Por unanimidade, TJ-SP mantém sentença que absolve Haddad em ação de improbidade

Juiz de primeira instância já havia rejeitado a ação por entender que não houve demonstração de benefícios obtidos pela UTC na gestão Haddad

Foto: Ricardo Stuckert

Jornal GGN – A 7ª Câmara de Direito Público, do Tribunal de Justiça de São Paulo, manteve por unanimidade a sentença de primeira instância que enterrou uma acusação por improbidade administrativa contra o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT). As informações são do blog do Fausto Macedo.

A ação do Ministério Público de São Paulo foi baseada na delação premiada de Ricardo Pessoa, ex-dirigente da UTC. Para obter benefícios na Lava Jato, ele relatou que teria pagado uma dívida da campanha de Haddad, de 2012, a uma gráfica, a pedido de João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT.

O juiz Thiago Baldani Gomes De Filippo, da 8ª Vara de Fazenda de São Paulo, já havia rejeitado a ação por entender que não houve demonstração de benefícios obtidos pela UTC na gestão Haddad.

Em seus votos, os desembargadores do TJ relataram “que atos de improbidade precisam ser tratados com seriedade e rigor, mas que isto não justifica o recebimento de uma acusação sem substrato probatório”, informou o Estadão.

Leia também:

Arquivada ação penal contra Haddad por corrupção e lavagem de dinheiro

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

3 comentários

  1. Depois que a justiça deixou correr o bundalelê eleitoral, onde se permitiu quase tudo contra o PT e seus candidatos, agora tenta se redimir aplicando a verdade, que parece ter sido esquecida ou sequestrada em época da campanha de Fernando Haddad.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome