Novo ruído evidencia fragilidade de articulação do PSL

Telefonema entre Luciano Bivar e ministro da Secretaria do Governo cria novo obstáculo em uma relação que já mostra complicações

Jornal GGN – Um telefonema do ministro Luiz Eduardo Ramos (Secretaria do Governo) ao presidente nacional do PSL, deputado Luciano Bivar (PE), acrescentou mais um grau de tensão à articulação política do Palácio do Planalto, que já não é das mais sólidas.

Agora, o conflito chegou à liderança do PSL na Câmara dos Deputados. O cargo foi alternado por dois deputados: Delegado Waldir (GO), que conta com o apoio de Luciano Bivar, e Eduardo Bolsonaro (SP), que tem o suporte da ala mais ligada ao seu pai.

Informações do jornal Folha de São Paulo indicam que o conflito ganhou força diante da conversa entre Ramos e Bivar, que buscavam uma terceira via para a liderança da sigla. Para isso, Eduardo e Waldir abririam mão da disputa.

Porém, o que se viu foi uma nova guerra de criação de listas e um partido rachado: enquanto a ala mais próxima dos Bolsonaro diz que não houve acordo, aliados de Bivar dizem que houve traição por parte do Planalto.

O partido vive um quadro de crise há duas semanas, desde que o presidente disse que Bivar está “queimado” e evidenciou sua intenção de migrar de legenda. Porém, nada indica que a situação irá se resolver no curto prazo, principalmente depois que Eduardo Bolsonaro destituiu os 12 vice-líderes do PSL na Câmara – grande parte destes ligada à Bivar.

 

2 comentários

  1. Enquanto isso, óleo continua invadindo as praias, matando animais marinhos, destruindo ecossistemas.
    Enquanto isso, avançam as criminosas privatizações, a reforma da Previdência, o desvio de recursos do orçamento pros bancos.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome