Condenado no Mensalão tucano, Azeredo sai do PSDB

Ex-governador de Minas Gerais deixou o partido alegando "motivos pessoais". Partido vai criar regras para filiados que se envolvem em esquemas de corrupção, prevendo expulsão para condenados em segunda instância

Jornal GGN – Condenado a 20 anos de prisão por envolvimento no chamado mensalão tucano, Eduardo Azeredo, ex-presidente do PSDB (2005-2007), deixou o partido, segundo relatos do Estadão desta terça (21).

Azeredo alegou “motivos pessoais” para pedir a desfiliação da legenda. Ele cumpre pena desde o dia 23 de maio de 2018, num batalhão do Corpo de Bombeiros na zona sul de Belo Horizonte.

“O diretório estadual do PSDB-MG informa que o Sr. Eduardo Azeredo deu ciência ao partido, através de sua família, que protocolou perante o Tribunal Regional Eleitoral de MG sua desfiliação partidária do PSDB. As razões que motivaram sua decisão, por serem de caráter pessoal e de foro íntimo, não serão objeto de comentários deste diretório”, diz nota do PSDB mineiro.

O TRE informou que o cancelamento da filiação de Eduardo Azeredo ocorreu em 8 de maio.

Azeredo deixou o PSDB no mês em que os filiados se reúnem para a convenção nacional, marcada para o dia 31. Há expectativa de que João Doria, eleito governador de São Paulo, tenha influência forte na composição de um novo diretório.

“O PSDB elabora um texto que estabelece regras internas para filiados flagrados em supostos esquemas de corrupção. O partido poderá estabelecer regras afastariam tucanos réus criminais e expulsariam condenados em segunda instância. Na proposta já formulada pelo atual comando do PSDB, o partido passará a ter formalmente um código de ética”, afirma o Estadão.

1 comentário

  1. O partido do muro, dos protegidos do Moro e da mera engavetação de CPIs contrárias, cria regras para filiados que forem pegos. Se envolver em denúncias não é o problema. O negócio é deixar as coisas ficarem pretas sem ter a cobertura do Paulo Preto. Azeredo só azedou porque foi pego e livre da lava jato não precisou delatar.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome