueller , ou  nenhum juiz da suprema corte aparecendo na TV.  

    Os americanos não vão cometer esse erro básico para a coisa não ficar tão evidente. 

  4. Quando o trumpismo e o lulismo se encontram..

    Se observarmos os recentes acontecimentos nos USA,  poderemos ver que  as táticas de lawfare / infowarfare  usadas aqui no Brasil (com sucesso, diga-se) estão agora em curso contra Donald Trump. 

    Apesar de, obviamente , estarem em campos ideológicos distintos, o mesmo deep state americano que ajudou a promover (ensinou ?)  a guerra midiática / jurídica no Brasil, agora utiliza as mesmas técnicas para atacar e encaminhar para o impeachment o presidente Donald Trump.  Não estou aqui defendendo o digníssimo presidente americano, apenas acho que o ferramental sendo usado contra ele agora é o mesmo. 

    Robert Mueller , ex  diretor do FBI , nomeado  conselheiro especial para investigação sobre interferência russa na eleição americana ,  monta o caso desde o ano passado.

    Enquanto isso a mídia , leia-se, CNN , Washington Post , New York Times,  massacra Trump, que tem ao seu lado a Fox News e outros canais  como Breitbart. 

    É um formato de guerra muito semelhante, e o Brasil foi um excelente campo de provas. 

    Claro que, nos Estados Unidos, existe concorrência entre os veículos de comunicação de massa , o que torna a guerra mais complexa ainda. 

    Mas o que salta aos olhos, e aí está uma grande diferença entre América e Brasil, é que apesar de toda a guerra na mídia , não se vê juiz nenhum dando entrevistas sobre indiciados pelo comitê de Robert Mueller , ou  nenhum juiz da suprema corte aparecendo na TV.  

    Os americanos não vão cometer esse erro básico para a coisa não ficar tão evidente. 

  5. Uma coisa é certa: esse

    Uma coisa é certa: esse vazamento só favorece Lula e nosotros que o admiramos; desserviu, e muito, à Globo. Independente do que postou Ali, não precisamos desenhar nada, pois a imagem nítida está no contexto do vazamento. E nos leva à verdade: de que essas emissoras, todas elas bandeadas para a direita, tem em seus quadros muitos Chicos. 

    Não podemos duvidar de que dentro de várias emissoras, e instituições em geral, funcionários não rezam na mesma cartilha do dono. PHA pode até servir de exemplo, se considerarmos sua trajetória de jornalismo e a Record com suas ideias retrógadas.

    Nem todos os fiéis das igrejas neo-pentecostais seguem as ordens dos pastores e bispos na hora de votar. Não podemos crer que esses pobres incautos sãototalmente imbecis, descerebrados. Já foi feita até uma pesquisa provando que em meio a tantos bobinhos, existem os que tem personaldade suficiente para não se deixarem manipular a esse ponto.

  6. Hildegard Angel cantou a

    Hildegard Angel cantou a pedra:

    “POIS EU, QUE trabalhei com Ali Kamel e sei de sua inteligência extrema, não creio que se passará assim… IMAGINO QUE KAMEL verá nesse episódio uma oportunidade de provar isenção, (…) CHICO PINHEIRO é praticamente um troféu para evidenciar que a Globo também pode ter um jornalismo independente… E MAIS DO QUE nunca a Globo precisa recuperar a imagem de seu jornalismo, que se consolida como domesticado e de opinião única… ” (fonte)

    Já devia ter desconfiado, pois dizer que a solitária imunda onde trancafiaram Lula, vigiado 24hs por bolsonaristas, é melhor do que todos os lugares em que ele passou a infância e juventude, e que ele deve ficar quieto por um tempo, é de um CINISMO inquestionável.

     

    • A acomodação a que o Chico Pinheiro se refere é o Sindicato

      Araujo88, eu acho que você está enganado, pois a acomodação a que o Chico Pinheiro se refere é a acomodação do Sindicato, não à cela.

      Pelo jeito, vamos acabar concluindo que o Edward Snowden e o Bradley Manning foram mantidos na administração pública dos EUA para fazer o que fizeram, isto é, para vazarem as informações que vazaram. Isso não é verdade, pois os vazamentos desses Senhores puseram os EUA numa saia justíssima. Da mesma forma, o vazamento do Chico Pinheiro põe a Globo em saia justa.

      Ou não?

  7. Os modos de produção

    Ao ouvir esse vazamento no Youtube fiquei na duvida se seria mesmo o Chico Pinheiro. A voz claro que igual a dele, mas vai saber. E pelo jeito foi ele mesmo. Eu não sei se foi premeditado ou não pelo Chico ou pela propria Globo agora o que sabemos é que muitos jornalistas não estão de acordo com seus editorais. Mas por que eles não se são capazes em conjunto de dizer não a manipulação mais vil e pedir mais pluralidade… Eh uma outra discussão.

    Lembro quando trabalhava na area, o sindicato de jornalistas do meu estado tinha muitas dificuldades de fazer avançar pautas da categoria. Conversando com eles na época, a presidente me disse que jornalista não gosta de fazer greve e quando pede aumento, faz de cabeça baixa etc. Eu entendi ali que jornalista tem vergonha de se dizer trabalhador. Ele pensa que faz parte de uma elite e como tal não deve estar no mesmo patamar dos trablhadores. Estou generalizando porque muitos fazem greve (e perdem o trabalho) e se sindicalizam, mas boa parte gostaria de ser o que não é exatamente e fazem parte dessas manipulações semioticas.

  8. ‘A esquerda se alvoroçou:

    ‘A esquerda se alvoroçou: “Chico Pinheiro é a voz dissonante da Globo!”, “Chico Pinheiro critica a Globo!”… “detona a Globo!”… “elogia Lula!”. Foram as comemorações mais recorrentes.’

    Pouca gente percebeu, ou não deu importância, ao comentário de Chico Pinheiro quando foi anunciada, no Bom Dia Brasil, a morte de Márcio Thomas Bastos.

    De improviso, após a leitura do currículo do grande jurista, ele lembrou e acrescentou aos telespectadores que o ex- ministro da Justiça, do grande governo do grandissssimo Luiz Inácio Lula da Silva, tinha sido o responsável pela modernização e valorização da PF sob o comando do delegado Paulo Lacerda. Creditou o combate a corrupção a atuação do grande criminalista e, indiretamente, ao governo exitoso de Luiz Inácio Lula da Silva.

    PS.Não assisto telejornais da Globo de livre e espontânea vontade. Neste dia estava esperando consulta médica num consultório.

  9. Eu acho que todas as maçãs globais são podres

    Não é o Chico Pinheiro que cura o Bonner de sua diarréia mental, é o Bonner que contagia o Chico Pinheiro. Uma maç]a podre põe o cesto a perder.

    Que vergonha, Chico, você fingindo defender o Lula, quando na verdade, defendia a Globo.

  10. Para Buarque, Lavrador não merece nada mais ancho que uma cova

    Funeral de um Lavrador
    (Chico Buarque)

     

    Esta cova em que estás com palmos medida
    É a conta menor que tiraste em vida
    É a conta menor que tiraste em vida

    É de bom tamanho nem largo nem fundo
    É a parte que te cabe deste latifúndio
    É a parte que te cabe deste latifúndio

    Não é cova grande, é cova medida
    É a terra que querias ver dividida
    É a terra que querias ver dividida

    É uma cova grande pra teu pouco defunto
    Mas estarás mais ancho que estavas no mundo
    Estarás mais ancho que estavas no mundo

    É uma cova grande pra teu defunto parco
    Porém mais que no mundo te sentirás largo
    Porém mais que no mundo te sentirás largo

    É uma cova grande pra tua carne pouca
    Mas a terra dada, não se abre a boca
    É a conta menor que tiraste em vida
    É a parte que te cabe deste latifúndio
    É a terra que querias ver dividida
    Estarás mais ancho que estavas no mundo
    Mas a terra dada, não se abre a boca.

    • João Cabral de Melo Neto

      Salvo eu não estar entendendo bem o comentário, advirto o senhor Rui Ribeiro que o Chico só musicou o poema de João Cabral de Melo Neto, “Morte e Vida Severina”, uma obra prima da literatura brasileira, aliás.

  11. Contra el olvido, la memória – Comandante Marcos

    “O jornalista Chico Pinheiro, conhecido por seu bom humor, falou sério ao responder o internauta que o abordou. Pinheiro foi categórico: “Processo de impeachment é político. E não vejo autoridade moral ou ética nos políticos que querem julgar a Presidente”. Para justificar sua afirmação o jornalista afirmou ainda: “Dos 65 deputados que compõem a comissão, mais de 40 tiveram seus nomes ligados às empresas investigadas na Lava Jato”.

    Um outro internauta fez uma pergunta mais direta: “É golpe ou não é?”. Pinheiro manteve a linha de questionar a autoridade dos julgadores: “O impeachment está previsto na Carta [Constituição]. O que o torna golpe são os personagens que tocam o processo e seus interesses”.

    Essa declaração de Chico Pinheiro foi suficiente para despertar a ira de golpistas que passaram a agredi-lo pelo twitter. Um internauta mais grosseiro afirmou que o jornalista deveria estar ganhando dinheiro para defender aquela posição. A resposta foi dura: “Gente da sua turma tá acostumada a emitir opinião de acordo com a grana que recebe, é?? Por isso não nos entende..” Um outro internauta tentou jogar todos numa vala comum ao dizer que está tudo podre, sociedade, política, jornalismo, tudo sujo!”. Foi suficiente para despertar a veia irônica do jornalista: “Você pode ter razão. Mas quando a gente acha que absolutamente tudo cheira mal, é prudente checar o próprio nariz..””

     Do Portal Vermelho

  12. Só tolos acreditam em

    Só tolos acreditam em qualquer coisa que vem da globo. Artistas e jornalistas que se dizem de esquerda e que trabalham na globo são a maior empulhação, eles ajudam a dar a impressão aos leigos que essa emissora nazista é democrática. 

    • Waack não deu a impressão aos leigos de que a Globo é democrátic

      Porque a Globo o demitiu?

      Para dar a impressão de que é democrática também?

      Mas se a Globo quer apenas dar a impressão de que é democrática, porque ela não deixaria ninguém de direita nos seus quadros?

    • A resistência tinha que ter começado bem antes

      Nas atuais circunstâncias, resistir além do que o Lula resistiu significaria desencadear um banho de sangue, onde os principais perdedores não seriam os parasitas sociais, mas os trabalhadores, como sempre.

      A resistência tinha que ter começado bem antes. Mas Lula não quer incendiar o país. Lula achou que ele finalmente tinha sido aceito no seio dos sangue-azuis. Nada mais falso. Mas não foi falta de aviso:

       

      A Elite Tupiniquim assimilou o Partido dos Trabalhadores
      Por Célia Martinez 27/11/2013 às 19:31

      A classe parasita brasileira precisava fazer reformas indispensáveis à continuidade dos seus privilégios. Com o PT na oposição, tais reformas eram impossíveis, pois elas prejudicariam ainda mais os interesses da classe trabalhadora. Então os parasitas puseram em prática aquele velho ditado popular: “Se não consegues vencer teu inimigo, alia-te a ele.” E assim o PT se adaptou.

      Mas a elite brasileira não queria o PT como aliado para sempre, era só prá fazer as reformas necessárias. Depois de feito o serviço sujo, o PT seria descartado. O velho caixa 2 se transformaria em mensalão e ra, re, ri, ro, rua.

      Mas aconteceu que a classe dominante viu que era muito melhor manter o Lula na Presidência pois ele engessou os movimentos sociais, garantindo maiores lucros com menores riscos. Então o Lula foi poupado mas boa parte do PT foi sacrificada.

      O Roberto Jeff atacou caninamente o Dirceu mas disse que Lula era inocente.

      Porque a reforma da previdencia, supostamente fruto de vários crimes, não foi anulada, se até gravidez resultante de estupro é abortada? Ora, porque essa reforma era de supremo interesse dos parasitas sociais brasileiros. Se não fosse isso, essa reforma seria anulada, tal qual uma gravidez resultante de estupro é interrompida.

  13. Porventura o Morador de uma palafita não é cidadão?

    E eu pergunto pra você: Quando essa empregada vai virar cidadã pra você?

    Prá mim, o critério de cidadania não é a qualidade da moradia. Acho que um cidadão pode morar num barraco lá do Morro, pode morar numa choupana construída no mangue, num cubículo no fundo do quintal da patroa ou num palácio.

    Aliás, pense num conceito que eu acho babaca: é esse de cidadania.

  14. A cidadania não tem a ver com a qualidade da moradia. Tem?

    Alguém que mora debaixo de uma ponte não é cidadão, porventura?

  15. Uma gaiola, ainda que seja de ouro, tolhe a liberdade

    Eu achava que a acomodação a que o Chico Pinheiro se referia era a acomodação do Sindicato. Mas agora, vendo as coisas fora da caixa, acho que ele se refere à cela. Se for assim, você tem razão, Amoraiza. E nesse caso, lhe peço desculpas.

     

  16. Vazamento de áudio de Chico Pinheiro foi um não-acontecimento

    Wilson Ferreira está 101% correto ao afirmar que o “vazamento” do áudio é um não-acontecimento.

    o autor deste artigo vem desenvolvendo importantes análises a respeito, por exemplo: Impeachment, o não-acontecimento e a psico-história.

    em pleno capitalismo cognitivo, no mundo do trabalho imaterial, no qual as redes, a logística e as populações se tornaram o principal front de batalha, com o front em cada um e ninguém mais em cada front, trava-se uma guerra permanente em que a mais temida super arma é a IA.

    o que é mais humilhante e deprimente? a rendição voluntária de Lula frente a uma multidão disposta a defendê-lo? ou o unânime silêncio da mídia alternativa a respeito deste outro não-acontecimento?

    .

     

  17. Vazamento de áudio de Chico Pinheiro foi um não-acontecimento

    enquanto isto, dois meta-acontecimentos apenas de ontem para hoje:

    Over 250 dead in Algerian military plane crash outside the capital

     Apr 11, 2018 @ 12:08

    The Algerian army’s Ilyushin Il-76, carrying dozens of military troops and officers, crashed on Wednesday shortly after takeoff from the Boufarik airbase outside Algiers. It was heading for the western city of Bechar. Rescuers found thick smoke billowing from the wreckage.

    Greek military airplane goes down in Aegean Sea

    Apr, 12 2018 Author: Thema Newsroom

    The jet was part of a squadron intercepting Turkish jets that had violated Greek airspace

    .

     

  18. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome