Legado presidencial de Trump não deixa nada a celebrar

Mandato republicano foi marcado por negação à ciência, divisão racial e distanciamento dos Estados Unidos da comunidade internacional

Foto: Reprodução

Jornal GGN – Donald Trump é o terceiro presidente norte-americano a não ser reeleito desde a Segunda Guerra Mundial, ao lado de Jimmy Carter e George H.W. Bush. Os quatro anos em que o republicano governou o país foram suficientes para deixar marcas que não devem ser resolvidas no curto prazo.

Análise do jornal Correio Braziliense mostra que, desde sua posse, Trump apresentou-se como um ícone de antipolítica e, por jamais ter ocupado um posto eletivo ou uma posição de liderança militar, o selo presidencial normalizou a presença de um magnata conhecido como celebridade de televisão.

Em quatro anos, o republicano desmontou diversas políticas públicas lançadas por Barack Obama, como o programa federal pública apelidado de Obamacare, além de cortar o financiamento da Agência de Proteção Ambiental, assinar medidas pró-indústria do carvão, aliviar leis para extração e a saída do Acordo de Paris. Trump também distanciou os EUA da comunidade internacional ao rejeitar parcerias econômicas multilaterais, sem contar o endurecimento das regras de imigração.

Como fatores decisivos para sua decorada, estão a forte divisão do país por conta da postura condescendente adotada pelo presidente junto aos movimentos declaradamente racistas, além da forma como tratou a pandemia de covid-19, que matou mais de 230 mil norte-americanos.

 

 

Leia Também
Bolsonaro segue em silêncio após vitória de Biden
Biden começa a planejar reversão de políticas de Trump
Quem comemora a derrota de Trump deve buscar entendê-la, por Flavio Lobo
Manias gringas na gringolandia, por Fábio de Oliveira Ribeiro
As Eleições Americanas e seus Desdobramentos

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora