Coréia do Sul alerta: pessoas recuperadas podem voltar a ser atacadas pelo coronavírus

Segundo o jornal Korea Times, ainda não se sabe o que levou à reinfecção, se algum vírus que resistiu ao tratamento ou nova exposição ao agente patológico

O ponto central da loucura bolsonariana, de boicote ao isolamento social, é que pessoas infectadas tornam-se imunes a um novo ataque do vírus. A Coréia do Sul acaba de confirmar 111 casos de reinfecção por coronavirus. A maioria dos casos deletados foi em Daegu e na província de Gyeongsang do Norte.

Segundo o jornal Korea Times, Jung Eun-kyeong, diretor dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças da Coréia (KCDC), disse ainda não saber o que levou à reinfecção, se algum vírus que resistiu ao tratamento ou nova exposição ao coronavirus.

O diretor disse que uma extensa pesquisa está em andamento e o KCDC compartilhará o resultado com a OMS e outras nações que lutam contra o coronavírus. No entanto, autoridades de saúde disseram ter sido “altamente provável” que o vírus tivesse sido reativado, pois deram positivo em tempo relativamente curto após serem liberados da quarentena.

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora