Para entender Carvalhosa, o sócio da Lava Jato, por Luis Nassif

Dos R$ 2,5 bilhões da Fundação planejada pela Lava Jato, metade estava reservada para acionistas brasileiros da Petrobras que entrassem com ações coletivas contra a empresa. O principal advogado da class action brasileira é o próprio Carvalhosa

Algumas observações sobre as “lacradas” de Modesto Carvalho em defesa da Lava Jato.

  1. Seus tweets são impulsionados. Digo isso porque recebo seus tweets sem segui-lo.
  2. Ele é sócio da Lava Jato.

Dos R$ 2,5 bilhões da Fundação planejada pela Lava Jato, metade estava reservada para acionistas brasileiros da Petrobras que entrassem com ações coletivas contra a empresa.

O principal advogado da class action brasileira é o próprio Carvalhosa.

Daí se entende sua ira contra o Supremo Tribunal Federal, que impediu a jogada da Lava Jato.

A divisão do Fundo era clara. Metade seria para ações de compliance. É por aí que se entende as iniciativas de Deltan Dallagnol, Roberson Pozzebon e Rosangela Moro de montar empresas de palestras.

A outra metade é para as ações judiciais.

O GGN prepara uma série de vídeos sobre a interferência dos EUA na Lava Jato. Quer apoiar esse projeto? Saiba como em www.catarse.me/LavaJatoLadoB


 

 

 

 

 

 

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

13 comentários

  1. O advogado Modesto Carvalhosa me fez lembrar de uma frase do jurista Ruy Barbosa:
    “Não se deixem enganar pelos cabelos brancos, pois os canalhas também envelhecem”.

  2. Vendo agora como funcionava a lavajato, através dos vazamento trazidos, sabemos que há interesse em garantir a corrupção lavajatista, independente do dinheiro desejado por uns vir tão carregado da energia ruim das desgraças, tristezas e aterrorizações cometidas pela operação.

  3. Nassif: são canalhas de muitos naipes que os VerdeSauvas botaram em circulação no cenário econômico e social de Pindorama. Aos poucos vão assumindo seus papeis, traçados pela QuerênciaDeCruzAlta e pela PraiaVermelha. São a fina flor da cultura e inteligência das AgulhasNegras em ação, nestes últimos cinquenta anos. O poeta AntônioNobre já tinha profetizado essas coisas — “Pobre dos lusíadas, tão abandonado. Antes fosse prá soldado, antes fosse pro Brasil”. Só falta, agora, o Queiroz assumir o comando da UniãoDasMilíciasDoMessias, que já está formada no Rio. Os sócios da LavaJato serão financiadores da nova “Arma”, uma espécie de “braço armado do Governo”. A representatividade no Congresso já está garantida por uns cinco Partidos. E cada vez mais os caras vão se garantindo. Pois, como dizem os entendidos, “em tempo de pirão pouco, primeiro o meu”.

    PS.: não sou robô

  4. Quem diria o nada Modesto Carvalhos, querendo uma mamadinha, no peitão da tão honesta lava jato logo vi para um ancião ir para av. Paulista falar bosta no carro de som, tinha que ganha algum. Mas ele tá lizo, porque quer é só pedir dinheiro a Queiroz.

  5. ´´A injustiça que se faz a um é uma ameaça que se faz a todos´´
    Qualquer coisa que não parta de LULA LIVRE não tem nenhuma legalidade. Estamos passando pano nos erros sem autocrítica (essa é boa) e esquecendo que o maior partido e o maior presidente desse país fiquem de fora. Estamos permitindo que a injustiça que CONTINUA sendo feita, seja, um dia, feita com qualquer um de nós. LULA LIVRE é pressuposto de BRASIL LIVRE.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome