PM apresenta chaveiro do Pateta como prova das intenções criminosas dos manifestantes

Quem imaginava que o ridículo teria fim, é surpreendido diariamente.

Agora se atingiu o auge, com a Polícia Militar divulgando imagens do material apreendido com jovens socorristas (especializados em prestar socorros para vítimas da polícia em manifestações).

Confiram abaixo. Se acharem que é pegadinha, vão até o G1 ou clique aqui.

Um estilingue; pedras; um extintor de incêndio; celulares; uma câmera GoPro; um maço de cigarros; uma caneta esferográfica; um cabo de televisão; bandanas; um gorro; um chaveiro do Pateta, personagem da Disney; máscaras de gás; um boné; panfletos contrários ao governo Temer; óculos de proteção; luvas; gazes e outros materiais de primeiros-socorros, como comprimidos de analgésico; e garrafas com líquido aparentando ser vinagre (veja as imagens abaixo e acima).

Mencionam também uma barra de ferro. Mas não a mostram. Provavelmente porque não tinha nenhuma por perto para ser colocada, da mesma maneira que fazem com revólveres que aparecem nas mãos de crianças de 12 anos fuzilada por eles.

Provavelmente a brava PM julgou que o chaveiro do Pateta fosse alusão a alguma alta autoridade do estado de São  Paulo. Não se sabe se da área militar ou civil.

37 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Marcos PB

- 2016-09-06 08:57:47

Estilingue não, lançador de projéteis

Lembrei de uma apreensão feita da ditadura anterior, a de 1964. Os jornais divulgavam a versão oficial, a notícia falava em algo do tipo "lançador de projéteis" e as fotos mostravam estilingues. Creio que houve uma exposição depois que mostrava essas fotos.

Não encontrei referências ao "lançador de projéteis", mas encontrei esta outra, que conta sobre um promotor que acusa "perigosos subversivos" de querer "o sangue e a morte da família brasileira", munidos de "munido de poderoso material bélico": eram lavradores, que carregavam facão, enxada e um estilingue.

Parece que a brava PM está assustada com o "poderoso material bélico" da meninada. O link da informação sobre a outra ditadura (ou será que ainda é a mesma, só tivemos um recesso?) está abaixo, a anedota (trágica, mas também cômica), está na p. 130-131:

http://www.justica.gov.br/central-de-conteudo/anistia/anexos/advocacia-em-tempos-dificeis_baixa-resolucao.pdf

 

Doney

- 2016-09-06 04:38:39

Perfeito.  Estive em uma

Perfeito. 

Estive em uma manifestação sexta-feia aqui em Vitória... sobrou tiro, porrada e bomba.

Não postei aqui a postagem que fiz no meu blog com receio de retaliação.

Álvaro Noites

- 2016-09-06 01:22:38

O material de maior

O material de maior periculosidade encontrado pelos playmobils foram os cartazes "Fora Temer", o que ficou de escanteio no G20.

Leonardo Koppes

- 2016-09-06 00:58:24

Já falei várias vezes e repito:

Polícia militar é um órgão de repressão política, só isso. Pegar bandido é retórica, inclusive porque só pegam bandido pé de chinelo. PCC??? Nem pensar! A eficiência dessa corporação para debelar manifestações populares é de 100%. Usam cavalos, bombas de efeito moral, cachorros, balas de borracha e fazem uso de estratégias para cercar manifestantes que, imagino, lhes toma boa parte do tempo nos quartéis treinando. Usam pelotões com mais de mil homens atacando por vários flancos (como eles costumam falar). Nunca se viu mobilizações assim para pegar bandido, mas para bater no povo e debelar qualquer forma de manifestação popular, ahhh, isso sim, vimos e veremos por muitos anos ainda. Agora que descemos ao nível de republiqueta das bananas não é de se esperar algum tipo de respeito à cidadania.

serralheiro 70

- 2016-09-06 00:46:50

Barbárie da pmsp.

Também amestrada para atacar raivosamente ao comando de seus donos canalhas.  Totalmente anti-social, Precisamos de uma força de paz da ONU para proteger nossos jovens contra tais crimes.

Andre B

- 2016-09-06 00:27:37

A repressão é burra.

Acho que acertou na mosca. As forças de repressão, qualquer uma delas em qualquer lugar do mundo primam pela burrice. Veja na ditadura, quanta critica subliminar e metaforica passava desapercebida pelos censores e quanta coisa que nada tinha com criticas a ditadura eram censuradas. Aliás,a repressão ganha corpo quando a burrice se espalha pela sociedade e se torna lugar comum, e acho que estamos vivendo isso no Brasil de hoje. Basta ver o nivel de burrice da grande imprensa.

 

joaocomentarista

- 2016-09-06 00:07:58

obrigado pela informação. Até
obrigado pela informação. Até hoje sempre que vi o crédito era dado ao Brecht. Ao ver as notícias dos protestos e atuação da polícia, sempre me vem a mente este texto

Fabio !

- 2016-09-06 00:04:13

.

Do pateta ? Puxa , se ainda fosse dos irmãos metralhas ......... kkkkk 

CB

- 2016-09-05 23:58:35

Ufa! Que perigo eu corri.

Ufa! Que perigo eu corri. Quase fui pra manifestação levando as chaves de casa presas num chaveiro do Pato Donald. Já pensou? Prisão perpétua! Este é o país ridículo em que os coxinhas vivem, mais ridículo ainda é o estado do Tucanistão. Eu cito muito o 1984, mas acho que, na real, estamos mesmo é vivendo uma paródia do 1984 dirigida por Mel Brooks. Pena que Gene Wilder se foi. Ele faria um temer excepcional.

mcn

- 2016-09-05 23:08:38

A questão é a seguinte:
A PM-SP fala fino com bandido, abaixa a cabeça pro PCC, mas se veste de Playmobil para espancar trabalhador, bater em estudante, intoxicar criança de colo com armamento pesado. Cambada de frouxos.

rmoraes

- 2016-09-05 22:49:42

Pikachu: Goooo!

Ah! Vcs não sabem de nada! Imaginem se, com os celulares armados, eles soltassem pikachus e outros pokemons! Seria um desastre! Choques elétricos, jatos de água e ataques mentais espalhando a confusão e o medo na polícia! Certos eles de apreenderem este perigosíssimo material de guerrilha.

Abraços generalizados!

Alan Souza

- 2016-09-05 22:45:00

Aí já configura tráfico!

Se for uma cartela, aí já dá pra enquadrar em tráfico!

Lucinei

- 2016-09-05 22:25:02

O que me surpreende é ainda

O que me surpreende é ainda ter quem não se deu conta de que está diante do  "triunfo da boçalidade", e que ela está "sem freio"

peregrino

- 2016-09-05 22:22:42

mas.....................preparem-se

algo tão ridículo assim, a forma como o governador encara tudo, não tem só começo

[email protected]

- 2016-09-05 22:17:13

Contra a Força das Armas e o Monopólio da Mídia, a Inteligência

Esse tipo de farsa, como outras fartamente utilizadas pela turma da Casa Grande, não destina-se às pessoas informadas e que pensam, destina-se à desinformação continuada de crentes, como os fantasiados de verde-amarelo CBF que, ao trombetear massivo e diuturno da Globo, foram duas vezes passear na Paulista, imaginando estarem salvando a si e o Brasil, da corrupção e do diabo bolivariano, a léguas de perceberem-se, na regra, massa de manobra contra si.

Trata-se de jogo político, pois a força das armas está com eles, portanto a caça ao Pokemon verde-amarelo para afastá-lo da ignorância, enfraquecendo o inimigo, exige inteligência.

Qual a dificuldade de perceber-se e, na próxima manifestação, dividir-se as bandeiras vermelhas dos partidos e movimentos, com igual número de verde-amarelas, a bandeira brasileira (não precisa vestir-se CBF), para que o desavisado, convicto em sua linearidade, confunda-se com a nova imagem e comece a compreender, que partido é parte no país de todos, como no futebol o Inter é vermelho e a seleção é verde-amarela. 

peregrino

- 2016-09-05 22:16:23

melhor grito de protesto, sem dúvida alguma...

pois não há como distorcer para subversão por ideologia

Jair Fonseca

- 2016-09-05 22:14:17

O poema não é de Brecht, mas

O poema não é de Brecht, mas do pastor luterano Martin Niemöller, antinazista. O poema tem mais de uma variante e também costuma ser atribuído erroneamente a Maiakóvski.

peregrino

- 2016-09-05 22:10:42

perdoem a brincadeira...

é que já ouvi coisas muito piores ditas por pm's no afã de agradar seus superiores

se recrutas fazem, imagine pm's

Marcio Brasileiro

- 2016-09-05 22:06:49

Esta na hora de alguém gritar

Esta na hora de alguém gritar para o Governador:"queremos mais segurança e menos repressão."

Edivaldo Dias Oliveira

- 2016-09-05 22:03:00

Se refletirmos rasamente há
Se refletirmos rasamente há uma certa lógica na denúncia do chaveiro terrorista e sua justa apreensão, se não vejamos; PaTeta, PT. Peceberam a sutil mensagem subliminar dos esquerdistas?

peregrino

- 2016-09-05 22:00:37

rs..................o que dizer da luva latex

camisinha para sexo grupal em plena avenida paulista?

Gustavo Horta

- 2016-09-05 21:57:32

APAPORRA SAPORRA!
APAPORRA SAPORRA!> https://gustavohorta.wordpress.com/2016/08/23/apaporra-saporra/ "Desde menino ouvi dizer, e aprendi, que chapéu de trouxa é marreta. Que se dormir distraído, pode acordar com um pé de mesa… E a cada dia mais isto se confirma, Olha só. Naquele antro da quadrilha que costumamos chamar de congresso, as coisas acontecem de uma forma muito diferente e complexa. Pode-se dizer, em mais um eufemismo, peculiar. ..."

 

Monier.,.,.,

- 2016-09-05 21:52:10

Quem aceita isso, aceita

Quem aceita isso, aceita tudo.

Nessa barbaridade toda existe uma cadeia de comando, claramente definida por cargos em comissão e funções de confiança.

Não é preciso se bater pela difícil demissão de funcionário estável, que depende de uma discussão sobre dolo ou culpa, e que pode recair sobre algum bode expiatório, um piloto de viatura qualquer, ao passo que o comando fica impune. 

O que a rede de parlamentares ligados à Democracia tem que fazer é usar suas prerrogativas de parlamentares para exigir que essa cadeia de comando caia. Que nenhum dos que estiveram no comando no dia de ontem possam ter acesso a cargos de chefia ou gestão pelos próximos anos. Que os cargos sejam dados a quem não participou dessa barbárie politiqueira. Que a corporação internalize a idéia de que participar desse tipo de coisa afasta os cargos de gestão, em vez de virem como prêmio.

Querer que o MP estadual exerça a fiscalização que a Constituição manda o MP fazer sobre a polícia é o mundo escandinavo, e ainda sujeita o MP ao aparelhamento político. Enquanto isso não existe, é preciso que as instituições reajam e atropelem esses servidores públicos com a mesma força com que atropelaram os manifestantes usando suas bombas e brucutús.

Isso se o Senado, a Câmara Federal, as comissões de Direitos Humanos municipais e federais ainda forem instituições. Convoquem a cadeia de comando para depor, abram CPI, façam plantão nas corregedorias como fez Suplicy no Deic, perguntem e divulguem a razão de os procedimentos não andarem, investiguem por si próprios com as grandes equipes pagas por dinheiro público que têm. Troquem uma dessas alianças políticas nefastas pela responsabilidade por um olho. Trabalhem bem uma vez para não precisar trabalhar de novo.

Elvys

- 2016-09-05 21:33:40

Supera o episódio da ditadura

Supera o episódio da ditadura civil militar que apreenderam um exemplar do livro "O vermelho e o negro". E discordo do Nassif: não atingiu o auge, pois existe espaço para mais idiotices. Se preparem que virão mais perólas em breve.

Henrique Finco

- 2016-09-05 21:28:09

Seria comédia não fosse tragédia

Esta é a mesma puliça que afirma que Eduardo Psseghini, de 13 anos de idade, matou toda sua famíiai com uma pistola de uso reservado, com tiros precisos. Lembrando: os pais de Eduardo eram PMs pulistas, sendo que sua mãe trabalhava na corregedoria da PM e já havia recebido ameaças.... 

Antônio - Minas Gerais

- 2016-09-05 21:21:35

Gestapo

Reafirmo, se faz necessário denunciar nos tribunais internacionais a Gestapo de São Paulo e seu comandante, isto é, o governo Geraldo Opus Dei. Não adianta denunciar nos tribunais brasileiros. O judiciário brasileiro é totalitário. Lembrando, assim que Hitler chegou ao poder ele teve pleno apoio da polícia e do judiciário alemão. 

Joaocomentarista

- 2016-09-05 21:13:40

Primeiro levaram os
Primeiro levaram os negros Mas não me importei com isso Eu não era negro Em seguida levaram alguns operários Mas não me importei com isso Eu também não era operário Depois prenderam os miseráveis Mas não me importei com isso Porque eu não sou miserável Depois agarraram uns desempregados Mas como tenho meu emprego Também não me importei Agora estão me levando Mas já é tarde. Como eu não me importei com ninguém Ninguém se importa comigo. Bertolt Brecht

alfeu

- 2016-09-05 21:13:38

*

Pode deixar que no proximo kit-flagrante eles vão incluir esse item.

naldo

- 2016-09-05 21:13:38

Apresentados o chaveiro e o

Apresentados o chaveiro e o próprio Pateta......

Joaocomentarista

- 2016-09-05 21:13:34

Primeiro levaram os
Primeiro levaram os negros Mas não me importei com isso Eu não era negro Em seguida levaram alguns operários Mas não me importei com isso Eu também não era operário Depois prenderam os miseráveis Mas não me importei com isso Porque eu não sou miserável Depois agarraram uns desempregados Mas como tenho meu emprego Também não me importei Agora estão me levando Mas já é tarde. Como eu não me importei com ninguém Ninguém se importa comigo. Bertolt Brecht

joel lima

- 2016-09-05 21:06:40

Tenho certeza de que que a

Tenho certeza de que que a tucanada que manda na pm aqui em sp está torcendo pra que essa ação desmedida da pm resulte na morte de um -  pm - pois assim se terá o álibi que o governo Temer quer pra colocar as forças armadas nas ruas.

E basta ver pelos editoriais e alguns colunisas que a grandimprensapequenada já deu toda a justificada pra aumentar a repressão.  

O fósfofo e a pólvora estão lado a lado. E questão de tempo haver a explosão. 

José Luis da Silva Pereira

- 2016-09-05 21:06:10

Vai chegar o dia do acerto de

Vai chegar o dia do acerto de contas.

A população tem todo o direito de se defender - em paridade de armas! - desses bandidos que agem em gangues fardadas.

São como skinheads oficiais!

PauloBR

- 2016-09-05 21:00:36

Alguém disse "chaveiro do Pateta"?

- Rodrigo Constantino, acharam!...

Jus Ad Rem

- 2016-09-05 20:56:27

Parece que tem uma cartela de

Parece que tem uma cartela de Cibalena também... Droga pesadíssima!!

Ou seria Doril?  

Rui Daher

- 2016-09-05 20:55:26

Prova cabal,

do que escreve o gênio Vinícius Mota, hoje, na Folha: "A esquerda do país não consegue sepultar a violência". Sucesso quem fabricar chaveirinhos da dupla Pateta e Mota.

Assis Ribeiro

- 2016-09-05 20:53:16

Quem não lembra do mendigo,
Quem não lembra do mendigo, único condenado, portador de coquetel molotov em garrafa de detergente E Temer dizendo que as palavras recentes do Papa sobre a sua preocupação em relação ao Brasil se referia, segundo o golpista, à violência dos manifestantes. Essas interpretações geniais para serem ditas nos salões de determinada burguesia incoerente, ilógica, e raivosa. Mas, na real só devolve contra si mesmo o ranço da mentira. É só aguardar que as defecções serão ainda mais rápidas que a do líder raivoso de 64, Lacerda, que poucos meses após a instalação daquela ditadura, pulou do barco. As ações de repressão das policias só fazem ajudar a aumentar o número de manifestantes e dos que abandonam o golpe.

jose carlos vieira filho

- 2016-09-05 20:45:51

QI

Nassif, estou desconfiado que isso não é má fé. É burrice mesmo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador