Associação do MP convoca todos os promotores da PB para processar professor crítico da Lava Jato

Professor e advogado Agassiz Filho pode ser alvo de ação coletiva do MP não só pela Lava Jato, mas também por criticar Operação Calvário

Agassiz Filho, advogado e professor da Universidade Estadual da Paraíba. Foto: Reprodução

Da Revista Fórum

Associação do MP convoca todos os promotores da Paraíba para processar professor crítico da Lava Jato

Por Ivan Longo

 

Em edital publicado recentemente, a Associação Paraibana do Ministério Público (APMP) convocou todos os procuradores e promotores de Justiça do estado para uma assembleia extraordinária virtual, no dia 6 de novembro, em que será decidido se a entidade entra com um processo coletivo contra o advogado e professor de Direito Constitucional da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Agassiz Filho. O motivo é o fato de Filho ter, no início desta semana, feito críticas à operação Calvário em uma peça de campanha do candidato à prefeitura de João Pessoa, Ricardo Coutinho (PSB), que é ex-governador do estado e alvo da operação.

“A Diretoria da ASSOCIAÇÃO PARAIBANA DO MINISTÉRIO PÚBLICO – APMP, com espeque nos arts. 10, alínea ‘e’ e 11 do Estatuto respectivo, convocar todos os seus associados titulares em dia com as obrigações estatutárias para uma Assembleia Geral Extraordinária, a ser realizada no dia 06 de NOVEMBRO DE 2020 (SEXTA-FEIRA), de forma remota, pela plataforma ZOOM, com link a ser fornecido nos grupos da APMP, com horário compreendido das 09:00 às 11:00 horas, para fins de votação para autorização de ação coletiva de indenização da APMP em face das postagens do Advogado AGASSIZ ALMEIDA FILHO no perfil da rede social INSTAGRAM do candidato a Prefeito da Capital @realcoutinho”, diz o edital, assinado pelo promotor de Justiça Márcio Gondim, presidente da APMP. Em entrevista ao blog Heron Cid, Gondim confirmou que processará Agassiz.

Na postagem de Ricardo Coutinho usada como base pela associação para processar Filho, o professor diz que “o papel do Ministério Público não é acusar de forma leviana, sem provas, e utilizando a imprensa como instrumento para convencer a opinião pública”.

Leia também:  Regina Duarte diz que fake news sobre Marisa Letícia foi “crítica”

“O que está acontecendo neste caso é que o Ministério Público não está prejudicando apenas Ricardo Coutinho. O Ministério Público está prejudicando também o povo da Paraíba e o povo de João Pessoa porque está criando a condição necessária para que as pessoas se confundam e pensem que Ricardo Coutinho de alguma maneira se desviou do caminho ético, sério e profissional que ele sempre observou”, completa.

Crítico contumaz da operação Lava Jato, o professor denunciou nas redes sociais os planos da APMP de processá-lo e disse que o lavajatismo tem se manifestado na Paraíba através da Operação Calvário. À Fórum, Agassiz Filho disse que alguns membros da operação não aceitam críticas. “Juristas importantes, como J.J. Gomes Canotilho e Lenio Streck, fazem as mesmas críticas. O fato de essas críticas terem ganhado destaque durante as eleições municipais, com Ricardo Coutinho na disputa, seguramente teve um certo peso para essa decisão da Associação Paraibana do Ministério Público. Mas creio que a aversão às críticas bem construídas e justificadas juridicamente foi o fator decisivo”, declarou.

 

Continue a leitura na Revista Fórum

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

6 comentários

  1. Olha ai uma das sementes da intolerância e da cultura do ódio e do lawfare, na mão de promotores de confusão e desta turminha da meritocracia concursada e garantidos por carreira e soldos vitalícios, que por isto se acreditam ser da casta escolhida pelos deuses da República Hipócrita Brasileira.
    Difícil mesmo acreditar que se possa melhorar o país, com estes conservadores do atraso e perturbadores alheios. Esta geração crescida sob super proteção, não pode praticar as quedas e tropeços da vida e se caiu nisto dai. Hoje o mundo em grande parcela é dirigido por jovens mimimi, os minions do contrassenso.

    11
  2. Se o Pt ganhar uma eleição presidencial mais uma vez, continue respeitando a lista tríplice porque no mpf só tem republicanistas .Apud José Eduardo Cardoso.
    Se tem uma coisa que este fascista da presidêcia fez de certo foi mandar a pqp esta lista. Só o republicanismo do Pt pra respeitá-la.

  3. Só o PT e as esquerdas domesticadas acreditam no republicanismo do MP dos concurseiros. Esses mauricinhos só saberão o que é responsabilidade social e democracia no dia que precisarem ser eleitos pelo voto do povo. As esquerdas precisam fazer com que tudo que diz respeito a MP e Judiciário deva passar pelo voto do povo tais quais Legislativo e Executivo.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome