Bolsonaristas burlam bloqueio do Twitter e atacam STF

Bernardo Küster chegou a divulgar um tutorial para alterar as configurações. Sara Winter publicou atacando Moraes de “cabeça de piroca” e “ditador de merda”

Sara Winter. | Imagem: Reprodução

Jornal GGN – Após o Twitter bloquear perfis bolsonaristas de sua plataforma por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), os apoiadores do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) burlaram o sistema da rede social e já estavam tuitando nesta sexta-feira, 24 de julho. 

As contas foram bloqueadas pelo ministro Alexandre de Moraes no âmbito do inquérito das Fake News, mas a decisão é restrita ao território nacional. 

De acordo com informações da Folha de S. Paulo, como o acesso só é bloqueado para o Brasil, para conseguir utilizar os seus perfis os usuários modificaram as configurações de localização de suas contas. 

Alvo do bloqueio, Bernardo Küster chegou a divulgar um passo a passo de como alterar as configurações da conta para fora do país e continuar utilizando.

A ativista e bolsonarista Sara Winter fez as atualizações e fez publicação chamando Moraes de “cabeça de piroca” e “ditador de merda” em sua conta bloqueada. Ela foi presa em junho por atacar o ministro.

O Twitter afirmou em nota que quando recebe “uma solicitação válida e adequadamente definida de uma entidade autorizada, pode precisar reter o acesso a determinados conteúdos em um país específico”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora