Coronavírus: passageiros do exterior entram sem triagem nos aeroportos brasileiros

O protocolo é adotado por diversos países conter o avanço da doença, mas no Brasil nada foi feito

Foto: AP Foto/Andre Penner

Jornal GGN – A pandemia do coronavírus chegou ao Brasil pelos aeroportos internacionais, mas os passageiros que chegam do exterior ainda passam pelos saguões sem triagem. O protocolo de controle de temperatura é adotado por diversos países para conter o avanço da doença, já que a febre é um dos sintomas comuns nos infectados. 

À reportagem do jornal Estado de S. Paulo, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirmou que “não há indicação de fazer qualquer tipo de controle de temperatura nos viajantes”. 

Em países como China, Itália, Coreia do Sul e nos Estados Unidos, com altas taxas de pessoas infectadas, a temperatura dos passageiros é verificada, como medida de contenção.

Segundo o Estadão, passageiros que chegaram essa semana de outros países pelos aeroportos internacionais de Brasília e São Paulo não passaram por nenhum procedimento.

Na semana passada, o governo do Distrito Federal chegou a anunciar que bombeiros fariam triagem dos passageiros no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek. Mas, de acordo com o Palácio do Buriti, o protocolo do Ministério da Saúde impediu “que os bombeiros fizessem as ações nas áreas predeterminadas”. 

Vale ressaltar, que a primeira vítima fatal de coronavírus no Rio de Janeiro, uma idosa de 63 anos, foi infectada por sua empregadora, que voltou de viagem do exterior e testou positivo para coronavírus. Se a empregadora tivesse sido devidamente colocada em quarentena desde que voltou ao Brasil, talvez a empregada não tivesse sido contaminada.

Ainda, o presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, tem negado a prática de protocolos para conter o vírus, segundo recomendação do  Ministério da Saúde. Ele chegou a acompanhar Bolsonaro durante ato em Brasília, no último domingo, 15 de março.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  PGR pede para ouvir "delator" do vazamento sobre Queiroz no inquérito Moro x Bolsonaro

1 comentário

  1. Não adianta, num núcleo de governo em que inexiste o contraditório, exatamente nada pode funcionar corretamente, e isto é o que vem ocorrendo desde o início do mandato deste cretino, sem esquecer os tres pimpolhos que só serviram, até agora, não só para atrapalhar com também desacreditar o país, o único capaz de ter um contra-almirante à frente do ministério da Saúde.
    Esta questão da triagem pode ser resolvida em dois tempos, mas o tal núcleo precisa apurar se isto é idéia do PT, pois tudo é política na cabeça do imbecil analfabeto que tomou gosto pelo Poder. Se o idiota do ministro da Justiça tivesse cérebro, os aeroportos brasileiros já estariam funcionando corretamente.
    Graças aos céus que uma guerrilheira passou pelo Alvorada, já que por lá juntou uma reserva de mais de 500 bilhões de dólares e, há meses, é dali que este país se segura.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome