A morte de um gênio

Música popular brasileira de luto, com a morte do imenso Moacir Santos. Saxofonista de primeiríssima, autor de clássicos como “Nanã”, um dos principais músicos da linha de frente que conquistou o jazz para a música brasileira, Moacir morre aos 80 anos, depois de ter recebido a consagração no Brasil nos últimos anos.

Recebeu carinho e reconhecimento ainda em vida.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora